A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Interesses, Conflitos e Poder As Organizações Vistas Como Sistemas Políticos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Interesses, Conflitos e Poder As Organizações Vistas Como Sistemas Políticos."— Transcrição da apresentação:

1 Interesses, Conflitos e Poder As Organizações Vistas Como Sistemas Políticos

2 Vivo numa sociedade democrática. Por quê deveria ter que obedecer as ordens do meu patrão, oito horas por dia? Ele age como um ditador sanguinário, dando ordens a nossa volta, dizendo aquilo que deveríamos pensar e fazer. Que direito tem ele de agir dessa forma? A companhia paga os nossos salários, mas isso não significa que tenha o direito de comandar todas as nossas crenças e sentimentos.

3 Política (grego politiká, assuntos públicos, ciência política) s. f. 1. Ciência do governo das nações. 2. Arte de regular as relações de um Estado com os outros Estados. 3. Sistema particular de um governo. 4. Tratado de política....

4 Metáfora Política Linha de Raciocínio Pode ser utilizada para esclarecer a vida organizacional no dia-a-dia. A idéia de que, se espera que as organizações sejam empresas racionais nas quais os membros procuram por objetivos comuns, tende a desencorajar a discussão sobre a motivação política.

5 Política (grego politiká, assuntos públicos, ciência política) s. f. 5. Fig. Modo de haver-se, em assuntos particulares, a fim de obter o que se deseja. 6. Esperteza, finura, maquiavelismo. 7. Cerimónia, cortesia, civilidade, urbanidade.

6 Metáfora Política Aplicações A política e o jogo político podem ser um aspecto essencial da vida organizacional e não necessariamente algo disfuncional ou que se tenha a escolha de aceitar ou rejeitar. Quando os interesses são divergentes utilizar a consulta e negociação.

7 As organizações como sistemas de Governo Organizações assim como governos, empregam algum sistema de regras como meio de criar e manter ordem entre seus membros. O sufixo cracia deriva do grego kratia, e significa poder ou governo, e está acoplado a um prefixo que indica a natureza do poder ou governo utilizado.

8 Organizações e formas de governo político Autocracia - governo absoluto em que o poder é sustentado por um indivíduo ou por um pequeno grupo e apoiado pelo controle de recursos críticos, pelo direito de propriedade ou possessão de direitos, tradição carisma e outras razões para invocar privilégios pessoais. Vamos fazer desta forma

9 Organizações e formas de governo político Burocracia - regra exercida por meio da palavra escrita, que oferece as bases de uma autoridade do tipo racional-legal, ou governo pela lei. O termo deriva dos homens que sentavam atrás de seus bureax, ou mesas, administrando as regras da atividade organizacional. Espera-se que façamos desta maneira

10 Organizações e formas de governo político Tecnocracia - regra exercida através do uso do conhecimento, poder de especialistas e habilidade de resolução de problemas relevantes. O poder é flexível, à medida que diferentes indivíduos e grupos sobem e descem na estrutura do poder de acordo com o valor de sua contribuições técnicas. A melhor maneira de fazer isto, é desta forma

11 Organizações e formas de governo político Co-gestão - partes opostas entram em entendimento para gerar juntas interesses mútuos; como no caso do governo de coalizão e corporativismo, cada uma das partes retira o seu poder de uma fonte diferente. Faremos um acordo, cada um com sua parte

12 Organizações e formas de governo político Democracia Representativa - regra exercida através da eleição de membros que têm mandato para agir em nome daqueles a quem representam, durante um período determinado. É o caso do governo tipo parlamentar e nas empresas onde o controle está nas mãos dos trabalhadores ou acionistas. Como fazer isto?

13 Organizações e formas de governo político Democracia Direta - é o sistema no qual cada um tem direito igual de governar tomando parte em todas as decisões, como no caso de muitas organizações comunitárias, cooperativas e os kibutz. Trata-se de um princípio de governo no qual a auto-organização é a maneira chave de organização. Como fazer isto?

14 Organizações e formas de governo político É raro encontrar organizações que se utilizam de apenas uma espécie de governo, geralmente são usados tipos mistos, utilizando elementos de diferentes formas de governo.

15 Organizações vistas como sistemas de atividade política A Política de uma organização é mais claramente manifesta nos conflitos e jogos de poder que algumas vezes ocupam o centro das atenções, bem como nas incontáveis intrigas interpessoais que promovem desvios no fluxo da atividade organizacional. Geralmente ocorrem de um modo invisível, exceto aos diretamente envolvidos. A relação interesses, conflito e poder, gera uma política organizacional, uma vez que as pessoas pensam e agem de maneira diferente.

16 Análise de Interesses Ao se falar a respeito de interesses, fala-se sobre um conjunto complexo de predisposições que envolvem objetivos, valores, desejos, expectativas e outras orientações e inclinações que levam a pessoa a agir em uma e não na outra direção. Os empregados trazem para o local de trabalho aspirações e visões daquilo que o futuro deve ser, junto com sua personalidade, atitudes próprias, preferências, crenças, que definem seu modo de agir.

17 Análise de Interesses O diagrama ilustra a relação e a tensão que geralmente existem entre o trabalho de uma pessoa (tarefa), as aspirações de carreira e os valores pessoais e o estilo de vida (interesses pessoais). As diferentes formas de cada um em aumentar a área escura do diagrama, leva a um comportamento político individual

18 A compreensão do Conflito O conflito aparece sempre que os diferentes interesses colidem entre si. A busca por melhorias no emprego e colocação tem como cenário o fato de que existem mais cargos na base da estrutura do que no topo, isso intensifica a competição por lugares melhores posicionados. O chamado "jogo político" acontece também nas relações horizontais entre as unidades. O conflito de papéis se caracteriza, por exemplo, em uma solicitação de modificação de um produto solicitada pela área de marketing cria problemas no planejamento e acompanhamento da produção.

19 A compreensão do Conflito "Qualquer corrida pela carreira terá menos vencedores que perdedores" "Não é necessário que alguém seja conscientemente astuto ou diabolicamente político para terminar fazendo política dentro da organização"

20 Uso de Poder O poder é o meio através do qual conflitos de interesse são resolvidos. O poder influencia quem consegue o quê, quando e como. Abaixo será criado um roteiro analítico que irá ajudar a compreender a dinâmica do poder dentro de uma organização e identificar as maneiras pelas quais os membros da organização podem tentar exercer a sua influencia.

21 Uso de Poder 1. Autoridade formal - poder legitimado que é respeitado e conhecido por aqueles com quem se interage. 2. Controle sobre recursos escassos - Habilidade de exercer controle sobre qualquer recurso pode oferecer importante fonte de poder dentro da organizações. Tais como: Dinheiro, tecnologia, pessoal, bem como do apoio dos consumidores, dos fornecedores e da comunidade em geral. 3. Uso da estrutura organizacional, regras e regulamentos - são evocados e usados de maneira tanto proativa como retroativa dentro do quadro de relações de poder. A habilidade de usar regras para a vantagem de alguém é assim uma importante fonte de poder organizacional, define o terreno da disputa que sempre será negociado, preservado ou modificado.

22 Uso de Poder 4. Controle do processo decisório - Uma possibilidade de influenciar os resultados dos processos decisórios é uma fonte de poder muito reconhecida,sendo uma daqulas que atrái e muita a atenção na literatura sobre a teoria organizacional. 5. Controle do conhecimento e da informação - Idéia de que o poder emana da pessoa pe capaz de estruturar a atenção em relação a determinados assuntos de maneira que efetivamente defina a realidade do processo de tomada de decisão. 6. Controle dos limites - Noção de limite é usada para refletir a interface entre diferentes elementos de uma organização.

23 Habilidade de Lidar com a Incerteza Toda organização opera em um ambiente de incerteza. Sendo assim, qualquer um que tenha habilidade para diminuir as incertezas, adquirem poder. De modo geral, existem dois tipos de incerteza: – Incertezas ambientais – mercado, fontes de matéria-prima ou financeira. – Incertezas operacionais dentro da organização – quebra de maquinário crítico A criação de reservas ou programas de manutenção são formas de reduzir as incertezas e seu impacto no organização. Porém é impossível tornar-se imune à elas.

24 Controle da Tecnologia Na História – tecnologia como instrumento de poder, aumentando as habilidades humanas de manipular controlar e impor-se sobre o ambiente. Nas Organizações – provê aos usuários a habilidade de melhorar a atividade produtiva. Aqueles que dominam o conhecimento sobre determinadas tecnologias críticas para a empresa, tem mais poder.

25 Alianças Interpessoais Amigos altamente colocados na organização, patrocinadores, mentores, coalizações e redes informais constituem fontes de poder. Através desses mecanismos as pessoas podem obter informações privilegiadas. Geralmente, não são criadas em torno de interesses idênticos; o principal requisito para esse tipo de organização, é que haja uma base para alguma troca de benefício mútuo.

26 Controle das Contra-Organizações Sempre que um grupo concentra grande poder, é comum que surjam forças opostas para criar um bloco de poder rival. John Kenneth Galbraith descreve isso como poder compensatório Sindicatos são exemplos de contra organizações. Mas existem outros exemplos. Institutos de defesa do consumidor e organizações não governamentais são exemplos de contra organizações que podem adquirir enormes poderes.

27 Simbolismo e Administração do Significado A administração dos sentidos ligados à situação é uma forma de poder simbólico. Nesse caso faz-se uso de imagens, teatro e a arte de ganhar sem romper as regras do jogo. O Presidente Lula é um mestre no uso do simbolismo e na administração de significados. O poder real dele de ser obedecido é muito menor do que usualmente se costuma pensar.

28 Sexo e Administração das Relações Entre Sexos A diferença entre sexos está diretamente relacionada com a questão de poder. As organizações segmentam as estruturas de oportunidades e mercados de trabalho para homens ou para mulheres conforme o caso. Por exemplo, grandes empreiteiras brasileiras nunca tiveram como presidente uma mulher. Por outro lado, empresas como Avon, Walita e Berlitz têm (ou já tiveram) mulheres como executiva s principais aqui no Brasil.

29 Fatores Estruturais que Definem o Estágio da Ação Segundo essa perspectiva, as empresas precisam ser entendidas pelo seu contexto histórico. Em um dado momento, existe sempre uma variedade de atores políticos, legitimados por uma grande variedade de bases de poder. Isso define a lógica de poder da empresa em cada momento.

30 O Poder Que Já Se Tem A presença do poder atrai e mantém pessoas que desejam se alimentar aquele poder. Isso serve para aumentar o poder dos próprios detentores do poder. Na esperança de obter favores, as pessoas podem começar a emprestar ao detentor de poder um apoio gratuito, ou adotar a sua maneira de pensar. Isso aumenta o poder daquele que está no poder.

31 Organizações Pluralistas UnicistaPluralistaRadical Interesses -Objetivos comuns -Equipe bem integrada -Diversidade individual e de grupos -Luta de classes -Interesses incompatíveis Conflito -Fenômeno raro e passageiro causado por arruaceiros -Resolvido por ações gerenciais apropriadas -Inerente e inevitável -Enfatiza seus aspectos positivos -Parte da luta de classes -Pode ser suprimido Poder -Ignora o papel de poder -Autoridade, liderança e controle -Meio através do qual conflitos são resolvidos -Pluralidade de fontes de poder -Característica- chave -Reflexo das relações de poder na sociedade

32 Estilos de administração de conflitos Impeditivo – ignora os conflitos esperando que desapareçam – coloca os problemas em suspenso – recorre a métodos muito lentos para reprimir o conflito – usa sigilo para evitar confrontação – apela para regras burocráticas como fonte de resolução de conflitos

33 Estilos de administração de conflitos Negociador – discute – procura entendimentos e compromissos – encontra soluções satisfatórias ou aceitáveis Competitivo – cria situações claras de ganhar ou perder – utiliza a rivalidade – utiliza jogos de poder para chegar aos propósitos – força a submissão

34 Estilos de administração de conflitos Acomodador – cede – submete-se e obedece Colaborador – quer resolver os problemas – confronta as diferenças, compartilhando idéias – busca soluções integradoras – encontra soluções nas quais todos ganham – vê problemas e conflitos como desafios.

35 Estilos de administração de conflitos Impeditivo – Quando uma questão tem pouca importância ou não existe nada de mais urgente – Quando nenhuma possibilidade de resolução de preocupações é percebida Negociador – Para resolver de forma temporária questões complexas – Para chegar a soluções cômodas quando há pressão de tempo

36 Estilos de administração de conflitos Competitivo – Quando existe necessidade absoluta de uma ação rápida e decisiva; por exemplo, em casos de urgência – Quando problemas importantes pedem por medidas impopulares; por exemplo, corte de preços, medidas disciplinares

37 Estilos de administração de conflitos Acomodador – Quando se constata estar errado – Para minimizar o fracasso, quando os adversários são mais fortes e se está perdendo Colaborador – Quando o objetivo é aprender – Para fazer convergir as idéias das pessoas que possuem perspectivas diferentes

38 Forças da metáfora política Encoraja a ver como toda atividade organizacional é baseada em interesses e a avaliar todos os aspectos do funcionamento organizacional. Encoraja a reconhecer as implicações sócio-políticas dos diferentes tipos de organizações e dos papéis que estas desempenham na sociedade. Ajuda a encontrar uma forma de suplantar as limitações da idéia de que as organizações são funcionalmente sistemas integrados.

39 Limitações da metáfora política Começa-se a ver a política em todos os lugares e a olhar para as intenções ocultas, mesmo quando não haja nenhuma. Pode-se reduzir a metáfora a um instrumento usado para servir melhor aos nossos próprios interesses pessoais.


Carregar ppt "Interesses, Conflitos e Poder As Organizações Vistas Como Sistemas Políticos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google