A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

31/07/2008. Visão da Fábrica Mudar o conceito de Segurança em Documentos Digitais Repositório Centralizado Definir padrão para armazenamento de prontuário.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "31/07/2008. Visão da Fábrica Mudar o conceito de Segurança em Documentos Digitais Repositório Centralizado Definir padrão para armazenamento de prontuário."— Transcrição da apresentação:

1 31/07/2008

2 Visão da Fábrica Mudar o conceito de Segurança em Documentos Digitais Repositório Centralizado Definir padrão para armazenamento de prontuário eletrônico no Brasil. (Baseado nos requisitos do SBIS)

3 Missão Oferecer soluções a empresas de desenvolvimento de software da área médica, buscando preencher essa lacuna de mercado e atender as reais necessidades dos nossos clientes com relação à assinatura digital de registros médicos.

4 Sobre o Mercado Tendência 2007 Taxa de crescimento anual de 20,9% do número de estabelecimentos de saúde no Brasil Confirmada a sediação da copa de 2014, a Federação Brasileira de Hospitais prevê um crescimento em torno de 15% do número de leitos. Fonte: IBGE, Ministério da Saúde e FBH

5 Sobre o Produto Assinatura Digital Calculo Hash Certificado Digital Integração com várias ACs Autenticação por biometria (Digital). Garante um maior nível de segurança Senha inesquecível

6 Sobre o Produto Integração com sistema legado da MV DigitalSignSistema Legado (MV) BD Apresentação PDF + Hash RES

7 Riscos do Mercado Oportunidades Forte relacionamento com a maior fornecedora de tecnologia da área médica no Brasil MV Sistemas (400 Clientes) Ameaças Modificação dos requisitos de segurança Geralmente não anunciadas atencipadamente Concorrência de empresas Solução de Certificação Digital Áreas não-Saúde

8 Custo de infra-estrutura para implantação da solução H3S ( 2 anos ) Valor do Produto DispositivoQuantidade Custo Unitário (R$) Custo (R$) Leitor Biométrico , ,00 Certificado Digital (A3) , ,00 Leitor de Cartão (SmartCard) , ,00 Storage24 meses500, ,00 Custo Total ,00 Tendências de custo para Certificados Digitais Subsídio bancário Arrecadação Fiscal (Receita Federal) Popularização * 84% do custo da infra-estrutura

9 Custo mensal de impressão na organização *Custo de armazenamento não incluso (Simplificação) Valor do Produto Equação (Custo de Impressão) CIM = ((0,02 * 100) / 17) * ) CIM = R$ ,82 Custo mensal de infra-estrutura Equação (Custo de Infra-Estrutura) CEM = / 24 CEM = R$ ,50 Fonte: Plano de Negócio H3S

10 Precificação R$ 0,01 por página Equação (Custo Total) CT = Infra-Estrutura + ( 0,01* Número de documentos) CT= , ,00 CT= R$ ,50 ( ao mês )

11 ROI Valor do Produto Com base nos dados da seção do plano de negócios que descreve o custo da solução ao longo de 2 anos, o que nos revela uma despesa mensal (rateado) da solução proposta de R$ ,50, contra um custo atual de R$47.058,82 mensais para impressão de documentos. Retorno aproximado para instituição de saúde: R$ ,00 em um período de 2 anos.

12 Sobre a Fábrica Pontos Fortes Identificação de uma liderança no Grupo Delegação coesa das Atividades Ajuda a equipe a se organizar e cumprir os prazos Geração de protótipos Necessário para entendimento das APIs Facilita a comunicação com o cliente Arquitetura flexível Utilização de conceitos de componentização Atuação extensiva a diversas outras áreas Jurídica Financeira

13 Sobre a Fábrica Pontos Fracos Utilização de SDKs Proprietários Entendimento da documentação Acesso a informações Suporte Técnico* Atividades de Desenvolvimento Interação com as APIs Dedicação de tempo exclusivo

14 Sobre a Fábrica Pontos de Melhoria Complexidade na divisão das atividades Problemas com a formação da equipe Redistribuição das atividades com dois novos integrantes Coleta das lições aprendidas da fábrica Transferir o endereço DNS h3s.cesar.edu.br para o novo site Formalização de um padrão de qualidade Focar no desenvolvimento do produto Aderência ao processo Utilização das métricas Resolvido!!!

15 Resultados Obtidos Definição do Escopo

16 Aprovação do cliente para os principais artefatos da fábrica. Parcerias com a Serasa e CertSign que já forneceram os SDKs para desenvolvimento do sistema. Resultados Obtidos

17 Novos Artefatos Gerados Documento de Arquitetura Plano de Gerencia de Configuração Plano de Testes Projeto de Testes Especificação dos Casos de Uso Relatório de Auditoria Protótipo de Biometria Adequação do Processo Iterações Curtas Orientado a pessoas Mesmo integrante desempenhando vários papéis Resultados Obtidos

18 Resultados Obtidos (Infra) Novo Site no ar: Host de SVN para versionamento dos artefatos Integrantes utilizando a ferramenta de forma simples Link direto refletindo a última versão dos artefatos no site Aumento de produtividade Aquisição de equipamentos Leitor biométrico Leitor e Certificado Digital

19 Acompanhamento de Atividades e Marcos da Fábrica Exibir Métricas coletadas Transparência do processo Principal canal de Comunicação Cliente Monitoria Resultados Obtidos (Site)

20 Dúvidas???


Carregar ppt "31/07/2008. Visão da Fábrica Mudar o conceito de Segurança em Documentos Digitais Repositório Centralizado Definir padrão para armazenamento de prontuário."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google