A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BOTÂNICA – ENGENHARIA AGRÍCOLA HERBORIZAÇÃO E HERBÁRIOS PROFESSORA JANICE WALLAU.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BOTÂNICA – ENGENHARIA AGRÍCOLA HERBORIZAÇÃO E HERBÁRIOS PROFESSORA JANICE WALLAU."— Transcrição da apresentação:

1 BOTÂNICA – ENGENHARIA AGRÍCOLA HERBORIZAÇÃO E HERBÁRIOS PROFESSORA JANICE WALLAU

2

3 Herborização Este processo consiste na secagem de exemplares coletados, através de técnicas simples, procurando-se preservar a forma e a estrutura dos mesmos. Quando isto não for possível, por questão de dificuldades no tamanho ou na raridade do material, é válido usar recursos fotográficos.

4 O que são Herbários? Herbários são valiosos bancos de dados que armazenam ampla informação sobre plantas individuais, representativas de espécies e de populações naturais ou cultivadas (Valls,1998). As exsicatas de cada planta são amostras desidratadas e conservadas de maneira sistemática e organizada, dando suporte à diversas pesquisas científicas.

5 Qual é a sua importância? A função primordial dos herbários é a documentação de pesquisas botânicas, especialmente as taxonômicas e florísticas. Para obter informações sobre reconhecimento (identificação), nomenclatura, classificação, distribuição e ecologia de qualquer planta são necessários exames precisos de cada exemplar, o que se tornaria muito difícil em campo. A investigação taxonômica se baseia, então, em coleções de plantas, construídas e preservadas ao longo do tempo nos herbários.

6 Além da importância para a taxonomia, mais recentemente os herbários passaram a ser reconhecidos como instrumentos essenciais para pesquisas genéticas e agronômicas, em que as exsicatas documentam a variabilidade amostrada. Longhi-Wagner (1998) destaca a importância dos herbários como base para elaboração de floras e estudos de biodiversidade, fornecendo dados valiosos que servem de argumento na indicação de áreas a serem preservadas.

7 Na elaboração da Flora de uma região, observam-se dois aspectos: >o tamanho do acervo dos herbários regionais e o quanto deste acervo corresponde a plantas coletadas na região; >o quanto o acervo está atualizado em termos de identificação; Isto significa que as coletas devem ser realizadas com freqüência e em todas as épocas do ano e o acervo deve ser dinamizado com envio de materiais a especialistas e visitas programadas para análise dos acervo.

8 Um herbário é uma coleção de plantas composta por amostras secas de ramos com folhas, flores e/ou frutos, fixadas num pedaço de cartolina. Esta amostra é chamada exsicata, a qual é acompanhada de uma etiqueta com dados sobre o nome científico e descrição da planta - a identificação -, local e ambiente de coleta; coletor e data de coleta. A exsicata é a unidade básica de coleção de um herbário, pois constitui material testemunho referencial para futuros estudos. Ela é registrada e numerada antes de ser incorporada ao acervo.

9 As exsicatas podem ser incorporadas ao herbário seguindo 2 critérios: a) Sequência alfa-numérico dentro da hierarquia taxonômica de Classe, Ordem, Família, Genero e Espécie; ou b) Sequência filogenética, obedecendo a ordem de parentesco e evolução dentro dos grupos de hierarquia taxonômica. Na sequência filogenética, os sistemas de classificação mais utilizados são o de Engler e o de Cronsquist & Taktajan. O sistema a ser seguido será alfa- numérico, por tornar mais fácil a localização das plantas.

10 O sistema de manejo de coleções de herbário inclui os seguintes processos de a) Herborização das coleções - prensagem, triagem, secagem e montagem das exsicatas - colagem dos ramos e etiqueta em folha de cartolina e b) Incorporação ao acervo - numeração, registro e arquivamento. Para isso, as coleções precisam ser obtidas através de expedições à campo ou por meio de intercâmbio entre herbários. Os herbários podem ser regionais, nacionais ou cosmopolitas.

11 Manejo e Rotina de Herbário O manejo do herbário inclui as etapas já descritas de herborização das coleções, montagem das exsicatas e incorporação. > Herborização das coleções >> Prensagem Este processo inclui a prensagem do material verde ou fixado em álcool, a secagem em estufa e a triagem do material para montagem e para distribuição a outros herbários e especialistas. A prensagem exige cuidados especiais porque desta etapa depende a qualidade da futura exsicata, tanto em termos de uniformidade de secagem como a perfeita exposição das folhas, frutos e/ou flores.

12 Secagem e Triagem A secagem tem que ser em temperatura constante, em estufa de madeira aquecida à gás, ou aproximadamente 24 h a 60 oC. O material mais espesso e frutos carnosos deve passar mais tempo até a completa desidratação. Alternativamente pode-se usar estufas com lâmpadas de 100w. Na etapa de triagem o material mais completo será a unicata do Herbário e o restante será distribuído com outros herbários com os quais se mantém intercâmbio e especialistas que identificam o material em troca de uma duplicata (cópia) da coleção.

13 Montagem das Exsicatas Após a triagem, o material a ser incorporado ao herbário vai à montagem, que consiste na colagem cuidadosa do ramos com folha, flor e/ou fruto no centro de um pedaço de cartolina de 33 x 45 cm. No canto superior esquerdo da cartolina fica um pequeno envelope de 7 x 15 cm onde são guardados pequenos fragmentos da amostra. No canto inferior direito é afixada a etiqueta de 15 x 10 cm onde estão registrados os dados da planta, do local e ambiente de coleta e do coletor. O processo de produção das etiquetas é todo feito em computador e impressora laser.

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25 Proposta de Atividade Em duplas: Coletar 5 espécies com flores, preferencialmente nativas, com flores, folhas não muito grossas, fazer a prenssagem, secagem, ficha de identificaçao e montagem das exsicatas. Data de Entrega: Valor do Trabalho:


Carregar ppt "BOTÂNICA – ENGENHARIA AGRÍCOLA HERBORIZAÇÃO E HERBÁRIOS PROFESSORA JANICE WALLAU."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google