A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prezado Irmão Este estudo, o qual denominamos A Verdade Acima de Tudo, é uma profunda e substanciosa abordagem sobre a Doutrina da trindade. Esta abordagem,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prezado Irmão Este estudo, o qual denominamos A Verdade Acima de Tudo, é uma profunda e substanciosa abordagem sobre a Doutrina da trindade. Esta abordagem,"— Transcrição da apresentação:

1

2 Prezado Irmão Este estudo, o qual denominamos A Verdade Acima de Tudo, é uma profunda e substanciosa abordagem sobre a Doutrina da trindade. Esta abordagem, esta baseada nos ensinos bíblicos, e nas mais diversas fontes, incluindo-se: Livros históricos, enciclopédias, Internet e escritos de Ellen White. Neste estudo, apresentaremos fatos esclarecedores, tomando sempre o máximo cuidado para preservar a autenticidade das citações apresentadas. Que Deus lhe de sabedoria e o dirija neste estudo! Este estudo, o qual denominamos A Verdade Acima de Tudo, é uma profunda e substanciosa abordagem sobre a Doutrina da trindade. Esta abordagem, esta baseada nos ensinos bíblicos, e nas mais diversas fontes, incluindo-se: Livros históricos, enciclopédias, Internet e escritos de Ellen White. Neste estudo, apresentaremos fatos esclarecedores, tomando sempre o máximo cuidado para preservar a autenticidade das citações apresentadas. Que Deus lhe de sabedoria e o dirija neste estudo!

3 Importante Não inicie este estudo sem antes orar a Deus pedindo-lhe iluminação Espiritual. Que Deus o abençoe!

4 O Pai, o Filho e o espírito Santo O Pai, o Filho e o espírito Santo Adilson de Souza

5 Parte III

6 Alterações nos Textos Bíblicos Alterações nos Textos Bíblicos

7 A Bíblia não revela muitos mistérios e não devemos especular, mas existe uma grande diferença entre Mistérios não Revelados ao Homem e atentados à lógica - A doutrina da trindade não é um mistério, é um atentado à lógica, especialmente por violentar o mais elementar conceito sobre quantidade: Três deuses constituem um só Deus. A Bíblia não revela muitos mistérios e não devemos especular, mas existe uma grande diferença entre Mistérios não Revelados ao Homem e atentados à lógica - A doutrina da trindade não é um mistério, é um atentado à lógica, especialmente por violentar o mais elementar conceito sobre quantidade: Três deuses constituem um só Deus.

8 Essa violência só seria admissível com uma explicação bíblica, para isso os trinitarianos apresentam dois textos para provar a existência da trindade: I João 5:7 e Mateus 28:19. Façamos uma análise detalhada dos dois textos: Essa violência só seria admissível com uma explicação bíblica, para isso os trinitarianos apresentam dois textos para provar a existência da trindade: I João 5:7 e Mateus 28:19. Façamos uma análise detalhada dos dois textos:

9 Pois há três que dão testemunho [no céu: o Pai, a Palavra e o espírito Santo; e estes três são um. E três são os que testificam na terra: o espírito, a água e o sangue, e os três são unânimes num só propósito. I João 5:7-8 Pois há três que dão testemunho [no céu: o Pai, a Palavra e o espírito Santo; e estes três são um. E três são os que testificam na terra: o espírito, a água e o sangue, e os três são unânimes num só propósito. I João 5:7-8

10 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do espírito Santo. Mateus 28:19 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do espírito Santo. Mateus 28:19

11 Procedendo uma leitura superficial do texto, tem-se a impressão da existência de uma trindade, mesmo porque o texto de I João fala que existem três no Céu e que os três são um, Mateus afirma que devemos ser batizados em nome do Pai, e do Filho e do espírito Santo. No entanto nenhuma doutrina é estabelecida baseando-se em apenas um ou dois textos da Bíblia, ou sem analise do contexto em que o texto está inserido.

12 No Livro de Isaías encontramos a formula na qual toda verdadeira doutrina deve ser fundamentada: Porque é preceito sobre preceito, preceito e mais preceito; regra sobre regra, regra e mais regra; um pouco aqui, um pouco ali. (Isaías 28:10). No Livro de Isaías encontramos a formula na qual toda verdadeira doutrina deve ser fundamentada: Porque é preceito sobre preceito, preceito e mais preceito; regra sobre regra, regra e mais regra; um pouco aqui, um pouco ali. (Isaías 28:10).

13 Façamos uma análise mais detalhada dos textos: Façamos uma análise mais detalhada dos textos:

14 I João 5:7 Pois há três que dão testemunho [no céu: o Pai, a Palavra e o espírito Santo; e estes três são um. E três são os que testificam na terra]: o espírito, a água e o sangue, e os três são unânimes num só propósito.

15 Não há dúvidas de que este texto afirma claramente que o Pai, o Filho e o espírito Santo são um, sem necessidade de interpretação particular. Seria uma prova perfeita da existência da trindade, caso não fosse um texto comprovadamente apócrifo, um texto adicionado posteriormente que não consta nos manuscritos mais antigos. Não há dúvidas de que este texto afirma claramente que o Pai, o Filho e o espírito Santo são um, sem necessidade de interpretação particular. Seria uma prova perfeita da existência da trindade, caso não fosse um texto comprovadamente apócrifo, um texto adicionado posteriormente que não consta nos manuscritos mais antigos.

16 A maioria das traduções fiéis já omitiu este verso. A Bíblia de Jerusalém, uma das versões mais fiéis ao original que dispomos em português, omite tal verso e adiciona a seguinte nota marginal: O texto dos versos 7-8 está acrescido na Vulgata de um inciso ausente dos antigos manuscritos gregos, das antigas versões e dos melhores manuscritos da Vulgata, o qual parece ser uma glosa marginal introduzida posteriormente no texto. A maioria das traduções fiéis já omitiu este verso. A Bíblia de Jerusalém, uma das versões mais fiéis ao original que dispomos em português, omite tal verso e adiciona a seguinte nota marginal: O texto dos versos 7-8 está acrescido na Vulgata de um inciso ausente dos antigos manuscritos gregos, das antigas versões e dos melhores manuscritos da Vulgata, o qual parece ser uma glosa marginal introduzida posteriormente no texto.

17 Na edição João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada, I João 5:7-8 está entre colchetes com a seguinte nota no rodapé da página: O texto entre colchetes não aparece em diversos manuscritos. Na edição João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada, I João 5:7-8 está entre colchetes com a seguinte nota no rodapé da página: O texto entre colchetes não aparece em diversos manuscritos.

18 Texto adulterado: Pois há três que dão testemunho: o espírito, a água e o sangue, e os três são unânimes num só propósito. Texto original: Pois há três que dão testemunho [no céu: o Pai, a Palavra e o espírito Santo; e estes três são um. E três são os que testificam na terra]: o espírito, a água e o sangue, e os três são unânimes num só propósito.

19 Percebe-se claramente que houve uma ousada tentativa de adulteração da Palavra de Deus a fim de introduzir o dogma da Santíssima trindade que nunca esteve claro na Bíblia. Será que esta foi a única tentativa dos trinitarianos? Ou será que eles tentaram adulterar outros textos para tornar do dia para a noite a doutrina da trindade um ensino bíblico?

20 Ellen White Escreveu: Vi que Deus havia de maneira especial guardado a Bíblia, ainda quando dela existiam poucos exemplares; e homens doutos nalguns casos mudaram as palavras, achando que a estavam tornando mais compreensível quando, na realidade, estavam mistificando aquilo que era claro, fazendo- a apoiar suas estabelecidas opiniões, que eram determinadas pela tradição. Primeiros Escritos pág

21 Mateus 28:19 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do espírito Santo. Mateus 28:19 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do espírito Santo. Mateus 28:19

22 Com a generalizada aceitação de que I João 5:7 é um texto espúrio, o peso da defesa da trindade caiu fortemente sobre Mateus 28:19 que passou a ser o verso preferido dos defensores da teoria da trindade. A razão é simples: nenhum outro verso bíblico coloca no mesmo patamar o Pai, o Filho e o espírito Santo, ou seja, a famosa e consagrada expressão em nome do Pai, do Filho e do espírito Santo que não aparece em nenhum outro lugar na Bíblia - apenas em Mateus 28:19.

23 Esta fórmula batismal tem trazido controvérsia entre os estudiosos por diversas razões:

24 A sugestão de existência de uma trindade não harmoniza-se com a crença do público alvo do livro que eram os judeus. Razão 01 Razão 01

25 Os batismos que foram realizados posteriormente pelos discípulos não foram em nome da trindade, mas somente em nome de Jesus. Razão 02 Razão 02

26 Todas as orientações de Cristo e as ações dos discípulos (orações, milagres, expulsão de demônios, advertências, reuniões e pregações,...) foram em nome de Jesus e não em nome do Pai, do Filho e do espírito Santo. Razão 03 Razão 03

27 Há evidências tangíveis de que a fórmula batismal trinitariana não conste do original, mas que tenha sido adicionada posteriormente. Razão 04 Razão 04 A Bíblia de Jerusalém em nota marginal (última edição) atribui esta adulteração ao ano de 196 d.C

28 Em nome de quem batizavam os discípulos?

29 O livro de Atos relata vários batismos, mas nenhum deles foi realizado em nome da trindade. Os exemplos que temos da era apostólica demonstram claramente que os batismos foram realizados em nome de Jesus. Vejamos alguns exemplos começando com o apelo de Pedro aos judeus na festa do Pentecostes: O livro de Atos relata vários batismos, mas nenhum deles foi realizado em nome da trindade. Os exemplos que temos da era apostólica demonstram claramente que os batismos foram realizados em nome de Jesus. Vejamos alguns exemplos começando com o apelo de Pedro aos judeus na festa do Pentecostes:

30 Estaria Pedro, por acaso, desobedecendo a ordem clara do Mestre que o batismo deveria ser realizado em nome do Pai, do Filho e do espírito Santo? Por que Pedro recomendou um batismo em nome de Jesus apenas? Vejamos como haviam sido batizados os crentes de Samaria: Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom o espírito Santo. (Atos 2:38).

31 O livro dos Atos também relata que gentios foram batizados em nome de Jesus e não em nome do Pai, do Filho e do espírito Santo: Os quais, descendo para lá, oraram por eles para que recebessem o espírito Santo; porquanto não havia ainda descido sobre nenhum deles, mas somente haviam sido batizados em o nome do Senhor Jesus. (Atos 8:15-16).

32 O livro dos Atos relata até mesmo casos de rebatismo em Éfeso. E ordenou que fossem batizados em nome de Jesus Cristo. Então lhe pediram que permanecesse com eles por alguns dias. ( Atos 10:48).

33 Por que os discípulos batizaram em nome de Jesus e não em nome do Pai, do Filho e do espírito Santo? Por que os batismos hoje são em nome do Pai, do Filho e do espírito Santo (baseando-se em apenas um verso e ignorando todos os demais que ensinam que o batismo deve ser em nome de Jesus)? Eles, tendo ouvido isto, foram batizados em o nome do Senhor Jesus. (Atos 19:5).

34 O batismo significa a morte do cristão para uma vida de pecado e um novo nascimento para uma nova vida em Cristo, todo aquele que é batizado em nome de Jesus, demonstra aceitar a Jesus como seu Salvador pessoal. Ou, porventura, ignorais que todos nós que fomos batizados em Cristo Jesus fomos batizados na sua morte? (Romanos 6:3). Porque todos quantos fostes batizados em Cristo, de Cristo vos revestistes. (Gálatas 3:27).

35 Tudo deve ser feito em nome de Jesus Cristo Tudo deve ser feito em nome de Jesus Cristo

36 E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai. (Colossenses 3:17).

37 Paulo recomenda que tudo deve ser feito em nome de Jesus. O que está incluído nesta expressão tudo? Todas as coisas estão incluídas aqui (inclusive batismos). É hora de pegarmos nossas Bíblias e conferirmos os versos seguintes:

38 As orações devem ser feitas em nome de Jesus, não em nome de uma trindade. Vejamos alguns exemplos: As orações devem ser feitas em nome de Jesus, não em nome de uma trindade. Vejamos alguns exemplos:

39 E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei. (João 14:13-14).

40 Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda. (João 15:16).

41 Até agora nada tendes pedido em meu nome; pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja completa... Naquele dia, pedireis em meu nome; e não vos digo que rogarei ao Pai por vós. Porque o próprio Pai vos ama, visto que me tendes amado e tendes crido que eu vim da parte de Deus.(João 16:24, 26-27).

42 Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo, em nome do Senhor. (Tiago 5:14).

43 Advertências, admoestações e repreensões foram feitas em nome de Jesus, nunca em nome da trindade.

44 Rogo-vos, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que faleis todos a mesma coisa e que não haja entre vós divisões; antes, sejais inteiramente unidos, na mesma disposição mental e no mesmo parecer. (I Corintios 1:10).

45 Nós vos ordenamos, irmãos, em nome do Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo irmão que ande desordenadamente e não segundo a tradição que de nós recebestes. (II tessalonicenses 3:6).

46 Nenhum milagre foi feito em nome do Pai, do Filho e do espírito Santo, mas em nome de Jesus.

47 Disse-lhe João: Mestre, vimos um homem que, em teu nome, expelia demônios, o qual não nos segue; e nós lho proibimos, porque não seguia conosco. Mas Jesus respondeu: Não lho proibais; porque ninguém há que faça milagre em meu nome e, logo a seguir, possa falar mal de mim. Pois quem não é contra nós é por nós. (Marcos 9:38-40).

48 E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado. Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em meu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados. (Marcos 16:15-18).

49 Então, regressaram os setenta, possuídos de alegria, dizendo: Senhor, os próprios demônios se nos submetem pelo teu nome! (Lucas 10:17).

50 Pedro, porém, lhe disse: Não possuo nem prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, anda! ( Atos 3:6).

51 E, pondo-os perante eles, os argüiram: Com que poder ou em nome de quem fizestes isto? Então, Pedro, cheio do espírito Santo, lhes disse: Autoridades do povo e anciãos, visto que hoje somos interrogados a propósito do benefício feito a um homem enfermo e do modo por que foi curado, tomai conhecimento, vós todos e todo o povo de Israel, de que, em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, a quem vós crucificastes, e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, sim, em seu nome é que este está curado perante vós. (Atos 4:7-10).

52 Agora, Senhor, olha para as suas ameaças e concede aos teus servos que anunciem com toda a intrepidez a tua palavra, enquanto estendes a mão para fazer curas, sinais e prodígios por intermédio do nome do teu santo Servo Jesus. ( Atos 4:29-30).

53 Isto se repetia por muitos dias. Então, Paulo, já indignado, voltando-se, disse ao espírito: Em nome de Jesus Cristo, eu te mando: retira-te dela. E ele, na mesma hora, saiu. (Atos 16:18).

54 Obras de caridade também foram realizadas em nome de Jesus.

55 E quem receber uma criança, tal como esta, em meu nome, a mim me recebe. (Mateus 18:5).

56 Qualquer que receber uma criança, tal como esta, em meu nome, a mim me recebe; e qualquer que a mim me receber, não recebe a mim, mas ao que me enviou... Porquanto, aquele que vos der de beber um copo de água, em meu nome, porque sois de Cristo, em verdade vos digo que de modo algum perderá o seu galardão. (Marcos 9:37 e 41).

57 E lhes disse: Quem receber esta criança em meu nome a mim me recebe; e quem receber a mim recebe aquele que me enviou; porque aquele que entre vós for o menor de todos, esse é que é grande. (Lucas 9:48).

58 Até mesmo reuniões espirituais e pregações devem ser realizadas em nome de Jesus, não em nome da trindade.

59 Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles. (Mateus 18:20).

60 E lhes disse: Assim está escrito que o Cristo havia de padecer e ressuscitar dentre os mortos no terceiro dia e que em seu nome se pregasse arrependimento para remissão de pecados a todas as nações, começando de Jerusalém. (Lucas 24:46-47).

61 Mas, para que não haja maior divulgação entre o povo, ameacemo-los para não mais falarem neste nome a quem quer que seja. Chamando-os, ordenaram- lhes que absolutamente não falassem, nem ensinassem em o nome de Jesus. (Atos 4:17-18).

62 Mas Barnabé, tomando-o consigo, levou-o aos apóstolos; e contou-lhes como ele vira o Senhor no caminho, e que este lhe falara, e como em Damasco pregara ousadamente em nome de Jesus. Estava com eles em Jerusalém, entrando e saindo, pregando ousadamente em nome do Senhor. (Atos 9:27-28).

63 Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo. (Efésios 5:20).

64 Irmãos, tomai por modelo no sofrimento e na paciência os profetas, os quais falaram em nome do Senhor. (Tiago 5:10).

65 O mais impressionante é que até mesmo o espírito Santo é enviado em nome de Jesus.

66 Mas o Consolador, o espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito. (João 14:26).

67 Tudo deve ser feito em nome de Jesus, pois nossa salvação é também em nome do nosso Senhor Jesus Cristo.

68 E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos. (Atos 4:12).

69 Estes, porém, foram registrados para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome. (João 20:31).


Carregar ppt "Prezado Irmão Este estudo, o qual denominamos A Verdade Acima de Tudo, é uma profunda e substanciosa abordagem sobre a Doutrina da trindade. Esta abordagem,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google