A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FINANÇAS INTERNACIONAIS EVOLUÇÃO DO SISTEMA MONETÁTIO INTERNACIONAL Definição - CONJUNTO DE POLÍTICAS, INSTITUIÇÕES, INSTRUMENTOS, LEIS, REGRAS E PROCEDIMENTOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FINANÇAS INTERNACIONAIS EVOLUÇÃO DO SISTEMA MONETÁTIO INTERNACIONAL Definição - CONJUNTO DE POLÍTICAS, INSTITUIÇÕES, INSTRUMENTOS, LEIS, REGRAS E PROCEDIMENTOS."— Transcrição da apresentação:

1 FINANÇAS INTERNACIONAIS EVOLUÇÃO DO SISTEMA MONETÁTIO INTERNACIONAL Definição - CONJUNTO DE POLÍTICAS, INSTITUIÇÕES, INSTRUMENTOS, LEIS, REGRAS E PROCEDIMENTOS UTILIZADOS PARA A REALIZAÇÃO DE PAGAMENTOS INTERNACIONAIS, EM PARTICULAR NA LIQUIDAÇÃO DE DÉBITOS INTER-PAÍSES. MOEDA: ACTIVO UTILIZADO NA LIQUIDAÇÃO DE DÉBITOS. oSISTEMAS ALTERNATIVOS DE CÂMBIOS FLUTUAÇÃO LIVRE (CÂMBIOS FLEXÍVEIS). FLUTUAÇÃO CONTROLADA (MANAGED FLOAT) ALISAMENTO DIÁRIO DAS COTAÇÕES LEANING AGAINST WIND FIXAÇÃO NÃO OFICIAL TARGET ZONE ARRANGEMENT (ZONAS MONETÁRIAS) SISTEMA DE TAXAS FIXAS Dr. João Rosa Lopes

2 FINANÇAS INTERNACIONAIS BREVE PANORÂMICA DO SISTEMA MONETÁRIO INTERNACIONAL –Principais Etapas: BIMETALISMO: até 1875 PADRÃO OURO: PERÍODO ENTRE GUERRAS: REGIME DE BRETTON-WOODS CÂMBIOS FLEXÍVEIS: UEM: DESDE 1999 BIMETALISMO A circulação monetária na Europa foi baseada, durante largos séculos, em moeda metálica de prata. Apenas na idade média, o ouro assumiu papel mais relevante. No século XIX, a maioria dos países permitia a circulação, em simultâneo, de moedas de ouro e prata A Lei de Gresham. Dr. João Rosa Lopes

3 FINANÇAS INTERNACIONAIS O SISTEMA PADRÃO-OURO CONDIÇÕES BASE DO SISTEMA OURO COMO MOEDA CORRENTE: O OURO DEVERIA SER ACEITE SEM RESTRIÇÕES EM PAGAMENTOS INTERNACIONAIS; CONVERTIBILIDADE DAS DIVISAS; QUEM POSSUIA OURO PODERIA PEDIR AO ESTADO A SUA CUNHAGEM EM MOEDA; OS MOVIMENTOS INTERNACIONAIS (IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO) DEVERIAM SER LIVRES; AUSÊNCIA DE INTERVENÇÃO ESTATAL. CONSEQUÊNCIAS MESMO VALOR PARA PAPEL-MOEDA E OURO NO PAÍS E EXTERIOR; AUTOMATISMO DO PADRÃO-OURO; FLUTUAÇÕES DENTRO DE PEQUENOS LIMITES. Dr. João Rosa Lopes

4 FINANÇAS INTERNACIONAIS PERÍODO ENTRE GUERRAS O SISTEMA PADRÃO DIVISAS-OURO ( ) PRINCÍPIOS: SÓ OS EUA E GB PODERIAM DETER OURO; OS OUTROS PAÍSES PODERIAM DETER RESERVAS EM OURO E DIVISAS (USD E GBP); É SUSPENSA A CONVERTIBILIDADE DAS DIVISAS EM OURO; MANTÉM-SE ASSEGURADA A CONVERTIBILIDADE DO USD E DA GBP, MAS SOB A FORMA DE LINGOTES DE OURO. (EM 1931, A GB SUSPENDEU A CONVERTIBILIDADE DA LIBRA, DEIXANDO-A FLUTUAR LIVREMENTE) Dr. João Rosa Lopes

5 FINANÇAS INTERNACIONAIS OS ACORDOS DE BRETTON-WOODS –SISTEMA BASEADO NA FIXIDEZ DAS TAXAS DE CÂMBIO E QUE CRIOU O FMI - CARACTERÍSTICAS: AS PARIDADES SÃO FIXAS (RELATIVAMENTE AO DÓLAR); OS EUA COMPROMETIAM-SE A RESPEITAR A PARIDADE DE 35 USD POR ONÇA DE OURO; MARGENS DE FLUTUAÇÃO +-1% FACE AO USD (ATRAVÉS DA COMPRA E VENDA DE DIVISAS); O DÓLAR É UMA MOEDA DE RESERVA, E DE INTERVENÇÃO DE MERCADO, DETIDA PELOS BANCOS CENTRAIS; OS PAÍSES MEMBROS DO FMI SÓ PODERIAM ALTERAR A PARIDADE DAS SUAS MOEDAS APÓS PRÉVIA APROVAÇÃO PELO FMI; CADA PÁIS TEM UMA QUOTA NO FMI; O FMI ESTARIA EM POSIÇÃO DE EMPRESTAR DIVISAS AOS MEMBROS EM CASO DE DÉFICE. Dr. João Rosa Lopes

6 FINANÇAS INTERNACIONAIS PRINCIPAL PONTO FRACO – NÃO HAVIA QUALQUER PROVISÃO PARA SUPORTAR O AUMENTO DE RESERVAS INTERNACIONAIS NECESSÁRIO AO AUMENTO DOS FLUXOS INTERNACIONAIS (ERA O SISTEMA PADRÃO DÓLAR-OURO) PERÍODO DE GRANDE ESTABILIDADE. PERÍODO DE GRANDE CRESCIMENTO ECONÓMICO. CONFIRMAÇÃO DO USD COMO MOEDA-CHAVE DO SISTEMA. Dr. João Rosa Lopes

7 ACORDO SMITHSONIAN (1971) INCONVERTIBILIDADE DO USD (1971) – Factores: - DÉFICE DA BALANÇA DE PAGAMENTOS - DÉFICE DA BALANÇA COMERCIAL; - PERDA DE CONFIANÇA NO USD; - SAÍDA DE OURO E USD DOS EUA; - ASCENSÃO DO JAPÃO E ALEMANHA; - INTENSIFICAÇÃO DOS CONTROLOS CAMBIAIS; - GRANDE ESPECULAÇÃO NOS MERCADOS CAMBIAIS (Marco); - MERCADO PARALELO DO OURO. FINANÇAS INTERNACIONAIS Dr. João Rosa Lopes

8 FINANÇAS INTERNACIONAIS BASES DO ACORDO (Acordo Smithonian) O DOLAR SERIA DESVALORIZADO FACE AO OURO, PASSANDO O VALOR DE UMA ONÇA PARA 38 USD; NOVA BANDA DE FLUTUAÇÃO DE 2,25 % FACE AO USD – COLAPSO DO SISTEMA DE TAXAS FIXAS INCONVERTIBILIDADE DO USD; CRISE DO PETRÓLEO; NÍVEIS ELEVADOS DE INFLAÇÃO; RECESSÃO ECONÓMICA. Dr. João Rosa Lopes

9 FINANÇAS INTERNACIONAIS ACORDO DE JAMAICA BASES DO ACORDO É PERMITIDA UMA MAIOR FLEXIBILIDADE NA GESTÃO DAS TAXAS DE CÂMBIO; É AUMENTADA A RSEPONSABILIDADE DO FMI NA SUPERVISÃO DO SMI; ALTEROU-SE A NATUREZA DOS DSE, AUMENTANDO A SUA ATRACTIVIDADE COMO ACTIVO DE RESERVA; SIMPLIFICOU-SE E EXPANDIU-SE A CAPACIDADE DE ASSISTÊNCIA PELO FMI, AOS PAÍSES MEMBROS, EM CASO DE DESEQUILÍBRIOS DE CURTO PRAZO. oNA PRÁTICA O ACORDO DE JAMAICA CONDUZIU A UM SISTEMA DE CÂMBIOS FLUTUANTES CONTROLADOS oAS PRÁTICAS CORRENTES DOS MEMBROS DO FMI (E NÃO SÓ) ABRANGEM UM LEQUE DE ALTERNATIVAS QUE VAI DESDE A LIGAÇÃO A OUTRA MOEDA À FLUTUAÇÃO LIVRE.


Carregar ppt "FINANÇAS INTERNACIONAIS EVOLUÇÃO DO SISTEMA MONETÁTIO INTERNACIONAL Definição - CONJUNTO DE POLÍTICAS, INSTITUIÇÕES, INSTRUMENTOS, LEIS, REGRAS E PROCEDIMENTOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google