A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Wallison Vieira de Sousa Ações Ambientais Responsáveis.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Wallison Vieira de Sousa Ações Ambientais Responsáveis."— Transcrição da apresentação:

1 Wallison Vieira de Sousa Ações Ambientais Responsáveis

2 Introdução Sustentabilidade: desenvolvimento presente garantindo o futuro das próximas gerações. Balança entre o desenvolvimento econômico e material sem agredir o meio ambiente, usando os recursos naturais de forma inteligente para que eles se mantenham no futuro.

3 Introdução Nas últimas três décadas, as emissões dos gases do efeito estufa, as mudanças climáticas e a responsabilidade social se sucederam como temas das cobranças ao agronegócio.

4 Introdução Desde os anos 2000, a busca pelo que se definiu como sustentabilidade promete atender essas preocupações. Isso numa fase de contínua ampliação da produção de alimentos, diante da previsão das Nações Unidas de que a população mundial, que atingiu 7 bilhões de pessoas em 2011, continua crescendo e só deve se estabilizar por volta de 9,5 bilhões, após 2050.

5 Ações relacionadas a sustentabilidade Exploração dos recursos vegetais de florestas e matas; Preservação total de áreas verdes não destinadas a exploração econômica; Ações que visem a produção e consumo de alimentos orgânicos; Exploração dos recursos minerais; Uso de fontes de energia limpas e renováveis; Atitudes voltadas para o consumo controlado de água.

6 Benefícios *A adoção de ações de sustentabilidade visam: garantir a médio e longo prazo um planeta em boas condições para o desenvolvimento das diversas formas de vida, inclusive a humana; Garantir os recursos naturais necessários para as próximas gerações, possibilitando a manutenção dos recursos naturais, garantindo uma boa qualidade de vida para as futuras gerações.

7 Pilares da Sustentabilidade No tripé estão contidos os aspectos econômicos, ambientais e sociais, que devem interagir, de forma holística, para satisfazer o conceito. Sem estes três pilares a sustentabilidade não se sustenta.

8 Pecuária x Sustentabilidade Já o envolvimento da pecuária no problema está relacionado principalmente ao fato do ruminante produzir metano, gás 25 vezes mais potente que o gás carbônico na retenção do calor: somado aos demais gases de efeito estufa (GEE) como o óxido nitroso, que de 10 a 18% dos GEE gerados pelas atividades humanas são de origem de animais ruminantes.

9 Pecuária x Sustentabilidade Estudo do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada indica que apesar de responder por aproximadamente 42% das emissões de GEE do País – desconsiderando queimadas e desmatamentos – a pecuária tem um significativo potencial de sequestro de carbono promovido por meio das pastagens.

10 Emissões de GEE Pecuária brasileira = 1,18 Mg equiv./ha/ano de CO2 Pastagens sequestram cerca de 1 Mg CO2 equiv./ha/ano > pastos de boa qualidade podem chegar a absorver até 2 Mg CO2 equiv./ha/ano. (CEPEA, 2012)

11 Ações ambientais responsáveis A eficiência na produção de carne: o uso de sistemas integrados de produção, seja na integração lavoura-pecuária, em sistemas silvipastoris ou na integração lavoura- pecuária-floresta

12 Lavoura- pecuária-Floresta (ILPF) Realizar um estudo de seu tipo de solo, tamanho da área e seu mercado local, o que deve ser feito com o apoio de um técnico identificar quais culturas ele irá cultivar e quais animais poderá criar = retornos positivos a partir do terceiro ano agrícola.

13 Lavoura-pecuária-Floresta (ILPF) Formação de novo pasto a menor custo, pois a forrageira se beneficia com os tratos culturais do milho. A forrageira pode ser usada na alimentação dos animais após a colheita dos grãos, ou como fonte de resíduos vegetais, que possibilita a implantação do sistema de plantio direto.

14 Benefícios (ILPF) A erosão na área diminui; A produtividade animal é maior; O solo recebe um incremento de matéria orgânica; Permitir que seu solo ganhe mais nutrientes, como o nitrato e o fósforo; Permite a produção de grãos, carne, leite, fibras, madeira e energia em uma mesma área.

15 Minimizar os impactos ambientais oriundos da atividade agrícola; Viabilizar a recuperação das pastagens degradadas: intensifica o uso de sua terra e reduz a necessidade de abertura de novas áreas Facilitar a certificação e a rastreabilidade dos produtos agrícolas; Reduzir a emissão de GEE por meio da recuperação de pastagens degradadas

16 Selo verde para a pecuária Atestado que a propriedade cria suas reses dentro da lei; Agradar ao exigente mercado externo, cada vez mais atento ao comportamento dos fornecedores;

17 Selo verde para a pecuária Verificação externa > Acompanhar a vida do boi do nascimento à morte Ir a campo comprovar que o animal não vive numa propriedade com desmatamento ou trabalho irregular

18 Critérios para obtenção do Selo verde A redução da emissão de gases do efeito estufa ao bem-estar do animal. Comprovar que a tinta usada nas embalagens da carne não contém chumbo, um componente tóxico; Plano de recuperação das matas ao redor das nascentes, Programas de preservação

19 Pecuária orgânica Visa o desenvolvimento econômico e produtivo que não polua, não degrade e nem destrua o meio ambiente e, que, ao mesmo tempo valorize o homem como principal integrante do processo.

20 O que é a carne e/ou leite orgânico? A carne e/ou leite orgânico certificada são produzidos a partir de um sistema produtivo ambientalmente correto, socialmente justo e economicamente viável auditoria e certificação: garantia que esses alimentos são produzidos da maneira mais natural possível, isenta de resíduos químicos e com preocupação socioambiental.

21 Alimento orgânico x tradicional? Na aparência, os alimentos orgânicos assemelham-se aos alimentos convencionais encontradas facilmente nas casas de comercialização. A diferença está no modo de produção, que garante um produto de qualidade muito superior.

22 Quais as vantagens para a saúde? Alimentos isentos de resíduos químicos, pois são produzidos da maneira mais natural possível: animais tratados com medicamentos fitoterápicos e homeopáticos, vacinados e alimentados com pastos isentos de agrotóxicos o consumo de um alimento seguro e saudável.

23 Vantagens para o meio ambiente Cumprimento da legislação ambiental: a proteção das áreas naturais obrigatórias que devem existir dentro de uma propriedade rural tais como as matas nas beiras dos rios.

24 Vantagens para o meio ambiente A certificação exige a proteção de nascentes e de corpos d`água proíbe a utilização de fogo no manejo das pastagens, e por ser um sistema que proíbe o uso de agrotóxicos e químicos: evita contaminação do solo e dos recursos hídricos localizados dentro da unidade produtiva.

25 Consumo responsável É o simples ato de começarmos a escolher o que consumir baseados na avaliação de qual impacto nosso consumo poderá gerar na sociedade e no meio ambiente = diminuir os impactos sócio ambientais gerados pelo consumo irracional de nossos recursos naturais.

26 Certificação de produtos orgânicos Certificadora credenciada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) acreditada (credenciada) pelo Inmetro: assegura por escrito que determinado produto, processo ou serviço obedece às normas e práticas da produção orgânica.

27 Certificação Cabe ao Ministério da Agricultura credenciar, acompanhar e fiscalizar os organismos de certificação habilitação MAPA: certificação da produção orgânica / atualizar as informações dos produtores no cadastro nacional de produtores orgânicos. Estes órgãos processo de acreditação do Inmetro.

28 Por que certificar? Garantia de que produtos rotulados como orgânicos tenham de fato sido produzidos dentro dos padrões da agricultura orgânica e/ou pecuária orgânica.

29 Por que certificar? A emissão do selo ou do certificado ajuda a eliminar, ou pelo menos reduzir, a incerteza com relação à qualidade presente nos produtos, oferecendo aos consumidores informações objetivas, que são importantes no momento da compra.

30 Benefícios do consumo de orgânicos Permite o fortalecimento natural de nossa saúde e dos mecanismos de defesa de nosso organismo. Contribui com a conservação dos recursos naturais; Recuperação da fertilidade do solo

31 Ajuda a reduzir a quantidade de agrotóxicos e adubos químicos; Protege a qualidade da terra, da água e do ar; Ajuda a restaurar a biodiversidade, a economizar energia, a reduzir o aquecimento global. Qualidade de vida do produtor e do trabalhador.

32 Estamos legando às futuras gerações a esperança de uma vida justa e harmoniosa neste planeta. Consumindo orgânicos, desenvolvemos nosso papel de agentes de transformação social e ambiental, praticando um exercício de cidadania.

33 Obrigado!!!


Carregar ppt "Wallison Vieira de Sousa Ações Ambientais Responsáveis."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google