A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Claudia L. Epelman Hospital Santa Marcelina/TUCCA Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Claudia L. Epelman Hospital Santa Marcelina/TUCCA Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar."— Transcrição da apresentação:

1 Claudia L. Epelman Hospital Santa Marcelina/TUCCA Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

2 A medicina moderna fascina e inquieta. Os avanços alcançados não implicam, contudo, na completa supressão da dor e do sofrimento dos seres humanos O homem ainda está submetido à sua condição de precariedade e mortalidade Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

3 A morte faz parte da vida: O questionamento sobre a morte faz parte do desenvolvimento intelectual, afetivo e social de todo indivíduo nascimento linha da vida morte (dimensão da finitude humana) Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

4 História da medicina fase dos cuidados: baixa resolutividade fase da cura (incorporação técnico – científica): alta resolutividade fase dos limites: tratamento paliativo Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

5 Fase dos limites Recupera as características da cultura milenar dos cuidados em reação aos reais ou supostos defeitosda medicina de alta tecnologia em situações limites como a do doente terminal Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

6 No mundo ocidental, foi a partir dos anos 70 que começou a difundir-se a necessidade de encarar os problemas relativos às últimas fases da vida e ao morrer com um novo olhar. Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

7 Emerge uma nova preocupação com a humanização da prática médica dos profissionais com seus pacientes simpatia (sentir junto com o outro) empatia (sentir no lugar do outro) Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

8 Passa a existir um consenso tanto no âmbito médico como no âmbito filosófico que quando o ato terapêutico não consegue atingir o objetivo de restaurar a saúde, tratar para curar torna-se um ato inútil; pode prolongar a vida do paciente, mas prolonga de fato o seu sofrimento e sua agonia. Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

9 O dever do médico de fazer sempre e em qualquer circunstância todo possível para prolongar a vida e postergar a morte, cria um paradoxo face o doente fora de possibilidade terapêutica Salvar a vida do paciente acaba em prejudicar a qualidade de vida do próprio paciente Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

10 O alívio da dor e do sofrimento torna-se mais importante do que a preservação da vida Paciente fora de possibilidade terapêutica Tratamento fútil: falha em beneficiar o paciente Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

11 Desistir da obstinação em curar (prolongar a vida a qualquer custo) Intensificar os esforços capazes de propiciar a melhor qualidade de vida possível afim de respeitar o direito de todo ser humano em morrer com sua dignidade pessoal e auto-estima preservada Paciente fora de possibilidade terapêutica Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

12 Transição rumo a uma ética baseada no princípio da qualidade de vida Promoção do bem estar, da dignidade humana, dos direitos e deveres fundamentais:morrer com dignidade Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

13 Os profissionais têm que decidir quando a preservação da vida torna-se inútil e deixar que a morte aconteça de maneira menos traumática possível Tal realidade é mais fácil de ser dita do que ser praticada Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

14 Esta decisão não é simples, visto que implica também em crenças e valores dos profissionais e, sobretudo no envolvimento emocional de cada um com o paciente e seus familiares. Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

15 Os profissionais devem encontrar a justa medida entre envolvimento e distanciamento A vida deve ser preservada até o ponto em que seja de fato sustentável para o próprio paciente e seus familiares Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

16 Neste contexto a questão relevante não é mais a de tratar ou não tratar, mas sim a de como tratar Prolongamento do morrer e não do viver… Paciente fora de possibilidade terapêutica Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

17 Pela primeira vez na sua história milenar, a medicina de hoje dispõe de uma tecnologia que torna possível intervir no começo e no fim da vida. Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

18 dedicada ao tratamento dedicada ao cuidado Hábil combinação de papéis Equipe de profissionais Paciente fora de possibilidade terapêutica Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

19 Equilíbrio: tratar da doença cuidar do sofrimento baseado na ciência baseado no indivíduo valor da evidência valor da experiência objetiva subjetiva X difícil decisão incerteza X X Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

20 Tratamento Paliativo Dor Sofrimento Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

21 Tratamento paliativo é o conjunto de cuidados relativos a pacientes que não respondem mais, de maneira satisfatória, às tentativas de cura e cuja esperança de vida fica significativamente reduzida. Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

22 A palavra paliativo (do latim pallium) significa em sentido próprio: coberto com capa em sentido figurado: dissimulado Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

23 Quando as causas de uma doença não podem ser removidas e o doente não pode ser mais curado Os sintomas são encobertos através de tratamentos específicos que não curam propriamente, mas cuidam do paciente Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

24 Dor é uma sensação desagradável, concreta, dependente da fisiologia humana O médico deve, a princípio, eliminar Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

25 Sofrimento é um sentimento subjetivo, conseqüente da dor que depende da personalidade humana Se trata ou se elabora por outros meios que não apenas médicos Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

26 A expressão cuidados paliativos refere-se a uma assistência mais ampla que a mera sintomatologia: a dor física é um dos motivos do sofrimento que aflige o paciente com câncer em estado avançado Tratar o paciente na sua totalidade: sofrimento do corpo e da alma Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

27 bem-estar psicológico bem-estar social bem-estar espiritual Paciente FPT Modelo de qualidade do cuidar bem-estar físico Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

28 Uma morte boa cuidado personalizado presença do entorno desejado recursos esgotados observação de rituais dor controlada Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

29 Paciente fora de possibilidade terapêutica Diagnosticar e tratar as complicações e as dificuldades do paciente garante não apenas a sua qualidade de vida, mas previne a persistência de seqüelas psicológicas dos seus familiares Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

30 Na prática: desenvolver uma filosofia uniforme para as principais questões (comunicação, suporte, controle da dor) decidir em equipe um plano específico de cuidados paliativos para cada paciente ouvir o paciente e os familiares explicar/ensinar/planejar envolver os pais, (os irmãos) e o paciente [dependendo da idade e do nível do desenvolvimento no processo de transição] Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

31 tratar a dor física, psicológica e outros sintomas possibilitar que o paciente morra em casa quando for possível e desejado estabelecer contato com os familiares depois da morte do paciente trabalhar entre os profissionais as questões relativas à morte (dilemas éticos, fracasso, impotência, perda, luto…) Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

32 Mitos: pacientes não entendem a gravidade da doença pacientes sempre falam o que realmente sentem pacientes ativos ou dormindo não sentem dor pacientes não são capazes de descrever a dor pacientes não sofrem tanto quanto os adultos pacientes não têm a noção do risco de morte Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar

33

34

35

36

37

38


Carregar ppt "Claudia L. Epelman Hospital Santa Marcelina/TUCCA Cuidados Paliativos Abordagem Multidisciplinar."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google