A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Como conhecemos o passado, segundo Lowenthal – relíquias Introdução aos Estudos Históricos Aula 11 Unifesp, 06 de nov., 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Como conhecemos o passado, segundo Lowenthal – relíquias Introdução aos Estudos Históricos Aula 11 Unifesp, 06 de nov., 2012."— Transcrição da apresentação:

1 Como conhecemos o passado, segundo Lowenthal – relíquias Introdução aos Estudos Históricos Aula 11 Unifesp, 06 de nov., 2012

2 Programa Mais sobre o oficio do historiador/a, segundo David Lowenthal Memória e História História e Relíquias Grupos elaboram e respondem por questões sobre as partes lidas Consulta sobre os seminários Referências Para dia 13/11 – ler Alberti (8 pág.) [não vamos ler Patai] e prepara seus seminários para consulta na sala de aula

3 Memória e História A história expande e elabora a memória ao interpretar fragmentos e sintetizar relatos de testemunhas oculares do passado (104); A história difere da memória não apenas no modo como o conhecimento do passado é adquirido e corroborado, mas tmbm no modo como é transmitido, preservado e alterado(107); História e memória são distinguíveis menos como tipos de conhecimento do que como atitudes relativas a esse conhecimento (108); Assim como a memória corrobora a identidade pessoal, a história perpetua a autoconsciências coletiva (109); A história é persuasiva porque é organizada e filtrada através de mentes individuais, e não apesar desse fato; a interpretação subjetiva dá-lhe vida e sentido( 117); Apesar de correntes contrários – história temática, por exemplo - cronologia e narrativa são importantes para dar sentido à História História não é ficção, mas facção Em sociedades de tradição oral, o passado e presente se misturam como memória; com a história escrita, se separam, mas não param de serem vinculados (138)

4 História e relíquias O passado tangível é volumoso(149) mas a maior parte do passado remoto já desapareceu por completo(151); Enquanto a história impressa e memórias gravadas podem ser disseminadas de modo irrestrito tornando-se, assim, potencialmente importais, as relíquisa físicas sofrem desgaste constante(150) de significado e importância(151); Por definição, são diacrônicos existem no passado e no presente (154); Por isso, a pré-suposição de antiguidade pode ser errônea (155) São momentos suspenso no tempo queprecisam ser ampliados por relatos e reminiscências para recuperar seu significado (154); Como simbolos duradouros da história e da memória, as relíquias tangíveis tmbm simbolizam identidade nacional. Os lugares transmitem essa idéia muito melhor que os livros (166); Para a maioria das pessaos, as relíquias tornam o passado mais importante mas não mais conhecido (166); Memória, história e relíquisas serviram por muito tempo como metáforas recípricas (170) Monumento às Bandeiras - Relíquia dos 1600s, 1921, 1936, 1953 ou 2012?

5 Monumento às bandeiras (1953) de Victor Brecheret ( ) Da versão de Cassiano Ricardo – Gloria aos heróis que traçaram o nosso destino na geografia -- para o ditado popular, Deixa que eu empurro

6 Mais sobre o ofício do historiador/a, segundo Lowenthal Predominava na historiografia estadunidense positivismo desde o século XX, com forte base nacionalista, até os anos 1980, quando houve uma fragmentação das posturas teóricas; A obra de Lowenthal representa, em parte, esta fragmentação e procura uma compreensão mais universal, por todos os povos; A tese dele é que a necessidade de conhecer o passado é uma condição humana e que nosso conhecimento é formado da mistura de três fontes: memória, história e relíquias; Memória, história e frgmentos oferecem caminhos para o passado que se percorrem melhor quando combinados(166); Os princípios de seu ofício proíbem-no sabidamente de inventar ou de excluir algo que afete suas conclusões; ao se denominar um historiador e a seu trabalho história, ele escolhe que ela seja julgada pela exatidão, consistência interna e congruência com os registros remanescentes (134) Relíquias – iluminam o passado apenas quando já sabemos que eles lhe pertencem [...] não são guias autônomos para épocas remotas(149) Hoje, podemos recordar o passado bastante bem para nosso alívio no presente. Tal consciência tmbm torna nossa visão do presente cada vez mais distinta do passado que ela atentamente absorve(179); Conscientes de que produzimos substitutos – lembranças, mementos, romances, filmes – nos alteramos o passado herdado mais radicalmente do que nossos precursores, que se sentiam mais perto dele (180).

7 Elabora questões similares para História e Relíquias Exemplo sobre parteMemória - Nos grupos, explicita pelo menos três problemas de conhecer o passado pela memória e me passa um trabalho no papel com citações de Lowenthal para os ilustrar/descrever. Dar sua resposta oralmente.

8 Sorteio dos seminários Caio Prado Jr (04/12) Emilia Viotti (04/12) F. Braudel (04/12) M. del Priore (04/12) Sérgio B. (04/12) Heródoto (11/12) István Jancso (11/12) J. Monteiro (11/12) Marc Bloch (11/12) O Que é História?

9 Modelo para a desconstrução – Vamos checar sua preparação, 30 minutos, 11+ slides, todo mundo fala... Em seus grupos, buscam citações na obra para apoiar suas respostas das seguintes questões, indicando o número mínimo de slides: Título da apresentação com nome do grupo e seus membros- 1 Referencia bibliográfica da obra - 1 Autor/a em seu espaço e tempo - 1 Objeto e citações - 1 Estrutura e citações - 1 Forma retorica e citações- 1 Teoria e citações- 1 Método e citações - 1 Metodologia e citações - 1 Reflexão sobre a obra - 1 Avaliação do projeto - 1

10 Referências DEBRETTS.com, Lowenthal, David. HALL, M. A conversation with David Lowenthal (2001). LOWENTHAL, D. Como conhecemos o passado (1998). LOWENTHAL, D. Personal Reflections on the State of Heritage. You Tube. (2012). MASTIN, Luke. The Human Memory. (2010). WIKIPEDIA. Monumento as bandeiras.


Carregar ppt "Como conhecemos o passado, segundo Lowenthal – relíquias Introdução aos Estudos Históricos Aula 11 Unifesp, 06 de nov., 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google