A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ISO 26.000 O PAPEL DA EMPRESA SOCIALMENTE RESPONSÁVEL EM UMA SOCIEDADE SUSTENTÁVEL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ISO 26.000 O PAPEL DA EMPRESA SOCIALMENTE RESPONSÁVEL EM UMA SOCIEDADE SUSTENTÁVEL."— Transcrição da apresentação:

1 ISO O PAPEL DA EMPRESA SOCIALMENTE RESPONSÁVEL EM UMA SOCIEDADE SUSTENTÁVEL

2 A ISO 26000

3 Sediada em Genebra, presente em 153 países, representada por órgãos de normalização nacionais; No Brasil, é representada pela ABNT; Os padrões ISO 9000 e ISO já foram adotados por cerca de 634 mil organizações (www.iso.org); A ISO possui uma parceria estratégica com a OMC. A ISO Criada em 1946 para promover e desenvolver normas e atividades que facilitem o comércio internacional e a cooperação intelectual, científica, tecnológica e econômica;

4 Histórico e cronograma de Construção da norma I Reunião Internacional Salvador, Brasil (7 a 11 de março de 2005) Mar 05 Conselho da ISO cria Strategic Advisory Group (SAG) para aprofundar o assunto Set 02 Jun 04 ISO decide pela normalização Jan 05 Iniciam os trabalhos do GT de RS da ISO: ABNT/ SIS Discussões dos GTs no Brasil sobre ISO II Reunião Internacional Bangkok, Tailândia (26 a 30 de setembro de 2005) Set 05 III Reunião Internacional Lisboa, Portugal (15 a 19 de maio de 2006) Mai 06Jan 07 IV Reunião Internacional Sidney, Austrália Publicação da Norma Internacional _ Genebra Publicação da ABNT NBR ISO 26000

5 Norma Internacional ISO – Diretrizes sobre Responsabilidade Social É uma norma de diretrizes, sem propósitos de certificação; Não tem caráter de sistema de gestão; Aplicável a qualquer tipo e porte de organização (empresas, governo, ONGs, etc); Construída com base em iniciativas já existentes. Principais deliberações

6 O processo de construção da ISO Decisão histórica: liderança compartilhada entre país desenvolvido e em desenvolvimento - Brasil e Suécia. Participação de 367 pessoas (experts e observadores) de 64 países no Grupo de Trabalho de RS da ISO* Processo participativo: amplo envolvimento de países em desenvolvimento e partes interessadas usualmente excluídas dos processos de normalização – definição de 6 categorias: - Consumidores; - Governo; - Indústria; - ONG; - Trabalhadores; - Serviços, suporte, pesquisa e outros. *FONTE: Apresentação ISO TMB WG SR realizada na plenária final da reunião de Lisboa

7 Delegações Nacionais Experts designados: 6 experts, representantes dos stakeholders: indústria; consumidores; trabalhadores; ONG; governo e outros. Delegação Brasileira: Natura, IDEC, Dieese, MCT, Akatu, ABNT. Observadores: Participaram 6 por delegação. D-Liaisons Organizations Redes e organizações internacionais de renome: Experts designados: 2 experts. Ex. AccountAbility, AICC, GRI, Forum Empresa (Ethos), Global Compact, OCDE, OIT, Acción Empresarial, Red Interamericana (UniEthos e Vincular), SAI. Observadores: Participaram 2 por organização. Meios de Participação

8 A representatividade na ISO Fonte: Documento N43, disponível em apresentado na reunião de Bangkok. Cerca de 367 pessoas de 64 países

9 II e III Reunião da ISO Bancoc e Lisboa 0. Introdução 1. Escopo (preliminar – finalidade, abrangência e objeto da norma ) 2. Referências Normativas 3. Termos e definições (terminologia comum; definição preliminar de RS: impactos sobre sociedade e meio ambiente, DS e integração às atividades cotidianas) 4.O contexto da RS no qual as organizações operam 5.Princípios relevantes a todas as organizações (gerais, substantivos e operacionais) 6. Diretrizes em temas principais da RS (preliminar: meio ambiente, direitos humanos, práticas de trabalho, governança organizacional, práticas leais de negócios, envolvimento comunitário/ des. sociedade, consumidores ) 7.Diretrizes para todas as organizações na implementação da RS (visão e estratégia; liderança; engajamento de stakeholders; cadeia de suprimentos; comunicação) 8.Anexos Bibliografia

10 Principais riscos e desafios DESAFIOS - OPORTUNIDADESRISCOS E DESAFIOS A RS como um saber em construção A Norma como barreira não tarifária ao comércio internacional Norma genérica demais A ISO é orientada para os negócios Exclusão e competição com outras iniciativas importantes A não certificação poderá diminuir a aceitação

11 Principais oportunidades OPORTUNIDADES ISO – Grande representatividade, mais de 150 países membros Processo multi stakeholder Comparabilidade geral e ampla Convergência e consenso entre as iniciativas e organizações ISO e OMC, parceria estratégica Favorecer países pobres As normas da ISO possuem mais de 600 mil usuários

12 MAIS INFORMAÇÕES - GT Ethos – ISO Boletins eletrônicos, publicação e apresentações Informações gerais Documentos do processo de construção da norma Sites oficiais: Internacional: Brasil:

13 PARA DISCUTIR TRABALHO EM EQUIPES APLICAÇÃO PRÁTICA

14 Exercício 01 Discuta com o seu grupo a)Qual o seu papel (nas organizações onde atua) no processo de aplicação da ISO ? b)Porque as diretrizes do documento afirmam que outros países estão envolvidos no processo de RSE com ênfase ambiental? Qual a intencionalidade política mundial? c)O que significa desenvolver uma sociedade com consciência de sustentabilidade?

15 EXERCÍCIO 02 Apliçação 1. Escolher uma organização qualquer para o desenvolvimento da atividade. 2. Apresentar o ramo de atuação da organização. 3. Criar dez procedimentos que a organização deveria/poderia adotar para estar adequada com as diretrizes da ISO


Carregar ppt "ISO 26.000 O PAPEL DA EMPRESA SOCIALMENTE RESPONSÁVEL EM UMA SOCIEDADE SUSTENTÁVEL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google