A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O CURRÍCULO UMA REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA J. GIMENO SACRISTÁN.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O CURRÍCULO UMA REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA J. GIMENO SACRISTÁN."— Transcrição da apresentação:

1 O CURRÍCULO UMA REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA J. GIMENO SACRISTÁN

2 Aproximação ao conceito de currículo Discentes: Carine Danielle Fabiana Silva Jamyle Braga Janmile Almeida Thalita Tamires Wiliane Docente: Poliana Mascarenhas capítulo

3 Aproximação ao conceito de currículo capítulo “O currículo não é um conceito, mas uma construção cultural. Isto é, não se trata de um conceito abstrato que tenha algum tipo de existência fora e previamente à experiência humana. É, antes, um modo de organizar uma série de práticas educativas.” (GRUNDY, 1987)

4 “Não podemos esquecer que o currículo supõe a concretização dos fins sociais e culturais, de socialização, que se atribui à educação escolarizada, ou de ajuda ao desenvolvimento, de estímulo, e cenário do mesmo, o reflexo de um modelo educativo determinado, pelo que necessariamente tem de ser um tema controvertido e ideológico, de difícil concretização num modelo ou proposição simples.” (SACRISTÁN, 2000, p.15)

5 “Quando definimos o currículo estamos descrevendo a concretização da própria escola e a forma particular de enfocá- las num momento histórico e social determinado, para um nível ou modalidade de educação, numa trama institucional, etc.” (SACRISTÁN, 2000, p.15)

6 “... o currículo é a forma de ter acesso ao conhecimento, não podendo esgotar seu significado em algo estático, mas através das condições em que se realiza e se converte numa forma particular de entrar em contato com a cultura” (McNeil, 1983)

7 “Analisar currículos concretos significa estudá-los no contexto em que se configuram e através do qual se expressam em práticas educativas e em resultados.” (SACRISTÁN, 2000, p.15)

8 “As reformas curriculares nos sistemas educativos desenvolvidos obedecem pretensamente à lógica que através delas se realiza uma melhor adequação entre os currículos e as finalidades da instituição escolar, ou a de que com elas se pode dar uma resposta mais adequada à melhora das oportunidades dos alunos e dos grupos sociais.” (SACRISTÁN, 2000, p.18)

9 “Quando se fala de currículo como seleção particular de cultura, vem em seguida à mente a imagem de uma relação de conteúdos intelectuais a serem aprendidos, pertencentes a diferentes âmbitos da ciência, das humanidades, das ciências sociais, das artes, da tecnologia, etc.” (SACRISTÁN, 2000, p.18)

10 “O conteúdo é condição lógica do ensino, e o currículo, é antes de mais nada a seleção cultural estruturada sob chaves psicopedagógicas dessa cultura que se oferece como projeto para a instituição escolar.” (SACRISTÁN, 2000, p.19)

11 “Uma escola ‘sem conteúdos’ culturais é uma proposta irreal, além de descomprometida” (SACRISTÁN, 2000, p.19)

12 “A relação de determinação sociedade-cultura-currículo-prática explica que a atualidade do currículo se veja estimulada nos momentos de mudanças nos sistemas educativos, como reflexo da pressão que a instituição escolar sofre desde diversas frentes, para que adapte seus conteúdos à própria evolução cultural e econômica da sociedade.” (SACRISTÁN, 2000, p.20)

13 O CURRÍCULO: CRUZAMENTO DE PRÁTICAS DIVERSAS “Os conteúdos curriculares não podem ser indiferentes ao contexto nos quais se configuram”

14 O currículo modela-se dentro de um sistema escolar concreto.

15 O significado do currículo é dado pelos próprios contextos em que se insere: Contexto de aula; Contexto pessoal e social; Contexto histórico escolar; Contexto político.

16 Subsistemas nos quais se expressam práticas relacionadas com o currículo. 1.O âmbito das atividades político-administrativa. 2.O subsistema de participação e de controle. 3.A ordenação do sistema educativo. 4.O sistema de produção de meios. 5.Os âmbitos de criação culturais, científicos, etc. 6.Subsistemas técnico-pedagógico: formadores, especialistas e pesquisadores em educação. 7.O subsistema de inovação. 8.O subsistema prático-pedagógico.

17 Toda a prática pedagógica gravita em torno do currículo. O currículo é o cruzamento de práticas diferentes e se converte em configurador, por sua vez, de tudo o que podemos denominar como prática pedagógica nas aulas e nas escolas. Prática pedagógica tem característica multicontextualizada.

18 Todo modelo ou proposta de educação tem e deve tratar explicitamente o referente curricular. A realidade cultural de um país, tem muito a ver com a significação dos conteúdos e dos usos dos currículos escolares. A atuação profissional dos professores está condicionada pelo papel que lhes é atribuído no desenvolvimento do currículo. Toda a prática pedagógica gravita em torno do currículo.

19 As razões de um aparente desinteresse As análises sobre o currículo surgem como uma tarefa de gestão administrativa, algo que um administrador tem a responsabilidade de organizar e governar.

20 Referência: SACRISTÁN, J. Gimeno; O currículo: uma reflexão sobre a prática, 3ª ed, Porto Alegre: ArtMed, 2000.


Carregar ppt "O CURRÍCULO UMA REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA J. GIMENO SACRISTÁN."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google