A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

História da Antiguidade Clássica e Roma Os gregos tinham diversas crenças e narrativas para explicar os fatos, os acontecimentos e os valores da sociedade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "História da Antiguidade Clássica e Roma Os gregos tinham diversas crenças e narrativas para explicar os fatos, os acontecimentos e os valores da sociedade."— Transcrição da apresentação:

1 História da Antiguidade Clássica e Roma Os gregos tinham diversas crenças e narrativas para explicar os fatos, os acontecimentos e os valores da sociedade. O conjunto dessas crenças e narrativas é o que chamamos de Filosofia. A filosofia é o estudo de problemas fundamentais relacionados à existência, ao conhecimento, à verdade, aos valores morais e estéticos, à mente e à linguagem. Ao abordar esses problemas, a filosofia se distingue da mitologia e da religião por sua ênfase em argumentos racionais. Para os gregos tratava-se de maneira nova de enxergar o ser humano e a natureza, já que essas explicações se baseiam em experiências racionais.

2 A agricultura Grega  O solo grego era pouco fértil, Por isso o abastecimento da Grécia Antiga era feito através do comércio com outras regiões, já que seu solo árido dificultava a produção de alimentos.  As características físicas da Antiga Grécia favoreceram o desenvolvimento de um tipo de sociedade autônoma, conhecida como Cidade-estado. O termo cidade-Estado significa cidade independente, com governo próprio e autônomo. Cidades-Estados eram comuns na Antiguidade, com por exemplo as cidades gregas Atenas e Esparta

3 Para o gregos, a beleza possuía caráter ideológico. Pois, os gregos idealizavam um corpo perfeito. Em seus trabalhos artísticos, expressavam o que para eles seria um ser dono de uma beleza totalizada.

4 DEMOCRACIA ATENIENSE Na democracia ateniense o voto e a cidadania era limitada aos homens atenienses livres e maiores de 18 anos. Nesse período as mulheres e homens com menos de 18 anos e mulheres não podiam votar.  Na Grécia antiga, a política era a atividade que se desenvolvia nas pólis e, portanto, cidadão era quem possuía direitos políticos.  A Grécia Antiga não era um país unificado. Cada cidade, com o território que ela controlava ao seu redor, era independente, com governo, leis, moeda, calendário e costumes próprios. Daí o nome de cidade-estado ou PÓLIS. As cidades-estados mais famosas eram ESPARTA e ATENAS.

5 VIDA NA GRÉCIA  Enquanto os escravos trabalhavam na agricultura e nas construções os cidadãos ficavam livres para se dedicarem às atividades políticas e culturais.  No período aristocrático algumas pessoas tornaram-se escravos por dívidas.  A democracia ateniense era direta, já a democracia moderna tem um caráter representativo ou indireto. Na democracia ateniense, os cidadãos eram homens livres, nascidos em Atenas e maiores de 18 anos. No Brasil, a democracia é abrangente e possuem direito de voto todos os brasileiros maiores de 16 anos.

6  Na Grécia, os cidadãos não elegiam representantes. As decisões eram tomadas pela maioria dos cidadãos reunidos em praça pública. No Brasil, ao contrário, elegemos um representante que tomará as decisões políticas por nós. AS DIFERENÇAS ENTRE GRÉCIA E O BRASIL

7 ESCRAVIDÃO ROMANA  Os escravos romanos eram prisioneiros de guerras ou plebeus endividados.  A escravidão na Antiga Roma implicava uma quase absoluta redução nos direitos daqueles que ostentavam essa condição, convertidos em simples propriedades dos seus donos.

8 POLÍTICA ROMANA  Os patrícios, cidadãos de República Romana, constituíam a aristocracia romana, a sua nobreza. Detinham vários privilégios governamentais, dentre eles, a isenção de tributos, a exclusiva possibilidade de se tornarem soberanos de Roma e também a de serem senadores. Desempenhavam altas funções públicas, no exército, na religião, na justiça ou na administração. Eram grandes proprietários de terra e credores dos plebeus.

9 o O governo romano utilizava os espetáculos de gladiador para divertir a população, desviando o foco das graves condições de vida durante o Império. Essa estratégia recebeu o nome de política do “Pão e circo”.  Os patrícios ocupavam os principais cargos políticos no Senado e nas Assembleias, por isso, era considerada uma sociedade injusta, pois, as decisões sobre toda a sociedade eram tomadas por este pequeno grupo de homens.

10  Os patrícios, descendentes das famílias mais antigas de Roma, ou seja, também dos chefes tribais da região do período pré-romano, foram, durante o Reino de Roma, a República Romana e o Império Romano, os donos das maiores e melhores terras, anfitriões das mais luxuosas festas e dominavam a cena política.

11 “A História contém os mais singelos e complexos detalhes sobre as nossas e outras HISTÓRIAS, afinal trata-se de um patrimônio que pertence a todos os seres humanos”. Por isso precisamos estudar o passado em busca da verdade, para assim desenvolver o nosso senso critico baseado em fatos históricos. Neste bimestre bebemos na fonte do conhecimento do berço da civilização humana Grécia e Roma. PARABÉNS JOVENS GUERREIROS PELA CONQUISTA DE MAIS ESTE BIMESTRE, E QUE VENHA O PRÓXIMO!


Carregar ppt "História da Antiguidade Clássica e Roma Os gregos tinham diversas crenças e narrativas para explicar os fatos, os acontecimentos e os valores da sociedade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google