A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A reforma do setor elétrico e as estratégias das empresas André Luís da Silva Leite.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A reforma do setor elétrico e as estratégias das empresas André Luís da Silva Leite."— Transcrição da apresentação:

1 A reforma do setor elétrico e as estratégias das empresas André Luís da Silva Leite

2 Objetivo: Analisar a relação entre as reformas (e suas mudanças) e as estratégias das empresas do Setor elétrico

3 As reformas Tecnologia – CCGT – Menor importância das Economias de Escala Tecnologia – CCGT – Menor importância das Economias de Escala Institucional – Mudanças institucionais Institucional – Mudanças institucionais Redução da capacidade de financiamento do Estado Redução da capacidade de financiamento do Estado Introdução da competição Introdução da competição Privatizações Privatizações

4 As reformas Mercados e Organizações: Mercados e Organizações: Desverticalizaçao – condição essencial para introdução da competição Desverticalizaçao – condição essencial para introdução da competição Surgem novas formas de comercialização e novas estratégias das empresas; Surgem novas formas de comercialização e novas estratégias das empresas; Crise (2001) California, Brasil, Nordpool (2002) Crise (2001) California, Brasil, Nordpool (2002) Falta de elementos de coordenação Falta de elementos de coordenação

5 As reformas Joskow (2006) sobre as reformas: Joskow (2006) sobre as reformas: Criar mercados competitivos de eletricidade é um desafio técnico expressivo e requer significativas mudanças na estrutura industrial e o suporte de arranjos institucionais e regulatórios. Criar mercados competitivos de eletricidade é um desafio técnico expressivo e requer significativas mudanças na estrutura industrial e o suporte de arranjos institucionais e regulatórios. Van Doren & Taylor (2004) Van Doren & Taylor (2004) Deve-se considerar a hipótese de retornar à verticalização no lugar de se defender com veemência políticas de livre-acesso. Deve-se considerar a hipótese de retornar à verticalização no lugar de se defender com veemência políticas de livre-acesso.

6 As reformas Chao (2006) policy markers estão pondo em prática suas idéias numa velocidade maior daquela na qual os policy analysts são capazes de fornecer respostas para tais idéias. Chao (2006) policy markers estão pondo em prática suas idéias numa velocidade maior daquela na qual os policy analysts são capazes de fornecer respostas para tais idéias. Chao (2006): É necessários mecanismos para aperfeiçoar as mudanças de mercado em direção a uma Terceira Via. Chao (2006): É necessários mecanismos para aperfeiçoar as mudanças de mercado em direção a uma Terceira Via.

7 O Setor O setor elétrico mudou, mas não muito. O setor elétrico mudou, mas não muito. Ainda é um setor intensivo em capital, com longo prazo de maturação dos investimentos. Ainda é um setor intensivo em capital, com longo prazo de maturação dos investimentos. Com óbvias conexões físicas entre os agentes. Com óbvias conexões físicas entre os agentes. Dificuldade de introdução de competição em setores não-maduros. Dificuldade de introdução de competição em setores não-maduros.

8 A reforma Mudança de foco Mudança de foco Anos 90: introdução da competição Anos 90: introdução da competição Anos 00: Segurança de suprimento Anos 00: Segurança de suprimento

9 Estratégias Uma empresa pode objetivar Uma empresa pode objetivar Maximização de lucro Maximização de lucro Maximização de receitas Maximização de receitas Minimização de riscos/custos Minimização de riscos/custos

10 Estratégias (Re) verticalização (Re) verticalização G – D – C G – D – C G – C G – C E.g National Champions européias => Fusões convergentes E.g National Champions européias => Fusões convergentes Velocidade das estratégias das empresas > velocidade das mudanças institucionais Velocidade das estratégias das empresas > velocidade das mudanças institucionais

11 Holdings Brasiliana – Geração e Distribuição Brasiliana – Geração e Distribuição CEMIG – Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização CEMIG – Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização DUKE – Geração e Comercialização DUKE – Geração e Comercialização ENERGISA – Geração e distribuição ENERGISA – Geração e distribuição NEOENERGIA - Geração, Distribuição e Comercialização NEOENERGIA - Geração, Distribuição e Comercialização REDE - Geração, Distribuição e Comercialização REDE - Geração, Distribuição e Comercialização VBC - Geração, Distribuição e Comercialização VBC - Geração, Distribuição e Comercialização Energia do Brasil - Geração, Distribuição e Comercialização Energia do Brasil - Geração, Distribuição e Comercialização Tractebel/Suez – Geração - Comercialização Tractebel/Suez – Geração - Comercialização

12 Concentração e re-verticalização Processo de verticalização por meio de estruturação em holding. Processo de verticalização por meio de estruturação em holding. As características do setor elétrico brasileiro, a estrutura de governança e as mudanças no ambiente institucional levam as firmas a buscarem estratégias que minimizem riscos de mercados, como, e.g., a estruturação em holdings. As características do setor elétrico brasileiro, a estrutura de governança e as mudanças no ambiente institucional levam as firmas a buscarem estratégias que minimizem riscos de mercados, como, e.g., a estruturação em holdings.

13 Considerações finais Em uma análise prévia, empresas estruturadas em holdings tem mais vantagens competitivas. Em uma análise prévia, empresas estruturadas em holdings tem mais vantagens competitivas. Apresentaram, em 2006, melhor desempenho financeiro e aumento de suas participações no mercado, em relação a Apresentaram, em 2006, melhor desempenho financeiro e aumento de suas participações no mercado, em relação a 2005.


Carregar ppt "A reforma do setor elétrico e as estratégias das empresas André Luís da Silva Leite."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google