A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROFA. SIBELE LETÍCIA BIAZOTTO WEB-TUTORA: MAÍRA BOGO BRUNO AULA 5 FUNÇÕES DA LINGUAGEM Página 11 DATA: 2-3-2006.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROFA. SIBELE LETÍCIA BIAZOTTO WEB-TUTORA: MAÍRA BOGO BRUNO AULA 5 FUNÇÕES DA LINGUAGEM Página 11 DATA: 2-3-2006."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 PROFA. SIBELE LETÍCIA BIAZOTTO WEB-TUTORA: MAÍRA BOGO BRUNO AULA 5 FUNÇÕES DA LINGUAGEM Página 11 DATA:

4 PLANO DE ENSINO COMO PODEMOS ATINGIR O OBJETIVO DE LER, FALAR E ESCREVER BEM? MITOS QUE CERCAM O ATO DE ESCREVER NOVAS ATITUDES EM RELAÇÃO À ESCRITA E À LEITURA

5 1 - LINGUAGEM VERBAL E NÃO-VERBAL

6 2. ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO CONTEXTO EMISSOR MENSAGEM RECEPTOR CANAL CÓDIGO

7 3. FUNÇÕES DA LINGUAGEM QUANDO PRIVILEGIAMOS UM OU OUTRO ITEM DO CIRCUITO DA COMUNICAÇÃO, A LINGUAGEM ASSUME ALGUMAS FUNÇÕES, COMO VEREMOS AGORA.

8 ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO E SUAS FUNÇÕES CONTEXTO REFERENCIAL OU DENOTATIVA EMISSOR MENSAGEM RECEPTOR EMOTIVA POÉTICA CONATIVA OU APELATIVA CANAL FÁTICA CÓDIGO METALINGÜÍSTICA

9 FUNÇÃO EMOTIVA EX.: SOU A FAVOR DA LEGALIZAÇÃO DA EUTANÁSIA. É UMA LOUVÁVEL ALTERNATIVA QUE O HOMEM ENCONTROU PARA MORRER COM DIGNIDADE, PARA EVITAR O SUPLÍCIO DAS DORES VÃS. (ANDRÉ PETRY, REVISTA VEJA, 14/9/05, P. 79)

10 FUNÇÃO CONATIVA OU APELATIVA EX.: AS MELHORES PRÁTICAS SOBRE GESTÃO DE PESSOAS EM UM SÓ EVENTO: VII ENCONTRO DAS MELHORES EMPRESAS PARA VOCÊ TRABALHAR. (ANÚNCIO DA GUIA VOCÊS/A EXAME, REVISTA VEJA, 26/10/05, P.120)

11 FUNÇÃO POÉTICA EX.: OS TEUS OLHOS SÃO FRIOS COMO ESPADAS, E CLAROS COMO OS TRÁGICOS PUNHAIS; TÊM BRILHOS CORTANTES DE METAIS E FULGORES DE LÂMINAS GELADAS. (FLORBELA ESPANCA, FRIEZA, IN SONETOS)

12 FUNÇÃO REFERENCIAL OU DENOTATIVA EX.: O COMITÊ DA ONU ENTENDE QUE O DIREITO À ÁGUA DEVE SER PREVISTO CONSTITUCIONALMENTE, POIS, ASSIM, AS VÍTIMAS DAS VIOLAÇÕES PERPETRADAS A ESTE DIREITO TERÃO ASSEGURADA UMA ADEQUADA REPARAÇÃO E GARANTIA DA NÃO-REPETIÇÃO DE TAIS ATOS [...]. (REVISTA JURÍDICA CONSULEX, ANO IX – Nº 204, DE 15 DE JULHO/2005, P.53)

13 FUNÇÃO METALINGÜÍSTICA EX.: ART.231. (REDAÇÃO ANTIGA) PROMOVER OU FACILITAR A ENTRADA, NO TERRITÓRIO NACIONAL, DE MULHER QUE NELE VENHA EXERCER A PROSTITUIÇÃO, OU A SAÍDA DE MULHER QUE VÁ EXERCÊ-LA NO ESTRANGEIRO: PENA – RECLUSÃO, DE 3 (TRÊS) A 8 (OITO) ANOS.

14 COMENTÁRIO DE THALES TÁCITO: O LEGISLADOR ACRESCENTOU O VERBO INTERMEDIAR, BEM COMO SUBSTITUIU A EXPRESSÃO MULHER POR PESSOA; O SUJEITO PASSIVO AGORA É MULHER OU HOMEM, TANTO FAZ. (REVISTA JURÍDICA CONSULEX, ANO IX – Nº 202, DE 15 DE JUNHO/2005, P.48)

15 FUNÇÃO FÁTICA EX.: BOM DIA! COMO ESTÁ QUENTE, NÃO? SERÁ QUE VAI CHOVER?

16 4. LÍNGUA ORAL E LÍNGUA ESCRITA QUANDO TEMOS CLARO QUE A LINGUAGEM ORAL E A ESCRITA TÊM CARACTERÍSTICAS DIFERENTES IMPORTANTES, PODEREMOS COMPREENDER MELHOR O PROCESSO DA ORALIDADE E DA PRODUÇÃO TEXTUAL. DAÍ A EXPRESSÃO TÃO CONHECIDA DE QUE NINGUÉM FALA COMO ESCREVE, OU VICE VERSA.

17 PRINCIPAIS DIFERENÇAS: PRODUÇÃO DA LINGUAGEM ORAL E DA ESCRITA INTERAÇÃO FACE A FACE INTERAÇÃO A DISTÂNCIA PLANEJAMENTO SIMULTÂNEO (QUASE) À PRODUÇÃO PLANEJAMENTO ANTERIOR À PRODUÇÃO CRIAÇÃO COLETIVA CRIAÇÃO INDIVIDUAL

18 IMPOSSIBILIDADE DE APAGAMENTO POSSIBILIDADE DE REVISÃO SEM CONDIÇÕES DE CONSULTA A OUTROS TEXTOS LIVRE CONSULTA A REFORMULAÇÃO TANTO PELO FALANTE COMO PELO INTERLOCUTOR A REFORMULAÇÃO É PROMOVIDA APENAS PELO ESCRITOR

19 ACESSO IMEDIATO ÀS REAÇÕES DO INTERLOCUTOR SEM POSSIBILIDADE DE ACESSO IMEDIATO O FALANTE PODE PROCESSAR O TEXTO, REDIRECIONANDO-O A PARTIR DAS REAÇÕES DO INTERLOCUTOR O ESCRITOR PODE PROCESSAR O TEXTO A PARTIR DAS POSSÍVEIS REAÇÕES DO LEITOR

20 O TEXTO MOSTRA TODO O SEU PROCESSO DE CRIAÇÃO O TEXTO ESCONDE O PROCESSO DE CRIAÇÃO, MOSTRANDO O RESULTADO AMPLA VARIEDADE LINGÜÍSTICA MODALIDADE ÚNICA (LÍNGUA PADRÃO) ELEMENTOS EXTRALINGÜÍSTI- COS SINAIS GRÁFICOS

21 FRASES CURTASFRASES MAIS LONGAS REDUNDÂNCIASCONCISÃO FLUTUAÇÃO DA UNIDADE TEMÁTICA RIGIDEZ DE UNIDADE TEMÁTICA APRENDIZAGEM NATURAL APRENDIZAGEM ARTIFICIAL

22 CONVERSAÇÃO X TEXTO ESCRITO L1 ESCUTA... VAI PINTAR UM SHOW COM CHITÃOZINHO E XORORÓ AMANHÃ NA PRAIA CARA... VAMOS? ((ANIMADO)) L2 ONDE? ((SEM MUITO INTERESSE)) L1 LÁ NO BOQUEIRÃO...

23 TEXTO ESCRITO CONVIDEI UM AMIGO PARA IR À PRAIA DO BOQUEIRÃO, DE MOTO, ASSISTIR AO SHOW DE CHITÃOZINHO E XORORÓ QUE IRIA ACONTECER DURANTE AS COMEMORAÇÕES DO ANIVERSÁRIO DE SÃO PAULO.

24 5. NÍVEIS DE LINGUAGEM LÍNGUA CULTA OU LÍNGUA PADRÃO LÍNGUA COLOQUIAL LÍNGUA FAMILIAR LÍNGUA POPULAR

25 LÍNGUA GRUPAL: –REGIONALISMOS –GÍRIAS –LÍNGUAS TÉCNICAS - JURÍDICA: LINGUAGEM LEGISLATIVA LINGUAGEM JUDICIÁRIA LINGUAGEM CONVENCIONAL LINGUAGEM ADMINISTRATIVA LINGUAGEM DOUTRINAL

26 LINGUAGEM LEGISLATIVA: TEXTOS NORMATIVOS ART.5º. TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI, SEM DISTINÇÃO DE QUALQUER NATUREZA, GARANTINDO-SE AOS BRASILEIROS E AOS ESTRANGEIROS RESIDENTES NO PAÍS A INVIOLABILIDADE DO DIREITO À VIDA, À LIBERDADE, À IGUALDADE, À SEGURANÇA E À PROPRIEDADE, NOS TERMOS SEGUINTES: (...).(PETRI, 2004, P.45)

27 LINGUAGEM JUDICIÁRIA: PEÇAS DE DECISÕES JUDICIAIS ISTO POSTO, PRONUNCIO FULANO DE TAL, QUALIFICADO NOS AUTOS, NOS TERMOS DO DISPOSTO NO ARTIGO 408, CAPUT, DO CÓDIGO DE PROCESSO PENAL, COMO INCURSO NAS PENAS DO ART. 121, §2º, INCISOS III E IV DO CÓDIGO PENAL. EXPEÇA-SE MANDADO DE PRISÃO. (PETRI, 2004, P.45)

28 LINGUAGEM CONVENCIONAL: CONTRATOS [...] PODERES PARA O FORO EM GERAL, COM A CLÁUSULA AD JUDICIA, EM QUALQUER JUÍZO, INSTÂNCIA OU TRIBUNAIS SUPERIORES, PODENDO PROPOR EM NOME DO OUTORGANTE AS AÇÕES COMPETENTES E NECESSÁRIAS E DEFENDÊ-LO NAS CONTRÁRIAS, [...] FIRMAR COMPROMISSO ARBITRAL OU ACORDO, RECEBER E DAR QUITAÇÃO, [...] DANDO TUDO POR BOM, FIRME E VALIOSO.

29 LINGUAGEM ADMINISTRATIVA: EDITAIS, OFÍCIOS ETC. AOS CINCO DIAS DO MÊS DE NOVEMBRO DE 2005, ÀS 14 HORAS, NO FÓRUM DE SÃO SEBASTIÃO, COM SEDE NA RUA DOS MANANCIAIS, Nº 167, SÃO SEBASTIÃO-PP, REUNIRAM- SE OS PROMOTORES DE JUSTIÇA, DEFENSORES PÚBLICOS E JUÍZES. ASSIM REUNIDOS, DELIBERARAM (...)

30 LINGUAGEM DOUTRINAL: ARTIGOS E OBRAS DE INTERPRETAÇÃO JURÍDICA CONSOANTE A DEFINIÇÃO DE CLÓVIS (COMENTÁRIOS AO CÓDIGO CIVIL), PRESCRIÇÃO É A PERDA DA AÇÃO ATRIBUÍDA A UM DIREITO, E DE TODA SUA CAPACIDADE DEFENSIVA, EM CONSEQÜÊNCIA DO NÃO USO DELA,[...]. ESSE CONCEITO APLICA-SE EXCLUSIVAMENTE À PRESCRIÇÃO EXTINTIVA[...]. (PETRI, 2004, P.45)

31 SÍNTESE DA AULA NESTA AULA DIFERENCIAMOS A LINGUAGEM ORAL DA LINGUAGEM ESCRITA; A LINGUAGEM VERBAL DA NÃO- VERBAL; CONCEITUAMOS OS ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO E SUAS FUNÇÕES;

32 VIMOS AS FUNÇÕES DA LINGUAGEM; RELEMBRAMOS OS NÍVEIS DE LINGUAGEM; E CONHECEMOS OS SUBNÍVEIS DA LINGUAGEM TÉCNICA JURÍDICA: LEGISLATIVA, JUDICIÁRIA, CONVENCIONAL, ADMINISTRATIVA E DOUTRINAL.


Carregar ppt "PROFA. SIBELE LETÍCIA BIAZOTTO WEB-TUTORA: MAÍRA BOGO BRUNO AULA 5 FUNÇÕES DA LINGUAGEM Página 11 DATA: 2-3-2006."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google