A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ambientalismo, Nativismo e Interacionismo Aula 21.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ambientalismo, Nativismo e Interacionismo Aula 21."— Transcrição da apresentação:

1 Ambientalismo, Nativismo e Interacionismo Aula 21

2 Ambientalismo Funcionalismo Nativismo Interacionismo (Figueiredo, 1997)

3 Organismo O que é inato? Nativismo Hereditarieda de Instinto Adaptação Formas de interação Ambiente Ambiente determinando a aprendizage m Experiência Hereditarieda de Controle ambiental

4 Organismo Nativismo psicológico Kant Müller Chomsky Adaptação Interacionismo Baldwin Freud Piaget Ambiente Ambientalismo Psicológico Helmholz Watson Skinner

5 Ambientalismo Helmholz Sensação = pura e real Percepção = aprendida (experiência e treinamento) Exemplo da observação de um objeto com diferentes pontos de vista Aprendizagem como um objeto de pesquisa independente (e não mais como apenas um recurso interpretativo dos filósofos) (Thorndike e Ebbinghaus)

6 Ambientalismo Watson Inicialmente: posição equilibrada entre empirismo e nativismo: A psicologia que eu tentaria construir consideraria como ponto de partida o fato observável de que os organismos, tanto humanos quanto animais, se ajustam a seus ambientes através da bagagem hereditária e dos hábitos

7 Ambientalismo Watson (cont.) Ambientalista-nativista ambientalista radical Crítica ao instinto: pseudo-explicação Nega caráter ativo do organismo: sujeito reagente ao ambiente Ênfase no controle ambiental

8 Ambientalismo Skinner Ambientalista experimentalista Motivos primários da ação são reduzidos: respostas reflexas Comportamentos adaptativos complexos: têm estrutura determinada exclusivamente pelas experiências Funcionalista: organismo ativo emite respostas intencionalidade da conduta (e esta conduta é aprendida – ênfase na história do indivíduo. Reforço condicionado: cultural e historicamente determinado

9 Nativismo Müller Psicofisiologia: Qualificação da sensação ao acionamento interno ou externo das energias específicas dos nervos. Sensação é determinada pelo que há de específico em cada via sensorial Crítica à experimentação

10 Nativismo Jacob von Uexküll Estudo de diferentes espécies: explicação dos comportamentos dependia do conhecimento da natureza do mundo de cada espécie Umwelt – meio comportamental próprio de cada espécie Umgebung – meio geográfico Welt – mundo tal como a ciência descreve

11 Nativismo McDougall Lista de 13 instintos gerais (incluía até para comportamentos sociai) Lorenz No homem o componente inato se retrai mas jamais é eliminado Estudo do comportamento instintivo – experimento de privação de filhote

12 Nativismo Eysenck estudos psicométricos para concluir que há determinantes genéticos na capacidade intelectual Chomsky Aspecto criativo do uso da linguagem: a fala não está determinada pela associação fixa de palavras a estímulos externos ou a estados fisiológicos. O homem é capaz de emitir livremente frases nunca antes ditas e interpretar sem dificuldades enunciados absolutamente originais.

13 Interacionismo Ênfase na história do indivíduo supervalorização da aprendizagem e da experiência em um determinado ambiente ênfase na história da espécie supervalorização do organismo e na determinação do curso do seu desenvolvimento e na qualidade de suas experiências e reações

14 Interacionismo Não encontramos nunca respostas ambientalistas e nativistas em forma pura e exclusiva Síntese capaz de apreender o organismo e o ambiente como elementos de uma totalidade auto- sustentada.

15 Interacionismo Plasticidade inata (Morgan): capacidade de aprender com a experiência. Além das estruturas e formas de reagir estereotipadas o organismo herda uma certa plasticidade inata; em situações estáveis é mais vantajoso a estereotipia das formas; em situações variáveis o mais vantajoso é a plasticidade que permite modificações comportamentais originadas da experiência do indivíduo em um determinado ambiente.

16 Interacionismo Estas modificações não são transmitidas hereditariamente, como diriam os Lamarckistas, mas podem afetar o rumo da evolução da espécie. (...) Quando as condições ambientais se alteram sobrevivem aqueles cuja plasticidade é adequada à mudança, facilitando a adaptação ontogenética.

17 Interacionismo Piaget Interesse nos fenômenos de adaptação ontogenética que tinham repercussão na filogênese Nega que a variabilidade seja puramente aleatória, afirmando que ela pode ser dirigida no sentido das adaptações ontogenéticas As reações do organismo não têm o caráter casual presumido nas teorias de ensaio e erro, mas obedecem uma sistemática derivada da dimensão estrutural dos processos coginitivos, afetivos e motivacionais.

18 Interacionismo Freud Natureza e ambiente (social) associados Desenvolvimento individual luta entre o natural (instinto) e as possibilidades oferecidas pelo ambiente físico e social À atualização da natureza.

19

20 Implica ç õesPositivasNegativas Empiricismo epistemol ó gico -Esfor ç o antidogm á tico -Recurso da razão e do consenso -Metodologia cient í fica -Dilui ç ão da certeza do indiv í duo ou do mundo. -empirismo subjetivo -fenomenismo -ceticismo Ambientalismo biol ó gico Conceito -Ambiente modelando organismo; - Dilui ç ão do organismo -Todos são iguais e, portanto, capazes de aprender -Desaparece qualquer tensão entre organismo e sociedade, isto é : competitividade. -Ambientalismo psicol ó gico -Planeje-se o ambiente e todos serão pac í ficos, s á bios e trabalhadores. Quem ser á o planificador? Marxismo Behaviorismo radical se usado a favor do meio Nativismo biol ó gico-Colonialismo -Racismo -Elitismo -Direita -Nazismo


Carregar ppt "Ambientalismo, Nativismo e Interacionismo Aula 21."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google