A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Módulo Circulação Pulmonar Hipertensão pulmonar: Avaliação diagnóstica e estratificação de risco Daniel Waetge - UFRJ Sociedade Brasileira de Pneumologia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Módulo Circulação Pulmonar Hipertensão pulmonar: Avaliação diagnóstica e estratificação de risco Daniel Waetge - UFRJ Sociedade Brasileira de Pneumologia."— Transcrição da apresentação:

1 Módulo Circulação Pulmonar Hipertensão pulmonar: Avaliação diagnóstica e estratificação de risco Daniel Waetge - UFRJ Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia IX Curso Nacional de Atualização em Pneumologia

2 Classificação Diagnóstica 1.Hipertensão Arterial Pulmonar Primária Secundária

3 Classificação Diagnóstica 1.Hipertensão Arterial Pulmonar HAP familiar HAP idiopática Associada a: Doenças do colágeno Infecção por HIV Hipertensão porta Drogas e toxinas Cardiopatia congênita Persistência de HP no Neonato 3º Simpósio Mundial em HAP - Veneza 2003 OMS

4 Classificação Diagnóstica 1.Hipertensão Arterial Pulmonar HAP familiar HAP idiopática Associada a: Doenças do colágeno Infecção por HIV Hipertensão porta Drogas e toxinas Cardiopatia congênita Persistência de HP no Neonato 2.HP com cardiopatia esquerda Atrial ou ventricular Valvular 3.HP associada à doenças pulmonares ou hipoxemia DPOC Doença Intersticial Doenças do sono 4.HP causada por trombose crônica ou embolia pulmonar 5.Outras Sarcoidose, Histiocitose X... 3º Simpósio Mundial em HAP. 2003

5 Classificação Diagnóstica 1.Hipertensão Arterial Pulmonar HAP hereditária HAP idiopática Drogas e toxinas Associada a: Doenças do colágeno Infecção por HIV Hipertensão porta Shunt Esquistossomose Anemia Hemolítica Crônica HPPRN 1.1 DVOP e/ou HCP 4º Simpósio Mundial em HAP HP com cardiopatia esquerda Disfunção diastólica / sistólica Valvular 3.HP associada à doenças pulmonares ou hipoxemia DPOC Doença Intersticial Doenças do sono 4.HP causada por trombose crônica ou embolia pulmonar 5.HP multifatrl ou mec. ñ esclarecidos Sarcoidose, Histiocitose X...

6 Definições ( PmAP) HAP 25 mmHg Limítrofe 21 a 24 mmHg Limite máximo 20 mmHg abandonar esse conceito 6% de indivíduos normais > 50 anos 5% de indivíduos com IMC > 30 kg/m2 HAP 25 mmHg PmAP > 30 mmHg com exercício PsAP > 40 mmHg

7 Considerações Gerais Não é definida a pressão exata a partir da qual há importância clínica ou que seja capaz de prever consequências (Circulation 2001; 104:2797). Em geral, em qualquer grau de HP devem ser definidas ou excluídas as causas possíveis. Diferenças na PAP podem ser observadas em diferentes populações e condições: idade, condicionamento físico, repouso, exercício. Não há uma orientação definitiva para estabelecer normal de patológico para todas as circunstâncias.

8 Avaliação Diagnóstica – Exames IMAGENS Rx tórax ECO Cintilografia V/Q TC alta resolução Angio TC Arteriografia Doppler venoso MMII RM CARDIOLÓGICOS ECG CAT direito com teste de vasorreatividade RESPIRATÓRIOS Oximetria/Gasometria arterial Função pulmonar com DLCO Teste funcional: caminhada 6-min Saturação noturna de O 2 Polissonografia SANGUE Estudo de trombofilia Função tireoideana Estudos autoimunes e anti-HIV Sorologias para hepatite

9 Sintomas Screening Incidental Exame Físico Rx, ECG, ECO Detecção Caracterização Suspeição

10 Hipertensão Arterial Pulmonar Idiopática

11 Hipertensão Porto Pulmonar

12 Eletrocardiograma Normal HVD

13 Ecocardiograma Diagnóstico Valor inicial Acompanhamento

14 Sintomas Screening Incidental Exame Físico Rx, ECG, ECO Testes Essenciais PFP, oximetria, hematologia, bioquímica, FAN, TSH/T 4, HIV, US abd, EPF, função hepática e sorologias, cintilografia V/Q, CAT direito com vasorreatividade,TC6M HIPERTENSÃO ARTERIAL PULMONAR SUSPEITA Detecção Caracterização Suspeição

15 Hipertensão Arterial Pulmonar Esclerodermia

16 Avaliação Funcional Provas de Função Pulmonar Padrão normal ou pequena restrição (CV > 70%) DLCO frequentemente diminuída Pulmonary function in PPH. Sun XG JACC 2003 Mar 19;41(6):1028 Peripheral airway obstruction in PPH. Meyer FJ Thorax 2002 Jun;57(6):473

17 Classificação Diagnóstica 1.Hipertensão Arterial Pulmonar HAP familiar HAP idiopática Associada a: Doenças do colágeno Infecção por HIV Hipertensão porta Drogas e toxinas Cardiopatia congênita Persistência de HP no Neonato 2.HP com cardiopatia esquerda Atrial ou ventricular Valvular 3.HP associada à doenças pulmonares ou hipoxemia DPOC Doença Intersticial Doenças do sono 4.HP causada por trombose crônica ou embolia pulmonar 5.Outras Sarcoidose, Histiocitose X... 3º Simpósio Mundial em HAP. 2003

18 Avaliação Funcional Teste de Caminhada de 6 Minutos (TC6M) No momento do diagnóstico Acompanhamento Prognóstico Ergoespirometria

19 Classificação Funcional Rich et al. WHO Symposium on PPH. Evian, France,1998

20 Cintilografia V/Q

21 Tomografia Computadorizada

22 Cateterismo Direito Medidas oxi-hemodinâmicas – Débito Cardíaco – Pressão Arterial Pulmonar (PmAP) – Resistência Vascular Pulmonar – Pressão Átrio Direito – Pressão Capilar Pulmonar – Gasometria (SVO 2 ) Teste de Vasorreatividade

23

24 Teste de vasorreatividade (teste agudo de vasodilatação) Óxido Nítrico, Adenosina, Prostaciclina Teste positivo é preditivo da resposta a longo prazo aos vasodilatadores orais (BCC) Resultados se correlacionam com a sobrevida

25 Teste de vasorreatividade BMP, fem, 20 a D =D = R P

26 Teste de vasorreatividade GPP, fem, 35 a D =D = R P

27 Teste de vasorreatividade Critérios de positividade Anteriormente RVP 20% e PAP 20%

28 Teste de vasorreatividade Critérios de positividade Atualmente PmAP 10 mmHg e PmAP 40 mmHg e DC mantido ou maior Sitbon. Circulation June 14, 2005

29 Vasorreatividade nos sub-tipos de HAP AJRCCM VOL Humbert, Sitbon, Chaouat, et al.: Pulmonary Hypertension in France

30 Sintomas Screening Incidental Exame Físico Rx, ECG, ECO Testes Essenciais PFP, oximetria, hematologia, bioquímica, FAN, TSH/T 4, HIV, US abd, EPF, função hepática e sorologias, cintilografia V/Q, CAT direito com vasorreatividade,TC6M Testes Específicos ECO trans esofágico, TC, TCAR, VO 2, Arteriografia Pulmonar, Polissonografia Trombofilia, BNP, troponina, ac. úrico. HIPERTENSÃO ARTERIAL PULMONAR SUSPEITA Detecção Caracterização Suspeição

31 Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Sociedade Brasileira de Reumatologia Sociedade Brasileira de Cardiologia

32

33

34

35

36

37 HAPI – Sobrevida Anos de acompanhamento % de sobrevida DAlonzo Annals 1991 N = 194 patients média 2.8 anos DAlonzo Annals 1991 Sitbon JACC 2002 McLaughlin Chest 2004

38 Sobrevida sem tratamento – CF Classes I II (n = 30) Classes III IV (n = 75) Meses Sobrevida

39 HAP – Prognóstico nos sub-tipos Pulmonary Arterial Hypertension: ACCP Guidelines. V McLaughlin Chest / 126 / 1 / July, 2004 supplement Shunt Sist - Pulm HAPI Esclerodermia HIV HPoP

40 Prognóstico HAP Esclerodermia x Idiopática Kawut et al. Chest 2003;123:344 PAH-SScN = iPAH N = HAP – SSc HAPI Time (years) Time (years) Survival (%) Survival (%) 0

41 Prognóstico – Esclerodermia Sem HAP Com HAP Circulation. September 2006;114:1417

42 Indicadores de Prognóstico Clínico - Funcionais < 14 anos > 65 anos Classe funcional NYHA* I e II 6 anos III 2,5 anos IV 0,5 anos da capacidade de exercício TC6M < 380 m Síncope, falência VD, hemoptise Hemodinâmicos SvO 2 > 63% 55% sobrevida em 3 anos < 63% 17% sobrevida em 3 anos Índice cardíaco < 2,1 l/min/m 2 (sobrevida média 17 meses) *Registro NIH; anterior ao uso de bloq canal Ca e epoprostenol D'Alonzo et al. Annals Int Med 1991;115: Idade

43 Mais correlacionados Pressão no átrio direito Débito Cardíaco Outros Derrame pericárdico VO 2 < 10,4 Pró BNP > 1400 ng/ml Manutenção na CF III ou IV após 3 meses de ttto tem pior prognóstico PAP está menos correlacionada Indicadores de Prognóstico

44 BAIXORISCOALTO Falência de VD Progressão Classe Funcional TC6M BNP ECO Hemodinâmica Tratamento HAP – Determinantes de risco

45 BAIXORISCOALTO NãoFalência de VDSim GradualProgressãoRápida II, IIIClasse FuncionalIV Grande (> 400 m)TC6MPequena (<300 m) Pouco elevadoBNPMuito elevado Disfunção leve VDECO Derrame Pericárdico Disfunção VD PAD e IC normais ou pouco alterados Hemodinâmica PAD alta IC baixo Tratamento HAP – Determinantes de risco


Carregar ppt "Módulo Circulação Pulmonar Hipertensão pulmonar: Avaliação diagnóstica e estratificação de risco Daniel Waetge - UFRJ Sociedade Brasileira de Pneumologia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google