A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Medição & Verificação Porque o M&V é importante e como isto pode ser incorporado no mercado Brasileiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Medição & Verificação Porque o M&V é importante e como isto pode ser incorporado no mercado Brasileiro."— Transcrição da apresentação:

1 Medição & Verificação Porque o M&V é importante e como isto pode ser incorporado no mercado Brasileiro

2 Estrutura do EPC

3 Estrutura do Performance Contract Contrato de Performance Contrato de Financiamento Agente Financeiro Arbitragem Perdas Representante ESCOUsuário Final Comissionamento M&V

4 Definição

5 Medição e Verificação São todos os procedimentos que apuram a economia obtida, que é a base para a remuneração do contrato de performance São todos os procedimentos que apuram a economia obtida, que é a base para a remuneração do contrato de performance Definição

6 Como Funciona

7 Linha Base Construção e Instalação Como Funciona Antes Economia Projetada Uso Economia Realizada Depois Uso R$ Utilidades Período de Contrato

8 Linha Base Construção e Instalação Uso Antes Economia Projetada Uso Economia Realizada Depois R$ Utilidades Período de Contrato Como Funciona Linha Base Ajuste

9 Construção e Instalação Uso Antes Economia Projetada Uso Economia Realizada Depois R$ Utilidades Período de Contrato Como Funciona Porém! Antes Economia Projetada Economia Realizada Depois Comparar

10 Linha Base Construção e Instalação Uso Antes Economia Projetada Uso Economia Realizada Depois R$ Utilidades Período de Contrato Como Funciona Economia NÃO se mede

11 Linha Base Construção e Instalação Uso Antes Economia Projetada Uso Economia Realizada Depois R$ Utilidades Período de Contrato Como Funciona Economia Realizada Uso Depois Linha Base Antes Economia Projetada UsoM&V

12 Características Particulares

13 Analise Inicial Analise Inicial Começando no Fim Construção Instalação Comissionamento Garantia de Equipamentos FIM Construção Instalação Comissionamento Garantia de Equipamentos M&V Projeto Convencional Projeto EPC Analise Inicial Construção Instalação Comissionamento Garantia de Equipamentos

14 Analise Inicial Construção Instalação Comissionamento Garantia de Equipamentos FIM O Usuário Final... Projeto Convencional Já Fez. OK

15 M&V O Usuário Final... Nunca Fez ? Nunca Fez ? Por isto deve ser muito bem elaborado e executado

16 Tempo do M&V Obs: Não é uma etapa

17 Conceitos para Avaliar um EPC

18 Tipos de Projetos Principais Garantias Capacidade de Pagamento Comparação Simplificada Convencional Project Finance EPC Recebiveis Lucratividade do Negócio Ativos Saúde Financeira EconomiasProjetadasEconomiasRealizadas Porém! EconomiasRealizadas

19 Tipos de Projetos Principais Garantias Capacidade de Pagamento Convencional Project Finance EPC Recebiveis Lucratividade do Negócio Ativos Saúde Financeira Economias Projetadas Economias Realizadas 3 Opções 3 Opções 1.M&V 2.M&V 3.M&V EconomiasRealizadasEconomiasRealizadas

20 EPC Contrato O Cerne da Questão!!! BOM M&V Tanto na Elaboração como na Execução

21 Cliente Elementos Usuário Final Projeto Técnico Projeto Financeiro M&V Projeto Convencional Projeto EPC Empresa de Engenharia ESCO Contrato

22 Avaliar Além Também Competência para : Projetar, Projetar, Instalar e Instalar e Construir Construir Competência para : Avaliar Economias,Avaliar Economias, Medir eMedir e VerificarVerificar ESCO Projeto Convencional Projeto EPC Projeto EPC

23 Avaliar Além Também Aspectos legais convencionaisAspectos legais convencionais Responsabilidades das Partes e o Plano de M&VResponsabilidades das Partes e o Plano de M&V Contrato Projeto Convencional Projeto EPC Projeto EPC

24 Avaliar Além Também Usuário Final Projeto Convencional Projeto EPC Projeto EPC Saúde FinanceiraSaúde Financeira Perspectiva MercadoPerspectiva Mercado Relacionamento com a ESCORelacionamento com a ESCO Preparo para entrar em um EPC Preparo para entrar em um EPC

25 Avaliar M&V Projeto, Instalações, equipamentos e sistemas existentes. Ações de Eficiência Energética Métodos de M&V (Opções ABCD) Condições de ajuste da Linha Base Parâmetros, variáveis e grandezas que serão medidas, constantes estipuladas, etc... Equipamentos e sistemas de medição Procedimentos de calibração Certificados de calibração Análises, cálculos e fórmulas Validação dos dados e relatórios Revisão por terceiros Tratamento da perda de informações Calendário de Medições Comissionamento e Recomissionamento Projeto, Instalações, equipamentos e sistemas existentes. Ações de Eficiência Energética Métodos de M&V (Opções ABCD) Condições de ajuste da Linha Base Parâmetros, variáveis e grandezas que serão medidas, constantes estipuladas, etc... Equipamentos e sistemas de medição Procedimentos de calibração Certificados de calibração Análises, cálculos e fórmulas Validação dos dados e relatórios Revisão por terceiros Tratamento da perda de informações Calendário de Medições Comissionamento e Recomissionamento Descrição

26 Avaliar & Acompanhar É fundamental, tanto para ESCO como para o Usuário Final e principalmente para o Investidor, a avaliação detalhada do Plano de M&V, bem como o acompanhamento de sua execução durante o EPC. É fundamental, tanto para ESCO como para o Usuário Final e principalmente para o Investidor, a avaliação detalhada do Plano de M&V, bem como o acompanhamento de sua execução durante o EPC.

27 Custo x Riscos

28 Ponto de Equilíbrio Custo x Riscos $ Valor dos Riscos $ Custo do M&V

29 Custo x Riscos Complexidade Interações Quantidade Duração do EPC Rigor Amostragem de dados Precisão Complexidade Interações Quantidade Duração do EPC Rigor Amostragem de dados Precisão Fatores que influenciam o Custo:

30 Custo x Riscos Incertezas Complexidade Interações Procedimentos de Analises Experiência Relacionamento entre as Partes Incertezas Complexidade Interações Procedimentos de Analises Experiência Relacionamento entre as Partes Fatores que influenciam os Riscos:

31 Riscos Associados M&V Industrial Industrial Comercial Comercial

32 Riscos Associados Complexidade das AEE Relacionamento com o UF Tamanho do M&V Equipamentos e software Gestão da Informação RecursosHumanos M&V

33 Visão Estratégica

34 Alternativas de Execução ContratanteExecução ESCO Ambos Nenhum U. Final ESCO + ESCO ESCO Assessoria Assessoria Assessoria +

35 Porque uma Assessoria? Maior credibilidade nas negociações Qualidade do M&V Aumento das economias Redução de riscos e incertezas Redução de custos fixos da ESCO Suporte mais qualificado em uma arbitragem Maior credibilidade nas negociações Qualidade do M&V Aumento das economias Redução de riscos e incertezas Redução de custos fixos da ESCO Suporte mais qualificado em uma arbitragem

36 Alternativas de Planos Moderado Por Dentro do EPC Por Fora do EPC Contratante Normal Amplo Híbrido 1% a 5% 5% a 10% 10% a 15% 0% a 15% % do custo total do EPC XX%

37 Porque M&V Por Fora? Ampliar as economias Reduzir riscos Reduzir custos c/ financiamento Manter a eficiência alcançada Poderosa Ferramenta de Gestão Ampliar as economias Reduzir riscos Reduzir custos c/ financiamento Manter a eficiência alcançada Poderosa Ferramenta de Gestão

38 Ferramenta de Gestão Áreas onde se aplica Administração Produção Custos Qualidade Manutenção Projeto Investimento Marketing

39 Fim do EPC Ferramenta de Gestão Economia $ Tempo Diferença entre um Bom e um Precário M&V Deterioração da Economia Maior Deterioração da Economia Menor Melhoria Contínua Sistema de Gerenciamento de Utilidades Fim da Construção e Instalação

40 Visão Estratégica Durante o EPC Antes do EPC Depois do EPC M&V Gerenciamento de Utilidades Obs: Se aplica principalmente para as ESCOs que não dependem do EPC para sobreviver Processo de Melhoria Continua Processo de Melhoria Continua

41 Visão Estratégica Melhor conhecimento do U. Final Mais recursos para o M&V Redução das incertezas e riscos Menor custo do financiamento Mais lucratividade para ESCO Mais segurança para o Investidor Maior economia para o U. Final Melhor conhecimento do U. Final Mais recursos para o M&V Redução das incertezas e riscos Menor custo do financiamento Mais lucratividade para ESCO Mais segurança para o Investidor Maior economia para o U. Final

42 Consideração Final

43 Este EPC é um bom negócio ? A ESCO alcançará as economias projetadas ? O investidor terá o retorno esperado do seu investimento ? O Usuário Final obterá o benefício esperado, e pagará o que é justo ? Este EPC é um bom negócio ? A ESCO alcançará as economias projetadas ? O investidor terá o retorno esperado do seu investimento ? O Usuário Final obterá o benefício esperado, e pagará o que é justo ? Perguntas:

44 é a Resposta Obrigado Péricles Pinheiro Alan Poole Péricles Pinheiro Alan Poole


Carregar ppt "Medição & Verificação Porque o M&V é importante e como isto pode ser incorporado no mercado Brasileiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google