A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REGULAÇÃO NERVOSA E HORMONAL EM ANIMAIS. Como é que os seres vivos mantêm o equilíbrio do meio interno face às variações do meio externo? Os sistemas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REGULAÇÃO NERVOSA E HORMONAL EM ANIMAIS. Como é que os seres vivos mantêm o equilíbrio do meio interno face às variações do meio externo? Os sistemas."— Transcrição da apresentação:

1 REGULAÇÃO NERVOSA E HORMONAL EM ANIMAIS

2 Como é que os seres vivos mantêm o equilíbrio do meio interno face às variações do meio externo? Os sistemas biológicos são sistemas abertos, ou seja, estabelecem constantes trocas com o meio externo. Qualquer alteração capaz de modificar o estado estacionário do meio interno dos seres vivos constitui um estímulo. Os organismos reagem aos estímulos no sentido de contrariar a acção agressiva do meio externo, procurando restabelecer a homeostasia.

3

4 Como é que os seres vivos mantêm o equilíbrio do meio interno face às variações do meio externo? Homeostasia Capacidade de manter as condições do meio interno dentro de limites compatíveis com a vida Sistema nervoso Sistema hormonal Coordenada por electroquimicamente e de forma rápida quimicamente e de forma mais lenta e gradual

5 Como é que os seres vivos mantêm o equilíbrio do meio interno face às variações do meio externo?

6 Face a um estímulo exterior agressivo, o sistema neuro-hormonal gera respostas de regulação FEEDBACK NEGATIVO RETROACÇÃO NEGATIVA – FEEDBACK NEGATIVO ou RETROACÇÃO NEGATIVA – que visam cancelar a acção da mudança, mantendo assim a estabilidade do meio

7 COORDENAÇÃO NERVOSA - SISTEMA NERVOSO -

8 SISTEMA NERVOSO CENTRAL (SNC) SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO (SNP) Encéfalo Cérebro Cerebelo Bolbo raquidiano Espinal medula Sistema Nervoso Somático Sistema Nervoso Autónomo Simpático Parassimpático Nervos Gânglios Cranianos Raquidianos

9 Dilatação situada na raiz de um nervo raquidiano; Formada pelo corpo celular dos neurónios. Albergam os corpos celulares dos neurónios. Gânglio Conjunto de fibras nervosas formadas por vários neurónios. Estabelecem a ligação dos órgãos sensitivos e efectores à espinal medula. Raquidianos Conjunto de fibras nervosas formadas por vários neurónios. Estabelecem a ligação dos órgãos sensitivos e efectores ao encéfalo. Cranianos Nervos Cordão nervoso protegido pelas vértebras da coluna vertebral. Estabelece a comunicação entre o cérebro e os nervos. Espinal medula Coordena a actividade digestiva e cardio- respiratória. Bolbo raquidiano Coordena o equilíbrio. Cerebelo Estrutura central do SN; Constituído por tecido nervoso; Ligado à espinal medula; Protegido pelo crânio; Cérebro formado por 2 hemisférios cerebrais unidos pelo corpo caloso; Córtex cerebral dividido em áreas primárias e áreas de associação. Controla e coordena o pensamento e a actividade. Cérebro Encéfalo DESCRIÇÃOFUNÇÃOESTRUTURA

10 ESTÍMULO ÓRGÃO RECEPTOR SENSORIAL SISTEMA NERVOSO CENTRAL (integração da informação) ÓRGÃO EFECTOR RESPOSTA NEURÓNIO MOTOR NEURÓNIO SENSITIVO Como ocorre a transmissão de informação no sistema nervoso?

11 ESTÍMULO ÓRGÃO RECEPTOR SENSORIAL ESPINAL MEDULA ÓRGÃO EFECTOR RESPOSTA N E U R Ó N I O M O T O R N E U R Ó N I O S E N S I T I V O ESPINAL MEDULA CENTRO NERVOSO: CÉREBRO

12 ESTÍMULO ÓRGÃO RECEPTOR SENSORIAL CENTRO NERVOSO: ESPINAL MEDULA ÓRGÃO EFECTOR RESPOSTA N E U R Ó N I O M O T O R N E U R Ó N I O S E N S I T I V O

13 NEURÓNIO – célula nervosa e unidade básica do sistema nervoso Os neurónios têm como principal função r rr receber, t tt transmitir e responder às mensagens que lhes chegam Impulso Nervoso ou Influxo Nervoso

14 Neurónios Constituídos por Corpo celular Dendrites Axónio Prolongamentos celulares ramificados do corpo celular. RECEBEM A MENSAGEM Possui o núcleo e grande parte do citoplasma. TRATA A MENSAGEM Prolongamento celular do corpo celular que termina numa ramificação. EMITE A MENSAGEM Como é que o neurónio promove a transmissão das mensagens nervosas?

15

16

17 Conforme a sua função, existem neurónios sensitivos, neurónios motores e neurónios de associação.

18 Neurónios Sensitivos ou aferentes Associação Motores ou eferentes Conduzem os impulsos dos órgãos receptores para o SNC Estabelecem a ligação entre os neurónios sensitivos e motores Conduzem os impulsos do SNC para os órgãos efectores

19 Como se processa a transmissão do impulso nervoso? A condução de informação ao longo dos neurónios processa-se n nn num só sentido, d dd desde as dendrites até à arborização final. O impulso nervoso é transmitido a longo do neurónio sob a forma de corrente eléctrica, o que só é possível porque este é uma c cc célula electricamente activa. Devido a alterações na sua carga eléctrica, a mensagem propaga-se até à arborização terminal.

20 Os neurónios, apresentam diferenças de concentrações de iões entre a face interna e a face externa da membrana citoplasmática. Meio intracelular: [iões negativos] Meio extracelular: [Na + ] A superfície interna da membrana apresenta carga eléctrica negativa, enquanto que a face externa apresenta carga eléctrica positiva: POTENCIAL DE MEMBRANA Diferença de Potencial Eléctrico – POTENCIAL DE MEMBRANA

21 Como se processa a transmissão do impulso nervoso? -70 mV: POTENCIAL DE REPOUSO A diferença de potencial eléctrico entre as duas faces, quando o neurónio está em repouso, é da ordem dos -70 mV: POTENCIAL DE REPOUSO BOMBA DE SÓDIO E POTÁSSIO Esta diferença de potencial mantém-se devido à BOMBA DE SÓDIO E POTÁSSIO, que bombeiam 3 Na + para o exterior e 2 K + para o interior, com gasto de ATP, e contrariando o movimento de difusão passiva destes iões…

22 Como se processa a transmissão do impulso nervoso? Na membrana celular existem canais que permitem a passagem de K + e Na + de forma passiva. POTENCIAL DE REPOUSO Quando o neurónio está em repouso (POTENCIAL DE REPOUSO), estes canais encontram-se fechados, abrindo-se quando a célula é estimulada. Estímulo Canais de Na + abrem-se Entrada de Na + na célula -70mV +35mVDESPOLARIZAÇÃO POTENCIAL DE ACÇÃO Esta alteração de potencial eléctrico gerada pela despolarização chama-se POTENCIAL DE ACÇÃO

23 Como se processa a transmissão do impulso nervoso? Quando o potencial de acção atinge o seu pico, aumenta a permeabilidade da membrana ao K +, enquanto a permeabilidade dos canais de Na + volta ao normal. REPOLARIZAÇÃO Verifica-se, assim, uma queda do potencial de membrana, até se atingir o seu valor de repouso - REPOLARIZAÇÃO

24 Como se processa a transmissão do impulso nervoso? O potencial de acção, que se gera na área da membrana estimulada, propaga-se à área vizinha, conduzindo à sua despolarização. Verifica-se uma sucessão de despolarização e repolarização ao longo da membrana do neurónio. A PROPAGAÇÃO DO IMPULSO NERVOSO FAZ-SE NUM ÚNICO SENTIDO – DAS DENDRITES PARA O AXÓNIO

25 Como se processa a transmissão do impulso nervoso? velocidade do impulso nervoso A velocidade do impulso nervoso varia de neurónio para neurónio e relaciona-se com a estrutura do axónio. A rápida propagação do impulso nervoso nos neurónios dos vertebrados é garantida pela presença da bainha de mielina que recobre os axónios. CONTÍNUA (mais lenta) SALTATÓRIA (mais rápida) unicamente na região dos nódulos de Ranvier Nas fibras nervosas mielinizadas, o potencial de acção despolariza a membrana do axónio unicamente na região dos nódulos de Ranvier.

26 Como se transmite o impulso nervoso entre neurónios? As terminações dos axónios estabelecem ligações com as dendrites ou com o corpo celular do dos neurónios seguintes SINAPSE Região de contacto muito próximo entre a extremidade de um neurónio e a superfície de outras células - SINAPSE NEUROTRANSMISSORES Na fenda sináptica, quando o impulso atinge as extremidades do axónio pré-sináptico, libertam-se para a fenda os NEUROTRANSMISSORES. Estas substâncias químicas ligam-se a receptores da membrana da célula seguinte (célula pós-sináptica). E, o impulso propaga-se…

27 Como se transmite o impulso nervoso entre neurónios?

28 Curiosidades Os neurónios são as células mais antigas e mais longas do teu corpo! Tens os mesmos neurónios durante toda a tua vida. Enquanto outras células são renovadas, os neurónios não são. Novos estudos têm demonstrado que em pelo menos uma área do cérebro (hipocampo) podem surgir novos neurónios em pessoas adultas. Derrubando o dogma que existia anteriormente de que células neurológicas nunca podem surgir após uma certa idade. Os Neurónios podem ser bastante grandes, em alguns casos, como os neurónios que ligam áreas da espinal medula com a área motora do cérebro podem ter até cerca de 1 metro de comprimento. Existem mais neurónios no nosso cérebro do que estrelas na Via Láctea. O cérebro humano é constituído por mais de 100 milhões de neurónios.

29 Exercícios 1. A figura 1 representa um neurónio e a distribuição de cargas eléctricas numa região em particular Faça a legenda da figura Tendo em conta a distribuição de cargas eléctricas, atribua a designação correcta ao potencial de membrana A e B Explique como é transmitido o impulso nervoso ao longo do neurónio.

30 – Dendrites; 2 – Corpo Celular; 3 – Núcleo; 4 – Axónio; 5 – Terminação do axónio ou telodendro A – Potencial de acção; B – Potencial de repouso O potencial de acção avança sequencialmente ao longo do axónio. A membrana do axónio sofre despolarização, seguida de repolarização, em regiões sucessivas. Resolução dos Exercícios

31 2. Classifique cada uma das seguintes afirmações como verdadeira (V) ou falsa (F). a) O impulso nervoso que chega ao neurónio é recebido pelas dendrites. b) A transmissão do impulso nervoso faz-se pela progressão de uma alteração do potencial de membrana. c) Os neurónios necessitam de estabelecer contacto físico para que ocorra a transmissão do impulso nervoso. d) A transmissão do impulso nervoso é bidireccional. e) O impulso nervoso progride na direcção do axónio - dendrites Corrija as afirmações falsas, sem as negar. Exercícios

32 2. a) V; b) V; c) F; d) F; e) F c) A transmissão do impulso nervoso ocorre através da fenda sináptica; d) A transmissão do impulso nervoso é unidireccional; e) O impulso nervoso progride na direcção dendrites – axónio. Resolução dos Exercícios

33 3. O sistema nervoso é constituído por redes de neurónios, nas quais as mensagens nervosas circulam a grande velocidade, integrando diferentes actividades do organismo. Faça corresponder uma letra da chave a cada uma das afirmações que se seguem. Chave: A – SinapseD – Neurónio B – Impulso nervosoE – Axónio C – DendritesF – Neurotransmissores Afirmações 1 – Unidade estrutural e funcional do sistema nervoso. 2 – Prolongamentos numerosos e ramificados dos neurónios, que recebem os impulsos nervosos. 3 – Substâncias químicas, que transmitem as mensagens nervosas de um neurónio para outro ou para uma célula efectora, ao nível de uma sinapse. 4 – Inversão de potencial que progride ao longo dos neurónios. 5 – Prolongamento longo e único do neurónio. 6 – Região de contacto entre a extremidade de um neurónio e outra célula, e onde se processa a transmissão do impulso nervoso.

34 3. 1 – D; 2 – C; 3 – F; 4 – B; 5 – E; 6 – A. Resolução dos Exercícios

35 4. O gráfico seguinte representa a variação do potencial de membrana quando se verifica a estimulação de um neurónio Que nome se dá ao potencial de membrana na zona A do gráfico? E na zona B? 4.2. Explique o que acontece ao potencial de membrana quando o neurónio é estimulado (zona B).

36 4.1. A – Potencial de repouso; B – Potencial de acção Ocorre despolarização, com inversão do potencial de membrana. Resolução dos Exercícios

37 5. Observe a figura seguinte que representa o modo como se processa a transmissão do impulso nervoso Diga como se designa a região representada na figura Faça a legenda dos números 1, 2, 3, e 4 da figura Caracterize o conteúdo das vesículas identificadas pelo número A transmissão do impulso nervoso é electroquímica. Justifique a afirmação.

38 5.1. Sinapse – Neurónio pré-sináptico; 2 – Vesículas contendo neurotransmissores; 3 – Fenda sináptica; 4 – Neurónio pós-sináptico Contêm neurotransmissores, que são substâncias químicas que transmitem o impulso nervoso, de um neurónio para outro, através da fenda sináptica A transmissão do impulso nervoso ao longo do neurónio é eléctrica e ocorre por despolarização da membrana, o que constitui o potencial de acção. A passagem do impulso nervoso de um neurónio para faz-se através de substâncias químicas, os neurotransmissores. Assim, na transmissão do impulso nervoso estão envolvidos estímulos eléctricos e químicos. Resolução dos Exercícios


Carregar ppt "REGULAÇÃO NERVOSA E HORMONAL EM ANIMAIS. Como é que os seres vivos mantêm o equilíbrio do meio interno face às variações do meio externo? Os sistemas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google