A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Metodologia do Custo Médio Ponderado de Capital (CMPC) para o Setor de Telecomunicações Brasília, Novembro de 2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Metodologia do Custo Médio Ponderado de Capital (CMPC) para o Setor de Telecomunicações Brasília, Novembro de 2009."— Transcrição da apresentação:

1 Metodologia do Custo Médio Ponderado de Capital (CMPC) para o Setor de Telecomunicações Brasília, Novembro de 2009

2 AVALIAÇÃO DO CUSTO DE CAPITAL (CMPC) Estrutura Regulatória das Telecomunicações Usos regulatórios do CMPC Premissas regulatórias para o uso do CMPC Características do processo de construção Aspectos Metodológicos: - Custo de capital próprio - Custo de capital de terceiros - Estrutura de capital Resultados CMPC 2007 Resultados preliminares

3 Estrutura Regulatória das Telecomunicações Usos regulatórios do CMPC Premissas regulatórias para o uso do CMPC Características do processo de construção Aspectos Metodológicos: - Custo de capital próprio - Custo de capital de terceiros - Estrutura de capital Resultados CMPC 2007 Resultados preliminares AVALIAÇÃO DO CUSTO DE CAPITAL (CMPC)

4 USO REGULATÓRIO DO CMPC USO REGULATÓRIO DO CMPC Fixar tarifas de interconexão (Regime Público) - Contexto do Lric (orientação a custo) Definir Valores de referência (Regime Privado) - Interconexão rede móvel (modelo FAC) - EILD (modelo Lric) Revisão tarifária Preços de outorga de radio-frequência Projetos de Universalização Fator X

5 Estrutura Regulatória das Telecomunicações Usos regulatórios do CMPC Premissas regulatórias para o uso do CMPC Características do processo de construção Aspectos Metodológicos: - Custo de capital próprio - Custo de capital de terceiros - Estrutura de capital Resultados CMPC 2007 Resultados preliminares AVALIAÇÃO DO CUSTO DE CAPITAL (CMPC)

6 CARACTERÍSTICAS DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CMPC Correta estimação CMPC corretos sinais... Importante seguir pré-requisitos no processo... Coerência com regulamentações do setor Precisão metodológica Suporte especializado (consultoria – FGV/CPQD) Transparência

7 Estrutura Regulatória das Telecomunicações Usos regulatórios do CMPC Premissas regulatórias para o uso do CMPC Características do processo de construção Aspectos Metodológicos: - Custo de capital próprio - Custo de capital de terceiros - Estrutura de capital Resultados CMPC 2007 Resultados preliminares AVALIAÇÃO DO CUSTO DE CAPITAL (CMPC)

8 ASPECTOS METODOLÓGICOS Custo médio Ponderado de Capital - CMPC Metodologia definida (Três partes) - Custo de capital próprio – (Ke) * CAPM Global modificado (fatores de risco local) - Custo de capital de terceiros– (Kd) * Tx. Livre de risco (Título do tesouro Brazileiro) + Prêmio de risco de crédito (spread) - Estrutura de capital – (D/D+E) *Estimado empiricamente *Nível ótimo de dívida *Estrutura de capital regulatória Taxa de retorno mínima

9 Estrutura Regulatória das Telecomunicações Usos regulatórios do CMPC Premissas regulatórias para o uso do CMPC Características do processo de construção Aspectos Metodológicos: - Custo de capital próprio - Custo de capital de terceiros - Estrutura de capital Resultados CMPC 2007 Resultados preliminares AVALIAÇÃO DO CUSTO DE CAPITAL (CMPC)

10 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO (Ke) Modelo CAPM (requerida pelos acionistas) –E ( r i ) : retorno requerido (asset i); – r f : taxa livre de risco; – i :risco sistemático ou não diversificável; – (r m - r f ) : prêmio de risco de mercado Considerada de grande importância (Gentzoglanis:04) A escolha do modelo CAPM a ser utilizado: –Representatividade dos investidores majoritários –Nível de integração financeira dos mercados

11 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO (Ke) Se o mercado local for totalmente integrado ao merc. global.. Acionistas majoritários puderem ter acesso... Justificável usar modelo CAPM global... Todos os riscos locais são diversificáveis; Investidores do setor de telecomunicações estão sujeitos a riscos locais.

12 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO (Ke) CAPM Global Descrição Modelo : Um país k com um mercado de capitais totalmente integrado, o retorno esperado do ativo i é dado por: Solnik (1974) mostrou que: –Modelo de especificação global (mercado global) explica menos a variância dos retornos dos ativos do que um modelo de especificação local (mercado local). –Existe outra maneira de obter estimativas eficientes dos betas

13 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO (Ke) CAPM Global modificado Descrição do modelo - Sob as hipóteses tradicionais do CAPM, as seguintes relações são válidas: Substituindo a segunda equação na primeira, obtém-se: O modelo CAPM para o setor de Telecomunicações: Parâmetro mais eficiente (Gama)

14 CUSTO DE CAPITAL PRÓPRIO (Ke) Modelo CAPM para o setor de telecomunicações : Onde: = = Retornos mensais dos ativos do setor de telecomunicações vs. MSCI Brazil (beta da companhia). = Retornos mensais do MSCI Brazil vs. MSCI WI (beta Brasil) = Retornos anuais MSCI WI - Treasury-bill (5 years)

15 BETA Fórmula de Hamada (1971): O beta estimado é desalanvancado pelo nível observado de endividamento e re-alavancado pelo nível de endividamento regulatório de acordo com a seguinte relação: Onde D/E é o nível de endividamento observado, é o beta desalavancado, é o beta re-alavancado e (D/E)* é o nível de endividamento regulatório.

16 Estrutura Regulatória das Telecomunicações Usos regulatórios do CMPC Premissas regulatórias para o uso do CMPC Características do processo de construção Aspectos Metodológicos: - Custo de capital próprio - Custo de capital de terceiros - Estrutura de capital Resultados CMPC 2007 Resultados preliminares AVALIAÇÃO DO CUSTO DE CAPITAL (CMPC)

17 CUSTO DE CAPITAL DE TERCEIROS (K d ) Modelo: Taxa livre de risco: média aritmética dos retornos (YTM) do título do tesouro brasileiro Global BRL_2016. Prêmio de risco de crédito: prêmio médio sobre o CDI das debêntures da operadora típica (transformada em taxa pré- fixada/contratos de DI futuro) Custo de capital de terceiros: KdKd = Taxa livre de risco + Prêmio de risco de crédito (spread) Taxa que a empresa paga sobre todo o seu endividamento, tais como empréstimos e títulos.

18 Estrutura Regulatória das Telecomunicações Usos regulatórios do CMPC Premissas regulatórias para o uso do CMPC Características do processo de construção Aspectos Metodológicos: - Custo de capital próprio - Custo de capital de terceiros - Estrutura de capital Resultados CMPC 2007 Resultados preliminares AVALIAÇÃO DO CUSTO DE CAPITAL (CMPC)

19 MODELO TEÓRICO PARA A ESTIMAÇÃO DA ESTRUTURA DE CAPITAL Forma como a empresa financia seus ativos Estrutura de capital regulatória (modelo teórico) Alguns achados no processo de consultoria: - Política de estrutura de capital (minimizar o CMPC) - Exigência dos regulamentos (operador eficiente)

20 MODELO TEÓRICO PARA A ESTIMAÇÃO DA ESTRUTURA DE CAPITAL FactorsFormulaReference BOOK VALUE OF DEBT =Total Gross DebtBrito & Lima (2004) Total Assets TANGIBILITY = Net Assets Titman & Wessels e Total Assets Perobelli & Famá (2002) PROFITABILITY =EBITRajan & Zingales (1995), Total AssetsGomes & Leal (2001) e Perobelli & Famá (2002) RISK =Standard Deviation (EBIT)Brito & Lima (2004) Average (EBIT) GROWTH = Total Assets - Equity + Market Value of Shares Rajan & Zingales (1995) e Total Assets Gomes & Leal SIZE =Ln (Net Operating Income)Rajan & Zingales (1995) Indicadores para a estimativa do modelo teórico

21 Modelo Econométrico adotado (Pooled - Time Series e Cross- Section) Regressão Tobit para estimar os coeficientes (censurar dados negativos). Dados anuais dos últimos 5 anos MODELO TEÓRICO PARA A ESTIMAÇÃO DA ESTRUTURA DE CAPITAL

22 Após obter todos os coeficientes Estimar o coeficiente de endividamento com base em informações de balanço recente O nível de endividamento usado na definição da estrutura de capital.. Média aritimética das K companhias MODELO TEÓRICO PARA A ESTIMAÇÃO DA ESTRUTURA DE CAPITAL

23 Estrutura Regulatória das Telecomunicações Usos regulatórios do CMPC Premissas regulatórias para o uso do CMPC Características do processo de construção Aspectos Metodológicos: - Custo de capital próprio - Custo de capital de terceiros - Estrutura de capital Resultados CMPC 2007 Resultados preliminares AVALIAÇÃO DO CUSTO DE CAPITAL (CMPC)

24 Resultados preliminares para o CMPC Móveis/Fixas Taxa livre de risco local (RF) 9,43% Prêmio de risco de crédito (spread) 129% Custo de capital de terceiros 8,15% Estrutura de capital 31% Beta (β) 1,16 / 0,71 Brasil Beta (β) 1,94 Prêmio de risco de Mercado(PRM) 3,47% Custo de capital próprio 15,46% / 12,38% Imposto 34% WACC (Móveis) Pós 13,19% WACC (Fixas) Pós 11,06%

25 Obrigado!


Carregar ppt "Metodologia do Custo Médio Ponderado de Capital (CMPC) para o Setor de Telecomunicações Brasília, Novembro de 2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google