A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CAPACITAR O EXÉRCITO PARA CUMPRIR SUA MISSÃO! ESTÁGIO PARA AS UG VINCULADAS - 2º SEMESTRE 2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CAPACITAR O EXÉRCITO PARA CUMPRIR SUA MISSÃO! ESTÁGIO PARA AS UG VINCULADAS - 2º SEMESTRE 2011."— Transcrição da apresentação:

1 CAPACITAR O EXÉRCITO PARA CUMPRIR SUA MISSÃO! ESTÁGIO PARA AS UG VINCULADAS - 2º SEMESTRE 2011

2 Braço Nordestino da SEF

3

4

5 RECIFE-PE, 29 DE SETEMBRO DE 2011 ESTÁGIO PARA AS UNIDADES GESTORAS VINCULADAS – 2º SEMESTRE DEPRECIAÇÃO

6 SUMÁRIO INTRODUÇÃO DESENVOLVIMENTO LEGISLAÇÃO BÁSICA DEFINIÇÕES MENSAGENS CIRCULARES SISCOFIS SIAFI EXERCÍCIOS CONCLUSÃO

7 INTRODUÇÃO GLOBALIZAÇÃO QUALIDADE DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL PADRONIZAÇÃO UNIVERSAL- COMPARABILIDADE CONVERGÊNCIA ÀS NORMAS INTERNACIONAIS DE CONTABILIDADE

8 ENFOQUE PATRIMONIAL; IMPLANTAÇÃO DA DEPRECIAÇÃO; E ADVENTO DAS NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE APLICADAS AO SETOR PÚBLICO. INTRODUÇÃO

9 LEGISLAÇÃO BÁSICA LEI 4.320/64 (Art. 85); RESOLUÇÃO CFC / 2008 – NBCT 16.9 DEPRECIAÇÃO, AMORTIZAÇÃO E EXAUSTÃO; MACROFUNÇÃO DO SIAFI; E CARTILHA DE DEPRECIAÇÃO – 2ª VERSÃO – D CONT.

10 LEI 4.320/64 Art Os serviços de contabilidade serão organizados de forma a permitirem o acompanhamento da execução orçamentária, o conhecimento da composição patrimonial, a determinação dos custos dos serviços industriais, o levantamento dos balanços gerais, a análise e a interpretação dos resultados econômicos e financeiros. Os custos servem para tomada de decisão e a DEPRECIAÇÃO está inclusa nos cálculos dos custos

11 NBCT 16.9 – CFC 1.136/2008 PARA O REGISTRO DA DEPRECIAÇÃO DEVEM SER OBSERVADOS OS SEGUINTES ASPECTOS : (a)OBRIGATORIEDADE DO SEU RECONHECIMENTO; (b)VALOR DA PARCELA QUE DEVE SER RECONHECIDA PARA FINS DE DEPRECIAÇÃO; E (c)CIRCUNSTÂNCIAS QUE PODEM INFLUENCIAR SEU REGISTRO.

12 MACROFUNÇÃO INÍCIO DA DEPRECIAÇÃO NO ANO DE 2010; MÉTODO DAS QUOTAS CONSTANTES OU MÉTODO LINEAR; A DEPRECIAÇÃO É REALIZADA PELO ÓRGÃO QUE DETÉM O CONTROLE DO ATIVO;

13 MACROFUNÇÃO A DEPRECIAÇÃO VAI OCORRER NO MÊS SEGUINTE A INCORPORAÇÃO DO BEM AO PATRIMÔNIO E A SUA EFETIVA UTILIZAÇÃO, NÃO PODENDO SER INFERIOR A 01 (UM) MÊS; A REPARAÇÃO E A MANUTENÇÃO DE UM ATIVO PERMANENTE, NÃO EVITAM A NECESSIDADE DE DEPRECIAR ESTE BEM, OU SEJA, QUANDO ACABAR A MANUTENÇÃO OU REPARO, O BEM VOLTARÁ A SER DEPRECIADO; A DEPRECIAÇÃO NÃO CESSA QUANDO O ATIVO TORNA-SE OBSOLETO, SÓ QUANDO O MESMO É DESCARREGADO;

14 MACROFUNÇÃO A DEPRECIAÇÃO TEM QUE SER RECONHECIDA ATÉ QUE O VALOR LÍQUIDO CONTÁBIL SEJA IGUAL AO VALOR RESIDUAL; A IMPORTÂNCIA DE SE FAZER O LANÇAMENTO CORRETO E CONFIÁVEL DO VALOR DO BEM NO SISTEMA QUE EXECUTARÁ A DEPRECIAÇÃO;

15 MACROFUNÇÃO EM SITUAÇÕES EXCEPCIONAIS, PODERÃO SER UTILIZADOS PARÂMETROS DE VIDA ÚTIL E VALOR RESIDUAL DIFERENCIADOS PARA BENS SINGULARES, QUE NECESSITEM POR EXEMPLO DE CRITÉRIOS ESPECÍFICOS PARA A SUA DEPRECIAÇÃO; EM SITUAÇÕES COMO OS DE MELHORIA OU ADIÇÃO COMPLEMENTAR, DECORRENTES DE INCORPORAÇÃO DE NOVAS PEÇAS, PODERÁ HAVER UMA NOVA MEDIÇÃO DE VIDA ÚTIL;

16 DEFINIÇÕES DEPRECIAÇÃO - é a redução do valor dos bens pelo desgaste ou perda de utilidade por uso, ação da natureza ou obsolescência. VALOR DEPRECIÁVEL – é o valor original de um ativo deduzido do seu valor residual, quando possível ou necessária a sua determinação. VALOR RESIDUAL - é o montante líquido que a entidade espera, com razoável segurança, obter por um ativo no fim de sua vida útil econômica. VIDA ÚTIL - é o período de tempo durante o qual a entidade espera utilizar o ativo para benefício próprio.

17 DEFINIÇÕES MÉTODO LINEAR OU DAS QUOTAS CONSTANTES – é calculado se aplicando uma taxa constante sobre o valor a ser depreciado, ou divide-se o valor a ser depreciado pelo tempo de vida útil do bem. Exemplificando: Um veículo comprado por R$ ,00. Taxa de depreciação anual 20% a.a. Vida útil do veículo 5 anos. Valor do Veículo =R$ ,00 Taxa de depreciação =20% Cálculo multiplicando o valor por 20% R$ ,00 x 20% = R$ 2.000,00 Cálculo dividindo o valor pela vida útil R$ ,00 / 5 anos = R$ 2.000,00 _____Ano (1)_____ Tempo de vida útil 20%

18 DEFINIÇÕES EVENTO TÍTULO : APROPROPRIAÇÃO DA DEPRECIAÇÃO DO ATIVO DESCRIÇÃO : APROPRIAÇÃO DA DEPRECIAÇÃO DE BENS MÓVEIS E IMÓVEIS DO ATIVO IMOBILIZADO EVENTO DE ESTORNO : CLASSIFICACAO 1 : XX.YY CLASSIFICACAO 2 : 1.4.W.W.W.WW.KK

19 DEFINIÇÕES EVENTO EVENTO INSCRICAO 1 INSCRICAO 2 CLASSIF.1 CLASSIF.2 V A L O R , , , , , ,56

20 DEFINIÇÕES EVENTO TITULO : REGISTRO DA DEPRECIAÇÃO DE EXERCÍCIOS ANTERIORES DESCRIÇÃO : APROPRIAÇÃO DA DEPRECIAÇÃO, AMORTIZAÇÃO E EXAUSTÃO DE EXERCÍCIOS ANTERIORES EVENTO DE ESTORNO : CLASSIFICAÇÃO 1 : 1.4.X CLASSIFICAÇÃO 2 : 1.4.W.W.W.WW.KK

21 DEFINIÇÕES EVENTO EVENTO INSCRICAO 1 INSCRICAO 2 CLASSIF.1 CLASSIF.2 V A L O R , , , , , , ,66

22 MENSAGENS CIRCULARES MSG SIAFI 2010/ , 24 DEZ 10, MSG CIRCULAR 182/2010: 1) EXTRAIR O RELATÓRIO SINTÉTICO DE DEPRECIAÇÃO DO SISCOFIS, SEMPRE NO ULTIMO DIA DE CADA MÊS(TAL DOCUMENTO DEVE CONTER AS ASSINATURAS DO OD E FISCAL ADMINISTRATIVO); 2) EMITIR, ATÉ O 2º(SEGUNDO) DIA ÚTIL DO MÊS SUBSEQUENTE, A NL DE DEPRECIAÇÃO NO SIAFI (DATA DE EMISSÃO E VALORIZAÇÃO CORRESPONDENTES AO ÚLTIMO DIA DO MÊS ANTERIOR); E 3) PUBLICAR, EM ADT AO BI/BA/BR, AS INFORMAÇÕES CONSTANTES DO RELATÓRIO SINTÉTICO DE DEPRECIAÇÃO, REGISTRADA NO SIAFI. FAZENDO REFERÊNCIA AO Nº DA NL QUE REGISTROU A DEPRECIAÇÃO.

23 MENSAGENS CIRCULARES MSG SIAFI 2011/ , 25 JAN 11, MSG CIRCULAR 008/2011: 1) TENDO EM VISTA ATUALIZAÇÃO DO ROTEIRO CONTÁBIL DO EVENTO APROP. DEPREC. DO ATIVO IMOBILIZ., ESTA DIRETORIA ESCLARECE QUE NO CAMPO "CLASSIF 2", POR OCASIÃO DA EMISSÃO DA NL DE DEPRECIAÇÃO DEVERÁ CONSTAR A "CONTA-CORRENTE CONTÁBIL" E O RESPECTIVO VALOR DESTA CONTA, QUE SE ENCONTRA DISPOSTO NO RELATÓRIO SINTÉTICO DE DEPRECIAÇÃO EXTRAÍDO DO SISCOFIS: EVENTO INSCR 1 INSCRI 2 CLASSIF.1 CLASSIF.2 VALOR

24 MENSAGENS CIRCULARES MSG SIAFI 2011/ , 18 MAR 11, MSG CIRCULAR 021/2011: 1) FOI INSERIDA, NO CONCONTIR, A EQUAÇÃO FALTA DO REGISTRO MENSAL DE DEPRECIAÇÃO, NO SIAFI; E 2) A PARTIR DO CORRENTE MÊS, A FALTA DO SUPRACITADO REGISTRO ENSEJARÁ CONFORMIDADE CONTÁBIL COM RESTRIÇÃO(CÓDIGO 106-FALTA DE DEPRECIAÇÃO DE ATIVOS PERMANENTES).

25 MENSAGENS CIRCULARES MSG SIAFI 2011/ , 22 MAR 11, MSG CIRCULAR 023/2011: 1) CONSULTAR O SALDO DA CONTA (TRANSAÇÃO >CONRAZAO OU >BALANCETE), OBSERVANDO O SALDO EXISTENTE NA CONTA-CORRENTE 999; 2) DE POSSE DO RELATÓRIO SINTÉTICO DE DEPRECIAÇÃO DE BENS (RSDB) DO MÊS CUJO SALDO DA COLUNA "DEPRECIAÇÃO ACUMULADA" SEJA O MESMO DA C/C 999 (RSDB DE DEZ/10 OU JAN/11), A UG DEVERÁ REALIZAR A SEGUINTE NOTA DE LANÇAMENTO (NL): EVENTO INSCR.1 NSCR.2 CLASS.1 CLASS.2 VALOR (A) XX00(B) (C) Evento retira o saldo da conta corrente 999 Evento transfere o saldo retirado anteriormente para a conta 14212XX00 (constante da CLASSIFC.2)

26 MENSAGENS CIRCULARES MSG SIAFI 2011/ , 11 ABR 11, MSG CIRCULAR 026/2011: 1) ROTINA A SER ADOTADA PELO OPERADOR DO SISCOFIS, POR OCASIÃO DA INCLUSÃO EM CARGA, DE BEM MÓVEL PERMANENTE, QUE DEMANDE ABERTURA DE NOVA FICHA NO SISTEMA DE CONTROLE FÍSICO CONFORME ABAIXO ESPECIFICADO: A) REALIZAR A ABERTURA DE NOVA FICHA; B) REALIZAR A CLASSIFICAÇÃO NA CONTA CONTÁBIL A QUE O BEM PERTENCERÁ; C) REALIZAR A DISTRIBUIÇÃO DO PATRIMÔNIO A SEU DETENTOR; E D) REALIZAR A PARAMETRIZAÇÃO NÍVEL FICHA DA FICHA EM QUESTÃO COMO SE SEGUE:

27 MENSAGENS CIRCULARES MSG SIAFI 2011/ , 11 ABR 11, MSG CIRCULAR 026/2011: PARAMETRIZAÇÃO NÍVEL FICHA 1º - MATERIAL PERMANENTE5 - FILTRAR 2- DEPRECIAÇÃO DE BENS MÓVEIS 6 - SELECIONAR A FICHA DESEJADA 3 - PARAMETRIZAÇÃO NÍVEL FICHA 7 – PARAMETRIZAÇÃO CON- FORME TABELA DA D CONT 4 - SELECIONAR A CONTA DESEJADA 8 - EXECUTAR

28 MENSAGENS CIRCULARES MSG SIAFI 2011/ , 11 ABR 11, MSG CIRCULAR 026/2011 2) É IMPERATIVO QUE O PROCEDIMENTO DE PARAMETRIZAÇÃO DESCRITO ACIMA OCORRA ANTES DA GERAÇÃO DA DEPRECIAÇÃO E DA EXTRAÇÃO DO RELATÓRIO SINTÉTICO DE DEPRECIAÇÃO, QUE SUBSIDIARÁ A EMISSÃO DA NL DE APROPRIAÇÃO DA DEPRECIAÇÃO MENSAL NO SIAFI. 3) A FIM DE SEREM EVITADAS EVENTUAIS FALHAS, OS OPERADORES DO SISCOFIS DEVEM EXECUTAR O DESCRITO NA LETRA D), DO ITEM 1, SEMPRE ANTES DA EXTRAÇÃO DO RELATÓRIO SINTÉTICO DE DEPRECIAÇÃO PARA A EMISSÃO DA NL DE APROPRIAÇÃO DA DEPRECIAÇÃO MENSAL. 4) OS PROCEDIMENTOS DESCRITOS DEVERÃO, IMPRETERIVELMENTE, SER ADOTADOS, APENAS NOS CASOS DE ABERTURA DE NOVA FICHA NO SISCOFIS.

29 MENSAGENS CIRCULARES MSG SIAFI 2011/ , 15 ABR 11, MSG CIRCULAR 027/2011: 1) O OPERADOR DO SISCOFIS OU O MILITAR DA UG, RESPONSÁVEL PELA EXECUÇÃO DA ATUALIZAÇÃO DAS VERSÕES DO APLICATIVO, DEVERÁ REALIZAR O CADASTRO, NO SÍTIO DO CDS, NO ENDEREÇO ELETRÔNICO: SIMATEX.COLOG.EB.MIL.BR, PARA TER ACESSO AO VERIFICADOR DE INCONSISTÊNCIAS(ARQUIVO EXECUTÁVEL, ÚLTIMA VERSÃO); ESIMATEX.COLOG.EB.MIL.BR 2) GERAR NOVOS RELATÓRIOS E VERIFICAR A COMPATIBILIZAÇÃO ALCANÇADA (100%);

30 MENSAGENS CIRCULARES MSG SIAFI 2011/ , 27 ABR 11, MSG CIRCULAR 030/2011: 1) FOI OBSERVADO QUE DIVERSAS UNIDADES GESTORAS ESTÃO REGISTRANDO PARCIALMENTE A DEPRECIAÇÃO MENSAL, OU SEJA, POR EXEMPLO, A UG POSSUI CINCO CONTAS CORRENTES CONTÁBEIS DE DEPRECIAÇÃO E, NO ENTANTO, SÓ REALIZA O REGISTRO DA DEPRCIAÇÃO DE APENAS DUAS CONTAS COM ISSO TRÊS CONTAS DEIXAM DE SER DEPRECIADAS; 2) VERIFICAR SE A DEPRECIAÇÃO MENSAL É REALIZADA, LEVANDO-SE EM CONTA OS DADOS EXTRAÍDOS, FIELMENTE, DO RELATÓRIO SINTÉTICO DE DEPRECIAÇÃO EXTRAÍDO DO SISCOFIS, TENDO O CUIDADO DE OBSERVAR A MOVIMENTAÇÃO DAS CONTAS CORRENTES CONTÁBEIS EVIDENCIADAS NO RELATÓRIO.

31 MENSAGENS CIRCULARES MSG SIAFI 2011/ , 27 ABR 11, MSG CIRCULAR 036/2011: 1) MANDAR INTENSIFICAR A REALIZAÇÃO DOS REGISTROS MENSAIS DA DEPRECIAÇÃO, OBSERVANDO-SE: A) OS REGISTROS COM OS VALORES NAS CONTAS CORRENTES, CONFORME OS RELATÓRIOS SINTÉTICOS DE DEPRECIAÇÃO EXTRAÍDOS DO SISCOFIS; E B) OS REGISTROS EM TODOS AS CONTAS CORRENTES EXISTENTES..

32 MENSAGENS CIRCULARES MSG SIAFI 2011/ , 08 JUN 11, MSG CIRCULAR 039/2011: 1) EM OBEDIÊNCIA AO PRINCÍPIO DA COMPETÊNCIA, TANTO A DATA DA EMISSÃO QUANTO A DATA DE VALORIZAÇÃO DA NL DEVEM SER PREENCHIDAS COM O ÚLTIMO DIA ÚTIL DO MÊS CONSIDERADO; 2) O NÃO REGISTRO DA DEPRECIAÇÃO, OU O SEU REGISTRO PARCIAL, SERÁ OBJETO DE RESTRIÇÃO CONTÁBIL. O REGISTRO PARCIAL SE DÁ QUANDO, POR EXEMPLO A UG POSSUA 5 CONTAS CORRENTES CONTÁBEIS DE DEPRECIAÇÃO E, NO ENTANTO, REGISTRA A DEPRECIAÇÃO EM APENAS 3, DEIXANDO DE DEPRECIAR AS OUTRAS 2;

33 MENSAGENS CIRCULARES MSG SIAFI 2011/ , 08 JUN 11, MSG CIRCULAR 039/2011: 3) A UG DEVERÁ INFORMAR, VIA MSG SIAFI, À ICFEX, A EXECUÇÃO DA APROPRIAÇÃO DA DEPRECIAÇÃO MENSAL E A NL CORRESPONDENTE, BEM COMO SE OS VALORES ESTÃO DE ACORDO COM O RELATÓRIO SINTÉTICO DE DEPRECIAÇÃO EXTRAÍDO DO SISCOFIS, COMO SE SEGUE: CONTA CORRENTE COLUNA DEPRECIAÇÃO DO RSD 14212XX00 VALOR R$

34 MENSAGENS CIRCULARES MSG SIAFI 2011/ , 08 JUN 11, MSG CIRCULAR 039/2011: 4) REALIZAR, SE NECESSÁRIO FOR, OS AJUSTES REFERENTES AOS LANÇAMENTOS QUE ESTEJAM EM DESACORDO COM O CONTIDO NOS RSD DO MÊS CONSIDERADO, POR MEIO DE NL, FAZENDO-SE OBSERVAR O MOTIVO NO CAMPO ESPECÍFICO, UTILIZANDO-SE O MODELO A SEGUIR: EVENTO INSCRIÇÃO 1 INSCRIÇÃO 2 CLASSIF 1 CLASSIF 2 VALOR XX00 R$ YY00 R$ Evento de estorno (reduzir saldo no SIAFI) Evento de registro de Depreciação (aumentar saldo no SIAFI)

35 MENSAGENS CIRCULARES MSG SIAFI 2011/ , 08 JUN 11, MSG CIRCULAR 039/2011: 5) ALERTAR SOBRE A IMPORTÂNCIA DESSA ANÁLISE NA CONTA , DESSA UG, EM VIRTUDE DE SE ESTAR NO INÍCIO DOS TRABALHOS DA INSERÇÃO DA DEPRECIAÇÃO DOS ATIVOS PERMANENTES, VISTO QUE OS PRÓXIMOS PASSOS SERÃO OS LANÇAMENTOS DA EXAUSTÃO E AMORTIZAÇÃO, SENDO A DEPRECIAÇÃO, BEM EXECUTADA. BASE PARA AS PRÓXIMAS ATIVIDADES.

36 MENSAGENS CIRCULARES MSG SIAFI 2011/ , 02 AGO 11, MSG CIRCULAR 054/2011: 1) CUMPRINDO DETERMINAÇÃO DA DIRETORIA CONTABILIDADE (D CONT), SOLICITO A ESSE OD MANDAR ENVIAR, MENSALMENTE, VIA , PARA O ENDEREÇO O ARQUIVO CONTENDO O RELATÓRIO SINTÉTICO DE DEPRECIAÇÃO, GERADO NO SISCOFIS, CORRESPONDENTE AO LANÇAMENTO, NO SIAFI, DA NOTA DE LANÇAMENTO(NL) DA DEPRECIAÇÃO MENSAL, EXECUTADO POR ESSA

37 EXÉRCITO BRASILEIRO ÓRGÃO INTEGRANTE DA ADMINISTRAÇÃO DIRETA; PARÂMETROS DEFINIDOS PELA STN; INÍCIO DA DEPRECIAÇÃO EM 2010; COORDENAÇÃO TÉCNICA DE SUA DIRETORIA DE CONTABILIDADE (D CONT); E ORIENTAÇÃO ÀS UNIDADES GESTORAS (UG) PELAS INSPETORIAS DE CONTABILIDADE E FINANÇAS DO EXÉRCITO (ICFEX).

38 EXÉRCITO BRASILEIRO

39 Siscofis

40

41

42

43

44

45 TABELA DE VIDA ÚTIL CONTATÍTULOVIDA ÚTIL (MESES) VALOR RESIDUAL APARELHOS E UTENSÍLIOS DOMÉSTICOS12010% ARMAMENTOS24015% BANDEIRAS, FLÂMULAS E INSÍGNIAS EMBARCAÇÕES EQUIPAMENTO PARA ÁUDIO, VÍDEO E FOTO 12010% MOBILIÁRIO EM GERAL12010% OBRAS DE ARTE E PEÇAS PARA EXPOSIÇÃO CARROS DE COMBATE36010%

46 Siscofis

47

48

49

50

51

52 A experiência no órgão Comando do Exército

53

54 Tela siafi

55 A experiência no órgão Comando do Exército Tela siafi

56 EXERCÍCIOS DISTRIBUIÇÃO DOS EXERCÍCIOS

57 RESPOSTA DOS EXERCÍCIOS PROPOSTA 1 R= A CARTILHA DE DEPRECIAÇÃO (2ª VERSÃO) DA D CONT, NOS TRAZ QUE A REPARAÇÃO E A MANUTENÇÃO DE UM ATIVO NÃO EVITAM A NECESSIDADE DE DEPRECIÁ-LO. ISTO QUER DIZER, QUE QUANDO UM BEM VAI PARA A MANUTENÇÃO OU REPARO, ELE DÁ ENTRADA NA CONTA – BENS MÓVEIS A REPARAR, NESTE MOMENTO, PELO FATO DO BEM NÃO ESTÁ EM USO, O MESMO NÃO É DEPRECIADO. PORÉM, QUANDO O BEM VOLTAR A TER CONDIÇÕES DE USO, ELE VOLTARÁ A SUA CONTA PATRIMONIAL ESPECÍFICA, E VOLTANDO A SER DEPRECIADO.

58 RESPOSTA DOS EXERCÍCIOS PROPOSTA 2 R= A 2ª ETAPA DA IMPLANTAÇÃO DA DEPRECIAÇÃO (A PARTIR DE 2011) SERÁ A DA DEPRECIAÇÃO DOS BENS DISTRIBUÍDOS PELO ALMOXARIFADO EM ANOS ANTERIORES A ESTA ETAPA AINDA SERÁ OBJETO DE POSTERIOR ORIENTAÇÃO. ( CARTILHA DE DEPRECIAÇÃO – 2ª VERSÃO) – D CONT.

59 RESPOSTA DOS EXERCÍCIOS PROPOSTA 3 R= A DEPRECIAÇÃO SERÁ INICIADA NO MÊS SEGUINTE À AQUISIÇÃO, INCORPORAÇÃO E/OU SUA EFETIVA UTILIZAÇÃO, NÃO DEVENDO HAVER DEPRECIAÇÃO EM FRAÇÃO MENOR QUE 1 (UM) MÊS. (CARTILHA DE DEPRECIAÇÃO – 2ª VERSÃO) – D CONT.

60 RESPOSTA DOS EXERCÍCIOS PROPOSTA 4 R= O OPERADOR DO SISCOFIS DEVERÁ PASSAR O VERIFICADOR DE INCONSISTÊNCIAS, NO SITE (SIMATEX.COLOG.EB.MIL.BR), A FIM DE GERAR NOVOS RELATÓRIOS, E VERIFICAR A COMPATIBILIZAÇÃO ALCANÇADA. (MSG CIRC 027/2011, DE 15 ABR 11, DESTA ICFEX). APÓS FEITA AS CORREÇÕES DAS DIVERGÊNCIAS, EXTRAI-SE NOVO RSD DO SISCOFIS, E ELABORA-SE A NL DE REGISTRO DE DEPRECIAÇÃO.SIMATEX.COLOG.EB.MIL.BR

61 RESPOSTA DOS EXERCÍCIOS PROPOSTA 5 R= TEM ATÉ O 2º DIA ÚTIL DE MAIO, TENDO QUE ATENTAR PARA O FATO DE QUE A DATA DE EMISSÃO E VALORIZAÇÃO DA NL TEM QUE SER, OBRIGATORIAMENTE, COM A DATA DO ÚLTIMO DIA DE ABRIL. (CARTILHA DE DEPRECIAÇÃO 2º VERSÃO – D CONT).

62 RESPOSTA DOS EXERCÍCIOS PROPOSTA 6 R= COMO O BEM NÃO TEM ESPECIFICAÇÃO EM NENHUMA OUTRA FICHA, É NECESSÁRIO SE ABRIR UMA NOVA FICHA PARA O MESMO NO SISCOFIS, SE NÃO HOUVER NENHUMA DIFERENCIAÇÃO COM RELAÇÃO AO PARÂMETRO JÁ DETERMINADO NÍVEL CONTA, ELE SERÁ DEPRECIADO COMO OS OUTROS BENS QUE JÁ VEM SENDO DEPRECIADOS NA REFERIDA CONTA, CASO CONTRÁRIO TERÁ QUE SER FEITA UMA DEPRECIAÇÃO INDIVIDUALIZADA NÍVEL FICHA. (CARTILHA DE DEPRECIAÇÃO - 2º VERSÃO – D CONT).

63 RESPOSTA DOS EXERCÍCIOS PROPOSTA 7 EVENTO INSC 1 INSC 2 CLASSIF.1 CLASSIF.2 V A L O R , , , , , , ,36

64 RESPOSTA DOS EXERCÍCIOS PROPOSTA 8 EVENTO INSC 1 INSC 2 CLASSIF.1 CLASSIF.2 V A L O R , , , , , , ,95

65 METAS A SEREM ATINGIDAS MÉTODOS DIFERENTES PARA BENS SINGULARES; DESENVOLVIMENTOS DE SISTEMAS ADEQUADOS; E CAPACITAÇÃO DE SERVIDORES

66 CONCLUSÃO VALOR REAL DO PATRIMÔNIO PÚBLICO; MAIOR QUALIDADE NA INFORMAÇÃO CONTÁBIL; INSTRUMENTO DE CONTROLE SOCIAL; E MUDANÇA DE MENTALIDADE POR PARTE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA.


Carregar ppt "CAPACITAR O EXÉRCITO PARA CUMPRIR SUA MISSÃO! ESTÁGIO PARA AS UG VINCULADAS - 2º SEMESTRE 2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google