A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Componente Curricular: Empreendedorismo e Mercado de Trabalho Profª Vanessa David Domingos Doutorado em Agricultura INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Componente Curricular: Empreendedorismo e Mercado de Trabalho Profª Vanessa David Domingos Doutorado em Agricultura INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA."— Transcrição da apresentação:

1 Componente Curricular: Empreendedorismo e Mercado de Trabalho Profª Vanessa David Domingos Doutorado em Agricultura INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA - TOCANTINS Campus Paraíso do Tocantins Curso: Técnico em Agroindústria Integrado ao Ensino Médio

2 Aula 1. Empreendedorismo- 1. Origem Adam Smith recentemente mão-de-obra barata matéria-prima abundante Capital disponível desenvolvimento das nações

3 1. Origem Situação atual para o desenvolvimento econômico mão-de-obra barata matéria-prima abundante Capital disponível TecnologiaEmpreendedorismo desenvolvimento das nações

4 1. Origem - Empreendedor Entrepreneur - palavra (França) Aquele que incentiva brigas. – Sec.XII Aquele que cria e conduz projetos e empreendimentos. / Pessoas ousadas que estimulavam o progresso econômico – Sec.XVIII

5 Cantillon (sec. XVIII) –significado atual pessoas compravam vendiam matéria-prima (produto agrícola) Produto final Oportunidade de negócio Riscos

6 Origem: Correntes do empreendedorismo economistas comportamentalistas Empreendedor Inovação Empreendedor Criatividade Intuição

7 Origem Concepção de empreendedor (Say,1803) Alguém que inova e é agente de mudanças.

8 1. Conceitos Empreendedorismo: Empreendedor Designa os estudos relativos ao empreendedor, seu perfil, suas origens, seu sistema de atividades, seu universo de atuação. Indivíduo que detém uma forma especial, inovadora, de se dedicar às atividades de organização, administração, execução; principalmente na geração de riquezas, na transformação de conhecimentos e bens em novos produtos – mercadorias ou serviços; gerando um novo método com o seu próprio conhecimento

9 Origem do Empreendedorismo (1950) Joseph Schumpeter - pessoa com criatividade e capaz de fazer sucesso com inovaçõesJoseph Schumpeter (1967) com Kenneth E. Knight e em 1970 com Peter Drucker.Kenneth E. KnightPeter Drucker conceito de risco

10 Significado empreendedor – assume riscos e começa algo novo. 1° uso do termo empreendedorismo: Aula 2. Análise histórica - Empreendedorismo

11 Análise histórica - Empreendedorismo Idade Média Empreendedor = pessoa que apenas gerenciava grandes projetos de produção, utilizando recursos disponíveis (governo) e não assumia grandes riscos.

12 Sec. XVII Análise histórica - Empreendedorismo Empreendedorismo Assumir riscos Empreendedor Governo Produto Serviço Preços pré-fixados

13 Sec. XVII Cantillon Empreendedor x Capitalista Análise histórica - Empreendedorismo Assume riscosFornece o capital

14 Sec. XVIII Análise histórica - Empreendedorismo

15 Sec. XIX e XX Análise histórica - Empreendedorismo Gerentes (Administradores) Empreendedores Econômico Organizam a empresa Pagam os empregados Planejam, dirigem e Controlam as ações Capitalista

16 Administrador x Empreendedor Stewart (1982)- Semelhanças Diferenças e similaridades DemandasRestriçõesAlternativas O que fazer? Fatores externos Fatores internos Opções para definir Do que e como fazer

17 Hampton (1991) – Diferenças Administrador Diferenças e similaridades Nível de hierarquiaConhecimento SupervisãoMédio Funcionais Alto Gerais

18 Características do Empreendedor Empreendedor = atributos do administrador + atributos sociais

19 Características básicas Iniciativa - São pessoas que não ficam esperando que os outros (o governo, o empregador, o parente, o padrinho) venham resolver seus problemas. Pessoas que começam coisas novas, iniciam. A iniciativa, enfim, é a capacidade daquele que, tendo um problema qualquer, age e parte para a solução.

20 Características básicas Auto-confiança - O empreendedor tem auto- confiança, isto é, acredita em si mesmo. Se não acreditasse, seria difícil ele tomar a iniciativa. A crença em si mesmo faz o indivíduo arriscar mais, ousar, oferecer-se para realizar tarefas desafiadoras, enfim, torna-o mais empreendedor.

21 Características básicas Aceitação do risco - O empreendedor aceita riscos, ainda que seja muitas vezes seja cauteloso e precavido contra o risco, a verdade é que ele o aceita em alguma medida.

22 Características básicas Sem temor do fracasso e da rejeição - O empreendedor fará tudo o que for necessário para não fracassar, mas não é atormentado pelo medo paralisante do fracasso. Pessoas com grande amor próprio e medo do fracasso preferem não tentar correr o risco de não acertar - ficam, então, paralisadas.

23 Características básicas Decisão e responsabilidade - O empreendedor não fica esperando que os outros decidam por ele. Ele toma decisões e aceita a responsabilidade que acarretam.

24 Características básicas Energia - É necessária uma dose de energia para se lançar em novas realizações, que usualmente exigem intensos esforços iniciais. O empreendedor dispõe dessa reserva de energia, vinda provavelmente de seu entusiasmo e motivação.

25 Características básicas Auto-motivação e entusiasmo - Pessoas empreendedoras são capazes de auto-motivação relacionada com desafios e tarefas em que acreditam. Não necessitam de prêmios externos, como compensação financeira. Igualmente, por sua motivação, são capazes de entusiasmarem-se com suas idéias e projetos.

26 Características básicas Controle - O empreendedor acredita que sua realização depende de si mesmo e não de forças externas sobre as quais não tem controle. Ele se vê como capaz de controlar a si mesmo e de influenciar o meio de tal modo que possa atingir seus objetivos.

27 Características básicas Voltado para equipe - O empreendedor em geral não é um fazedor, no sentido obreiro da palavra. Ele cria equipe, delega, acredita nos outros, obtém resultados por meio de outros.

28 Características básicas Otimismo - O empreendedor é otimista, o que não quer dizer sonhador ou iludido. Acredita nas possibilidades que o mundo oferece, acredita na possibilidade de solução dos problemas, acredita no potencial de desenvolvimento.

29 Características básicas Persistência - O empreendedor, por estar motivado, convicto, entusiasmado e crente nas possibilidades, é capaz de persistir até que as coisas comecem a funcionar adequadamente.

30 Conquista-se a autonomia profissional quando se é perseverante, determinado, aprendiz, flexível e quando se tem: Positividade Organização Criatividade Inovação Foco

31 Iniciativa - São pessoas que não ficam esperando que os outros (o governo, o empregador, o parente, o padrinho) venham resolver seus problemas. Pessoas que começam coisas novas, iniciam. A iniciativa, enfim, é a capacidade daquele que, tendo um problema qualquer, age: arregaça as mangas e parte para a solução. Auto-confiança - O empreendedor tem auto-confiança, isto é, acredita em si mesmo. Se não acreditasse, seria difícil ele tomar a iniciativa. A crença em si mesmo faz o indivíduo arriscar mais, ousar, oferecer-se para realizar tarefas desafiadoras, enfim, torna-o mais empreendedor. Sem temor do fracasso e da rejeição - O empreendedor fará tudo o que for necessário para não fracassar, mas não é atormentado pelo medo paralisante do fracasso. Pessoas com grande amor próprio e medo do fracasso preferem não tentar correr o risco de não acertar - ficam, então, paralisadas. Energia - É necessária uma dose de energia para se lançar em novas realizações, que usualmente exigem intensos esforços iniciais. O empreendedor dispõe dessa reserva de energia, vinda provavelmente de seu entusiasmo e motivação. Auto-motivação e entusiasmo - Pessoas empreendedoras são capazes de auto-motivação relacionada com desafios e tarefas em que acreditam. Não necessitam de prêmios externos, como compensação financeira. Igualmente, por sua motivação, são capazes de entusiasmarem-se com suas idéias e projetos. Para Refletir - 2 Faça seu teste Que nota você daria a si mesmo em cada um dos itens acima? E em função das notas dadas, quais são suas principais fraquezas? E o que fazer para reverter a situação?

32 Gerber (2004), Diferenças a)o Empreendedor: transforma a situação mais trivial em uma oportunidade excepcional, é visionário, sonhador; o fogo que alimenta o futuro; vive no futuro, nunca no passado e raramente no presente; nos negócios é o inovador, o grande estrategista, o criador de novos métodos para infiltrar nos novos mercados;

33 b) o Administrador, que é pragmático, vive no passado, almeja ordem, cria esquemas extremamente organizados para tudo; c) o Técnico, que é o executor, adora consertar coisas, vive no presente, fica satisfeito no controle do fluxo de trabalho e é um individualista determinado.


Carregar ppt "Componente Curricular: Empreendedorismo e Mercado de Trabalho Profª Vanessa David Domingos Doutorado em Agricultura INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google