A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistemas de Informação e Tecnologia em Desenvolvimento de Sistemas Língua Portuguesa Profª. Ms. Val Fuga.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistemas de Informação e Tecnologia em Desenvolvimento de Sistemas Língua Portuguesa Profª. Ms. Val Fuga."— Transcrição da apresentação:

1 Sistemas de Informação e Tecnologia em Desenvolvimento de Sistemas Língua Portuguesa Profª. Ms. Val Fuga

2 Língua Portuguesa GÊNEROS TEXTUAIS(I)

3 Concepção de linguagem abordada no curso Concepção de linguagem abordada no curso Linguagem: fenômeno social, histórico e ideológico, ou seja, um lugar de interação humana. Assim, as condições específicas de cada campo de comunicação verbal geram um dado gênero (Bakhtin, 1929/1988). Linguagem: fenômeno social, histórico e ideológico, ou seja, um lugar de interação humana. Assim, as condições específicas de cada campo de comunicação verbal geram um dado gênero (Bakhtin, 1929/1988).

4 O que é Gênero? Gêneros são tipos de enunciados relativamente estáveis e normativos, que se constituem historicamente, elaborados por cada esfera de utilização da língua. Esses enunciados se relacionam diretamente a diferentes situações sociais, que geram, por sua vez, um determinado gênero com características temáticas, composicionais e estilística própria (Bakhtin, 1929/1988). Gêneros são tipos de enunciados relativamente estáveis e normativos, que se constituem historicamente, elaborados por cada esfera de utilização da língua. Esses enunciados se relacionam diretamente a diferentes situações sociais, que geram, por sua vez, um determinado gênero com características temáticas, composicionais e estilística própria (Bakhtin, 1929/1988).

5 De que maneira o gênero pode influenciar no texto? Seleção de conteúdos temáticos; Seleção de conteúdos temáticos; Plano geral do texto; Plano geral do texto; Escolha lexical; Escolha lexical; Tamanho das orações e períodos; Tamanho das orações e períodos; Tipos de laços coesivos; Tipos de laços coesivos; Utilização ou não de pronomes de 1ª ou 2ª pessoa; Utilização ou não de pronomes de 1ª ou 2ª pessoa; Utilização de tempos verbais; Utilização de tempos verbais; Maior ou menor correção gramática. Maior ou menor correção gramática.

6 Classificação dos Gêneros na perspectiva Bakhtiniana Gêneros primários(simples): são próprios das circunstâncias de uma comunicação verbal espontânea, por exemplo, o diálogo cotidiano, uma carta informal. Gêneros secundários (complexos): veiculam enunciados típicos de uma comunicação cultural mais complexa e evoluída, principalmente a escrita, por exemplo, um romance, um discurso científico.

7 O que é texto? Texto: a noção de texto designa toda unidade de produção de linguagem que veicula uma mensagem linguisticamente organizada e que tende a produzir um efeito de coerência sobre o destinatário (um diálogo familiar, uma exposição pedagógica, um pedido de emprego, um artigo de jornal, um romance, etc.). Na medida em que todo texto se inscreve, necessariamente, em um conjunto de textos ou em um gênero, adota-se a expressão gênero de texto (Bronckart, 1997). Texto: a noção de texto designa toda unidade de produção de linguagem que veicula uma mensagem linguisticamente organizada e que tende a produzir um efeito de coerência sobre o destinatário (um diálogo familiar, uma exposição pedagógica, um pedido de emprego, um artigo de jornal, um romance, etc.). Na medida em que todo texto se inscreve, necessariamente, em um conjunto de textos ou em um gênero, adota-se a expressão gênero de texto (Bronckart, 1997).

8 Gêneros Textuais São entidades sócio-discursivas, caracterizam-se como eventos textuais altamente maleáveis, dinâmicos, plásticos. Surgem emparelhados a necessidades e atividades sócio-culturais, bem como na relação com inovações tecnológicas. Caracterizam-se muito mais por suas funções comunicativas, cognitivas e institucionais do que por suas peculiaridades lingüísticas e estruturais (Marchuschi, 2000). São entidades sócio-discursivas, caracterizam-se como eventos textuais altamente maleáveis, dinâmicos, plásticos. Surgem emparelhados a necessidades e atividades sócio-culturais, bem como na relação com inovações tecnológicas. Caracterizam-se muito mais por suas funções comunicativas, cognitivas e institucionais do que por suas peculiaridades lingüísticas e estruturais (Marchuschi, 2000).

9 Qual a diferença entre gênero textual e tipo textual? Tipo textual: uma espécie de seqüência teoricamente definida pela natureza lingüística de sua composição. Abrangem cerca de meia dúzia de categorias conhecidas como: Tipo textual: uma espécie de seqüência teoricamente definida pela natureza lingüística de sua composição. Abrangem cerca de meia dúzia de categorias conhecidas como: Narração; Narração; Argumentação; Argumentação; Exposição ou explicação; Exposição ou explicação; Descrição; Descrição; Injunção. Injunção.

10 Texto Narrativo Função Função Contar fatos e acontecimentos situados no tempo, reais (diário, autobiografia) ou imaginários (contos, romance). Contar fatos e acontecimentos situados no tempo, reais (diário, autobiografia) ou imaginários (contos, romance). Características Emprego freqüente dos tempos do pretérito; Presença de uma ou mais personagens, ações e cenários; Insistência nas indicações temporais (antes disso, durante, depois, etc.)

11 Texto descritivo Função Função Produzir uma imagem que o leitor não vê, permitindo- lhe imaginar: espaços (paisagens, objetos; seres reais ou imaginários ou evolutivos). Produzir uma imagem que o leitor não vê, permitindo- lhe imaginar: espaços (paisagens, objetos; seres reais ou imaginários ou evolutivos). Características Características Predomínio do imperfeito ou do presente; Predomínio do imperfeito ou do presente; Insistência sobre as localizações; Insistência sobre as localizações; Uso de indicações temporais, se a descrição for evolutiva. Uso de indicações temporais, se a descrição for evolutiva.

12 Texto expositivo ou explicativo Função Apresentar fatos históricos, econômicos, geográficos, etc.; Transmitir conhecimentos; Analisar um fenômeno ou uma teoria; Prestar-se ao uso didático. Características Características Expõe no presente e/ou utiliza tempos do pretérito; Expõe no presente e/ou utiliza tempos do pretérito; Linguagem objetiva e referencial; Linguagem objetiva e referencial; Uso de abreviações, indicações numéricas, gráficos e cifras; Uso de abreviações, indicações numéricas, gráficos e cifras; O autor oculta-se em expressões impessoais; diz-se, parece que. O autor oculta-se em expressões impessoais; diz-se, parece que.

13 Texto argumentativo Função Procurar convencer Apresentar e defender uma tese, um ponto de vista; Quando polêmico, tomar partido contra ou a favor de uma pessoa, grupo ou instituição e suas idéias. Características Predomínio do presente do indicativo e/ou do pretérito; Desenvolve idéias e argumentos; Uso de oposições, antíteses; frases de tom categórico; O autor intervém em seu discurso com os pronomes eu ou nós.

14 Texto injuntivo Função Função Propor uma ação (questões de provas ou textos de engajamento político, moral, social) Propor uma ação (questões de provas ou textos de engajamento político, moral, social) Dar conselhos (receitas de cozinha, manuais de montagem, etc.) Dar conselhos (receitas de cozinha, manuais de montagem, etc.) Na publicidade, recomendar a compra de um produto. Na publicidade, recomendar a compra de um produto. características características Uso freqüente da 2ª pessoa do singular 9 ou do pronome você(s) com o verbo na 3ª pessoa) ou da 1ª pessoa do plural (quando o autor se inclui). Uso freqüente da 2ª pessoa do singular 9 ou do pronome você(s) com o verbo na 3ª pessoa) ou da 1ª pessoa do plural (quando o autor se inclui). Emprego do imperativo, do futuro do indicativo e, às vezes, do infinitivo. Emprego do imperativo, do futuro do indicativo e, às vezes, do infinitivo.

15 Qual a diferença entre gênero textual e tipo textual? Gênero textual: textos materializados que encontramos em nossa vida diária e que apresentam características sócio-comunicativas definidas por conteúdos, propriedades funcionais, estilo, composição característica. São inúmeros: telefonema, sermão, carta comercial, carta pessoal, romance, bilhete, reportagem jornalística, aula expositiva, horóscopo, bula de remédio, relatório, edital de concurso, piada, chat, blog, e assim por diante. Gênero textual: textos materializados que encontramos em nossa vida diária e que apresentam características sócio-comunicativas definidas por conteúdos, propriedades funcionais, estilo, composição característica. São inúmeros: telefonema, sermão, carta comercial, carta pessoal, romance, bilhete, reportagem jornalística, aula expositiva, horóscopo, bula de remédio, relatório, edital de concurso, piada, chat, blog, e assim por diante.

16 Bibliografia Bakhtin, M. (2000). Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes. Bakhtin, M. (2000). Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes. Bronckart, J. P. (1999). Atividade de Linguagem textos e discursos. São Paulo: Educ. Bronckart, J. P. (1999). Atividade de Linguagem textos e discursos. São Paulo: Educ. Marcuschi, L.A. & Xavier, A.C. (org. 2004). Hipertexto e Gênero Digitais. Rio de Janeiro: Lucerna. Marcuschi, L.A. & Xavier, A.C. (org. 2004). Hipertexto e Gênero Digitais. Rio de Janeiro: Lucerna.

17 ... Ainda não acabou!!! Vamos exercitar!! Val


Carregar ppt "Sistemas de Informação e Tecnologia em Desenvolvimento de Sistemas Língua Portuguesa Profª. Ms. Val Fuga."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google