A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Educação Privada e Competitividade: Análise de conjuntura dos grandes grupos e do mercado Cosme Massi - HOPER.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Educação Privada e Competitividade: Análise de conjuntura dos grandes grupos e do mercado Cosme Massi - HOPER."— Transcrição da apresentação:

1

2 Educação Privada e Competitividade: Análise de conjuntura dos grandes grupos e do mercado Cosme Massi - HOPER

3 Evolução das Matrículas na Educação Básica (Pública e Privada) – Brasil (2008 a 2012) Modalidades Creche Pré-escola Ensino Fundamental Anos Iniciais Ensino Fundamental Anos Finais Ensino Médio Regular Total

4 Projeção da população brasileira entre 0 e 14 anos

5 Projeção da população brasileira entre 15 e 19 anos

6 Participação das matrículas nos setores público e privado na Educação Básica do Brasil

7 Distribuição de matrículas na Educação Básica por dependência administrativa

8 Matrículas no setor privado - Educação Básica Fonte: Estudos de Mercado – Hoper Educação Projeção de Matrículas – Educação Básica – Brasil (Privado – até 2014) AnoMatrículas PrivadoTotal (público e privado)

9 Mensalidades Premium e Conveniência (Brasil) - Educação Básica

10 Faturamento da Educação Básica no Brasil Pré-Escola, Fundamental, Ensino Médio, Profissionalizante – Brasil (2011 a 2013) Segmento Faturamento Estimado (bilhões em R$) Pré-Escola6,767,198,53 Ensino Fundamental17,0517,6220,17 Ensino Médio5,936,177,05 Ensino Técnico Profissional2,692,893,41 Total Geral 32,4333,8739,16

11 Faturamento da Educação Básica e segmentos associados Faturamento da Educação Básica e segmentos associados (Formal) – Brasil Segmento Faturamento Estimado (bilhões em R$) Escolas32,4333,8739,16 Sistemas Apostilados de Ensino0,961,201,40 Livros Didáticos (PNLD + PNLEM)1,161,091,24 Livros Didáticos (sem compra pelo governo) 1,031,751,90 Ensino Técnico Profissionalizante2,702,903,10 Total Geral38,2840,8146,80

12 Participação das matrículas públicas e privadas no Ensino Técnico Profissionalizante (2011)

13 Cursos mais procurados na rede privada do Ensino Técnico Profissionalizante (2010 a 2011)

14 Informações Financeiras dos principais grupos da Educação Básica Fonte: balanço das empresas na CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Kroton Receita Líquida com Educação Básica (milhões em R$) * Abril Educação Receita Líquida com Sistemas de Ensino (milhões em R$) * Receita e lucro referentes aos 3 primeiros trimestres de 2012 da Kroton (balanço de 2012 ainda não divulgado). Dados Financeiros dos maiores players Receita Líquida (milhões em R$) Lucro/Prejuízo Líquido (milhões em R$) Receita Líquida (milhões em R$) Lucro/Prejuízo Líquido (milhões em R$) Receita Líquida (milhões em R$) Lucro/Prejuízo Líquido (milhões em R$) Abril Educação Kroton *178* Total Geral *278*

15 Principais Editoras da Educação Básica (2011) Abril Educação Lucro/Prejuízo Líquido com Editoras (milhões em R$) Ática Scipione Fonte: balanço da empresa na CVM (Comissão de Valores Mobiliários). * Receita e lucro referentes ao segmento de informática do Grupo Positivo, o único segmento com capital aberto do grupo. Programa Nacional do Livro Didático

16 Participação das principais Editoras da Educação Básica (2011 a 2013) Participação das principais editoras no mercado da educação básica Editoras / Ano Ática 19,1%17,7%17,2% Moderna 16,5%20,1%18,7% Saraiva 14,8%18,7%16,3% FTD 13,9%14,7%18,9% Scipione 10,2%9,3%13,9% SM 4,6%4,5%3,3% Positivo 2,7% 3,2% Outras editoras 18,1%12,2%8,5% Total 100,0%

17 QUAIS SERÃO AS MARCAS FORTES DA EDUCAÇÃO NA PRÓXIMA DÉCADA?

18

19 UNIVERSIDADE Cursos livres profissionalizantes online. Cursos de pós-graduação lato sensu. Educação continuada (Corporativa e Livre). Cursos preparatórios. Certificados pelas melhores universidades do Brasil de alunos em 3 anos

20 A Apple já vendeu mais de 15 milhões de livros digitais.

21 Transformação do Conteúdo de Livros em Cursos Online e venda através dos grandes portais

22

23 Consolidação do segmento de educação básica privado. Grandes grupos de colégios (confessionais e for profits) utilizando seus próprios Sistemas de Ensino. Aumento da penetração dos Sistemas de Ensino entre as escolas privadas, dos atuais 42% para 50% até Reestruturação dos Sistemas de Ensino – na metodologia e no modelo de negócio. Parcerias entre empresas de softwares de gerenciamento do ensino e da aprendizagem com empresas produtoras de conteúdos. Crescimento da Demanda relacionada a obras de temas transversais. PRINCIPAIS TENDÊNCIAS NA EDUCAÇÃO BÁSICA PRIVADA

24 Produção do conteúdo em diversas mídias (impressa e digital). Transformação do livro em curso ou em um conjunto de objetos de aprendizagem (com imagens, infográficos, vídeos, animações, etc). Crescimento e predomínio da internet como principal canal de venda. Forte entrada dos livros digitais no PNLD a partir de PRINCIPAIS TENDÊNCIAS PARA AS EDITORAS DO SEGMENTO EDUCACIONAL

25 Ampliação do portfólio de livros de idiomas e de livros de atividades em outros idiomas para atender a escolas bilíngues. Curadoria de Conteúdo (gestão do conteúdo) – como contraponto à distribuição direta do autor para o leitor. Preparação de menos textos e mais atividades (ver Khan Academy). Atuar na gestão do conteúdo e da aprendizagem. PRINCIPAIS TENDÊNCIAS PARA AS EDITORAS DE DIDÁTICOS

26 Diferenças de gerações ou de paradigmas?

27

28 Exemplo de mudanças DINAMARCA (fevereiro de 2011) Todas as provas, em todos os níveis do sistema de ensino do país, podem ser feitas com consulta irrestrita à internet. A quantidade de dias letivos no ano será reduzida em 10%.

29 SERÁ QUE A MUDANÇA PODE SER GRADATIVA?

30 De modo geral, há duas distintas correntes de especialistas em educação no que se refere à metodologias de ensino e aprendizagem: Uma corrente preconiza o ensino estruturado, com base nos conhecimentos das neurociências, onde há uma sistematização do processo de ensinar e aprender. A outra corrente defende a criação ativa do conhecimento através de atividades investigativas. CORRENTES METODOLÓGICAS NO CENÁRIO MUNDIAL

31 A aparente dicotomia entre as duas versões pode ser resolvida se compreendermos o espaço de ambas na construção do saber: O ensino estruturado é o melhor caminho para que o estudante apreenda, organize mentalmente e fixe na memória o conjunto de informações e conhecimentos necessários à construção do saber. Porém, a construção do saber, propriamente dita, precisa ser personalizada, própria, reflexiva e crítica, ancorada em métodos de investigação, elaboração e discussão. CORRENTES METODOLÓGICAS NO CENÁRIO MUNDIAL

32 O que é estruturação do ensino? Planejamento antecipado de todas as etapas do processo de ensino-aprendizagem de um curso ou disciplina, definindo: -os objetivos de aprendizagem -instrumentos de avaliação da aprendizagem alcançada -as atividades que serão realizadas pelos alunos -os conteúdos que serão desenvolvidos, com os respectivos materiais didáticos -os procedimentos que o docente utilizará como estratégia de ação (a aula expositiva, as dinâmicas, os debates, o estudo dirigido, o trabalho em grupo, o estudo de casos, etc.)

33


Carregar ppt "Educação Privada e Competitividade: Análise de conjuntura dos grandes grupos e do mercado Cosme Massi - HOPER."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google