A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Estrutura de mercado, eficiência e concorrência no setor bancário brasileiro Eduardo Tonooka Sérgio Mikio Koyama Banco Central do Brasil Departamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Estrutura de mercado, eficiência e concorrência no setor bancário brasileiro Eduardo Tonooka Sérgio Mikio Koyama Banco Central do Brasil Departamento."— Transcrição da apresentação:

1 1 Estrutura de mercado, eficiência e concorrência no setor bancário brasileiro Eduardo Tonooka Sérgio Mikio Koyama Banco Central do Brasil Departamento de Estudos e Pesquisas DEPEP-SP

2 Analisar a relação preço-concentração na indústria bancária brasileira, especificamente no mercado de crédito. Relevência: Concentração geralmente relacionada a práticas anti-competitivas Análise por modalidade de crédito Objetivo 2DEPEP-SP

3 Base Teórica -Paradigma-conduta-desempenho: Base dos trabalhos empíricos para averiguar a relação preço-concentração Início: -Bain (1951) -Fuchs (1961) -Weiss (1963) ConcentraçãoLucratividade Hipótese do Poder de mercado Órgãos públicos de defesa da concorrência 3DEPEP-SP

4 Base Teórica -Demsetz (1973) -Peltzman (1977) Custo Participação de Mercado Hipótese da Eficiência Não Intervenção Estatal Lucratividade Porte 4DEPEP-SP

5 Base Teórica -Scherer et al (1987) sintetiza: Participação de mercado influência positivamente a lucratividade Concentração não tem influência sobre lucratividade Hipótese da Eficiência Problema: Multicolinearidade entre participação e concentração 5DEPEP-SP

6 Indústria Bancária Norte-Americana -Gilbert (1984):ConcentraçãoLucratividade -Smirlock (1985): Participação de mercado Lucratividade ConcentraçãoLucratividade -Smirlock, Gillian & Marshall (1984) Salinger (1990) Crítica ao uso da lucratividade para medição de desempenho -Gilbert (1984) Berger & Hannan (1989) Concentração Taxa de juros 6DEPEP-SP

7 Aplicação para o caso brasileiro No caso norte-americano, existe o conceito de mercado local e disponibilidade de dados desagregados por bancos e mercados. Facilidade para desenvolver estudos empíricos a partir de dados em painel. No caso brasileiro, não existe este conceito. Além disso, dados desagregados por bancos estão disponíveis para um período curto de tempo. 7

8 Relação preço-concentração – Caso brasileiro p ijt = β 0 + β 1 CONC jt + β 2 INAD ijt + + β 3 PRAZO ijt + + β 4 CRED ijt + β 5 CUSTO ijt + u ijt p ijt = taxa de juros CONC jt = grau de concentração INAD ijt = grau de inadimplência (acima 90 dias) PRAZO ijt = prazo médio CRED ijt = créditos livres / circulante CUSTO ijt = despesas adm / receitas operacionais i = 87 bancos j = 12 modalidades t = 14 meses DEPEP-SP8

9 9

10 10

11 DEPEP-SP11

12 DEPEP-SP12

13 Funções de Estimação Generalizada (GEE) Idéia: Acomodar, no modelo GLM uma estrutura de dependência. Ex. Modalidades de um mesmo banco devem apresentar correlações devido a características ligadas a política interna do banco. No presente trabalho, adotou-se a distribuição Gamma para a distribuição condicional das taxas de juros nominais em relação às características peculiares de cada banco. 1313DEPEP-SP

14 14

15 Relação preço-concentração – Caso Brasileiro Principais conclusões – Modelo Geral Significância da inadimplência e dos custos administrativos Não-significância do grau de concentração Testes utilizando-se apenas 2 mercados (PF e PJ) apresentaram resultados idênticos – Verificação de efeito da definição de mercado (barreiras de entrada) Utilização de variáveis defasadas não apresentaram modificação relevantes nos resultados DEPEP-SP15

16 Relação preço-concentração – Caso Brasileiro Principais conclusões – Modelo por Modalidade Participação de mercado significante para : Hot Money (-1,0612 ) Desconto de Duplicata (-0,8203 ) Desconto de Promissória (-1,2037 ) Vendor (-0,7531 ) Cheque Especial (1,3891 ) Cartão de Crédito (0,0267 ) DEPEP-SP16 Hipótese de Eficiência Hipótese de Poder de Mercado

17 Relação preço-concentração – Caso Brasileiro Principais conclusões – Modelo por Modalidade Inadimplência significante e positivo apenas para : Crédito Pessoal Cartão de Crédito DEPEP-SP17

18 Relação preço-concentração – Caso Brasileiro Principais conclusões – Modelo por Modalidade Prazo Médio significante e negativo para: Hot Money Desconto de Promissórias Capital de Giro Aquisição de bens – PJ Crédito Pessoal Aquisição de Veículos - PF DEPEP-SP18

19 Relação preço-concentração – Caso Brasileiro Principais conclusões – Modelo por Modalidade ADM é significante e positivo para: Hot Money Desconto de Duplicatas Desconto de Promissórias Capital de Giro Conta Garantida DEPEP-SP19

20 Relação preço-concentração – Caso Brasileiro Principais conclusões – Modelo por Modalidade SELIC Não foi significante e positivo para: Cheque Especial Cartão de Crédito DEPEP-SP20


Carregar ppt "1 Estrutura de mercado, eficiência e concorrência no setor bancário brasileiro Eduardo Tonooka Sérgio Mikio Koyama Banco Central do Brasil Departamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google