A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Secretaria Municipal de Educação – São Paulo Diretoria de Orientação Técnica Divisão de Educação Infantil Orientações Curriculares: expectativas de aprendizagens.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Secretaria Municipal de Educação – São Paulo Diretoria de Orientação Técnica Divisão de Educação Infantil Orientações Curriculares: expectativas de aprendizagens."— Transcrição da apresentação:

1 Secretaria Municipal de Educação – São Paulo Diretoria de Orientação Técnica Divisão de Educação Infantil Orientações Curriculares: expectativas de aprendizagens e orientações didáticas para a Educação Infantil

2 Metas da elaboração do documento: desenvolver a autonomia das equipes de CEIs, creches e EMEIs no planejamento, realização e avaliação de seu projeto pedagógico garantir a articulação do trabalho pedagógico desenvolvido pelas unidades responsáveis pela Educação Infantil na rede paulistana dar continuidade à história de renovação de suas propostas pedagógicas que marcou a Educação Infantil paulistana garantir uma Educação Infantil de qualidade a cerca de crianças paulistanas.

3 Objetivos Garantir a todas as crianças atendidas nos CEIs, creches, EMEIs e classes de educação infantil das EMEEs da rede de ensino de São Paulo, oportunidade de apropriar-se de bens culturais que lhes ofereçam condições de aprender sobre o mundo e sobre si mesmas, e desenvolver-se como cidadãos conscientes da importância de se construir uma sociedade justa e democrática.

4 Origem do documento - as diretrizes para o trabalho pedagógico apresentadas na publicação de SME Tempos e Espaços (2006) e/ou discutidas com os CPs de CEIs, EMEIs e EMEEs no Programa Rede em rede ao longo de 2006 e as considerações dos educadores apresentadas nas discussões de versão preliminar do mesmo no conjunto da rede municipal.

5 Princípios básicos: a) o desenvolvimento da criança é um processo conjunto e recíproco. b) educar e cuidar são dimensões indissociáveis de toda ação educacional. c) todos são iguais, apesar de diferentes: a inclusão de crianças com necessidades educacionais especiais. d) o adulto educador é mediador da criança em sua aprendizagem. e) a parceria com as famílias é fundamental.

6 Visão de Criança - ativa, exploradora, construtora de significados na interação com parceiros; ser que age de modo integral. A criança é um sujeito competente, ativo e agente de seu desenvolvimento. Nas interações com parceiros de seu meio, em atividades socioculturais concretas, ela mobiliza seus saberes e suas funções psicológicas (afetivas, cognitivas, motoras, lingüísticas), ao mesmo tempo em que os transforma.

7 Princípios É direito da criança viver sua infância e desenvolver-se em situações agradáveis, estimulantes, nas quais educar e cuidar são aspectos indissociáveis Todas as crianças das unidades de educação infantil têm o direito de vivenciar experiências significativas com diferentes linguagens e apropriar-se de saberes que circulam em nossa sociedade e que sejam para ela significativos.

8 Espera-se que as situações apresentadas nas Orientações ampliem as possibilidades infantis de: conviver, brincar e trabalhar em grupo, cuidar e ser cuidada, expressar-se, comunicar e criar, organizar seus sentimentos e pensamentos, ter iniciativa e buscar soluções para problemas e conflitos. acolher diferenças e trabalhar com vários parceiros

9 O ambiente de aprendizado é composto de fatores interligados que formam uma ecologia culturalmente estabelecida que, em cada situação, é apropriada pela criança de forma singular, como ferramentas para a realização de suas metas. Esse ambiente pode ser analisado em termos de componentes, tais como: as interações e relações, o manejo do tempo, a estruturação do espaço e a seleção e uso de materiais.

10 As Experiências de Aprendizagens As aprendizagens foram reunidas em conjuntos de expectativas unidas em torno da idéia de Experiências de exploração. Tais experiências alimentam–se da curiosidade infantil e do modo da criança significar o mundo e a si mesma. Os professores, a partir do projeto pedagógico de sua unidade, selecionam as aprendizagens que esperam mediar.

11 Estrutura do documento Parte 1 – Ponto de Partida Princípios Básicos Orientações didáticas gerais As orientações didáticas e as expectativas de aprendizagens Parte 2 - A) experiências voltadas ao conhecimento e cuidado de si, do outro e do ambiente B) experiências de brincar e imaginar C) experiências de exploração da linguagem corporal

12 Parte 3 – D) experiências de exploração da linguagem verbal Parte 4 – E) experiências de exploração da natureza e da cultura F) experiências de apropriação da linguagem matemática G) experiências com a expressividade das linguagens artísticas


Carregar ppt "Secretaria Municipal de Educação – São Paulo Diretoria de Orientação Técnica Divisão de Educação Infantil Orientações Curriculares: expectativas de aprendizagens."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google