A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FINANÇAS CORPORATIVAS: CURTO E LONGO PRAZOS As definições de Curto e Longo Prazos em Finanças Corporativas conforme (GITMAN, 1997). (GITMAN, Lawrence J.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FINANÇAS CORPORATIVAS: CURTO E LONGO PRAZOS As definições de Curto e Longo Prazos em Finanças Corporativas conforme (GITMAN, 1997). (GITMAN, Lawrence J."— Transcrição da apresentação:

1 FINANÇAS CORPORATIVAS: CURTO E LONGO PRAZOS As definições de Curto e Longo Prazos em Finanças Corporativas conforme (GITMAN, 1997). (GITMAN, Lawrence J. Princípios de administração financeira. São Paulo: Harbra, 1997).

2 CURTO PRAZO: Ações planejadas e previsões de seus reflexos financeiros; Utilização de instrumentos qualitativos e quantitativos como: PERT DIAGRAMA CAUSA E EFEITO (Diagrama de Ishigawa) REGRESSÃO ESTATÍSTICA

3 LONGO PRAZO: Dispêndio de Capital Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento Ações de Marketing e Desenvolvimento de Produtos Estrutura de Capital Fontes de Financiamentos

4 RISCO, RETORNO E MERCADO: As decisões financeiras não são tomadas em ambiente de TOTAL CERTEZA com relação aos seus resultados; FUTURO = INCERTEZA; RISCO = PROBABILIDADE DE OCORRÊNCIA de determinados resultados em relação a um valor médio esperado... Revelam uma possibilidade de perda.

5 (continuação) Normalmente utiliza-se o Desvio Padrão (DP) estatístico, que indica se o valor médio está representando efetivamente o fenômeno; RISCO TOTAL = RISCO SISTEMÁTICO + RISCO NÃO SISTEMÁTICO; Sistemático: causados por eventos políticos, econômicos e sociais; e Não-Sistemático: próprio de cada investimento realizado (carteiras de títulos com Renda Fixa e Renda Variável).

6 (continuação) Probabilidade Objetiva: baseia-se nas séries históricas, frequência relativa e experiências; Probabilidade Subjetiva: baseia-se na intuição, conhecimento, experiências e até um certo grau de crença.

7 AVALIAÇÃO DE UMA EMPRESA: RISCO ECONÔMICO: Conjuntural (alterações na Economia, Tecnologia, etc.) Mercado Planejamento e Gestão (Vendas, Custos, Preços, Investimentos, etc.) RISCO FINANCEIRO: Endividamento da Empresa Capacidade de Pagamento

8 RETORNO ESPERADO DE UMA CARTEIRA: E(Rp) = Soma de j=1 a n de Rj.Wj Onde: Rj é o retorno esperado ao ativo j; Wj é a proporção do capital total investido no ativo j; e n é o número total de ativos.

9 EXEMPLO: Considere dois ativos cujos percentuais de retorno e respectivas probabilidades de ocorrências são: Título A: Título B: Retorno Probab. Retorno Probab. 7% 10% -5% 20%

10 Os Retornos Esperados são: E(Ra) = (7%.0,10)+(12%.0,30)+(15%.0,40)+(20%.0,20) = 14,3% e E(Rb) =... calcular... = 6,0%. Os Desvios Padrões (DP) de cada titulo são: DP(Ra) = [(7% - 14,3%)^2.0,10+(12% - 14,3%)^2.0,30 + (15%-14,3%)^2.0,40 + (20%-14,3%)^2.0,20]^1/2 = 3,689%. DP(Rb) =... calcular... = 10,691%. Conclusão: A mais elevada medida de dispersão do Ativo B revela seu maior grau de risco em relação ao Ativo A.


Carregar ppt "FINANÇAS CORPORATIVAS: CURTO E LONGO PRAZOS As definições de Curto e Longo Prazos em Finanças Corporativas conforme (GITMAN, 1997). (GITMAN, Lawrence J."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google