A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Conhecimento e Aplicação Contábil Especialização Prof. Hoss, O., Dr.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Conhecimento e Aplicação Contábil Especialização Prof. Hoss, O., Dr."— Transcrição da apresentação:

1 Conhecimento e Aplicação Contábil Especialização Prof. Hoss, O., Dr. hoss@utfpr.edu.br

2 29/12/20132 Palestras Leitura Audiovisual Demonstrações Grupos de discussão Praticar fazendo Ensinar os outros/Uso Imediato Taxa média de Retenção A Pirâmide da Aprendizagem Fonte: NTL Institute for Applied Behavioral Sciences 5% 10% 20% 30% 50% 75% 80%

3 29/12/20133 dados informação

4 Onde está o lucro? 29/12/20134

5 Onde está o DINHEIRO? 29/12/20135

6 Conhecimento Contábil 29/12/20136 capacidade de gerar e fornecer e fornecer informações de maneira útil e relevante aos seus usuários a respeito dos patrimônios envolvidos para que possam tomar decisões.

7 INDÚSTRIA TÊXTIL ÉRICA Balanço Patrimonial – Em R$ Mil – 31/12/02 ATIVO PASSIVO + PL Circulante Disponível 500 Dupls. a Receber 2.500 Estoques 2.000 5.000 Fornecedores 1.000 Salários a Pagar 2.000 Emp. Bancários 1.000 4.000 Realizável a Longo Exigível a Longo Prazo Emp. a Coligadas 500 500 Financiamentos 500 500 Permanente Patrimônio Líquido Investimentos 500 Imobilizado 4.000 4.500 Capital Social 4.000 Lucros Acums. 1.500 5.500 TOTAL 10.000

8 INDÚSTRIA TÊXTIL ÉRICA DRE – Em R$ Mil – 31/12/02 Vendas / Receitas 5.000 ( - ) Despesas / Custos ( = ) Lucro Líquido1.500

9 Análise Índices Relações que se estabelecem entre duas grandezas Exemplo Ativo Circulante - $ 5.000 Passivo Circulante - $ 4.000 Conclusão: A empresa conseguirá pagar suas dívidas: AC > PC Para cada $ 1,00 de divida CP, a empresa dispõe de $ 1,25 de AC. Aspectos dos Índices: Índice Ativo Circulante 5.000 Passivo Circulante 4.000 == 1,25 1) Fórmula Ativo Circulante Passivo Circulante = 1,25 2) Interpretação Para cada $ 1,00 de Dívida de Curto Prazo, há $ 1,25 de Dinheiro e Valores a Receber no CP (Ativo Circulante) 3) Conceituação O Índice é bom ou ruim ? - Ramo de Atividade - Índices Padrão Prof. Zuinglio J. B. Braga Mas qual é a folga financeira exata ?

10 Índices de Liquidez Avalia a Capacidade de Pagamento da Empresa Curto Prazo 1) L. Corrente = Ativo Circulante Passivo Circulante Cálculo => 5.000 4.000 = 1,25 Interpretação => Para cada $ 1,00 de dívida a Curto Prazo (Passivo Circulante) há $ 1,25 de Dinheiro e Valores que se transformarão em Dinheiro no CP (Ativo Circulante) Explicação - dividir o numerador e o denominador por um mesmo número Como o numerador é sempre igual ao resultado (coeficiente), podemos dizer: Para cada $ 1,00 no denominador (PC) dispõe-se de $ 1,25 no numerador, (AC) que é o mesmo do resultado No numerador (AC) $ 1,25 dispõe-se de para cada $ 1,00 no denominador (PC) LC = 5.000 4.000 =1,25 =1,00 ÷ = 1,25 Comércio que vende à vista Ativo Circulante Disponível Estoques xxxx Serviços que vende à vista Ativo Circulante Disponívelxxxx Normalmente Conceituação => Indústria que vende a prazo Ativo Circulante Disponível Dupl. a receber Estoques xxxx

11 2) Liquidez Seca = Ativo Circulante (-) Estoques Passivo Circulante LG = = 1,22 (Bom Índice) 5.000 + 500 4.000 + 500 Admita que a empresa adquira um novo financiamento de $ 2.000 para Investimento em Máquinas e Equipamentos : PC 4.000 ELP500 + 2.000 2.500 AC 5.000 RLP500 A.P. +2.000 Nova LG = = 0,61 5.000 + 500 6.500 +2.500 ? Ano 1 1,16 Ano 2 1,18 Ano 3 1,22 Ano 4 0,61 Por causa do Financiamento houve uma redução de 1,22 para 0,61 Análise Horizontal Ano 1 Ano 2 Ano 3 LS = 5.000 – 2.000 = 0,75 4.000 3) Liquidez Geral = Ativo Circulante + Realizável a Longo Prazo Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo

12 4) Liquidez Imediata Prazo Imediato = Disponível Passivo Circulante LI = 0,13 LI = 500 4.000 LI = Disponível PC OBS: Este Índice não é tão importante, porém torna-se imprescindível quando utilizamos fontes comerciais. Liquidez Imediata Ano 1 Ano 2 Ano 3 0,13 0,08 0,03 Atrasos Médios 25 ds. 35ds. 47ds. Exemplo:

13 Índices de Endividamento ( Estrutura de Capital ) PassivoLei da S.A.Dados Exigível (Capital de Terceiros) Circulante Exigível a Longo Prazo Sub Total 4.500 Não Exigível (Capital Próprio) Total Patrimônio Líquido 4.000 500 5.500 10.000 xxxxxxxx Quantidade de Endividamento => CT x CP 1) Participação de CT = Capital de Terceiros = 4.500 = 45% Passivo Total 10.000 Média BrasileiraPaíses Desenvolv. Érica CT 45% CP 55% Total 100% 58% 42% 100% 60% 40% 100% Concorrentes ? ? 100% Ideal ? ? 100% 2) Garantia do CP ao Capital de Terceiros = PL = 5.500 = 122,22% CT 4.500 3) Grau de Endividamento = CT = 4.500 = 81,82% PL 5.500 Qualidade da Dívida – Perfil do Endividamento 4) Composição = PC = 4.000 = 88,88% CT 4.500 Exemplo Pequenas Empr.Grandes Empr.Conc/PadrãoIdeal PC 88,88% ELP 11,12% Total 100% 100% 0% 100% 50% 100% ? ? ? ? 5) Participação de Dívidas Onerosas = Empréstimos Bancários Capital de Terceiros

14 Rentabilidade da Empresa General Motors Lucro $ 5 milhões Ind. Têxtil Érica Lucro $ 5 mil Qual é a mais rentável ? Grande EmpresaPequena Empresa Qual teve o maior retorno ? Comparar com Ativo, pois Ativo é quem gera Receita, que gera Lucro Ativo = Investimentos p/ se obter Lucro Quanto o Ativo gerou de Lucro ? Lucro Ativo = % ==> Taxa Taxa de Retorno (Lucro ou Prejuízo) sobre Investimentos (Ativo) TRI (Empresa) = ou = 0,15 ==> 15% L. Ativo 1.500 10.000 Poder de Ganho da Empresa : p/ Cada $ 1,00 Investido no Ativo há um ganho anual de $ 0,15 (Retorno) Lucro Operacional Ativo Operacional TRI (ROI) = ou Lucro Líquido Ativo Total Pay Back (Tempo Médio de Retorno) = 1,00 0,15 100% 15% ou = 6,67 anos

15 Rentabilidade do Empresário AtivoPassivo Total 10.000 CT 4.500 PL 5.500 DRE LL ===> 1.500 = = 27,27% 1.500 5.500 Para cada $ 100 Investido pelos proprietários há um retorno de $ 27,27 Pay Back = = 3,67 anos 1,0000 0,2727 Qual é o Pay Back da Caderneta de Poupança ? Diferença entre Rentabilidade da Empresa X Empresário AtivoPassivo Total 10.000 CT 4.500 PL 5.500 Circulante 5.000 R. L. P. 500 Permanente 4.500 LL 1.500 Admita : b) Se você fosse Administrador ? LL PL Taxa de Retorno do PL ( ROE ) = 1) O Banco x oferece um crédito de $ 15.000 por um ano renovável; 2) O contador faz diversas simulações : a melhor é um acréscimo no lucro de $ 1.000 se aplicar $ 9.000 no Circulante e $ 6.000 no Permanente; 3) Partindo do pressuposto que a empresa distribui TODO LUCRO em forma de dividendos, você concordaria aceitar este empréstimo: a) Se você fosse dono ?

16 AtivoAntesDepoisPassivoAntesDepois Circulante R. L. P. Permanente Total 14.000 500 10.500 25.000 4.500 5.500 + 15.000 10.000 19.500 5.500 25.000 + 9.000 5.000 500 4.500 10.000 +6.000 Total Cap. Terceiros Patrimônio Líquido LL PL 1.500 5.500 = 27,27% Pay Back 3,67 anos 1.500+1.000 5.500 45,45% Pay Back 2,2anos Melhorou Empresário (ROE) TRPL AdministradorFórmulaAntesDepois Resultado AC PC CT Passivo LL Ativo 14.000 19.000 = 0,74 19.500 25.000 = 78% 1..500+1.000 25.000 = 10% Pay Back 10 anos Piorou Sensível- mente Piorou Liquidez Corrente Endividamento Rentabilidade 5.000 4.000 = 1,25 5.000 10.000 = 50% 1.500 10.000 Pay Back 6,67anos = 15 %

17 Estudo Detalhado do TRI Desmembramento Margem de Lucro = (Lucratividade) Lucro Líquido 1.500 Vendas5.000 = = 0,30 30% Empresas que ganham no preço: maior margem de lucro Vendas Ativo 5.000 10.000 = = 0,50 vezes Empresas que ganham na quantidade: vende mais produtos L.L. X Vendas Vendas Ativo = ? Juntando Preço XQuantidade = ? M.Lucro XGiro Ativo = ? LL Ativo = TRI TRI = 1.500 10.000 = 0,15 15% M. Lucro 30% Giro do Ativo = (Produtividade) 0,50 = 15% Giro do Ativo X OU

18 A Rentabilidade e os Ramos de Atividades EmpresasMargemGiroTRI 01- Telesp 02- Rhodia Nordeste 03- Votorantim 04- Suzano 05- Açonorte 06- Brahma 07- Petroflex 08- Arapuã 09- Goodyear 10- Sé Supermercados 11- Cooxupé 12- Sto. Amaro (Veíc.) 13- Atlantic 54,2% 29,8% 28,3% 18,3% 13,2% 8,4% 6,9% 4,7% 3,6% 3,2% 2,9% 2,4% 1,6% 0,19 0,30 0,35 0,51 0,72 1,22 1,55 2,09 2,16 3,31 3,35 4,27 6,03 XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX ========================== 10,4% 8,8% 9,8% 9,3% 9,5% 10,2% 10,7% 9,8% 7,8% 10,7% 9,6% 10,3% 9,7%

19 Índices de Prazos Médios ou Índices de Atividades 2º) Prazo Médio de Recebimento de Vendas Indica quantos dias em média levo para receber as minhas vendas a prazo. 1º) Prazo Médio de Renovação dos Estoques Indica quantos dias em média levo para renovar os meus estoques a prazo. PMRE = 30 dias PMRV = 20 dias 3º) Prazo Médio de Pagamentos e Fornecedores Indica quantos dias em média levo para pagar meus fornecedores. PMPF = 15 dias ( * ) CMV = EI + C - EF PMRE = Estoques C. M. V. * 360 dias PMRV = Duplicatas a Receber Vendas Líquidas * 360 dias PMPF = Fornecedores (*) Compras * 360 dias

20 Ciclo Operacional e Ciclo de Caixa Enquanto o ciclo operacional se inicia no momento da aquisição dos materiais, o ciclo de caixa (ou ciclo financeiro) compreende o período de tempo entre o momento do desembolso inicial de caixa para pagamento dos materiais e da data do recebimento da venda do produto acabado. Ciclo Operacional = 50 dias CC/CF = 50 – 15 = 35 dias Giro = 360 = 10,29 vezes no ano 35 Como eu poso melhorar o Ciclo de Caixa (CC)? Como financiar o Ciclo de Caixa? PMRE = 30 dias (C) PMPF = 15 dias (P) PMRV = 30 dias (R) - PMRE - PMRV - PMPF

21 1.Concessão de Créditos à Cia Playboy O Dr. Coelho Arruda assume a Diretoria da Cia. Playboy no início do ano de X5. Bastante conhecido como eficiente administrador, o Dr. Coelho dirigi-se ao seu velho amigo, Sr. Vesperal, presidente do Banco Exigente S.A., solicitando um financiamento de $ 50 milhões a Longo Prazo (cinco anos é o prazo que a financeira do Banco Exigente normalmente concede para os financiamentos). As Demonstrações Financeiras da Cia Playboy são as seguintes: EXERCÍCIOS DE ANÁLISE FINANCEIRA

22 CIA. Playboy Balanço Patrimonial – Em R$ Milhões ATIVO Circulante Disponível Duplicatas a Receber Estoques Total Circulante Permanente Investimentos Imobilizado (-) Depreciação Total do Permanente 31/12/X231/12/X431/12/X3 1.000 10.000 6.000 1.000 10.000 9.550 1.000 10.000 14.370 17.00020.55025.370 1.000 20.000 (4.000) 1.500 30.000 (9.000) 2.250 45.000 (18.000) 17.00022.55029.250 Total 34.00054.62043.050 PASSIVO e PL Circulante 31/12/X231/12/X431/12/X3 Fornecedores Tributos e Contribuições Empréstimos Diversos Total Circulante Patrimônio Líquido Capital Reservas Diversas Prejuízos Acumulados Total do PL 1.000 2.000 15.000 1.600 3.100 20.000 2.000 30.000 18.00024.70034.000 10.000 2.000 10.000 2.500 10.000 2.550 11.00011.1009.750 Total 34.00054.62043.050 Exigível a Longo Prazo 5.000 7.25010.870Financiamentos (1.000) (1.400)(2.800)

23 Demonstração do Resultado do Exercício CIA. Playboy - Em $ milhões DescriçãoX2X3X4 Receita Bruta 50.00080.000140.000 (-) Deduções (5.000)(8.000)(14.000 ) Receita Líquida 45.00072.000126.000 (-) CPV (23.000)(36.800)64.400 Lucro Bruto22.00035.20061.600 (-) Despesas Operacionais De Vendas (6.000)(9.600)(16.800 ) Administrativas (2.000)(3.000)(4.500) Financeiras (17.000)(26.500)(49.000 ) subtotal(25.000)(39.100)(70.300 ) Resultado Operacional(3.000)(3.900)(8.700) Ganhos Não Operacionais 2.0003.50007.300 Prejuízo do Exercício(1.000)(400)(1.400)

24 Informações Adicionais 4) Total de compras: 10.000, 15.000 e 21.000 em X2, X3 e X4 respectivamente (em $ 1 mil). Você está convidado a analisar a Cia Playboy e dar seu parecer. O Banco Exigente SA tem o seguinte o roteiro de análise: 1. A atividade da empresa é trefilar metal não ferroso e distribuí-lo como matéria-prima para outras empresas. Esse ramo de atividade é bastante promissor, pois a Cia. Playboy possui a maior quota para adquirir o metal não ferroso da maior siderúrgica do País, enquanto outras trefiladoras possuem uma pequena cota. 2. Não houve amortização de Financiamentos, apenas Variação Cambial contabilizada no grupo Despesas Financeiras e novos financiamentos. 3) O Manual de Normas do Banco Exigente SA determina que só concederá financiamentos para empresas cuja a situação econômico-financeira seja satisfatória. No entanto, qualquer determinação do presidente é o que vale.

25 19X419X319X2 CT/ Passivo PC/CT CT/PL Liquidez Corrente AC PC Geral AC + RPL PC + ELP Seca AC – EST PC Imediata DISP PC Tendência dos Índices (1) (2) (3) (4) Endivi- damento Rentabi- lidade Atividade LL/Ativo VB/Ativo LL/PL PMRE E x 360 CMV PMRV DR x 360 VB (5) (6) (7) (8) (9) (10) (11) (12) (13) PMPC F x 360 C Indicadores 0,610,44 0,32 0,030,040,06 0,940,83 0,75 0,560,640,74 piorar estabilizar piorar estabilizar piorar melhorar estabilizar 1,47 1,85 2,56 72 ds45 ds26 ds 36 ds38 ds34 ds 68%74%82% 78% 77%76% (3%)(1%)(2,5%) 209% 288%460% (9%)(3%)(14%) 94 ds93 ds80 ds Companhia Playboy 1)Quadro Clínico: fazer um check-up, um exame geral da empresa, por meio de seus indicadores econômico-financeiros.

26 Companhia Playboy B) Pontos Fortes obtidos no quadro clínico = B1) Rotação de Estoques (PMRE). B2) PM Recebimento de Vendas. B3) Vendas (aumento de Vendas em relação ao Ativo). 2. Diagnóstico : Vamos ver quais são os problemas do doente. O doente (no caso, a empresa) tem não só pontos fracos como também pontos fortes, pois se não tivesse nenhum ponto forte certamente estaria à morte. A)Pontos Fracos obtidos no quadro clínico = A1) Rentabilidade. A2) Liquidez. A3) Endividamento.

27 Comentários: A rentabilidade é deficitária, dá prejuízo; logo, é preciso procurar na DRE a causa desse prejuízo. Os CPV não estão aumentado mais do que as Vendas; logo, não são os responsáveis pela má Rentabilidade. Fazendo esta mesma análise com os outros itens, encontraremos que o grande responsável são as despesas financeiras. Todavia, se reduzíssemos um pouco (2 milhões) das despesas financeiras, teríamos um lucro de 600 mil no final (já que não ocorreria prejuízo). O problema é ter despesas financeiras muito elevadas. A empresa possui empréstimos diversos elevados, que geram prejuízo (devido aos seus juros). Problemas causados pelos empréstimos: A) Pontos Fracos (Motivos que levaram a empresa a possuí-los) A2) Liquidez A1) Rentabilidade 1º Empréstimos a Curto Prazo Seria interessante que fossem a longo prazo, para melhorar a liquidez corrente, seca etc. em X2 = CPV= 23.000 = 46% V 50.000 em X4 = CPV= 64.400 = 46% V 140.000

28 As despesas financeiras são elevadas, representando, no último ano, $ 49.000 de ônus financeiro contra uma dívida de $ 40.870. 2º Tais empréstimos geram ônus financeiro muito alto (elevado). Juros altos veja DRE (desp. financeiras). Temos no ano de X4 30.000 desp. a curto prazo e 10.870 desp. a longo prazo 40.870 de dívida Além de ter grande dívida a curto prazo, o problema principal é: Temos CT/PL (7) em péssima situação, pois PL está diminuindo (no decorrer dos anos) por estar absorvendo os prejuízos. Logo, está sendo reduzido constantemente (PL) e aumentando, portanto, o índice de endividamento. A3) Endividamento OBS: o índice aumenta, porque o denominador diminui (devido à queda do PL e não tanto ao inchamento das dívidas).

29 Além disso, a empresa consegue produzir e vender mais rápido, em virtude do PMRE (veja PMRE gira mais rápido reduzi-las. Este potencial de vendas é consolidado por meio do índice VB /Ativo, o que demonstra que o índice empresarial aumenta em proporção maior do que se Ativo. De X2 para X3 Receita Bruta 50.000 para 80.000 (variação 60%) É uma característica positiva da empresa: possuir POTENCIAL DE VENDAS.

30 Parecer Final Podemos dar créditos à empresa, pois ela possui grande potencial de vendas. O mercado está disposto, pelo visto, a consumir a produção da empresa, mesmo reduzindo o seu prazo de vendas (financiamento de vendas – PMRV). A empresa necessita de 50 milhões; entretanto, antes de conceder-lhes o empréstimo, devem-se impor duas condições a ela, justamente por estar em situação precária, donde se conclui que os recursos não estão sendo bem administrados, apesar de apresentarem bom Potencial de Vendas. 3. Parecer do Analista : O analista fará um breve comentário sobre a situação da empresa e, em seguida Dará seu parecer, escolhendo uma das opções: ( ) a) Concedo o crédito irrestritamente. ( ) b) Não concedo o crédito (financiamento). ( ) c) Concedo o crédito impondo as seguintes condições: 1ª condição Com os 50 milhões, deve utilizar 30 milhões para sanar suas dívidas a curto prazo (que estão gerando elevado ônus). 2ª condição Aplicar os 20 milhões restantes no giro (Estoques empresarial por ela vender bem).

31 Endividamento melhorará por dois motivos: 1º) aumento do PL, uma vez que a empresa terá lucro; e 2º) composição do endividamento: troca de dívida de curto prazo por longo prazo. Liquidez será boa, considerando que se trocou dívida a curto prazo por dívida a longo prazo). Pago 30 milhões e deve ao banco 50 milhões (mas a longo prazo = 5 anos). Toda liquidez a curto prazo melhorará, exceto a liquidez geral (longo prazo). Se seguir tal esquema: Rentabilidade reduzindo sua Despesa Financeira, terá lucro (certamente, daqui para frente). Justificativa


Carregar ppt "Conhecimento e Aplicação Contábil Especialização Prof. Hoss, O., Dr."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google