A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A PROÉXIS NA DINÂMICA ENTRE EMOÇÃO E RAZÃO Gustavo Vieira 25 de fevereiro de 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A PROÉXIS NA DINÂMICA ENTRE EMOÇÃO E RAZÃO Gustavo Vieira 25 de fevereiro de 2012."— Transcrição da apresentação:

1 A PROÉXIS NA DINÂMICA ENTRE EMOÇÃO E RAZÃO Gustavo Vieira 25 de fevereiro de 2012

2 Premissas A construção e a manuteção do equilíbrio entre as emoções e a razão, entre psicossoma e mentalsoma, é um dos desafios magnos em prol da execução do projeto de vida (proéxis).

3 Roteiro Conceitos de Conscienciologia Fatuística: a cotidianidade destemperada Paralelo dos extremos: Emocionalismo e Racionalismo Alguns Bons Exemplos Técnicas para a Homeostase

4 Conceitos da Conscienciologia Conscienciologia = estuda a consciência "inteira", considerando todos os seus corpos, dimensões e existências, em um enfoque integrado. Pluriexistencialidade Multidimensionalidade

5 Holossoma Consciência = self, ego, eu Diferentes Veículos de Manifestação da Consciência Soma = corpo físico Energossoma = corpo energético Psicossoma = corpo das emoções/sentimentos Mentalsoma = corpo mental

6

7 Proéxis Programação existencial = projeto de vida Definido antes de renascer, no curso intermissivo. Alguns critérios – Adaptabilidade – Princípio da Evolução – Exequibilidade – Interassistencialidade – cosmoeticidade

8 Pensene Pensamento + Sentimento + Energia Pensene = unidade de manifestação da consciência Gradações variam entre o Pen, o Sen e o Ene: – pensENE – penSENe – PENsene

9 Proposição I A proéxis tem como base a preponderância do pen na manifestação integral da consciência. Consequência: Domínio da racionalidade sobre o sentimentalismo e o emocionalismo – na contramarcha das tendências e dos apelos sociais.

10 Fatuística Exemplos de destempero entre emoção e razão Racionalismo e descuido das Emoções. – Exemplos de Biografias – Jean-Jacques Rousseau ( ) – John Stuart Mill ( ) – Honoré de Balzac ( )

11 Cotidiano destemperado Excessos ou escassez de toda ordem: – Taquilalia: Excesso de fala. Pessoa poliqueixosa – Obesidade: Excesso de alimentação – Estresse: excesso de tensão – Manias – Irritabilidade – Convivialidade confitiva – Dependência emocional – Insensibilidade para com os outros – Ansiedade – alcoolismo

12 Cotidianidade destemperada Desorganização – Somática – descuido com o corpo físico – Energossomática – indiferenciação pensênica – Psicossomática – exaltação das emoções / subestima ou superestima dos aspectos emocionais e sentimentais – Mentalsomática – falta de empenho para uso lúcido e técnico da lógica e da razão

13 Desequilíbrio somático Falta de cuidado com os fatores abaixo Sono; alimentação; sexo; dor; saúde: Consequências: nervosismo, ansiedade, irritação, impulsividade, falta de concentração Tendência: cafeinismo, tendência a dar mais fome (doce),

14 Equilíbrio e bem estar Desequilíbrio de algum veículo de manifestação da consciência = mal estar Tamponamento = efeito colateral Manifestação consciencial em subnível (raciocínio e convívio = [auto]conflitividade) Possibilidade = rastros negativos

15 Exemplo sobre como soma afeta toda manifestação da consciência:

16 Domínio do Soma

17 Estresse no cotidiano

18 (Auto)conflitividade Desequilíbrio emoção-razão Tendência a exacerbar as impressões pessoais e as diferenças de posicionamentos interpessoais Alerta = não é momento para tomada de decisões

19 Proposição II Equilíbrio entre emoção e razão demanda atenção não apenas do psicossoma ou mentalsoma, mas um olhar compreensivo para os demais veículos de manifestação da consciência – soma e energossoma.

20 Honoré de Balzac ( ) Mentalsoma Escritor francês, autor da Comédia Humana – mais de 10 mil páginas Escreveu aproximadamente 90 romances Psicossoma Orgulho e vaidade Desorganização financeira Excesso de trabalho e descuido somático Suicídio lento re-de-balzac.html re-de-balzac.html

21 Honoré de Balzac ( ) Infância – da ama de leite ao internato, sem contato com a família Colapso nervoso – 13 anos Referia forma de compreensão do período.

22 John Stuart Mill ( ) Mentalsomática Filósofo inglês mais influente do século XIX Aos 8 anos lia autores clássicos em latim e grego Psicossomática Aos 20 anos teve colapso nervoso

23 John Stuart Mill Assim procedeu [estudando] até sofrer profundo abalo nervoso, crise da qual emergiu desencantado com os dogmas do bentamismo e revoltado contra o excessivo predomínio paterno. Rebelou-se contra a educação que recebera na infância, impugnando os objetivos de seu pai, que consistiam em fazer da razão uma religião, banidos totalmente o sentimento e a emoção da vida humana.

24 John Stuart Mill Buscando a vida emocional que lhe faltara, voltou-se para a poesia, substituindo-a à filosofia. Mas a sua grande crise só terminou realmente quando encontrou a Sra. Harriet Taylor,... MILL, John Stuart. Da Liberdade. Tradução de E. Jacy Monteiro. São Paulo: IBRASA, 1963, Introdução, p. IX e X.

25 Paralelo Emocionalismo e Racionalismo EmocionalismoRacionalismo ExpressãoArteCiência Foco (prazo)Imediatismo (curto e curtíssimo) Transcende tempo (longo prazo) PadrãoInstintivoLógica VMC preponderante Soma e psicossoma Mentalsoma Faixa etária referencial Adolescência/juv entude Terceira idade

26 Exemplos com traços positivos Equilíbrio produtivo com preponderância do mentalsoma: Immanuel Kant ( ) – filósofo Victor Hugo ( ) – escritor e político francês

27 Immanuel Kant ( ) Mentalsoma Um dos maiores filósofos da humanidade – Crítica da razão pura Disciplina com horários Cuidado com soma (80 anos) Psicossoma Boa relação interpessoal Negligência com família

28 Victor Hugo ( ) Mentalsoma: Polivalente Dos principais escritores franceses do século XIX – Os Miseráveis Contribuiu para política francesa Organizado financeiramente Psicossoma: Vida familiar e social com as melhores referências

29 Técnicas em busca da Homeostase TÉCNICA DA IDENTIFICAÇÃO DO MAL-ESTAR Compreensão dos fatores geradores do mal- estar íntimo Metodologia : Auto-observação das alterações emocionais e manifestações dos sentimentos; Registro por escrito das manifestações mais intensas, no momento da ocorrência.

30 Técnica da Identificação do Mal- Estar Objetivos: -Identificação das emoções reprimidas; -Aumento da lucidez quanto ao mundo afetivo; - Superação das reações automáticas Ampliação do pen para qualificação do SEN.

31 Ciclo Autoconsciencioterápico Autoinvestigação Autodiagnóstico Autoenfrentamento (autoprescrição; aplicação - prática) Autossuperação (reciclagem intraconsciencial)

32 Considerações Finais O equilíbrio efetivamente deve ser buscado não apenas entre emoção e razão, psicossoma e mentalsoma, mas por meio da homeostase holossomática (de todos os veículos de manifestação da consciência), desencadeado pela própria consciência

33 Questão de Autopesquisa Qual é o veículo de manifestação que você precisa dar mais atenção? Soma, Energossoma, psicossoma ou mentalsoma? Como essa reciclagem vai integrar a sua rotina? Quais as medidas de curto, médio e longo prazo para dar continuidade a esse enfrentamento?

34 Referências VIEIRA, Waldo. Manual da Proéxis. BALONA, Málu. Síndrome do Estrangeiro _______. Autocura através da Reconciliação. GOLEMAN, Daniel. Inteligência Emocional


Carregar ppt "A PROÉXIS NA DINÂMICA ENTRE EMOÇÃO E RAZÃO Gustavo Vieira 25 de fevereiro de 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google