A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Modo Auditor Num Sistema Automático de Condutas Clínicas para o Atendimento Primário Autores: Cleo Zanella Billa e Jacques Wainer.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Modo Auditor Num Sistema Automático de Condutas Clínicas para o Atendimento Primário Autores: Cleo Zanella Billa e Jacques Wainer."— Transcrição da apresentação:

1 Modo Auditor Num Sistema Automático de Condutas Clínicas para o Atendimento Primário Autores: Cleo Zanella Billa e Jacques Wainer

2 Roteiro Conceitos ST-Guide Modo Auditor Discussão e Conclusão

3 Guia de Conduta ou Guideline Conjunto de recomendações desenvolvidas de maneira sistematizada, que se destinam a apoiar o médico e o paciente na tomada de decisões acerca dos cuidados da saúde. Criado por especialistas. Buscam melhorar o tratamento clínico. Guideline automatizado é um sistema computacional que interpreta um guideline. Existem vários trabalhos relacionados a guidelines como Prodigy III, Arden Syntax, PROforma, GLIF,etc.

4 ST-Guide Wainer e Monteiro propuseram o modelo ST-Guide. O ST-Guide se distingue da maioria das propostas por não tentar ser uma linguagem de representação geral, para qualquer guideline, mas por se concentrar em guidelines de atendimento primário. A idéia básica por trás do ST-Guide é que o guideline é modelado como uma máquina de estados. Onde os estados representam o estado do paciente e as transições representam quais são as possíveis mudanças de estado que o paciente pode ter, dado um conjunto de informações.

5 Exemplo de Máquina de Estados Estado A Estado B Estado C Exame1>140 OU Exame 2 >90 Exame1<140 E Exame2<90 Exame1>140 E Exame2>90 E Exame3=Verdadeiro Exame3=Falso

6 Modelo do Guideline Encontrar os estados do paciente durante o tratamento e as transições. Cada estado possui os seguintes tributos: –Exames Físicos. –Exames Laboratoriais. –Perguntas. –Transições. –Medicação. –Sugestões. –Próxima Consulta.

7 ST-Guide O ST-Sistema funciona de forma autoritária É interessante disponibilizar outros modos de interação com o sistema. O guideline pode ser utilizado para diferentes objetivos. Foi modelado para o formato do ST-Guide, o guideline para o tratamento de hipertensão desenvolvido pelo JNC.

8 Modo Auditor Tem como objetivo comparar os procedimentos clínicos realizados com os procedimentos sugeridos pelo guideline e alertar sobre possíveis diferenças. Controle de Dosagem Presume-se que o banco de dados contenha toda a história clínica do paciente, dessa forma, é possível encontrar a seqüência de estados que o paciente passou e onde essa seqüência diverge em relação ao guideline.

9 Modo Auditor (cont.) Na prática, a história clínica não contém registros sobre as perguntas feitas ao paciente. Caso uma determinada pergunta não seja encontrada no histórico do paciente, ela é desconsiderada ao se analisar as transições dos estados.

10 Modo Auditor (cont.) Pode existir mais de uma seqüência de estados possíveis. Para avaliar as ações e decisões tomadas pelo médico, leva-se em conta a união e intersecção as ações.

11 Re-Sincronização Pode ser que num dado momento do tratamento, os dados não se enquadrem numa seqüência de estados possível. O sistema faz uma re-sincronização do tratamento com a máquina de estados, levando em conta a medicação prescrita ao paciente. O sistema gera um alerta informando que o tratamento não está de acordo com o guideline. Na próxima consulta reinicia a partir do estado encontrado através da re-sincronização.

12 Exemplo do Modo Auditor 1ª Consulta –PA: 162/122 mmHg –Beta-Bloqueadores 2ª Consulta –PA: 162/122 mmHg –Ultra-Sonografia de tireóide –Ultra-Sonografia de abdome total –Beta-Bloqueadores e Diuréticos 3ª Consulta –PA: 166/110 mmHg –Beta-Bloqueadores

13 Exemplo do Modo Auditor 1ª Consulta –PA: 162/122 mmHg –Beta-Bloqueadores 2ª Consulta –PA: 162/122 mmHg –Ultra-Sonografia de tireóide –Ultra-Sonografia de abdome total –Beta-Bloqueadores e Diuréticos 3ª Consulta –PA: 166/110 mmHg –Beta-Bloqueadores Terapia Drogas Beta

14 Exemplo do Modo Auditor 1ª Consulta –PA: 162/122 mmHg –Beta-Bloqueadores 2ª Consulta –PA: 162/122 mmHg –Ultra-Sonografia de tireóide –Ultra-Sonografia de abdome total –Beta-Bloqueadores e Diuréticos 3ª Consulta –PA: 166/110 mmHg –Beta-Bloqueadores Terapia Drogas Beta Diureticos Beta

15 Exemplo do Modo Auditor 1ª Consulta –PA: 162/122 mmHg –Beta-Bloqueadores 2ª Consulta –PA: 162/122 mmHg –Ultra-Sonografia de tireóide –Ultra-Sonografia de abdome total –Beta-Bloqueadores e Diuréticos 3ª Consulta –PA: 166/110 mmHg –Beta-Bloqueadores Terapia Drogas Beta Diureticos Beta ?

16 Exemplo do Modo Auditor 1ª Consulta –PA: 162/122 mmHg –Beta-Bloqueadores 2ª Consulta –PA: 162/122 mmHg –Ultra-Sonografia de tireóide –Ultra-Sonografia de abdome total –Beta-Bloqueadores e Diuréticos 3ª Consulta –PA: 166/110 mmHg –Beta-Bloqueadores Terapia Drogas Beta Diureticos Beta ? RE-SINCRONIZAÇÃO

17 Exemplo do Modo Auditor 1ª Consulta –PA: 162/122 mmHg –Beta-Bloqueadores 2ª Consulta –PA: 162/122 mmHg –Ultra-Sonografia de tireóide –Ultra-Sonografia de abdome total –Beta-Bloqueadores e Diuréticos 3ª Consulta –PA: 166/110 mmHg –Beta-Bloqueadores Terapia Drogas Beta Diureticos Beta ? RE-SINCRONIZAÇÃO

18 Discussões e Conclusões Guideline é a maneira mais eficaz de melhorar a qualidade do tratamento clínico. Deve estar a disposição do médico sempre que necessário. Por isso existe a necessidade de facilitar a aplicação e disseminação de guidelines usando representações que possam ser interpretadas por máquinas e métodos computacionais automáticos. Modo auditor pode ser uma ferramenta poderosa para analisar o tratamento. Diferentes modos de interação podem levar a maior utilização de guidelines.

19 Contatos Cleo Zanella Billa


Carregar ppt "Modo Auditor Num Sistema Automático de Condutas Clínicas para o Atendimento Primário Autores: Cleo Zanella Billa e Jacques Wainer."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google