A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Milton Dallari Agosto/2002. Todo ser humano, residente em países civilizados têm acesso a todo tipo de informação através dos mais variados meios de comunicação;

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Milton Dallari Agosto/2002. Todo ser humano, residente em países civilizados têm acesso a todo tipo de informação através dos mais variados meios de comunicação;"— Transcrição da apresentação:

1 Milton Dallari Agosto/2002

2 Todo ser humano, residente em países civilizados têm acesso a todo tipo de informação através dos mais variados meios de comunicação; Hoje o conhecimento, é desenvolvido e repassado mundialmente, num ritmo nunca antes visto pelo ser humano; A aceleração da história pode ser medida pelo tempo entre a descoberta de um processo tecnológico e sua aplicação no mercado; Todo ser humano, residente em países civilizados têm acesso a todo tipo de informação através dos mais variados meios de comunicação; Hoje o conhecimento, é desenvolvido e repassado mundialmente, num ritmo nunca antes visto pelo ser humano; A aceleração da história pode ser medida pelo tempo entre a descoberta de um processo tecnológico e sua aplicação no mercado; A MUTAÇÃO DA SOCIEDADE

3 Papel Imprensa = 250 anos Fotografia = 112 anos Telefone = 56 anos Rádio = 35 anos Televisão = 12 anos Transistor = 5 anos Circuito Integrado = 3 anos Computador 286 = 1 ano do 486 ao Pentium = 1 mês Papel Imprensa = 250 anos Fotografia = 112 anos Telefone = 56 anos Rádio = 35 anos Televisão = 12 anos Transistor = 5 anos Circuito Integrado = 3 anos Computador 286 = 1 ano do 486 ao Pentium = 1 mês Tempo em que as tecnologias desenvolvidas chegaram ao mercado: A MUTAÇÃO DA SOCIEDADE

4 Imaginem o mundo em 1970 A MUTAÇÃO DA SOCIEDADE Imaginem o mundo em 2010 Os próximos 10 anos mudarão mais que os últimos 30 anos:

5 A NOVA DÉCADA A Nova Década traz fatos econômicos marcantes: A GLOBALIZAÇÃO A NOVA CONCEPÇÃO DO CAPITALISMO O CICLO DE VIDA DOS PRODUTOS (Tecnologia) A Nova Década traz fatos econômicos marcantes: A GLOBALIZAÇÃO A NOVA CONCEPÇÃO DO CAPITALISMO O CICLO DE VIDA DOS PRODUTOS (Tecnologia)

6 A GLOBALIZAÇÃO Em termos simples, Globalização significa que não existem mais distâncias no mundo. Graças ao comércio eletrônico e às facilidades de logística e distribuição, uma empresa pode dominar mercados mundiais e/ou regionais; A realidade da Globalização é que NADA ficará fora da competição global. Em termos simples, Globalização significa que não existem mais distâncias no mundo. Graças ao comércio eletrônico e às facilidades de logística e distribuição, uma empresa pode dominar mercados mundiais e/ou regionais; A realidade da Globalização é que NADA ficará fora da competição global.

7 A NOVA CONCEPÇÃO DO CAPITALISMO Existem hoje milhares de Investidores Globais, que através de seus fundos de pensão e/ou fundos de investimento têm grande influência nos mercados mundiais. São os verdadeiros mandatários das empresas. Devido a permanente avaliação pelos analistas de investimento dos bancos/fundos, estes, exigem maior e melhor desempenho das empresas. Existem mais de US$3.5 trilhões em busca de melhor retorno, girando duas ou mais vezes ao dia. (mercados da Ásia, Europa e USA, América Latina). Existem hoje milhares de Investidores Globais, que através de seus fundos de pensão e/ou fundos de investimento têm grande influência nos mercados mundiais. São os verdadeiros mandatários das empresas. Devido a permanente avaliação pelos analistas de investimento dos bancos/fundos, estes, exigem maior e melhor desempenho das empresas. Existem mais de US$3.5 trilhões em busca de melhor retorno, girando duas ou mais vezes ao dia. (mercados da Ásia, Europa e USA, América Latina).

8 Não existe mais a figura do dono da empresa. As empresas não têm mais dono, e sim investidores (PF e PJ). INVESTIDORES Esses investidores exigem do bancos que gerenciam os fundo de investimento, o melhor retorno por seu investimento FUNDO DE INVESTIMENTO BANCO RETORNO FINANCEIRO RETORNO FINANCEIRO Os Bancos e fundos pressionam as empresas que por sua vez pressionam seus empregados, que pressionam as empresas.. EMPREGADOS EMPRESAS OS EMPREGADOS TAMBÉM INVESTEM SUAS ECONOMIAS EM FUNDOS RETORNO FINANCEIRO RETORNO FINANCEIRO A NOVA CONCEPÇÃO DO CAPITALISMO

9 Os investidores aplicam nos fundos em busca de melhores rendimentos do que a renda fixa de seus países Ações no país Os fundos fazem combinações de carteira para, visando garantir aos investidores o melhor retorno com menor risco. Renda fixa Renda variável e semi-variável Investimentos em países emergentes Quando perde-se a confiança no mercado de ações os recursos migram Crise de confiança => as pessoas investem em opções de menor risco, e tendem a consumir menos, o que prejudica a recuperação econômica MAIOR RISCO MAIOR REMUNERAÇÃO Quando um país emergente entra em crise os recursos migram A NOVA CONCEPÇÃO DO CAPITALISMO

10 Necessidade de Financiamento para rolar a dívida CRISE NOS BALANÇOS Risco de Insolvência Fuga de Capitais CRISE ELEITORAL CRISES EM PAÍSES EMERGENTES FATORES ECONÔMICOS AJUSTE FISCAL Não se conhece a extensão da crise nos balanços, não existe garantia que outros países, inclusive o Brasil estejam livres das fraudes contábeis. CRISES EM PAÍSES DESENVOLVIDOS A NOVA CONCEPÇÃO DO CAPITALISMO E O BRASIL

11 O CICLO DE VIDA DOS PRODUTOS Outro fator é o Ciclo de Vida dos Produtos. Até a década de 80, os produtos duravam anos e anos. O consumidor, num mercado fechado como era o brasileiro, não se apercebia da defasagem tecnológica entre o Brasil e mercados mais desenvolvidos. Hoje é diferente, o Brasil mudou, o consumidor mudou. Por exemplo, a Lei de Informática das décadas de 70 e 80 atrasaram o Brasil e as empresas na absorção daquela tecnologia. Hoje, a HP (Hewlett-Packard) tem lançado uma nova impressora a cada seis meses. A General Motors lança no Brasil um novo modelo de carro a cada 6 meses. Outro fator é o Ciclo de Vida dos Produtos. Até a década de 80, os produtos duravam anos e anos. O consumidor, num mercado fechado como era o brasileiro, não se apercebia da defasagem tecnológica entre o Brasil e mercados mais desenvolvidos. Hoje é diferente, o Brasil mudou, o consumidor mudou. Por exemplo, a Lei de Informática das décadas de 70 e 80 atrasaram o Brasil e as empresas na absorção daquela tecnologia. Hoje, a HP (Hewlett-Packard) tem lançado uma nova impressora a cada seis meses. A General Motors lança no Brasil um novo modelo de carro a cada 6 meses.

12 VOLUME TEMPO Introdução Distribuição no Varejo Distribuição no Atacado Espaço de Gôndola Experimentação Consciência do Consumidor Conversão do Consumidor Crescimento Aumentar a Freqüência e Continuidade de Compra Expandir a Distribuição Ajustar Estoques do Varejo Ajustar Estoques do Atacado Extensões de Novas Linhas Maturidade Manter os usuários atuais Conquistar novos usuários Manter a Distribuição Atacado Otimizar a linha de produtos e embalagem Otimizar ingredientes do produto Declínio Retardar a diminuição de usuários Atrair consumidores indecisos Restringir a linha de produtos Retardar as perdas de Distribuição Atacado Maximizar Lucros Imediatos e Rejuvenescer Rejuvenescimento Novos Usos Novos Canais de Distribuição Reposição de Produto Melhoria de Produto Fonte: Kotler, Philip, Administração de Marketing O CICLO DE VIDA DOS PRODUTOS

13 A NOVA DÉCADA Na Nova Década, a única certeza estável, é a certeza de que tudo vai mudar!

14 COMO CONVIVER COM ESSAS MUDANÇAS ? Informações 1. Capacidade de Absorver e Gerenciar Informações Conduzir a Soluções Próprias Orientar as Estratégias de Mercado (Tecnologia, Mercado) Cliente 3. Foco no Cliente Traduzindo os Desejos e Expectativas em Produtos e ServiçosTraduzindo os Desejos e Expectativas em Produtos e Serviços Gestão Eficientes e Eficazes 2. Métodos de Gestão Eficientes e Eficazes Estimular Criatividade, Polivalência e Flexibilidade;Estimular Criatividade, Polivalência e Flexibilidade; Processo Decisório Participativo, Visando Aumentar a Produtividade, Melhoria Contínua da Qualidade;Processo Decisório Participativo, Visando Aumentar a Produtividade, Melhoria Contínua da Qualidade; Resultados Discutidos e CompartilhadosResultados Discutidos e Compartilhados Valorização do Crescimento do Ser Humano.Valorização do Crescimento do Ser Humano. É ESSENCIAL....

15 CRESCIMENTO DO PIB 1 MUNDIAL 1 ) Valor do PIB Mundial = US$33 Trilhões. Fonte : The Economist USA4,21,01,5 JAPÃO-0,1-0,6 ALEMANHA2,80,70,9 ITÁLIA2,71,81,2 FRANÇA3,51,91,3 ZONA DO EURO3,21,51,2

16 PIB DO BRASIL COMPARADO AO PIB DE ALGUNS PAÍSES O Brasil equivale economicamente a: Austrália + Marrocos Taiwan + Rússia Dinamarca + Bélgica + Holanda

17 O PIB BRASILEIRO... Representa 1/4 do PIB da América Latina incluindo o México. Representa 10% do PIB total dos países em desenvolvimento, incluindo a China.

18 Todo o PIB da Argentina... Eqüivale ao Estado de São Paulo Todo o PIB do Chile... Eqüivale à Grande Campinas Todo o PIB do Paraguai... Eqüivale ao bairro do Tatuapé em São Paulo Fonte: (Ernest & Young) O PIB BRASILEIRO...

19 PROJEÇÕES DA ECONOMIA BRASILEIRA EUA: Retomada mais forte no último trimestre de 2002 (PIB 1,5%) Japão: Retração do crescimento (PIB –1,0%) Europa: Repete crescimento de 2001 (PIB 1,5%) Argentina: Recessão (PIB –13%) EURO: Paridade em 2002 Juros: Libor 2,5% a 3,0% (média no ano) Petróleo: US$ 23/barril Brent (média no ano) Outras commodities: recuperação dos preços no final de 2002 Globalização e Abertura: Em 2003 : Negociações da Alca e andamento do mercosul no fundo do poço HIPÓTESES Quadro Político: Economia Mundial em 2002: Resultado da eleição: Sem descontinuidadade Manutenção da base de apoio Novo presidente aprova reforma tributária em 2003: vigência em 2004

20 496 3,0 3,5 3,4 2,7 19,0 5,0 16,7 2,90 8,5 PIB em US$ bilh. correntes PIB real (Tx. de Crescimento) - Agricultura - Industria -Serviços Investimento (pr. corren. - % do PIB) Inflação IPCA - IBGE (1) Juros Nominais (CDI acumul.) Taxa de Câmbio (final de período) Balança Comercial (US$ bi) 2000 real 596 4, ,9 3,7 19, , Fontes: Min. Faz; Planej; IBGE; BACEN (1) Índice escolhido como parâmetro para os sistemas de metas inflacionárias Elaboração: Decisão Consultoria 2001 real 501 1,5 5,1 -0,6 2,5 19,5 7,7 17,3 2,32 2, projeção 476 0,9 3,0 -0,5 1,6 19,0 7,0 18,5 2, projeção PROJEÇÕES DA ECONOMIA BRASILEIRA

21 COMPORTAMENTO DO PIB EM 2002 (%) Fonte: IPEA *Variação em comparação com o mesmo período do ano anterior

22 INFLAÇÃO MEDIDA PELO IPCA Fonte : IBGE

23 JUROS - TAXA SELIC ANUAL Fonte: BC.

24 255,2% de aumento comparando- se com Agosto de EVOLUÇÃO DO DOLAR DESDE O INICIO DO REAL Fonte: BC.

25 DÍVIDA LÍQUIDA DO SETOR PÚBLICO (% do PIB) Divida Interna Líquida Divida Externa Líquida Fonte: IPEA - IPEADATA JUN 02 58,6% do PIB % PIB

26 Implantação Plano Real FHC assume seu Primeiro mandato Choque de juros Da crise asiática Fracasso pacote Fiscal c/51 medidas Choque de juros da Crise Russa Novo pacote Fiscal E socorro do FMI Desvalorização do Real Posse de Arminio Fraga E alta de juros Crise da nova economia Nos EUA Dólar começa a Subir A DÍVIDA É A MAIOR EM 2 ANOS % DIVIDA / PIB Atentados Terroristas nos EUA Crise Argentina 56 Crise contábil EUA Risco Eleitoral + Risco Brasil + Especulação + Alta do dolar 58,6

27 EVOLUÇÃO DA BALANÇA COMERCIAL- SALDO ACUMULADO (em US$ milhões) Fonte: Secretaria de Comercio Exterior – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Julho até a quarta semana

28 Fonte : BC. e Sobeet US$ Bilhões VULNERABILIDADE EXTERNA DO BRASIL

29 VULNERABILIDADE INTERNA DO BRASIL A DÍVIDA PÚBLICA INTERNA OS EFEITOS SOBRE A RENDA DA CLASSE MÉDIA

30 VULNERABILIDADE INTERNA DO BRASIL JUN/ ,7 R$ 591,7 BILHÕES JUN/ ,6 R$ 431,6 BILHÕES JUN/ ,9 R$ 99,9 BILHÕES

31 VULNERABILIDADE INTERNA DO BRASIL

32 VOLUME DAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO- PESSOA FÍSICA*

33 VULNERABILIDADE INTERNA DO BRASIL PRAZO MÉDIO DAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO PESSOA FÍSICA

34 VULNERABILIDADE INTERNA DO BRASIL

35

36 AUMENTO DOS PREÇOS DESDE 1994 EM % (INFLAÇÃO MEDIDA PELO IPCA DESDE 1994 – 177,7%) TARIFAS PÚBLICAS PREÇOS LIVRES

37 VULNERABILIDADE INTERNA DO BRASIL

38

39 Fontes: Rosenberg&Associados O Estado de São Paulo Previsões para o crescimento do PIB em 2002 AVALIAÇÕES SOBRE O BRASIL

40 Fazendo as reformas necessárias, o Brasil continuará sendo uma das melhores opções para o capitalismo ocidental. (The Economist) O Brasil estará entre as três maiores plataformas exportadoras do mundo nos primeiros quinze anos do século XXI. (Banco Mundial) AVALIAÇÕES SOBRE O BRASIL

41 O BRASIL - TAMANHO DO MERCADO Observe a comparação entre estes 2 países do Continente Americano PAÍS mil toneladas de biscoitos 27% mais que o Japão 2o. maior mercado do mundo 1,3 milhão de lavadoras 82% mais que no Canadá 4o. maior mercado do mundo 1,9 bilhão de fraldas descartáveis 62% mais que a Itália 5o. maior mercado do mundo PAÍS 2 81% da População vive a beira do mercado Consumidor. 4 em cada 5 pessoas pertence às Classes inferiores de renda(C, D e E). 65% da População não possui sequer conta corrente. 42% dos Gastos da maioria da População é com alimentação e Higiene.

42 O BRASIL – INDICADORES SOCIAIS Baixo desenvolvimento tecnológico e científico Baixo Nível de Renda Nível Educacional e de Saúde da População Consumidor com maior poder Aquisitivo e mais Exigente Investimento em tecnologia Consumidor sem poder de compra com exigências limitadas pelo seu poder de compra Nível de Renda Elevado O CÍRCULO VICIOSO DA POBREZA O CÍRCULO VIRTUOSO DO DESENVOLVIMENTO DIVISOR

43 Redução da Taxa de Mortalidade Infantil Fonte : IPEA TAXA (POR MIL NASCIDOS VIVOS) O BRASIL – INDICADORES SOCIAIS

44 A Lenta Diminuição da Miséria Fonte : IPEA PLANO CRUZADO POPULAÇÃO ABAIXO DA LINHA DA DE POBREZA (%) O BRASIL – INDICADORES SOCIAIS

45 Redução da Taxa de Analfabetismo Fonte : IPEA % DE ANALFABETOS O BRASIL – INDICADORES SOCIAIS

46 QUANTO MAIOR O OBSTÁCULO, MAIOR A GLÓRIA EM SUPERÁ-LO. (MOLIÉRE)

47 Tel: É proibida a reprodução ou utilização deste material sem a devida autorização da Decisão Consultores


Carregar ppt "Milton Dallari Agosto/2002. Todo ser humano, residente em países civilizados têm acesso a todo tipo de informação através dos mais variados meios de comunicação;"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google