A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

História Monetária e Financeira Apresentação Objectivos da disciplina Estudar as grandes linhas de transformação do sistema monetário e financeiro internacional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "História Monetária e Financeira Apresentação Objectivos da disciplina Estudar as grandes linhas de transformação do sistema monetário e financeiro internacional."— Transcrição da apresentação:

1 História Monetária e Financeira Apresentação Objectivos da disciplina Estudar as grandes linhas de transformação do sistema monetário e financeiro internacional nos últimos dois séculos. Nesse sentido perspectivam-se historicamente questões actuais relacionadas com os regimes monetários e sua articulação quer com o desempenho económico dos países centrais e periféricos, quer com as trajectórias da mundialização financeira. Estas trajectórias também se compreendem no quadro de inovações institucionais.

2 História Monetária e Financeira Apresentação PROGRAMA Parte I – As grandes linhas de transformação do sistema monetário internacional 1. Introdução 2. Convertibilidade e estabilidade cambial 2.1. O bimetalismo 2.2. O padrão-ouro: mitos e realidades 2.3. O padrão divisas-ouro entre as guerras: competição e cooperação 2.4. Bretton Woods: o padrão-dólar O sistema monetário internacional depois de 1971: o período das flutuações controladas

3 História Monetária e Financeira Apresentação 3. Uniões Monetárias 3.1. A teoria: o conceito de zona monetária óptima A experiência histórica: as uniões monetárias nacionais e multinacionais (a unificação monetária da Alemanha; a União Monetária Latina; a União Monetária Escandinava) Integração monetária, integração económica, unificação política.

4 História Monetária e Financeira Apresentação Parte II – O sistema financeiro internacional 1. Trajectórias da mundialização financeira 2. Crises financeiras: instituições e mercados 2.1. As crises de 1890, 1929 e 1995/ Instituições financeiras e crescimento económico: o sistema bancário e a Bolsa de Valores

5 História Monetária e Financeira Apresentação BIBLIOGRAFIA Eichengreen, Barry (1999), A Globalização do capital. Uma história do sistema monetário internacional, Lisboa: Bizâncio. Flandreau, Marc; Zumer, Frédéric (2004), Les origines de la mondialisation financière, , Études du Centre de Développement, OCDE. Macedo, Jorge Braga de; Eichengreen, Barry; Reis, Jaime (org.) (1994), Convertibilidade Cambial, Banco de Portugal e Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (capítulos 1,2,3).

6 História Monetária e Financeira Apresentação Avaliação de conhecimentos Participação sob a forma de apresentação de temas nas aulas e de pequenos trabalhos escritos (50%). Teste com duas questões seleccionadas a partir de uma lista previamente distribuída (50%).

7 História Monetária e Financeira Apresentação Aulas de Exercícios / Calendarização Parte I – As grandes linhas de transformação do sistema monetário internacional Tema 1: O bimetalismo (13 de Março) Tema 2: A relação entre estabilidade monetária e crescimento económico (21 de Março) Tema 3: Uniões monetárias (17 de Abril)

8 Introdução Porquê o estudo dos sistemas monetários? O sistema monetário internacional é o cimento que mantém juntas as economias nacionais. O seu papel é dar ordem e estabilidade aos mercados de divisas estrangeiras, incentivar a eliminação de problemas das balanças de pagamentos e proporcionar o acesso a créditos internacionais no caso de choques desagregadores. As nações consideram difícil a exploração eficiente dos lucros do comércio e dos empréstimos internacionais, na ausência de um mecanismo monetário internacional que funcione adequadamente. (...) é impossível perceber o funcionamento da economia internacional sem se perceber também o seu sistema monetário (Eichengreen, 1999: 17, sublinhados nossos)

9 Introdução A relação entre o estudo do SMI e os movimentos de capitais - a forma em U dos movimentos internacionais de capitais (gráfico) / em causa as teorias que explicam a estabilidade cambial pela via da pouca mobilidade dos movimentos de capitais (vd século XIX) / em causa a relação entre grande movimento de capitais e estabilidade cambial (vd século XX) A relação entre os movimentos de capitais a longo prazo e a integração financeira internacional

10 Introdução

11 Análise do SMI implica: ter como objecto de estudo os diferentes regimes monetários que o integram perspectiva histórica: SMI assumiu ao longo do tempo formas diferentes; regimes monetários apresentam-se como processos dinâmicos, não se confinam a exames instantâneos.

12 Introdução Questões: Como definir o conceito de regime monetário? E como definir política monetária? Trata-se de conceitos idênticos? Regime monetário podemos subdividir o conceito nas suas duas componentes:

13 Introdução Regime => definição económica - equilíbrio no qual um conjunto de regras gera expectativas estáveis entre os actores do mercado / interacção de procedimentos seguida por actores como o governo tendo em conta as decisões das famílias e das empresas. => definição da ciência política - conjunto de normas, regras e procedimentos que guiam o comportamento dos estados e de outros importantes actores. Nesta acepção um regime define-se pelas acções do governo e de actores que possuem uma acentuada influência (sindicatos, grandes empresas,...).

14 Introdução Monetário => A moeda desempenha duas funções – unidade de conta e meio de pagamento. - Unidade de conta simplifica comparações de valor, pois o valor de todos os bensé expresso na referida unidade (numéraire) - Meio de pagamento facilita as trocas (dispensa a coincidência de vontades que a troca livre implica) => A moeda também pode desempenhar a função de reserva de valor (a moeda pode funcionar como meio de pagamento não só no presente como no futuro)

15 Introdução Definição de Regime Monetário em termos gerais: Corpo legislativo que determina o funcionamento e as características dos instrumentos monetários – a unidade de conta e os meios de pagamento.

16 Introdução A moeda assumiu historicamente diversas formas (1) Meio de pagamento: Metálico Fiduciário Escritural (2)Unidade de conta: Mercadoria Convencional

17 Introdução Tipologia dos regimes monetários: Bimetalismo Padrão-prata Padrão-ouro Padrão divisa(s)-ouro Convencional

18 Introdução Nos regimes monetários que incluem moeda metálica temos: Moeda principal ou moeda-mercadoria cunhagem/amoedação a partir de metais como ouro e prata valor monetário, extrínseco ou nominal = valor metálico ou intrínseco + imposto de senhoriagem curso forçado ilimitado agentes económicos privados podiam mandar cunhar moeda => pagamento do imposto de senhoriagem

19 Introdução Moeda subsidiária cunhagem a partir de metais como cobre, bronze valor monetário, extrínseco ou nominal > valor metálico ou intrínseco curso forçado limitado emissão reservada ao Estado

20 Introdução Imposto de senhoriagem Em termos gerais: lucros provenientes da emissão monetária Num padrão de moeda-mercadoria: montante pago para cunhar metal precioso / diferença entre o valor extrínseco e o valor intrínseco da moeda / lucro decorrente dessa cunhagem = historicamente, a desvalorização monetária foi utilizada pelos governos como forma de aumentar a receita proveniente do imposto de senhoriagem =

21 Introdução Problemas ligados aos regimes monetários de moeda metálica: Cercear moeda – retirar pequenos pedaços de metal precioso das moedas que se encontram em circulação => passam a circular sem o peso legal. Moeda falsa – desde que o preço do metal em barra mais os custos de falsificação seja inferior ao preço do metal cunhado. = apesar do problema da moeda falsa não ser uma realidade exclusiva aos regimes de moeda metálica =

22 Introdução Questão: O regime monetário é definido a nível nacional ou internacional? É a política monetária interna que define o regime ou é o sistema monetário internacional? Estudos históricos sugerem não existir uma resposta universal em termos de tempo e espaço – no entanto, se a determinante na definição do regime monetário é nacional, a componente internacional tem desempenhado, muitas vezes, um papel dominante na definição do regime.

23 Introdução Política monetária Conjunto de medidas adoptadas pelo Estado em relação à moeda e dirigidas a todos os agentes económicos, incluindo o próprio poder público. Utilização de instrumentos que visam o controlo da liquidez- manipulações monetárias (desvalorizações e revalorizações); manipulação das taxas de juro; operações de mercado aberto;...

24 Introdução A politização das políticas monetárias (e fiscais) no século XX # século XIX as pressões sociais exercidas sobre os governos a difícil opção entre equilíbrio interno e externo Soluções actuais: taxas de câmbio flutuantes nalguns países, enquanto Europa opta por união monetária como forma de estabilização (os custos da perturbação do mercado cambial para as economias de menor dimensão e com maior grau de abertura ao exterior).


Carregar ppt "História Monetária e Financeira Apresentação Objectivos da disciplina Estudar as grandes linhas de transformação do sistema monetário e financeiro internacional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google