A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Vigilância de Tabagismo em Escolares. Secretaria Estadual de Saúde Divisão de Controle do Tabagismo e outros Fatores de Risco de Câncer Divisão de Epidemiologia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Vigilância de Tabagismo em Escolares. Secretaria Estadual de Saúde Divisão de Controle do Tabagismo e outros Fatores de Risco de Câncer Divisão de Epidemiologia."— Transcrição da apresentação:

1 Vigilância de Tabagismo em Escolares

2 Secretaria Estadual de Saúde Divisão de Controle do Tabagismo e outros Fatores de Risco de Câncer Divisão de Epidemiologia ORGANIZAÇÃO Instituto Nacional de Câncer (INCA) Coordenação de Prevenção e Vigilância (CONPREV) Ministério da Saúde

3 Iniciativa mundial: OMS e CDC (GYTS) Sistema de vigilância: inquéritos periódicos em escolares Justificativa: melhorar a capacidade dos países para desenhar, implementar e avaliar programas de prevenção e controle do tabagismo em jovens VIGESCOLA

4 VIGESCOLA é parte de um processo continuado de acompanhamento e análise oportuna da situação do tabagismo em escolares O GYTS tornou-se o maior sistema global de vigilância de saúde

5 Sistema de Vigilância Inquéritos repetidos GYTS - VIGESCOLA A cada 3 anos

6

7 Brasil: capitais participantes*

8 w 40 a 45% das mortes por câncer w 90 a 95% das mortes por câncer de pulmão w 75% das mortes por DPOC/Enfisema w 25% das mortes por doenças cardiovasculares Maior causa evitável de adoecimento e morte no mundo O tabagismo está associado a: Tabagismo: problema de saúde pública

9 Publicidade Fácil acesso Modelos de comportamento Suscetibilidade individual Aceitação social 90% dos Fumantes começaram a fumar até os 19 anos 90% dos Fumantes começaram a fumar até os 19 anos 50% dos experimentadores serão fumantes O que faz as pessoas se tornarem fumantes?

10 Jovens: grupo mais vulnerável Iniciação precoce (10-12 anos) Fatores que influenciam a experimentação: promoção e publicidade da indústria do tabaco acesso: baixo custo, facilidade de obtenção pressão do grupo de colegas modelo de comportamento dos pais, irmãos e outros Dependência à nicotina: em 2 a 3 anos Maior dependência no futuro Tabagismo: problema de saúde pública na população jovem

11 Distribuição da população segundo a faixa etária que começaram a fumar por sexo Faixa Etária Sexo masculino%Sexo feminino% anos347518, , anos17389, , anos ,717386,3 Total Fonte: Comportamento de fumar em adolescentes entre 15 e 19 anos no MRJ - Costa L, 2002 Tabagismo: problema de saúde pública na população jovem

12 12 capitais brasileiras: prevalência (%) de fumantes entre jovens Tabagismo: problema de saúde pública na população jovem novos jovens fumantes/dia no mundo Fonte: Vigescola,

13 Documentos secretos da Indústria O que eles dizem...

14 Atingir o jovem pode ser mais eficiente mesmo que o custo para atingí-los seja maior, porque eles estão desejando experimentar, eles têm mais influência sobre os outros da sua idade do que eles terão mais tarde, e porque eles são muito mais leais a sua primeira marca Escrito por um executivo da Philip Morris em 1957

15 Objetivo Geral Estimar a prevalência e descrever o perfil do tabagismo entre escolares da 7ª e 8ª séries do ensino fundamental e da 1ª série do ensino médio das capitais brasileiras

16 Objetivos Específicos 1. Estimar a prevalência de tabagismo incluindo cigarro, fumo de mascar, charutos e cachimbos entre escolares de 7ª e 8ª séries do ensino fundamental e da 1ª série do ensino médio da rede pública e privada das vinte e seis (26) capitais brasileiras e DF. 2. Descrever o perfil de consumo do tabaco na população alvo. 3. Descrever conhecimento, crenças e atitudes da população alvo quanto a exposição ativa e passiva ao tabaco. 4. Identificar fatores associados a iniciação ao tabagismo na população alvo do estudo.

17 Tipo do estudo População - Amostra Estudo Transversal/Populacional: inquérito População alvo: alunos das 7ª e 8ª séries do Ensino Fundamental e do 1ª série do Ensino Médio de escolas federais, estaduais, municipais e particulares das capitais brasileiras Amostra: seleção aleatória da população: 25 escolas de cada cidade De 1 a 4 turmas por escola

18 Questionário Auto-preenchível com 70 questões Folhas de resposta, sem identificação, com opções (letras) para preenchimento com lápis 2b

19 Conhecer o número de escolares que utilizam ou já utilizaram produtos derivados do tabaco, assim como conhecer as crenças, conhecimentos e atitudes desses escolares em relação ao tabagismo, nas capitais estudadas. InformaçãoResultados

20 É importante saber tanto quanto possível sobre os padrões de tabagismo dos adolescentes. Os adolescentes de hoje são os potenciais consumidores regulares de amanhã, e a grande maioria dos fumantes começam a fumar na sua adolescência... Devido ao nosso grande espaço de mercado entre os fumantes mais jovens, a Philip Morris sofrerá mais do que qualquer outra companhia com o declínio do número de adolescentes fumantes Memorando enviado por um pesquisador da Philip Morris, Myron E. Johnston para Robert B. Seligman, Vice - Presidente de pesquisa e desenvolvimento da Philip Morris, 1981

21 Resultados Campo Grande, 2002 VIGESCOLA

22 Gráfico 1: Tamanho da amostra e proporção de resposta por escolas, por estudantes e total em Campo Grande, 2002

23 Gráfico 2: Distribuição de estudantes pesquisados por sexo em Campo Grande, 2002

24 Gráfico 3. Distribuição dos estudantes pesquisados por série em Campo Grande, 2002

25 Gráfico 4: Distribuição dos estudantes pesquisados por idade em Campo Grande, 2002 Total: 1 454

26 Gráfico 5: Percentagem de escolares que já experimentaram fumar cigarros*, por sexo em Campo Grande, 2002 *mesmo uma ou duas tragadas

27 ... um cigarro para o iniciante é um ato simbólico. Eu não sou mais a criança da minha mãe, eu sou forte, eu sou um aventureiro, eu não sou quadrado... A medida em que a força do simbolismo psicológico diminui, o efeito farmacológico assume o papel de manter o hábito Rascunho de relatório do Quadro de Diretores da Philip Morris, 1969

28 Gráfico 6: Percentagem de escolares que experimentaram cigarros até os 13 anos de idade, entre aqueles que já experimentaram em Campo Grande, 2002

29 Gráfico 7: Prevalência de fumantes* de cigarros entre os escolares, por sexo em Campo Grande, 2002 *fumou pelo menos 1 dia nos últimos 30 dias

30 Eles representam o negócio de cigarros amanhã. À medida que o grupo etário de 14 a 24 anos amadurece, ele se tornará a parte chave do volume total de cigarros, no mínimo pelos próximos 25 anos J. W. Hind, R.J. Reynolds Tobacco, internal memorandum, 23 January 1975

31 Gráfico 8: Percentagem de escolares fumantes atuais que fumaram mais de 100 cigarros na vida, por sexo em Campo Grande, 2002

32 Gráfico 9: Características dos escolares fumantes, por sexo em Campo Grande, 2002

33 Gráfico 10: Características dos escolares fumantes, por escolaridade em Campo Grande, 2002

34 Gráfico 11: Idade em que os escolares fumantes passaram a fumar diariamente em Campo Grande, 2002

35 Gráfico 12: Escolares fumantes que possuem um ou os dois pais fumantes, Campo Grande, 2002

36 Recentemente, foi promulgada a Lei número /2003, que alterou a Lei número 9.294/1996, que dispõe sobre as restrições ao uso e à propaganda de produtos fumígeros. Esta nova Lei, de 14 de julho de 2003, proíbe a venda de produtos fumígeros a pessoas menores de 18 anos. A Souza Cruz publica em suas embalagens a seguinte advertência: produto para maiores de 18 anos

37 Acesso e disponibilidade – fumantes atuais 88,8% dos escolares fumantes, com idade entre 12 e 16 anos, que compraram cigarros em lojas, não foram impedidos de comprar por causa de sua idade em Campo Grande, 2002 Mídia e propaganda Oferta gratuita de cigarros por representantes da indústria: a distribuição gratuita referida alcança 8,8% dos escolares em Campo Grande, 2002

38 Em função dos riscos associados ao ato de fumar, a Souza Cruz acredita que fumar é uma escolha exclusiva para adultos. Por esta razão, a empresa apóia programas para prevenir e reduzir o ato de fumar entre crianças e adolescentes

39 UMA ESCOLHA PARA ADULTOS Philip Morris


Carregar ppt "Vigilância de Tabagismo em Escolares. Secretaria Estadual de Saúde Divisão de Controle do Tabagismo e outros Fatores de Risco de Câncer Divisão de Epidemiologia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google