A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 1 (HB 2:18) - Porque naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 1 (HB 2:18) - Porque naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 1 (HB 2:18) - Porque naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados.

2 Prof. Júlio Gomes 2 (JD 1:25) - Ao único Deus sábio, Salvador nosso, seja glória e majestade, domínio e poder, agora, e para todo o sempre. Amém. Informação e Sistemas SISTEMAS E FUNÇÕES ORGANIZACIONAIS Os sistemas e as funções empresariais ou organizacionais se complementam. A organização ou empresa é um sistema e a partir dela existem diversos outros sistemas integrados. Administração de Sistemas de Informação I

3 Prof. Júlio Gomes 3 Administração de Sistemas de Informação I

4 Prof. Júlio Gomes 4 Administração de Sistemas de Informação I AMBIENTE Hardware Não é frio Nem calor Software Pessoas Redes Procedimentos Banco de dados ENTRADASENTRADAS SAÍDASSAÍDAS

5 Prof. Júlio Gomes 5 Administração de Sistemas de Informação I

6 Prof. Júlio Gomes 6 Administração de Sistemas de Informação I

7 Prof. Júlio Gomes 7 Administração de Sistemas de Informação I

8 Prof. Júlio Gomes 8 (RM 12:4) - Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação, Informação e Sistemas SISTEMAS São diversos os conceitos de sistema: conjunto de partes que interagem entre si, integrando-se para atingir um objetivo ou resultado; partes interagentes e interdependentes que formam um todo unitário com determinados objetivos e efetuam determinadas funções; em informática, é o conjunto de software, hardware e recursos humanos; componentes da tecnologia da informação e seus recursos integrados; empresa ou organização e seus vários subsistemas. Administração de Sistemas de Informação I

9 Prof. Júlio Gomes 9 (RM 12:10) - Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. Informação e Sistemas SISTEMAS Nas organizações privadas, o enfoque dos sistemas está no negócio empresarial, e nas organizações públicas, nas atividades principais. Em ambos os tipos de organizações, os sistemas objetivam auxiliar os respectivos processos decisórios. Administração de Sistemas de Informação I

10 Prof. Júlio Gomes 10 (GN 1:6) - E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. Informação e Sistemas SISTEMAS Independentemente do uso ou da tecnologia da informação, os sistemas procuram atuar como: ferramentas para exercer o funcionamento complexo das organizações; instrumentos que possibilitam uma avaliação analítica e, quando necessário, sintética das organizações; facilitadores dos processos internos e externos com suas respectivas intensidades e relações; Administração de Sistemas de Informação I

11 Prof. Júlio Gomes 11 (GN 1:6) - E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. Informação e Sistemas SISTEMAS Independentemente do uso ou da tecnologia da informação, os sistemas procuram atuar como: meios para suportar a qualidade, produtividade, efetividade e inovação tecnológica organizacional; geradores de modelos de informações para auxiliar os processos decisórios organizacionais; produtores de informações oportunas, personalizadas e geradores de conhecimento; valores agregados e complementares à modernidade, perenidade, competitividade e inteligência organizacional. Administração de Sistemas de Informação I

12 Prof. Júlio Gomes 12 (DT 5:16) - Honra a teu pai e a tua mãe, como o SENHOR teu Deus te ordenou, para que se prolonguem os teus dias, e para que te vá bem na terra que te dá o SENHOR teu Deus. Informação e Sistemas SISTEMAS A composição dos sistemas nas organizações ultrapassa a convenção simplória de entrada, processamento e saída. Está dividida em outros componentes: objetivos sistema; ambiente do sistema; recursos do sistema; componentes humanos do sistema; função do sistema; procedimentos do sistema; e gestão do sistema. Administração de Sistemas de Informação I

13 Prof. Júlio Gomes 13 (DT 5:21) - Não cobiçarás a mulher do teu próximo; e não desejarás a casa do teu próximo, nem o seu campo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo. Informação e Sistemas ABORDAGENS SISTÊMICAS A abordagem sistêmica compreende principalmente as atividades de racionalização nas organizações. E a abordagem integrativa e corporativa de todos os sistemas da organização, combinando ciência administrativa com comportamental, ou seja, integração sistêmica. Administração de Sistemas de Informação I

14 Prof. Júlio Gomes 14 Informação e Sistemas ABORDAGENS SISTÊMICAS A abordagem sociotécnica dos sistemas integra a organização com a tecnologia. Ambas as variáveis devem ser ajustadas entre si até que se obtenha uma harmonização perfeita entre os dois domínios. Essa harmonia ocorre com base em diversas alternativas de ambos os lados, para se chegar a um design final da tecnologia e da organização (LAUDON; LAUDON, 1996). Administração de Sistemas de Informação I

15 Prof. Júlio Gomes 15 Informação e Sistemas ABORDAGENS SISTÊMICAS A Teoria Geral de Sistemas (TGS) oriunda da ciência da administração é uma ferramenta de apoio para a análise e solução dos problemas complexos das organizações, pois permite analisar problemas dividindo-os em partes, sem perder a visão do todo e o relacionamento entre as partes, inclusive social. Administração de Sistemas de Informação I

16 Prof. Júlio Gomes 16 Informação e Sistemas A ORGANIZAÇÃO E SUAS RELAÇÕES INTERNAS X EXTERNAS O empreendimento empresa ou organização é um sistema, tendo em vista a sua complexidade de atividades, funcionamento de processos, envolvimento de pessoas, entidades externas e a grandiosidade de manipulação de diversas informações. A empresa ou organização e as suas relações formam o maior de todos os sistemas de informação, juntamente com suas funções organizacionais, meio ambientes internos e externos. Toda organização, independentemente de seu negócio ou forma de atuação, possui cultura, filosofia e políticas, conceitos que podem ser definidos, formalmente ou praticados informalmente. esses conceitos, unidos ou isolados, devem ser observados e respeitados, pois influenciam significativamente o planejamento estratégico, os sistemas de informação e o modelo de gestão da organização. Administração de Sistemas de Informação I

17 Prof. Júlio Gomes 17 Informação e Sistemas O SISTEMA, OS MODELOS DE GESTÃO E O GESTOR A organização pode enquadrar-se como um sistema aberto ou fechado. Para ser vista como um sistema aberto, precisa realizar ações transparentes, límpidas e cristalinas de seus negócios ou atividades, em suas ações e operações quotidianas e respectivos relacionamentos. Estes trocam algum tipo de matéria, energia ou informação com o ambiente. Os sistemas fechados não sofrem influência, nem influenciam o ambiente. O sistema organizacional aberto pressupõe permutas da organização com o meio ambiente externo. Essas permutas são dependentes e necessitam da influência ambiental externa, plenamente integrada e interagindo com o mundo, viabilizando sua existência, perenidade e inteligência. Administração de Sistemas de Informação I

18 Prof. Júlio Gomes 18 Informação e Sistemas O SISTEMA, OS MODELOS DE GESTÃO E O GESTOR Os sistemas organizacionais estão relacionados com os modelos de gestão aplicados na organização: gestão autoritária; gestão democrática; gestão participativa; e gestão situacional. No modelo participativo, a alta administração, a gestão e o processo decisório estão descentralizados e permitem a delegação e o envolvimento de todos os níveis, incluindo decisões e ações compartilhadas. A gestão participativa é a mais indicada para a tecnologia da informação e seus recursos, definindo políticas, controlando resultados e fazendo com que os sistemas de informação sejam totalmente abertos, transparentes e efetivos. Administração de Sistemas de Informação I

19 Prof. Júlio Gomes 19 Informação e Sistemas O SISTEMA, OS MODELOS DE GESTÃO E O GESTOR Tanto o sistema como toda a organização carecem de gestores, como papel ou função que gerem essas duas complexidades. O gestor deve sempre ter o entendimento e a aplicação das abordagens sistêmicas. Essas abordagens conceituam o gestor como uma função, não um cargo, nem uma profissão. o gestor é confundido com os cargos de gerente, dirigente, chefe, mestre, coordenador, supervisor etc. Quem exerce esses cargos gerenciais não necessariamente é um gestor. O gestor das informações da organização também pode ser chamado de Chief Information Officer (CIO) ou Gestor da Tecnologia da Informação (GTI). Administração de Sistemas de Informação I

20 Prof. Júlio Gomes 20 Informação e Sistemas FUNÇÕES EMPRESARIAIS OU ORGANIZACIONAIS As funções empresariais ou organizacionais são as principais macroatividades das organizações, sem as quais elas não funcionariam em sua plenitude. Estão presentes em todas as organizações privadas ou públicas, independentemente do seu tipo de negócio, de atividade, de objetivo e de tamanho. As seis funções organizacionais: 1.a função organizacional produção ou serviços; 2.a função organizacional comercial ou marketing; 3.a função organizacional financeira; 4.a função organizacional materiais ou logística; 5.a função organizacional recursos humanos; e 6.a função organizacional jurídico-legal. Leitura Pgs 17 e18 Administração de Sistemas de Informação I

21 Prof. Júlio Gomes 21 Informação e Sistemas FUNÇÕES EMPRESARIAIS OU ORGANIZACIONAIS A informática ou tecnologia da informação não é uma função organizacional ou um módulo. Esse recurso tecnológico constitui-se numa ferramenta opcional para harmonizar e integrar as suas relações. Antes de informatizar a organização, é necessário estruturar interna e externamente a organização. Tal estruturação compreende principalmente as funções organizacionais e os seus respectivos procedimentos. Somente depois dessa estruturação e sistematização a organização pode iniciar a informatização. (SL 1:1) - BEM-AVENTURADO o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Administração de Sistemas de Informação I

22 Prof. Júlio Gomes 22 Informação e Sistemas INFORMAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES A informação é um recurso efetivo e inexorável (implacável) para as organizações, principalmente quando planejada e disponibilizada de forma personalizada, com qualidade inquestionável e preferencialmente antecipada para facilitar as decisões. Administração de Sistemas de Informação I

23 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 23 Informação e Sistemas INFORMAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES DADOS: Consistem em fatos não trabalhados como nome de um empregado, a quantidade de horas trabalhadas, nº de peças em estoque, etc. Vários são os tipos de dados que podemos usar para representar um fato. Quando esses fatos são organizados ou ordenados de forma significativa eles se tornam uma informação. INFORMAÇÃO: É uma coletânea de fatos organizados de modo adquirirem um valor adicional além do valor dos próprios fatos. Portanto, é todo dado trabalhado ou tratado. CONHECIMENTO: Quando a informação for trabalhada por pessoas e pelos recursos computacionais, possibilitando a geração de cenários, simulações e oportunidades. CONHECIMENTO Distribuição do texto e perguntas

24 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 24 Informação e Sistemas INFORMAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES Características da informação: Precisa Completa Econômica Flexível Confiável Relevante Simples Pontual Verificável Acessível Segura O valor da Informação: Está diretamente ligado ao modo com que esta auxilia os tomadores de decisão a alcançar as metas de sua empresa. Os dados, as informações e os conhecimentos não podem ser confundidos com decisões, com ações ou com processos ou procedimentos. Pg19

25 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 25 Informação e Sistemas SINERGIA DA INFORMAÇÃO E DESINFORMAÇÃO O conceito genérico de SINERGIA é coerência e integração. Dessa forma, a sinergia de informações pode ser resumida como as relações e integrações verticais e horizontais das informações. Os sistemas de informação tratam com informações de qualidade. Infelizmente, em algumas organizações ainda aparecem os sistemas de desinformação, manipulando e produzindo desinformação, dando conotação negativa à informação. As desinformações dentro das organizações acontecem com grande frequência, gerando propositadamente informações desvirtuadas, deformadas ou falseadas, provocando erros, incertezas, dúvidas e insatisfação.

26 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 26 Informação e Sistemas INFORMAÇÃO COMO RECURSO ESTRATÉGICO Mais do que nunca, a informação e seus respectivos sistemas desempenham funções fundamentais nas organizações, apresentando-se como recurso estratégico para projetar e gerir organizações de forma competitiva e inteligente. A informação estratégica com suporte da tecnologia da informação pode acontecer de forma evolutiva, onde os sistemas de informação podem ser enquadrados ou classificados de diversas maneiras.

27 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 27 Informação e Sistemas INFORMAÇÃO COMO RECURSO ESTRATÉGICO Pelo menos três passos são fundamentais para a valorização da informação, ou seja, conhecer, selecionar e usar as informações. A seleção mal elaborada pode causar danos incalculáveis no uso destas informações. Uma vez que esses passos sejam elaborados, a informação tende a ser mais efetivamente estratégica. A informação como recurso estratégico da organização retoma a discussão do papel dos gestores na organização que devem ser infogestores, termo utilizado para pessoas que possuem, compartilham ou vendem informações, de forma empresarial ou pessoal.

28 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 28 Informação e Sistemas INFORMAÇÃO PERSONALIZADA Toda e qualquer informação peculiar ou específica pode ser chamada de informação personalizada. À medida que se pretende compartilhar ou vender informações, a personalização merece atenção especial. As informações não personalizadas e de uso geral também são importantes, porém frequentemente de menor valor agregado. Como exemplos desse tipo de informação podem-se citar: cor preferida de um cliente; marca de um produto predileto de um consumidor; peso de um hóspede de hotel; nome de uma doença peculiar de um paciente; data escolhida para visita de um vendedor; nome do banco eleito pelo pagador; nome de um serviço escolhido por um cidadão, etc...

29 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 29 Informação e Sistemas Sistemas de Informação Todo sistema, usando ou não recursos de tecnologia da informação, que manipula dados e gera informação pode ser genericamente considerado sistema de informação. Quando utilizam os recursos da tecnologia da informação, podem ser entendidos como um grupo de telas e de relatórios, habitualmente gerados pela tecnologia da informação da organização e seus recursos. Também podem ser entendidos como o conjunto de software, hardware, recursos humanos e respectivos procedimentos que antecedem e sucedem um software. (IS 58:11) - E o SENHOR te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; e serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca faltam.

30 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 30 Informação e Sistemas OBJETIVO, FOCO E BENEFÍCIOS DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Os sistemas de informação, independentemente de seu nível ou classificação, objetivam auxiliar os processos de tomada de decisões na organização. Se os sistemas de informação não se propuserem a atender a esse objetivo, sua existência não será significativa para a organização. As organizações podem beneficiar-se com os SI: controlar suas operações; diminuir carga de trabalho das pessoas; reduzir custos e desperdícios; aperfeiçoar a eficiência, eficácia, efetividade, qualidade e produtividade da organização; aumentar a segurança das ações; diminuir os erros; contribuir para a produção de bens e serviços; prestar melhores serviços; agregar valores ao produto; suportar decisões profícuas (proveitosa); oportunizar negócios ou atividades; e contribuir para sua inteligência organizacional.

31 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 31 Informação e Sistemas CICLO DE VIDA DOS SI Um sistema de informação que utiliza recursos da TI pode ter um ciclo de vida curto, de no máximo cinco anos, quando não sofre implementações. O ciclo de vida natural abrange as fases: concepção ou criação; construção ou programação; implantação (disponibilização); implementações (pequenos ajustes ou melhorias); maturidade (utilização plena do sistema); declínio; manutenção; morte ou descontinuidade. Se as três primeiras fases forem elaboradas de forma errada, a morte do sistema de informação é acelerada, principalmente se o Sistema focar a estão estratégica da organização. {

32 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 32 Informação e Sistemas ASPECTOS HUMANOS E POLÍTICOS DA INFORMAÇÃO A organização, além de toda sua estrutura formal e material, também é uma instituição social e humana, onde as soluções e decisões não são somente técnicas e racionais. Para atingir a qualidade, produtividade e efetividade nas atividades relacionadas aos sistemas e à tecnologia da informação, é requerido um perfil profissional que contempla o domínio das habilidades técnica, de negócios e humana ou comportamental. As habilidades de negócios e humanas são as mais difíceis de adquirir. Já a habilidade técnica em tecnologia da informação é mais fácil, tendo em vista que esta formação normalmente é tratada em cursos técnicos, de graduação e de pós- graduação. Toda organização é uma instituição política; sendo assim, o sistema informal tem sua origem na necessidade da pessoa humana de conviver com o demais seres humanos.

33 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 33 Informação e Sistemas ESTRUTURAS ORGANIZACIONAIS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO As organizações estão reduzindo o número de níveis hierárquicos para facilitar os processos de comunicação, os fluxos de informações e os atos decisórios. Para desenvolvimento dos sistemas de informação, o organograma é secundário, pois, independentemente da estrutura organizacional, todas as funções organizacionais devem estar presentes e estruturadas, formando a base do desenvolvimento os sistemas nas organizações.

34 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 34 Informação e Sistemas PROCEDIMENTOS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Os procedimentos são as atividades necessárias para a execução de qualquer sistema. Eles antecedem ou sucedem a atividade principal, interligando lógica e fisicamente as tarefas envolvidas no ciclo de funcionamento. Para a sua documentação é recomendado o uso de simbologias de fluxograma, de diagrama e da descrição narrativa de processos ou procedimentos. Também podem ser utilizadas as linguagens naturais estruturadas, tais como: português estruturado; português logicamente compacto.

35 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 35 Classificação de SI Os sistemas de informação operacionais (SIO) também são chamados sistemas de apoio às operações organizacionais, sistemas de controle ou sistemas de processamento de transações. Controlam os dados detalhados das operações das funções organizacionais imprescindíveis ao funcionamento harmônico da organização (privada ou pública), auxiliando a tomada de decisão do corpo técnico ou operacional das unidades departamentais. Viver consiste em amar. Uma vez que Deus é amor, a lição mais importante que Ele quer que você aprenda na terra é como amar. Planejamento e controle de produção Faturamento Contas a pagar e a receber Estoque Folha de pagamento Contabilidade fiscal Pág. 27 SI SEGUNDO O SUPORTE A DECISÕES Eles são, a parte central da maioria dos sistemas de informação nas organizações, contemplando todos os componentes básicos de funcionamento operacional das mesmas.

36 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 36 Classificação de SI SI SEGUNDO O SUPORTE A DECISÕES Os sistemas de informação gerenciais (SIG) também são chamados de sistemas de apoio à gestão organizacional ou sistemas gerenciais. Ainda, são conhecidos por sua sigla em inglês MIS (management information systems). Contemplam o processamento de grupos de dados das operações e transações operacionais, transformando-os em informações agrupadas para gestão. É muito fácil andar com Jesus no peito o difícil é ter peito para andar com Jesus. Planejamento e controle de produção Faturamento Contas a pagar e a receber Estoque Folha de pagamento Contabilidade fiscal Pág. 27 Todavia com as transações diferentes

37 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 37 Classificação de SI SI SEGUNDO O SUPORTE A DECISÕES Os sistemas de informação estratégicos (SIE) também são chamados de sistemas de informação executivos ou sistemas de suporte à decisão estratégica. Ainda, são conhecidos por sua sigla em inglês EIS (executive information systems). Contemplam o processamento de grupos de dados das atividades operacionais e transações gerenciais, transformando os em informações estratégicas. Habitualmente, os SIE possuem informações nas formas gráficas, amigáveis e normalmente on line, observando as particularidades de cada organização e, ainda, com opção de descer no nível de detalhe da informação.

38 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 38 Classificação de SI SI SEGUNDO O SUPORTE A DECISÕES Como exemplos, enquadram-se nessa classificação, com base nas informações operacionais e gerenciais, as relações, influências e decisões entre as seguintes informações: quantidade produzida X quantidade de pedidos em negociação; valor do faturamento X valor das contas a pagar; datas do planejamento de compras X quantidade disponível no estoque; valor bruto da folha de pagamento, dos encargos sociais e dos impostos X valor líquido do fluxo de caixa; valor da receita da organização X valor da receita do concorrente; quantidade de linhas de produção X percentual de satisfação do cliente; valor dos custos em relação ao retorno X valor do orçamento e da análise financeira; datas de prioridades de pagamento de juros X datas dos descontos a clientes; valor da receita bruta da organização X valor da receita bruta da concorrência.

39 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 39 Classificação de SI SI SEGUNDO A ABRANGÊNCIA DA ORGANIZAÇÃO Os sistemas de informação pessoais dizem respeito aos sistemas utilizados por uma determinada pessoa da organização. Podem ser conhecidos ou não pelas pessoas. Exemplos: sistema de vendas pessoais de um determinado vendedor; sistema de clientes de um determinado gerente; sistema de controle de produção individual. Os sistemas de informação de um grupo ou departamental dizem respeito aos sistemas utilizados por um grupo de pessoas ou por um único departamento da Organização. Exemplos: sistema de vendas de um grupo de vende­dores; sistema de clientes do departamento comercial; sistema de planejamento e controle de produção; sistema de folha de pagamento.

40 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 40 Classificação de SI SI SEGUNDO A ABRANGÊNCIA DA ORGANIZAÇÃO Os sistemas de informação organizacional dizem respeito aos sistemas utilizados por toda a organização. Exemplos: sistema de produtos ou serviços da organização; sistema de clientes da organização; sistema de pedido de férias dos funcionários; sistemas de pedido de compras; sistema gerencial de resultados. Os sistemas de informação interorganizacional dizem respeito aos sistemas utilizados por toda a organização e por um grupo de outras organizações ou de parceiros, tais como fornecedores ou clientes. Nesses sistemas também se enquadram os sistemas globais de informação, envolvendo várias empresas ou organizações.

41 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 41 Classificação de SI SI SEGUNDO A FORMA EVOLUTIVA Os sistemas de informação manuais dizem respeito aos sistemas que não utilizam os recursos da tecnologia da informação. Exemplos: sistema de estoque em fichas; sistema de contabilidade em livros de papel; sistema de folha de pagamento sem os recursos e informática. Os sistemas de informação mecanizados dizem respeito aos sistemas que utilizam os recursos da tecnologia da informação de forma mecânica, ou seja, sem valor agregado. Esses sistemas são chamados de "burros" e não integrados, que exigem cálculo manual ou digitação em excesso. Exemplos: sistema de estoque que não baixa a quantidade vendida.

42 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 42 Classificação de SI SI SEGUNDO A FORMA EVOLUTIVA Os sistemas de informação informatizados dizem respeito aos sistemas que utilizam os recursos da tecnologia da informação de forma inteligente e com valor agregado. Esses sistemas são chamados de inteligentes porque são integrados e minimizam a digitação e o trabalho manual dos seus usuários. Exemplos: sistema de venda que baixa a quantidade vendida no sistema de estoque, gera lançamentos integrados nos sistemas de contas a receber e de contabilidade; sistema de estoque que gera sugestão de compras; sistema de produção que avisa a falta de matéria-prima numa determinada data.

43 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 43 Classificação de SI SI SEGUNDO A FORMA EVOLUTIVA Os sistemas de informação automatizados dizem respeito aos sistemas que utilizam recursos de automação comercial, bancária e industrial. Exemplos: sistemas de vendas em lojas e supermercados com leitoras de barras; terminais de caixas bancários; sistemas mecânicos, pneumáticos, eletrônicos, robóticos nas fábricas. Os sistemas de informação gerenciais e estratégicos dizem respeito aos sistemas direcionados ao corpo gestor e à alta administração respectivamente. Eles estão descritos na classificação dos sistemas e informação segundo suporte a decisões.

44 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 44 Classificação de SI SI SEGUNDO A ENTRADA NA ORGANIZAÇÃO O desenvolvimento dos sistemas de informação diz respeito às atividades projeto, elaboração e implantação de novos sistemas para a organização. Esses sistemas requerem uma metodologia de desenvolvimento de projetos de sistemas de informação. O desenvolvimento pode ser elaborado por meio de equipe interna ou por uma organização prestadora desse serviço terceirizado. A aquisição dos sistemas de informação diz respeito às atividades de administração de compras, tais como: pesquisa de mercado; exame de fornecedores; análise das informações necessárias modeladas; e contratação de uma organização que presta esse serviço (software house). A manutenção ou adaptação dos sistemas de informação diz respeito às atividades de melhorias ou ajustes nos sistemas existentes na organização.

45 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 45 Modelos de SI Os modelos de sistemas de informação e respectivas características peculiares não são tipos de software, e sim uma representação diagramada das informações sistematizadas nas organizações privadas e públicas. Eles projetam de forma integrada o desenvolvimento de soluções que integram na prática os planejamentos estratégicos da organização e da tecnologia da informação. Porque o Senhor abomina o perverso, mas aos retos trata com intimidade. Pv 3:32

46 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 46 MODELO CONVENCIONAL DE SI O modelo convencional de sistemas de informação teve sua origem na década de 60, e posteriormente foi substituído pelo modelo dinâmico. As principais características desse modelo são suas relações de interdependências entre os níveis dos sistemas, os níveis ou tipos de informações e os níveis hierárquicos da organização. Esses três níveis estabelecem relações de sinergia ou a coerência vertical e horizontal. Modelos de SI

47 Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 47 MODELO CONVENCIONAL DE SI Modelos de SI Leitura da Pág. 32


Carregar ppt "Prof. Júlio Gomes Administração de Sistemas de Informação I 1 (HB 2:18) - Porque naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google