A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA - UNISUL Instrumentos Gerenciais para a consolidação da estratégia competitiva nas micro e pequenas empresas associadas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA - UNISUL Instrumentos Gerenciais para a consolidação da estratégia competitiva nas micro e pequenas empresas associadas."— Transcrição da apresentação:

1 UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA - UNISUL Instrumentos Gerenciais para a consolidação da estratégia competitiva nas micro e pequenas empresas associadas à AMPE Profa. Ms. Dalci Mendes Almeida, Ms Profa. Ivone Junges, Dra Extensionista Gustavo Claudio Grupo de Pesquisa em Controladoria GRUPEC

2 Considera-se microempresa e empresa de pequeno porte: I – microempresa, aquela que aufira, em cada ano- calendário, receita bruta igual ou inferior a R$ ,00 (trezentos e sessenta mil reais); e II – empresa de pequeno porte, aquela que aufira, em cada ano-calendário, receita bruta superior a R$ ,00 (trezentos e sessenta mil reais) e igual ou inferior a R$ ,00 (três milhões e seiscentos mil reais). Micro e Pequena Empresa Art. 3º da LC 123/2006

3 Para efeito de estudos e pesquisas, o Sebrae utiliza o critério de classificação de porte segundo o número de empregados da empresa, sendo: Microempresa: Indústria e Construção Civil: até 19 empregados. Comércio e Serviços: até 9 empregados. Empresa de Pequeno Porte: Indústria e Construção Civil: de 20 a 99 empregados. Comércio e Serviços: de 10 a 49 empregados. Micro e Pequena Empresa SEBRAE (2007)

4 Instrumentos Gerenciais: Conceitos Os controles de gestão geram informações que auxiliam os gestores na tomada de decisões sobre o rumo do seu negócio, permitindo adotar medidas corretivas que amenizem ou eliminem os problemas detectados.

5 Atkinson et al. (2000, p. 581) definem controle como o conjunto de métodos e ferramentas que os membros da empresa usam para mantê-la na trajetória para alcançar seus objetivos. Gomes e Salas (1999, p. 22) explicam que o controle de gestão é um mecanismo de reforço do comportamento positivo e correção de rumo no caso de resultados não desejados. Instrumentos Gerenciais: Conceitos

6 PLANEJAMENTOEXECUÇÃOCONTROLE Os instrumentos gerenciais influenciam no processo de gestão: Instrumentos Gerenciais: Processo de Gestão

7 Sabe-se que as micro e pequenas empresas possuem forte representatividade na economia do nosso país e da nossa região, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico regional. No entanto, segundo dados do Sebrae, atualmente, 26,9% das pequenas empresas brasileiras não conseguem se manter nos dois primeiros anos de vida. Um dos motivos que influencia nesse resultado é a falta de instrumentos gerenciais sobre o negócio. Instrumentos Gerenciais: Importância

8 A informação é primordial para o sucesso, porém muitas micro e pequenas empresas trabalham no escuro, sem informações básicas sobre o negócio, como seu saldo de caixa, sua lucratividade líquida, sua capacidade de pagamento, seu capital de giro, controle de estoques e demais indicadores de gestão. Tachizawa (2004) menciona que os pequenos negócios possuem gestão informal e os dados, muitas vezes não são estratégicos. Instrumentos Gerenciais: Importância

9 Os 7 pecados capitais na gestão de MPEs: 1 - O Paitrão. 2 - O desrespeito ao princípio da entidade contábil. 3 - Empreendedor ou funcionário? 4 - Diga com quem andas que te direi quem é. 5 - Má gestão de capital de giro. 6 - Falta de planejamento para sucessão empresarial. 7 - Jeitinho brasileiro. Fonte: NOVOFOCO, BOM (08/2010) 9

10 Porter (1999) enfatiza que a estratégia é o caminho para a geração de diferenciais competitivos balizados por modelos de gestão eficientes. Ferraz; Kupler; Haguenauer (1997) discorrem que os diferenciais competitivos são sistêmicos e dependem das competências internas às empresas, ao mercado e aos atores institucionais e são resultados especificamente da estratégia competitiva adotada e para isso é fundamental a utilização de instrumentos gerenciais. Instrumentos Gerenciais: Importância

11 Podemos citar como exemplos de instrumentos gerenciais financeiros: Instrumentos gerenciais Controle de Estoques Controle de Contas a Pagar e a Receber Controle de Custos Indicadores econômico- financeiros Fluxo de Caixa Capital de Giro Demonstração do Resultado do Exercício – DRE Gerencial Balanço Patrimonial – BP Gerencial Instrumentos Gerenciais: Exemplos

12 Podemos citar como exemplos de indicadores enconômico-financeiros: Liquidez de curto prazo. Liquidez de longo prazo. Participação de capital de terceiros. Lucratividade líquida. Retorno dos investimentos. Taxa interna de retorno. Ponto de equilíbrio. Instrumentos Gerenciais: Exemplos

13 Podemos citar como exemplos de instrumentos gerenciais não financeiros: Instrumentos gerenciais Número de Devoluções Número de novos clientes Portfólio de produtos e serviços Evolução da produtividade Posição no mercado Participação no mercado Rotatividade de funcionários Número de P&D Instrumentos Gerenciais: Exemplos

14 BANCO DE TESES E DISSERTAÇÕES: CONGRESSOS PERIÓDICOS: Revista Contabilidade & Finanças (USP): Revista de Administração Contemporânea (RAC): Revista de Administração de Empresas (RAE) e RAE Eletrônica: Revista Universo Contábil: Revista de Administração da USP - RAUSP: Revista Base: OUTRAS BASES DE DADOS: FONTES DE PESQUISA

15 ENTIDADES DE APOIO AMPE - SEBRAE - FACISC - FAPESC - CELTA - IEL - PEQUENAS EMPRESAS GRANDES NEGÓCIOS - CASA DO MICROCRÉDITO - ACIT - EXAME PME - FONTES DE PESQUISA

16 REFERÊNCIAS ATKINSON, Antony et al.. Contabilidade gerencial. São Paulo: Atlas, BRASIL. Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de Institui o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte... Disponível em: Acesso em: FERRAZ, J. C.; KUPLER, D.; HAGUENAUER, L. Made in Brazil: desafios competitivos para a indústria. Rio de Janeiro: Campus, GOMES, Josir S.; SALAS, Joan M.. Controles de gestão: uma abordagem contextual e organizacional. São Paulo: Atlas, PORTER, M. Competição on competition: estratégias competitivas essenciais. Rio de Janeiro: Campus, 1999 TACHIZAWA, Takeshy; FARIA, Marília de Sant'Anna. Criação de novos negócios: gestão de micro e pequenas empresas. 2. ed. Rio de Janeiro: FGV, SEBRAE Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. As 40 perguntas mais frequentes dos empresários. São Paulo: Fevereiro/2008. Disponível em: 728/$File/NT pdf. Acesso em:

17 Obrigada! CONTATOS: Dalci Mendes Almeida: Ivone Junges: Gustavo Claudio: GRUPO DE PESQUISA EM CONTROLADORIA GRUPEC GRUPEC


Carregar ppt "UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA - UNISUL Instrumentos Gerenciais para a consolidação da estratégia competitiva nas micro e pequenas empresas associadas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google