A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FRATURAS POR ESTRESSE (stress) Profa. Luana de La Barra.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FRATURAS POR ESTRESSE (stress) Profa. Luana de La Barra."— Transcrição da apresentação:

1 FRATURAS POR ESTRESSE (stress) Profa. Luana de La Barra

2 CONCEITO = Solução de continuidade do tecido ósseo ou uma reação osteoblástica localizada sem aparente ruptura da cortical

3 Biomecânica O osso apresenta característica de sofrer deformidade elásticas e plásticas. Em resposta a carregamentos leves o osso deforma elasticamente, retornando a sua forma original após cessar a força. Carregamentos que superam os níveis críticos geram deformidade plástica – o osso mantém a deformidade.

4 MECANISMOS Resposta à atividade intensa Traumas repetitivos de pequena magnitude (atletas, soldados,...) Reação osteoblástica anormal Quebra óssea por fadiga

5 Etiologia São adotadas duas teorias: A musculatura enfraquecida reduz a absorção de choque das extremidades inferiores e permite a redistribuição de força para o osso, aumentando o estresse em determinadas regiões do osso – MMII A tração muscular através do osso é capaz de gerar forças repetitivas suficientes para desencadear as fraturas de estresse - MMSS

6

7 FATORES PREDISPONENTES Treinamento (atletas) Sexo feminino 12x > masculino Calçados Alterações biomecânicas

8 SINTOMAS dor localizada ( c/ atividade e c/ repouso)

9 DIAGNÓSTICO - Radiografia: tardio (sinais de consolidação)

10 DIAGNÓSTICO - Cintilografia Óssea: precoce

11 DIAGNÓSTICO -Ressonância Magnética -Tomografia Computadorizada

12 DIAGNÓSTICO

13

14 INCIDÊNCIA metatarsos, tíbia, fíbula, fêmur, pelve, vértebras pé: 35%; metatarsos/navicular; atletismo tíbia: saltadores (1/3 médio) corredores (1/3 proximal ou distal) colo e diáfise do fêmur: corredores coluna: torção e hiperextensão (salto altura, arremesso peso)

15 TTO. ORTOPÉDICO -restrição da atividade física -restrição da carga sobre o membro -imobilização -cirúrgico (osteossíntese) * Reabilitação: carga progressiva e retorno gradativo ao esporte

16 Duas fases: I: controle da dor, AINH, analgesia, descarga permitida nas atividades de vida diárias, exercício de alongamento e manutenção aeróbica sem impacto. II: Atleta sem dor – varia de 10 a 14 dias – Fase I + correção dos fatores biomecânicos, utilização de órteses, regulação dos aspectos nutricionais.

17

18

19

20 FIM !


Carregar ppt "FRATURAS POR ESTRESSE (stress) Profa. Luana de La Barra."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google