A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FASES DO DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA E DO JOVEM. Planejamento, anterior ao nascimento, para todos: uns mais amplos uns mais amplos outros mais restritos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FASES DO DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA E DO JOVEM. Planejamento, anterior ao nascimento, para todos: uns mais amplos uns mais amplos outros mais restritos."— Transcrição da apresentação:

1 FASES DO DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA E DO JOVEM

2 Planejamento, anterior ao nascimento, para todos: uns mais amplos uns mais amplos outros mais restritos outros mais restritos escolhas dos pais, as provas, a meta... escolhas dos pais, as provas, a meta... DA VOLTA DO ESPÍRITO À VIDA CORPORAL

3 É a da planta que vegeta. A criança vive vida animal. O homem tem a vida vegetal e a vida animal que, pelo seu nascimento, se completam com a vida espiritual. (O Livro dos Espíritos Q. 354) A ONTOGÊNESE RECAPITULA A FILOGÊNESE COMO SE EXPLICA A VIDA INTRA-UTERINA?

4 09 MESES 09 MESES Recapitulação biológica de tudo já vivido nos reinos vegetal e animal. Recapitulação biológica de tudo já vivido nos reinos vegetal e animal. Tempo: 1,5 bilhão de anos Tempo: 1,5 bilhão de anos (Evolução em Dois Mundos, cap. III e VI) FASES:FECUNDAÇÃO,CONCEPÇÃO GESTAÇÃO E NASCIMENTO

5 Recapitulação psicológica de tudo já vivido no reino humano até agora. Tempo: anos, desde o homem-sapiens. (Evolução em Dois Mundos, cap. III) O Espírito ao renascer faz todo um inventário de si mesmo, no tempo e no espaço, se preparando desde as primeiras horas do ventre até o término da fase juvenil, para assumir a responsabilidade própria na vida de adulto. FASES: 0 a 21 ANOS

6 FECUNDAÇÃO recapitulação automática; recapitulação automática; esquecimento gradativo; esquecimento gradativo; sensibilidade a todo toque vibratório, de estímulo sensibilidade a todo toque vibratório, de estímulo emocional, dos pais. emocional, dos pais. CADA FASE COMPREENDE:

7 re-aprendizado de tudo o que já foi re-aprendizado de tudo o que já foi vivido, andar, falar, escrever, ler...; vivido, andar, falar, escrever, ler...; porém não é só repetir; porém não é só repetir; abre-se para o novo. abre-se para o novo. NASCIMENTO 0 a 7 ANOS 7 a 14 ANOS os aprendizados motores fixam-se; os aprendizados motores fixam-se; inicia o período de desenvolvimento dos órgãos internos; inicia o período de desenvolvimento dos órgãos internos; período de latência. período de latência.

8 14 a 21 ANOS despertar da Epífise; despertar da Epífise; despertar para vida adulta; despertar para vida adulta; morre a criança e nasce o jovem; morre a criança e nasce o jovem; crise de identidade. crise de identidade. 21 ANOS A... despertar para a vida adulta; despertar para a vida adulta; morre o jovem para nascer o adulto; morre o jovem para nascer o adulto; momento da atividade de responsabilidade absoluta. momento da atividade de responsabilidade absoluta.

9 re-orientação; re-novação; re-direcionamento... DEVERES DOS PAIS, TUTORES, EDUCADORES

10 0 a 2 ANOS FASE ORAL investimento da libido na boca; investimento da libido na boca; início da fala, balbucio; início da fala, balbucio; elaboração de um ego; elaboração de um ego; início de contato com o mundo externo; início de contato com o mundo externo; é o centro das atenções; é o centro das atenções; dificuldade em lidar com a frustração; dificuldade em lidar com a frustração; substituição de objetos: mamadeira, bico, dedo... substituição de objetos: mamadeira, bico, dedo... prazer/desprazer gerando fixação; prazer/desprazer gerando fixação; tudo é levado à boca. Conhece o mundo pela boca tudo é levado à boca. Conhece o mundo pela boca chantagens, simulações... chantagens, simulações... dependência do outro dependência do outro O INVESTIMENTO DA LIBIDO

11 2 a 4 ANOS FASE ANAL investimento da libido no ânus; investimento da libido no ânus; aprende a controlar os esfíncteres; aprende a controlar os esfíncteres; controle sobre o mundo externo; controle sobre o mundo externo; constituição de um ego; constituição de um ego; torna-se mais independente; torna-se mais independente; produz para o mundo; produz para o mundo; falar, andar; falar, andar; reter/soltar = controle de pessoas; reter/soltar = controle de pessoas; início do não início do não para o educador muito tato, prudência, paciência... para o educador muito tato, prudência, paciência...

12 4 a 6 ANOS FASE FÁLICA investimento nos genitais sem ser genital; investimento nos genitais sem ser genital; surgem teorias e curiosidade sobre a sexualidade; surgem teorias e curiosidade sobre a sexualidade; descoberta da diferença anatômica sexual; descoberta da diferença anatômica sexual; simular papéis nas brincadeiras; simular papéis nas brincadeiras; fase do por quê; fase do por quê; complexo de Édipo; complexo de Édipo; pacto edípico = pacto social; pacto edípico = pacto social; introjeção da lei; introjeção da lei; entrada na civilização; entrada na civilização; constituição do superego. constituição do superego. regras a cumprir – conflitos. regras a cumprir – conflitos.

13 6 a 11 ANOS FASE DE LATÊNCIA período de sublimação da libido através do estudo; período de sublimação da libido através do estudo; aprendizado formal aprendizado formal fixação da regras; fixação da regras; jogos com regras rigorosas; jogos com regras rigorosas; clube do bolinha e da luluzinha; clube do bolinha e da luluzinha; desenvolvimento dos órgãos internos. desenvolvimento dos órgãos internos.

14 12 a 14 ANOS: FASE DA PUBERDADE OU ADOLESCÊNCIA INICIAL saída da latência saída da latência sexualidade genital sexualidade genital desenvolvimento do corpo e desenvolvimento do corpo e dos órgãos genitais, pêlos; dos órgãos genitais, pêlos; nasce a intimidade; nasce a intimidade; despertar do próprio eu; despertar do próprio eu; crise do crescimento físico, psíquico e maturação sexual; crise do crescimento físico, psíquico e maturação sexual; não há total consciência do que se passa; não há total consciência do que se passa; conhece então limitações e fraquezas = indefeso. conhece então limitações e fraquezas = indefeso.

15 13 a 17 ANOS: FASE DA ADOLESCÊNCIA MÉDIA do despertar do eu passa à descoberta consciente do eu; do despertar do eu passa à descoberta consciente do eu; descoberta da própria intimidade; descoberta da própria intimidade; surge o primeiro amor; surge o primeiro amor; medo da opinião alheia, desconfiança, medo da opinião alheia, desconfiança, conflitos = insegurança. conflitos = insegurança. interesse sexual; interesse sexual; definição da sexualidade; definição da sexualidade; grupos, guetos, tribos; grupos, guetos, tribos; emerge o passado já vivido; emerge o passado já vivido; comportamentos negativos, inconformismo e comportamentos negativos, inconformismo e agressividade para com os outros; agressividade para com os outros; timidez é característica dessa fase em maior ou menor grau. timidez é característica dessa fase em maior ou menor grau.

16 16 a 21 ANOS: FASE DA JUVENTUDE OU ADOLESCÊNCIA SUPERIOR começa a compreender-se e a encontrar a si mesmo; começa a compreender-se e a encontrar a si mesmo; sente-se melhor integrado no mundo onde vive; sente-se melhor integrado no mundo onde vive; superação da timidez progressivamente; superação da timidez progressivamente; época de decisões; época de decisões; escolha profissional; escolha profissional; escolha amorosa; escolha amorosa; reconhecimento de que vale a pena a lei reconhecimento de que vale a pena a lei

17 inteligência prática, visa à eficácia da ação inteligência prática, visa à eficácia da ação sobre os objetos no mundo. sobre os objetos no mundo. fase adaptativa. fase adaptativa. 0 a 2 ANOS SENSÓRIO MOTOR 2 a 6 ANOS PRÉ-OPERACIONAL aparecimento da capacidade simbólica, de representação; aparecimento da capacidade simbólica, de representação; dizer de alguma coisa sem a coisa presente. dizer de alguma coisa sem a coisa presente. O DESENVOLVIMENTO INFANTIL SEGUNDO PIAGET

18 6 a 12 ANOS OPERATÓRIO CONCRETO 12 a 14 ANOS OPERATÓRIO FORMAL surgimento das operações; surgimento das operações; surgimento dos esquemas de conservação; surgimento dos esquemas de conservação; mesmo que mudem aparentemente, os objetos mesmo que mudem aparentemente, os objetos se conservam os mesmos. se conservam os mesmos. capacidade de abstrair; capacidade de abstrair; capacidade de lidar com hipóteses. capacidade de lidar com hipóteses.

19

20 INTELIGÊNCIA LINGÜÍSTICA Caracteriza-se pela maior sensibilidade para Caracteriza-se pela maior sensibilidade para a língua falada e escrita; a língua falada e escrita; Mais comum, em advogados, escritores,Mais comum, em advogados, escritores, locutores, oradores, poetas... locutores, oradores, poetas... INTELIGÊNCIA LÓGICO-MATEMÁTICA Caracteriza-se pela maior capacidade de analisar problemas com lógica, operações matemáticas e questões científicas; Caracteriza-se pela maior capacidade de analisar problemas com lógica, operações matemáticas e questões científicas; Mais comum, em matemáticos, cientistas, engenheiros, estatísticos, economistas...Mais comum, em matemáticos, cientistas, engenheiros, estatísticos, economistas... HAWARD GARDNER E AS INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS

21 INTELIGÊNCIA ESPACIAL Caracteriza-se pela maior capacidade de reconhecer e Caracteriza-se pela maior capacidade de reconhecer e manipular situação espacial ampla ou restrita e manipular situação espacial ampla ou restrita e visualizar em 3D; visualizar em 3D; Mais comum, em marinheiros, cirurgiões, Mais comum, em marinheiros, cirurgiões, desenhistas, projetistas, arquitetos, pintores... desenhistas, projetistas, arquitetos, pintores... INTELIGÊNCIA MUSICAL Caracteriza-se pela disposição inata para Caracteriza-se pela disposição inata para atuação, apreciação e composição de padrões musicais, atuação, apreciação e composição de padrões musicais, tocar, compor ; tocar, compor ; Mais comum, em músicos, dançarinos, bailarinos, Mais comum, em músicos, dançarinos, bailarinos, compositores... compositores...

22 INTELIGÊNCIA CORPORAL – CINESTÉSICA Caracteriza-se pela capacidade de usar o corpo para a Caracteriza-se pela capacidade de usar o corpo para a solução de problemas ou para fabricação de produtos solução de problemas ou para fabricação de produtos autocontrole corporal e coordenação motora; autocontrole corporal e coordenação motora; Mais comum, em atletas, artistas, Mais comum, em atletas, artistas, ginastas, mímicos, dançarinos, ginastas, mímicos, dançarinos, cirurgiões... cirurgiões... INTELIGÊNCIA INTRAPESSOAL Caracteriza-se pela capacidade de autoconhecimento, Caracteriza-se pela capacidade de autoconhecimento, compreendendo suas próprias aspirações; compreendendo suas próprias aspirações; Mais comum, em psicoterapeutas, conselheiros, Mais comum, em psicoterapeutas, conselheiros, escritores, dramaturgos. escritores, dramaturgos.

23 INTELIGÊNCIA INTERPESSOAL Caracteriza-se pela capacidade de entender as intenções, motivações e desejos dos outros; Caracteriza-se pela capacidade de entender as intenções, motivações e desejos dos outros; Mais comum, em psicoterapeutas, conselheiros,Mais comum, em psicoterapeutas, conselheiros, escritores, dramaturgos. escritores, dramaturgos. INTELIGÊNCIA NATURALISTA Caracteriza-se pela sensibilidade em Caracteriza-se pela sensibilidade em compreender e organizar os fenômenos compreender e organizar os fenômenos e padrões da natureza, e padrões da natureza, sensibilidade ao meio ambiente; sensibilidade ao meio ambiente; Mais comum, em paisagistas, arquitetos, mateiros, Mais comum, em paisagistas, arquitetos, mateiros, floristas, floristas, Desenvolvida por Campbel e não por Gardner. Desenvolvida por Campbel e não por Gardner.

24 Jesus chamando-os para si disse: Deixai vir a mim os meninos, e não os impeçais, porque dos tais é o reino de Deus. (Lucas, 18:16)


Carregar ppt "FASES DO DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA E DO JOVEM. Planejamento, anterior ao nascimento, para todos: uns mais amplos uns mais amplos outros mais restritos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google