A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ADUBAÇÃO VERDE E ROTAÇÃO DE CULTURAS. CONCEITOS BÁSICOS CULTURA AGRÍCOLA É UMA POPULAÇÃO DE INDIVÍDUOS PERTENCENTES AO MESMO TAXON, MANTIDA DURANTE TODO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ADUBAÇÃO VERDE E ROTAÇÃO DE CULTURAS. CONCEITOS BÁSICOS CULTURA AGRÍCOLA É UMA POPULAÇÃO DE INDIVÍDUOS PERTENCENTES AO MESMO TAXON, MANTIDA DURANTE TODO."— Transcrição da apresentação:

1 ADUBAÇÃO VERDE E ROTAÇÃO DE CULTURAS

2 CONCEITOS BÁSICOS CULTURA AGRÍCOLA É UMA POPULAÇÃO DE INDIVÍDUOS PERTENCENTES AO MESMO TAXON, MANTIDA DURANTE TODO O SEU CICLO OU PARTE DELE MEDIANTE O EMPREGO DE TÉCNICAS AGRONÔMICAS LAVOURA : AMBIENTE ONDE SE DESENVOLVE A CULTURA. ou seja, existe interações:planta,solo,clima,microorganismos....

3 ÁREA AGRÍCOLA semeadura TRATOSTRATOS colheita Outubro / dezembro Fev. / Abril POUSIOPOUSIO A. V. R. C.

4 RESULTADOS DO MODELO DE AGRICULTURA ADOTADO NO BRASIL ENCROSTAMENTO SUPERFICIAL; ADENSAMENTO SUBSUPERFÍCIE; SISTEMA RADICULAR REDUZIDO; MENOR DISPONIBILIDADE DE NUTRIENTES; AUMENTO DA TEMPERATURA DO SOLO; MENOR OXIGENAÇÃO DO SOLO; MENOR DISPONIBILIDADE HÍDRICA.

5 Agricultura : Ambientes Tropicais e Subtropicais 1. Alta radiação solar; 2. Alta temperatura; 3. Chuvas com elevada erosividade. práticas de manejo sobre a qualidade do solo Intensidade dos processos dissipativos e de ordenação no solo. Bayer(2005) e Addiscott(1995 )

6 AGRICULTURA TROPICAL 1.CALOR CONTÍNUO 2.FALTA DE ÁGUA PERIÓDICA 3.GRANDE PRAGAS,DOENÇAS E MATO 4.QUEIMA RÁPIDA DA M. O. DO SOLO 5.GRANDE PERDA DE NUTRIENTES POR LIXIVIAÇÃO 6.DEGRADAÇÃO DOS SOLOS MENOR CONSERVAÇÃO DOS SOLOS AGROTÓXICOS RESISTÊNCIA INSETOS POLUIÇÃO DA ÁGUA FERTILIZANTES

7 Solos : Tropicais e Subtropicais 1. Altamente intemperizados; 2. Condições químicas, físicas e biológicas, altamente dependentes da matéria orgânica. Excelentes respostas aos manejos que aumentam Carbono no solo

8

9

10

11 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL MELHORIA QUALITATIVA QUE NÃO IMPLIQUE UM AUMENTO QUANTITATIVO MAIOR DO QUE O ACEITÁVEL PELA CAPACIDADE DE SUPORTE, OU SEJA, A CAPACIDADE DO AMBIENTE DE REGENERAR OS IMPUTS DE MATÉRIA PRIMA E ABSORVER OS AUTPUTS RESIDUAIS

12 DESENVOLVIMENTO AGRÍCOLA SUSTENTÁVEL É o gerenciamento e conservação da base dos recursos naturais e a orientação da mudança tecnológica e institucional, assegurando a realização continuada das necessidades humanas para as gerações presentes e futuras. Esse desenvolvimento sustentado, conserva os recursos da terra, água,vegetação e animal, não degrada o meio ambiente, é apropriado tecnicamente, viável economicamente e aceitável socialmente. É o gerenciamento e conservação da base dos recursos naturais e a orientação da mudança tecnológica e institucional, assegurando a realização continuada das necessidades humanas para as gerações presentes e futuras. Esse desenvolvimento sustentado, conserva os recursos da terra, água,vegetação e animal, não degrada o meio ambiente, é apropriado tecnicamente, viável economicamente e aceitável socialmente. FAO,1991 FAO,1991

13 SUSTENTABILIDADE PARA A ÁREA AGRÍCOLA ADUBAÇÃO VERDE E ROTAÇÃO DE CULTURAS

14 IMPORTÂNCIA ?? PARA O ALUNO PARA AGRICULTURA – FAZER... PARA O PRODUTOR... PARA O AGRÔNOMO.

15 CONCEITO PRÁTICA AGRÍCOLA / TECNOLOGIA QUE PRECONIZA O EMPREGO DE PLANTAS DENOMINADAS ADUBOS VERDES, COM A FINALIDADE DE SE AUMENTAR A PRODUTIVIDADE DOS SOLOS.

16 TRADICIONAL-VISÃO ANTIGA ADUBO VERDE FLORESCIMENTO INCORPORAÇÃO NO SOLO BENEFÍCIOS

17 VISÃO MODERNA ADUBO VERDE MANEJO DA FITOMASSA FINALIDADEPROBLEMA

18 BREVE HISTÓRICO Início : China : A.C. Chia Szu Hsich : 5 séculos a.C. Para adubação das terras, o Lu Tou ( Phaseolus mungo var. radiata) é o melhor, e o Siao Tou (Phaseolus mungo) juntamente com o Gergelim estão em 2º lugar Para adubação das terras, o Lu Tou ( Phaseolus mungo var. radiata) é o melhor, e o Siao Tou (Phaseolus mungo) juntamente com o Gergelim estão em 2º lugar

19 ... o seu efeito como adubo é tão bom quanto o excremento do bicho da seda ou o esterco de curral bem curtido. NO BRASIL : Dutra(1919) : Adubos verdes : sua produção e modo de emprego.

20 MODALIDADES DA A. V. 1. ADUBAÇÃO VERDE EXCLUSIVA DE VERÃO : raro, inviabiliza atividade econômica-renda????? 2. ADUBAÇÃO VERDE EXCLUSIVA DE OUTONO/INVERNO : ótima opção 3. ADUBAÇÃO VERDE CONSORCIADA : perenes ( mais comum) e anuais + raro, mas possível.

21 CARACTERÍSTICAS DESEJÁVEIS DE UM ADUBO VERDE 1.Rápido crescimento 2.Grande produção de massa 3.Disponibilidade de sementes no mercado 4.Sementes sem dormência 5.Sementes pequenas(de preferência) 6.Ciclo curto (de preferência) 7.Leguminosas-fixar nitrogênio(se possível) 8.Rusticidade(pragas e doenças) 9.Não ser hospedeira de nematóides

22

23 ESPÉCIES DE ADUBOS VERDES 1. ESPÉCIES de Verão1. ESPÉCIES de Verão Mucuna preta( Mucuna aterrimum) Anual; Vigorosa – agressiva; Rasteira/trepadora; Resistente a maioria nematóides; Efeito alelopático; Ciclo : dias; Sementes duras; Resistente a seca; Sensível a cercosporiose; Sensível a vírus.

24 2. Mucuna anã ( Mucuna deeringiana) Anual – herbáce; Semi-ereta; Determinado; Não trepadora; Resistente à seca; Ciclo de 150 dias; Aproveita adubação residual; Não é hospedeira de nematóides; Boa para intercalar culturas perenes. ESPÉCIES DE ADUBOS VERDES

25 Labe – labe ( Lab-lab purpureum) Anual-bianual; Rasteira; Trepadora, mas pouco agressiva; Razoável tolerância a seca; Hospedeira de muitas espécies de nematóides; Ciclo de dias; Sensível : besouros e vaquinhas; Pode ser intercalar ao milho; Ensilada com milho; Semente : sensível a carunchos ESPÉCIES DE ADUBOS VERDES

26 Feijão de porco ( Canavalia ensiformis) Anual ; Ereta; Ciclo de dias; Raíz vigorosa e profunda; Rústica; Dá bom controle de tiririca; Uso intercalar com milho; Hospedeira de espécies de nematóides; Hospedeira de vírus e mosca branca; Sementes grandes. ESPÉCIES DE ADUBOS VERDES

27 Feijão guandu, ou andu ( Cajanus cajan) Semi-perene/arbustivo; Zebu das leguminosas; Crescimento inicial lento; Ciclo de dias; Sistema radicular vigoroso; Excreções radicular : ajuda na solubilização do fósforo; Sensível : meloidogine,fusarium e sclerotium. Usado na alimentação humana. ESPÉCIES DE ADUBOS VERDES

28 Crotalaria juncea – espécie mais popular e usada. Crescimento rápido; Efeito alelopático contra plantas daninhas; Ciclo de dias; Sensível a fusarium ; Sensível a lagarta das vagens(?!); Pode ser ensilada; Resistente aos principais Nematóides(cana) ESPÉCIES DE ADUBOS VERDES

29 Crotalaria spectabilis Crescimento inicial lento; Raíz forte e profunda; Sensílvel a vaquinhas, besouros e lagartas ( não é grave); Ciclo de dias; Não é hospedeira de nematóides; Não ensilar – é muito tóxica animais. ESPÉCIES DE ADUBOS VERDES

30 Aveia preta ( Avena strigosa) È resistente a seca; Planta rustica e boa adaptação solos fracos; Raízes bem desenvolvidas-agregação; Ciclo de dias; É resistente aos meloidogines; É forrageira; Pode rebrotar: cuidado com manejo.(120dias) ESPÉCIES DE ADUBOS VERDES

31 Tremoço( Lupinus spp)...branco, azul,... Anual; Herbácea; Eretas; Raízes profundas; Rápido crescimento; Não tolera infestação mato; Exige regiões de clima ameno; Não tolera nematóides-meloidogines; É sens´vel a alguns fungos de solo comuns em feijões. ESPÉCIES DE ADUBOS VERDES

32 Nabo forrageiro ( Rafhanus sativus) Anual, herbacea; Raíz pivotante; Boa capacidade de reciclar nutrientes; Boa resistencia a seca; Ciclo de 120 dias; Boa supressão do mato – crescimento rápido; ESPÉCIES DE ADUBOS VERDES

33

34

35 ESCOLHA DA ESPÉCIE DEPENDE: 1. SISTEMA PRODUTIVO 2. PROBLEMAS EXISTENTES NA ÁREA AGRÍCOLA. CONSIDERAR: 1. Sementes disponíveis; 2. Custo (semente + manejo); 3. Condições de infraestrutura da propriedade; 4. Características dos adubos verdes; 5. Não prejudicar a rotina da propriedade.

36 PARA CADA MODALIDADE : MANEJO ESPECÍFICO NÃO EXISTE RECEITA, CADA ÁREA APRESENTA UM PROBLEMA / OU UM OBJETIVO

37 SEMEADURA DO A. V. MANEJO DO A.V. BENEFÍCIOS ÁREA AGR. 1.MECÂNICO : grades, roçadeiras QUÍMICO : HERBICIDAS AUMENTO NA PRODUTIVIDADE

38 USINA SÃO JOÃO

39 FOTO: US. STA. LUIZA

40

41

42

43

44 EFEITOS FÍSICOS Produção / manutenção de resíduos na superfície do solo. Melhora a estrutura do solo : agregação; Aumenta a porosidade; Aumenta a infiltração de água; Aumenta a aeração do solo. MAIOR DESENOLVIMENTO DE RAÍZES

45 EFEITOS QUÍMICOS 1. Aumento da matéria orgânica(Tempo...) 2. Aumenta a disponibilidade de nutrientes; 3. Aumenta a CTC efetiva 4. Reduz Al+++; 5. Recicla /mobiliza nutrientes.

46 MATERIAL ORGÂNICO ADUBOS VERDES EM COBERTURA – SPD OU CONVENCIONAL ÁCIDOS HÚMICOS E FÚLVICOS COMPLEXOS IONS METÁLICOS QUELATOS + lento + rápido

47 Efeitos químicos Formação de quelatos: 1. Transporte de metais nos processos de pedogênese; 2. Disponibilidade de micronutrientes; 3. Reduz a toxicidade de alguns metais; 4. Aumenta resistência do humus à decomposição.

48 EFEITOS BIOLÓGICOS AUMENTA A VIDA DO SOLO. AUMENTA A VIDA DO SOLO. EQUILÍBRIO / HARMONIA

49 Derpsh,1984

50 EFEITOS DA A. V. 1. FÍSICOS 2. QUÍMICOS 3. BIOLÓGICOS Na área agrícola : solo

51 BENEFÍCIOS DA A. V. Proteção do solo; Mantém ou aumenta matéria orgânica; Menor amplitude térmica; Diminui lixiviação de nitrogênio; Fixação de nitrogênio atm; Redução da população de plantas daninhas; Controle de nematóides(algumas espécies); Aumento da renda do produtor (a longo prazo)

52 Exemplos de Adubação Verde

53 soja

54 QUANTIDADE OU QUALIDADE ? Milho

55

56 3 anos 271

57

58 EXECUÇÃO DA PRÁTICA DE AV ÉPOCAS DE SEMEADURA : dependente do sistema produtivo – culturas econômicas e do problema agronômico existente na área agrícola. Usual : semear em sucessão às culturas econômicas ou consorciadas( na mesma época)

59 ESPAÇAMENTOS :...Mais usado é 50cm entre fileiras de plantas para todas as espécies, mas pode ser semeado mais estreito. Não existe um padrão – importante do ponto de vista prático é cobrir o solo rapidamente e produzir maior quantidade de massa possível. Espaçamentos mais reduzidos : épocas mais secas e mais frias. Espaçamentos mais largos : épocas mais úmidas e quentes e para espécies com maior porte. Semeadura à lanço : aumentar em 20% a quntidade de sementes Execução da prática....

60

61 SEMEADURA... Semeadoras convencionais. À lanço: manual, distribuidoras de calcário e aérea ( grandes áreas-usinas de açúcar e grandes lavouras de milho/algodão ou soja...

62 CALAGEM E ADUBAÇÃO... Calagem para a cultura principal – necessária. Adubação : normalmente não se faz aplicação de fertilizantes para os adubos verdes.

63 TRATOS CULTURAIS Controle de pragas e doenças : não... Controle de plantas daninhas : normalmente não, mas... Não esquecer : adubos verdes : plantas rústicas

64 Análise econômica Análise econômica

65


Carregar ppt "ADUBAÇÃO VERDE E ROTAÇÃO DE CULTURAS. CONCEITOS BÁSICOS CULTURA AGRÍCOLA É UMA POPULAÇÃO DE INDIVÍDUOS PERTENCENTES AO MESMO TAXON, MANTIDA DURANTE TODO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google