A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Dinâmica - Tarde Coordenação de Gestão Escolar – CGE NRE Apucarana.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Dinâmica - Tarde Coordenação de Gestão Escolar – CGE NRE Apucarana."— Transcrição da apresentação:

1 Dinâmica - Tarde Coordenação de Gestão Escolar – CGE NRE Apucarana

2 Formar grupos de 10; Analisar o problema levantado no Plano de Ação da Escola, à luz do PPP; Propor ações para uma possível superação do problema apontado; Apresentação dos grupos.

3 Estudo de caso Baseado em documentos de Escolas da Rede Estadual de Ensino NRE Apucarana: –Projeto Político-Pedagógico –Planos de Ação

4 Possibilidades para o Plano de Ação PPPPlano de Ação Estudo de caso Conselho de Classe: Não há participação de alunos, pais ou responsáveis no Conselho de Classe. Os conselhos de classe deverão possibilitar a inter- relação de profissionais e alunos, propiciar o debate sobre o processo de ensino e de aprendizagem, favorecer a integração e seqüência dos conteúdos curriculares de cada série/classe e orientar o processo de gestão de ensino, tornando- se uma importante instância de reflexão da escola.

5 Organograma de Conselho de Classe - NRE Ponta Grossa 1o. Momento - Pré-conselho - Acompanhamento pedagógico - Apontamentos da Coordenação pedagógica, alunos e professores com registro 2o. Momento - Conselho de Classe - Acompanhamento pedagógico - Análise do processo de ensino e aprendizagem - turma/aluno - Exposição e discussão sobre apontamentos do Pré-conselho - Apontamentos individuais dos casas relevantes - Ações concretas: plano de estudo / reunião de pais, alunos - Ata do conselho 3o. Momento - Pós-conselho - Encaminhamentos e acompanhamento das ações - Reuniões individuais e coletivas

6 Projeto Político- Pedagógico Falta de coerência entre as ações e a redação do PPP; redação apresenta dupla interpretação; falta de continuidade Política. Possibilidades para o Plano de Ação PPPPlano de Ação Vemos dentro deste documento o aluno, como principal prioridade na prática educacional, este é o norte de todo planejamento, da elaboração deste documento e é extremamente importante para que a escola tenha a firmeza e concepções de homem, de educação, de sociedade, que cumpram com as necessidades da comunidade que a mesma atende.

7 Recuperação de Estudos Possibilidades para o Plano de Ação PPPPlano de Ação. Diferentes tempos de aprendizagem dos alunos. Sala de Apoio, Projeto de recuperação com alunos do Ens. Médio (monitores). A recuperação de Estudos será planejada, constituindo-se num conjunto integrado ao processo de ensino, além de se adequar às dificuldades dos alunos. A carga horária da Recuperação de Estudos não será inserida no cômputo das 800 (oitocentas) horas anuais.

8 Instâncias Colegiadas Grêmio Estudantil: não saõ atuantes ativamente. APMF: não participam das atividades do colégio. Conselho Escolar: não há candidatos voluntários para a função, têm que ser indicados; só comparecem ao colégio quando solicitados para resolverem problemas graves. Possibilidades para o Plano de Ação PPPPlano de Ação O Grêmio Estudantil tem seu estatuto próprio que rege as normas e funcionamento. Neste período, início do ano letivo/2007 estamos sem a atuação do Grêmio Estudantil, pois demanda de um certo tempo para se organizarem e prepararem para a eleição que é através do voto e tem perfil democrático. A APMF reúne-se uma vez por mês para tratarem de assuntos pertinentes ao Colégio, trazem sugestões de melhorias e inovações pensando sempre no bem estar dos alunos e qualidade da educação e participam das tomadas de decisões. O Conselho Escolar é atuante na vida da escola, de modo que todos têm ampla visão das atividades e compromisso com as decisões que têm que tomar. Participação das discussões que se fazem necessárias para o bom funcionamento do estabelecimento.

9 Conhecimento e aprendizagem (...) por exemplo, se em Língua Portuguesa o aluno apresentar dificuldades em estruturação textual, por apresentar falta de raciocínio lógico, as atividade que poderiam ser desenvolvidas seriam a de trabalhar de modo mais sistematizado, com pequenos textos e frases elementos de coesão textual, conjunções, pronomes, etc. Três alunos em particular têm problemas em Português, por trocar o P por B, a professora encaminhou à coordenação para procurar ajuda, os alunos têm consciência da falta de conhecimento na gramática. Trabalho de ação através da auto- estima, mostrar as notas e dizer que tem como recuperar, cobrar um compromisso... e estudar mesmo. Possibilidades para o Plano de Ação PPPAta

10 RELAÇÃO ESCOLA/COMUNIDADE Encontros anuais atrativos em horário adequado. Possibilidades para o Plano de Ação PPPPlano de Ação Direção Vice-Direção Equipe Pedagógica Secretaria Professores Auxiliar Administrativo Serviços Gerais Alunos Comunidade - Reuniões com assuntos interessantes, constando no convite a pauta da reunião em 2 horários diferentes (cedo e noite). sugestões: - exposição de trabalhos manuais e artístico feitos pelos pais, alunos e pedagogos. - exposição de fato das famílias e retrato da memória do município. - apresentação de teatro, danças, jogral pelos alunos aos pais. - mostrar o levantamento de problemas com pedido de sugestões aos pais. - exposição de trabalhos dos alunos. - apresentação de vídeos de fatos reais. - depoimento de pessoas da comunidade com exemplo de superação. - deixar sempre claro que a escola está aberta à comunidade e aos pais compareçam na escola sempre que quiserem.

11 PPC e PTD Possibilidades para o Plano de Ação PPPPlano de Ação Falta de aceitação da proposta da SEED por alguns professores; professores que organizam seu PTD conforme a PPC mas não cumprem em sala.. PLA NO DE AÇÕES DA EQUIPE PEDAGÓGICA 1. Elaborar com o Corpo Docente o Currículo Pleno do Estabelecimento, conforme diretrizes orientadoras dos órgãos competentes. 2. Orientar e acompanhar o Planejamento Curricular, por série. 7. Incentivar e acompanhar os Projetos Educacionais programados pelos professores.

12 Regimento Escolar Possibilidades para o Plano de Ação PPPPlano de Ação Não cumprimento e participação das decisões tomadas em conjunto nas reuniões e itens prescritos no regimento. Cabe à escola buscar a união entre os diversos segmentos para uma ação integrada e participativa para que a prática educativa seja responsabilidade de todos e que o crescimento e desenvolvimento seja de toda a comunidade escolar.

13 Relação Escola-Comunidade Possibilidades para o Plano de Ação PPP Plano de Ação A escola mantém uma boa relação com a comunidade, qual será mantida através de encontros, reuniões e disponibilização do espaço escolar para projetos educativos para a comunidade.

14 Avaliação / Recuperação Possibilidades para o Plano de Ação PPP Plano de Ação Os alunos não têm conhecimento a respeito do critério e sistema avaliativo do colégio; alguns docentes não estão realizando a recuperação paralela e ainda entendem a avaliação como forma punitiva. A avaliação além de ser útil para a verificação da aprendizagem dos alunos, servirá, também, para que o professor repense a sua metodologia e planeje as suas aulas de acordo com as necessidades de seus alunos. A partir do ato avaliativo, é possível perceber quais os conhecimentos merecem mais atenção, ou seja, que ainda não foram suficientemente trabalhados e que necessitam ser abordados para garantir a efetiva aprendizagem do aluno.

15 Desafios Educacionais Contemporâneos Possibilidades para o Plano de Ação PPP Plano de Ação Buscou-se desenvolver todos os temas solicitados em forma de projetos; porém não houve um trabalho com a comunidade, pais e responsáveis. José Canale

16 Jornada Pedagógica Possibilidades para o Plano de Ação PPP Plano de Ação Muitas vezes não houve o repasse de determinados conhecimentos no colégio. José Canale

17 É preciso considerar que a prática não fala por si mesma; os fatos práticos, ou fenômenos, têm que ser identificados, contados, analisados, interpretados, já que a realidade não se deixa revelar através da observação imediata; é preciso ver além da imediaticidade para compreender as relações, as conexões, as estruturas internas, as formas de organização, as relações entre parte e totalidade, as finalidades, que não se deixam conhecer no primeiro momento, quando se percebem apenas os fatos superficiais, aparentes, que ainda não se constituem em conhecimento(Kuenzer).

18 INDAGAÇÕES SOBRE CURRÍCULO CURRÍCULO, CONHECIMENTO E CULTURA

19 DCOCEB – Diretoria de Concepções e Orientações Curriculares para Educação Básica / SEB – Secretaria de3 Educação Básica / MEC – Ministério da Educação OBJETIVO PRINCIPAL : - Deflagrar, em âmbito nacional, um processo de debate, nas escolas e nos sistemas de ensino, sobre a concepção de currículo e seu processo de elaboração.

20 LIVRO DIDÁTICO EDYR ELIZA DE OLIVEIRA MARTINS COORDENAÇÃO CGE EQUIPE DE ENSINO/ NRE APUCARANA Tel. (43)

21 Dermeval Saviani diz: Vejo a iniciativa do Livro Didático Público, desenvolvida pelo Governo do Paraná, como uma ação positiva em favor da melhoria da educação pública. O Estado não pode abdicar das suas responsabilidades e políticas públicas de educação são fundamentais. É importante que políticas como a do livro didático público sejam uma política de Estado, permanente e continuada.

22 Livro didático Diz: Vejo a iniciativa do Livro Didático Público, desenvolvida pelo Governo do Paraná, como uma ação positiva em favor da melhoria da educação pública. Saviani lembra que na prática o livro didático é o grande pedagogo no país (1984), pois são eles que acabam pautando a ação dos professores dentro da sala de aula.

23 O acesso ao conhecimento deve ser sistematizado e graduado e o livro didático é fundamental nesse processo, afirma Saviani. Mas só o livro não adianta. É preciso políticas e ações que melhorem a formação dos professores e melhorem suas condições de trabalho.

24 Livro didático Saviani elogia a política do Livro Didático Público da Secretaria de Educação do Paraná. O acesso ao conhecimento tem que ser sistematizado. O livro didático permite ao professor definir o que vai ser objeto de estudo e como o conteúdo vai ser trabalhado.

25 LIVRO DIDÁTICO Saviani comenta que a atual polêmica sobre a ideologização dos livros didáticos que compõem a lista do MEC não passa de uma reação com fundo comercial, provocada pelos apologistas do livro didático de mercado. Nos anos 70 e 80 a ideologização dos livros didáticos tinham por objetivo perpetuar a ideologia dominante. No caso, a que dava sustentação para a Ditadura. Os conteúdos eram permeados de preconceitos e de idéias que reforçavam a ideologia dominante. A dita neutralidade só era um argumento para a defesa dos interesses dominantes.

26 A definição dos conteúdos dos livros didáticos é fundamental. Agora a crítica contra a ideologização é inversa. A acusação é que a ideologia nos livros didáticos é a ideologia da subversão As reações hoje são na defesa da ordem burguesa, do sistema capitalista e das teses dos neoconservadores, dos ditos pós- modernos e neoliberais (...)

27 LIVRO DIDÁTICO (...) São estes que agora se sentem ameaçados porque há mais democracia, diversidade e pluralidade nos conteúdos dos atuais livros didáticos, comenta Saviani.

28 É uma crítica que atende aos interesses comerciais das grandes editoras. Agora não funciona o discurso da neutralidade e sim a acusação simplista de ideologização, quando na verdade temos outra situação, onde há liberdade e democracia. Isso assusta os conservadores.

29 LIVRO DIDÁTICO PÚBLICO O educador Dermeval Saviani, que teorizou sobre a Pedagogia Histórico-Crítica, diz que o Estado não pode abdicar das suas responsabilidades com relação à educação e que políticas públicas como a do livro didático público do Paraná são positivas. Foto:SEED

30 LIVRO DIDÁTICO PÚBLICO Autoria dos professores da rede estadual de ensino; Textos disponibilizados on-line e impresso; Conteúdos utilizados em sala de aula; Distribuídos no ano de 2007 e 2008 para todos os alunos da escola pública de Ensino Médio do Paraná. Mary Lane Hutner

31 LIVRO DIDÁTICO PÚBLICO EXPRESSÃO DO CURRÍCULO; COM QUE OLHAR SE ANALISA O LIVRO DIDÁTICO PÚBLICO? COMO AS CONCEPÇÕES SE EXPRESSAM NO CURRÍCULO ? AO ESCOLHER UM LIVRO, HÁ INTENCIONALIDADE ?

32 HÁ PREOCUPAÇÃO EM PERCEBER COMO OS LIVROS VÊM TRATANDO AS LEIS ÉTNICO-RACIAIS E A DIVERSIDADE PRESENTE NOS DISCURSOS DA ESCOLA ? A SELEÇÃO DE CONTEÚDOS É ADEQUADA ? PARA QUEM ? PRA QUE ?

33 A SEQUÊNCIA APRESENTADA A PROGRESSÃO DE APRENDIZAGEM PLANEJADA POR SUA ESCOLA ? DE QUE CURRÍCULO ELE ESTÁ FALANDO ? A LINGUAGEM É CLARA E PRECISA ?

34 O TEXTO É ACESSÍVEL PARA OS ALUNOS ? QUL É O NÍVEL DE EXIGÊNCIA ? OS DADOS APRESENTADOS ESTÃO ATUALIZADOS ? OS CONTEÚDOS CONTEMPLADOS SÃO RELEVANTES PARA A FORMAÇÃO CRÍTICA ?

35 AS IMAGENS SÃO NÍTIDAS ? POSSIBILITAM AO ALUNO LÊ-LA E INTERPRETÁ-LA OU NÃO ? DE QUE QUESTÕES IDEOLÓGICAS ELE TRATA ? TRAZ PROPAGANDAS ? QUAL A SUA FINALIDADE ?

36 O livro didático : É um suporte de conhecimentos e de métodos para o ensino; serve como orientação para as atividades de produção e reprodução de conhecimento; pode nos transformar em reféns do livro, imaginando encontrar ali todo o saber verdadeiro e a narrativa ideal;

37 O livro didático : é também instrumento de transmissão de valores ideológicos e culturais, que pretende garantir o discurso dos autores; pode levar o professor a torna-se um reprodutor desses mitos e imagens errôneas e passa, ele também, a acreditar neles;

38 O livro didático : apresenta problemas e o professor deve estar sempre atento para trabalhar eventuais incorreções; Também é uma mercadoria do mundo editorial, sujeito a influências sociais, econômicas, técnicas, políticas e culturais como qualquer outra mercadoria que percorre os caminhos da produção, distribuição e consumo;

39 O livro didático : A organização das resenhas selecionadas e elaboradas de maneira a oferecer uma visão objetiva de cada coleção. A avaliação dos livros didáticos de... O professor encontrará a exposição da estratégia dos autores quanto ao trabalho com atividades práticas (...);

40 É importante... Professor ou professora, que no planejamento de suas aulas seja considerada a essência de seu próprio projeto pedagógico e as condições para colocá-lo em prática; Lembrar que quem define quando e como o livro será utilizado é o professor;

41 É importante... Escolher o livro mais adequado aos seus objetivos e ouse mudar a forma de apresentação ou de trabalho com os conteúdos sempre que julgar necessário. Critérios eliminatórios Alguns pontos a serem considerados como parâmetros ou critérios de eliminação na escolha do livro didático.

42 Aspectos teórico-metodológicos estar em consonância com conceitos atuais da teoria pedagógica e do conhecimento científico, veiculando informação correta, precisa, adequada e atualizada; ser coerente com a proposta pedagógica expressa no manual do professor;

43 garantir o acesso a conceitos fundamentais para cada etapa de escolaridade, respeitando-se o princípio da progressão; ser coerente com a proposta pedagógica expressa no manual do professor; garantir o acesso a conceitos fundamentais para cada etapa de escolaridade, respeitando-se o princípio da progressão;

44 considerar, na seleção de conceitos, textos e atividades, que o desenvolvimento cognitivo dos alunos se caracteriza por estruturas diferenciadas de pensamento; contemplar a iniciação às diferentes áreas do conhecimento científico; veicular ilustrações adequadas, que induzam à construção de conceitos corretos;

45 privilegiar a apresentação da terminologia científica, fazendo uso, quando necessário, de aproximações adequadas sem, no entanto, ferir o princípio da correção conceitual; explicitar termos que têm diferentes significados e contextos, tomando o cuidado de evitar confusões terminológicas;

46 trazer, nas ilustrações (fotos, esquemas e desenhos), citação de fontes, locais, datas e outras informações necessárias ao crédito; enfatizar temas atuais, objetos de debate na sociedade, estabelecendo relações entre conhecimento científico e exercício da cidadania;

47 respeitar a diversidade cultural, étnico- racial, de gênero, religiosa ou qualquer outra forma de manifestação individual ou coletiva, evitando estereótipos e associações que depreciem grupos étnicos ou raciais, ou que desvalorizem a contribuição de todos os diferentes segmentos da comunidade;

48 enfatizar temas atuais, objetos de debate na sociedade, estabelecendo relações entre conhecimento científico e exercício da cidadania; respeitar crenças e mitos, permitindo o debate sobre as relações entre o conhecimento popular e o conhecimento científico.

49 Aspectos teórico-metodológicos valorizar a manifestação pelo aluno e a identificação pelo professor do conhecimento que o aluno detém sobre o que se vai ensinar; relacionar o conhecimento construído com o historicamente acumulado, considerando que a descoberta tem um ou mais autores e um contexto histórico que deve ser enfatizado e trabalhado;

50 Aspectos teórico-metodológicos buscar a sistematização de conhecimentos por meio de textos, desenhos, figuras, tabelas e outros registros característicos das áreas de...; estimular o emprego (construção e análise) de recursos de comunicação comumente como tabelas, diagramas e gráficos;

51 Critérios de qualificação propiciar situações, tanto coletivas como individuais, para observações, questionamentos, formulação de hipóteses, experimentação e elaboração de teorias e leis pelo aluno; estimular a leitura de textos complementares, revistas especializadas e livros paradidáticos;

52 selecionar adequadamente as ilustrações (fotos, esquemas, gráficos, tabelas desenhos, molduras, pano de fundo etc.), apresentando uma diagramação que encoraje a leitura. valorizar a comunicação da... utilizando diferentes propostas (seminários, teatro, painéis, exposições, experi- mentos), linguagens e formatos apropriados para o público ao qual se dirige;

53 Aspectos socioculturais e preceitos éticos realizar o debate sobre a ética da... e as relações entre conhecimento e poder, abordando de forma sistemática as repercussões, relações e aplicações do conhecimento; O livro apresenta coerência com a proposta pedagógica expressa no manual do professor?

54 O livro contempla uma iniciação equilibrada às diferentes áreas do conhecimento científico? O livro garante o acesso a conceitos fundamentais para cada etapa de escolaridade, respeitando-se o princípio da progressão?

55 O livro considera, na seleção e abordagem de conceitos, textos e atividades, o desenvolvimento cognitivo dos alunos? O livro estimula a utilização de procedimentos científicos para a construção do conhecimento?

56 Os conceitos estão em consonância com atuais conhecimentos científicos, veiculando informações corretas, precisas, adequadas e atualizadas? Os conceitos e informações são utilizados adequadamente, evitando indução a aprendizagens equivocadas?

57 O livro integra o tratamento de fatos, conceitos, valores e procedimentos por meio de uma coerência de princípios? O livro privilegia a apresentação da terminologia científica, fazendo uso, quando necessário, de aproximações adequadas sem, no entanto, ferir o princípio da correção conceitual?

58 O livro explicita termos que têm diferentes significados e contextos, tomando o cuidado de evitar confusões terminológicas? O livro assegura que os experimentos propostos sejam factíveis, com resultados confiáveis e permite uma interpretação científica coerente?

59 O livro enfatiza temas atuais, objetos de debate na sociedade, estabelecendo relações entre conhecimento científico e exercício da cidadania? O livro permite o debate sobre as relações entre o conhecimento popular e o conhecimento científico?

60 O livro valoriza a manifestação pelo aluno e a identificação pelo professor do conhecimento que o aluno detém sobre o que se vai ensinar? O livro busca a sistematização de conhecimentos por meio de textos, desenhos, figuras, tabelas e outros registros característicos da área de ciências?

61 O livro utiliza recursos (cores, escalas etc.) que contribuem para a formação correta do conceito na apresentação das ilustrações? O livro apresenta os conteúdos de maneira contextualizada? A linguagem do texto é adequada a quem se destina?

62 Destaque os aspectos positivos do livro analisado; Destaque os aspectos negativos do livro analisado;

63 Assim como o de outras áreas, o livro didático de Língua Portuguesa deve pautar-se pela clareza e correção, quer dos conceitos, quer das informações que transpõe; Para que cumpram com eficácia os propósitos, é indispensável que os livros estejam isentos de erros e/ou de formulações que induzam a erros.

64 Ainda que os objetivos do ensino, nesta área, sejam essencialmente práticos, é necessário recorrer a informações e conceitos capazes de conduzir o educando tanto à reflexão sobre os fatos de linguagem envolvidos quanto ao desenvolvimento das capacidades necessárias ao uso da linguagem escrita ou oral;

65 Requisitos metodológicos básicos: explicitar sua proposta metodológica, abordando os preceitos básicos que lhe dão identidade e permitem identificá-la e compreender seu alcance; considerando-se as opções teórico- metodológicas

66 mobilizar e desenvolver o maior número possível das capacidades básicas do pensamento autônomo e crítico (como a compreensão, a memorização, a análise, a síntese, a formulação de hipóteses, o planejamento e a argumentação), envolvidas em leitura, produção de textos, práticas orais e reflexão sobre a linguagem;

67 articulação pedagógica entre os diferentes volumes que integram uma coleção didática; percepção das relações entre o conhecimento construído e suas funções na sociedade e na vida prática.

68 Preceitos éticos Contribuir para o desenvolvimento da ética necessária ao convívio social e à construção da cidadania, no livro didático de Língua Portuguesa, por exemplo, significa: Não veicular, nos textos e nas ilustrações, preconceitos que levem a discriminações de qualquer tipo, especialmente no que diz respeito aos diferentes falares regionais e sociais;

69 Não fazer do livro didático um instrumento de propaganda e doutrinação; Não fazer do livro didático um veículo de publicidade e difusão de marcas, produtos e serviços comerciais;

70 Estimular o convívio social e a tolerância, abordando a diversidade da experiência humana, com respeito e interesse, inclusive no que se refere à diversidade lingüística; Colaborar para a construção da ética democrática e plural (formação de atitudes e valores), sempre que questões éticas

71 O conjunto de textos que um livro didático apresenta é um instrumento privilegiado – às vezes único – de acesso do aluno ao mundo da escrita. Portanto, é imprescindível que a coletânea, respeitado o nível de ensino a que se destina, ofereça ao aprendiz uma amostra de qualidade o mais possível representativa dos textos em circulação social.

72 A escolha do livro didático é um momento de muita responsabilidade, pois você decide sobre um interlocutor que vai dialogar com você e com seus alunos durante o ano letivo inteiro; E que continuará presente em sua escola por três anos, no mínimo. Embora seja apenas um elemento do processo de ensino-aprendizagem, o livro didático tem sido muito importante em nossas escolas.

73 Este livro também deve conter uma proposta pedagógica que leve em conta o conhecimento prévio e o nível de escolaridade do aluno e que ofereça atividades que o incentivem a participar ativamente de sua aprendizagem e a interagir com seus colegas.

74 Sua tarefa não é nada fácil: você terá de se debruçar sobre as propostas de cada livro e pensar qual delas é mais adequada às condições do trabalho de sala de aula e também perceber se pode haver concordância entre tal proposta e o projeto político pedagógico de sua escola.

75 O Guia não contém apenas as resenhas. Em suas páginas, você encontrará os critérios que foram utilizados na avaliação dos livros e a própria ficha usada pelos avaliadores, além de um texto com as considerações teórico-metodológicas referentes às coleções aprovadas. Todo esse material pode ser de muita valia para a escolha e o posterior uso do livro, além de contribuir para a formação docente.

76 Lembre-se, no entanto, que a escolha do livro didático é um direito e uma responsabilidade do professor e, por isso, você deve exercê-los com autonomia. Boa escolha!


Carregar ppt "Dinâmica - Tarde Coordenação de Gestão Escolar – CGE NRE Apucarana."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google