A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pró-Saúde e sua contribuição na formação acadêmica do farmacêutico Proposta de projeto de avaliação do pró-saúde.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pró-Saúde e sua contribuição na formação acadêmica do farmacêutico Proposta de projeto de avaliação do pró-saúde."— Transcrição da apresentação:

1 Pró-Saúde e sua contribuição na formação acadêmica do farmacêutico Proposta de projeto de avaliação do pró-saúde

2 Equipe Proponente – OPAS/Abenfar Coord.Luiz Henrique Costa Financiamento: Deges/Segets/MS Equipe Coordenadora - Unisul –Cleidson Valgas –Dayani Galato –Silvana Cristina Trauthman

3 Contextualização e Justificativa Novas diretrizes curriculares Fóruns de Educação Farmacêutica Pró-Saúde II envolvendo cursos de Farmácia Necessidade de avaliação – A realização deste projeto contribuirá para a verificação do impacto do Pró- Saúde na transformação dos serviços prestados nas unidades básicas de saúde, principalmente nas questões relacionadas ao acesso e ao uso racional de medicamentos.

4 Objetivos Objetivo Geral Avaliar a contribuição do Pró-Saúde na formação acadêmica dos farmacêuticos.

5 Objetivos Objetivos específicos Identificar o perfil das Universidades que possuem cursos de farmácia inseridos no Programa; Analisar os projetos pedagógicos dos cursos envolvidos; Conhecer as propostas aprovados no Pró-Saúde II que envolvem cursos de farmácia; Identificar os pontos facilitadores e dificultadores da implantação das propostas; Conhecer as ações realizadas em cada programa e o perfil dos alunos envolvidos; Analisar a possibilidade de integração multidisciplinar e interprofissional nas ações realizadas; Analisar a continuidade das ações realizadas (extensão a outras fases do curso de Farmácia, além da envolvida diretamente no Programa). Identificar os possíveis benefícios em relação à inserção nos Serviços de Saúde que o Programa proporciona aos acadêmicos, cursos e instituições envolvidas.

6 Métodos Considerações éticas da pesquisa Submissão ao CEP Unisul Coleta de dados - Etapa de caracterização das proposta e ações A ser realizado a todos os cursos de Farmácia com projetos aprovados no Pro-Saúde II. –Análise documental (projetos pedagógicos e projetos do pro-saúde) –Aplicação de um instrumento via mail -Etapa de coleta in loco A ser aplicado em todas as regiões do país com cursos aprovados, sendo os mesmos selecionados através de sorteio, 1 a cada 5. - Observação participante – ações - Grupo nominal – Busca de consenso das contribuições na formação do profissional Farmacêutico

7 Métodos Análise inicial dos dados Elaboração do relatório com os resultados obtidos através da análise documental, avaliação dos questionários, observação participante e grupo nominal. Evento de devolução de dados e socialização das experiências Elaboração do relatório Final Participantes: representantes do curso de farmácia de todos os projetos Pró-Saúde II que possuam cursos de Farmácia; -Programação em dois dias em Fpolis -Apresentação do relatório inicial da pesquisa e consolidação dos resultados obtidos; -Socialização das Experiências do Pró-Saúde selecionadas; -Fórum para seleção de estratégias adotadas nos projetos do Pró-Saúde II a serem divulgados aos cursos de farmácia do país.

8 Resultados esperados a descrição dos projetos envolvendo os cursos de farmácia aprovados no Brasil com a identificação dos pontos facilitadores e dificultadores; O Evento de devolução dos dados e socialização das experiências; A seleção de estratégias adotadas nos projetos pró-saúde de inserção do acadêmico no Sistema Único de Saúde a serem divulgadas a outras Universidades; O relatório final da pesquisa com o consolidado de todos os resultados.

9 Cronograma Tabela 1. Proposta de Cronograma para execução da pesquisa Atividades Meses Submissão ao CEP1 Desenvolvimento dos instrumentos (questionário e roteiro para o grupo nominal) 1-2 Validação dos instrumentos (proposta de realização na FURB)3 Coleta de dados (instrumento e documentos)4-5 Coleta de dados in loco (visitas com observação participante e grupo nominal) 6-8 Análise dos dados5-9 Elaboração do relatório parcial da pesquisa10 Devolução dos dados (evento junto com representantes dos projetos aprovados) 11 Relatório Final12

10 Cronograma Tabela 1. Proposta de Cronograma para execução da pesquisa Atividades Meses Submissão ao CEP1 Desenvolvimento dos instrumentos (questionário e roteiro para o grupo nominal) 1-2 Validação dos instrumentos (proposta de realização na FURB)3 Coleta de dados (instrumento e documentos)4-5 Coleta de dados in loco (visitas com observação participante e grupo nominal) 6-8 Análise dos dados5-9 Elaboração do relatório parcial da pesquisa10 Devolução dos dados (evento junto com representantes dos projetos aprovados) 11 Relatório Final12

11 Orçamento Tabela 5. Orçamento consolidado para a realização do trabalho de avaliação dos Projetos Pró-Saúde envolvendo cursos de Farmácia. ITENS VALOR (R$) Serviços de Terceiros – Pessoa Física17.700,00 Serviços de Terceiros – Pessoa Jurídica0,00 Material de Consumo2.200,00 Passagens e Diárias47.000,00 Material Permanente e Equipamentos5.000,00 Outros (Hotel)9.450,00 TOTAL81.350,00

12 Referências ABENFAR - Associação Brasileira de Ensino Farmacêutico; Departamento de Assistência Farmacêutica do Ministério da Saúde. I Fórum de Educação Farmacêutica: O Farmacêutico que o Brasil necessita, Relatório, Brasília, ABENFAR - Associação Brasileira de Ensino Farmacêutico; Executiva Nacional dos Estudantes de Farmácia (ENEFAR); Federação Nacional dos Farmacêuticos (FENAFAR); Ministério da Saúde – Departamento de Assistência Farmacêutica (MS/SCTIE-DAF). II Fórum de Educação Farmacêutica, Florianópolis, BRASIL, Ministério da Saúde, Portaria n. 2531, de 22 de outubro de Aprova a transferência de recursos financeiros federais referentes ao Incentivo Financeiro para apoio as ações de assistência farmacêutica no âmbito do Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde - PRÓ-SAÚDE. Diário Oficial da União, sessão1, p. 129, 23 out BRASIL, Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, BRASIL, Portaria Interministerial nº de 26 de novembro de 2007, que dispõe sobre o Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde – Pró Saúde CGEE – Centro de Gestão e Estudos Estratégicos. Formação de recursos humanos na área farmacêutica: termo de referência. Meta 4; ação A. Brasília: Disponível em: Acesso em: agosto, CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Resolução CNE/CES 2, de 19 de fevereiro de 2002 que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Farmácia. Disponível em: portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/Farm.pdf. Acesso em: agosto, CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE. Resolução n. 338, de 06 de maio de 2004 do Conselho Nacional de Saúde, que aprova a Política Nacional de Assistência Farmacêutica. LEITE, SN; NASCIMENTO JR, JM; COSTA, LH; BARBANO, DB. I Fórum Brasileiro de Educação Farmacêutica: O farmacêutico que o Brasil precisa. Interface. V. 12, n. 25, p , MINAYO, M.C.S. O desafio do conhecimento, pesquisa qualitativa em saúde. 2ª ed. São Paulo: Hucitec, p. SECRETARIA DE POLÍTICAS DE SAÚDE. Política Nacional de Medicamentos. Revista de Saúde Pública. V. 34, n. 2, p , VÍCTORA, CM, KNAUTH, DR, HANSSEN, MNA. Pesquisa qualitativa em Saúde: Uma introdução ao tema. Porto Alegre: Editora Tomo, 2000.


Carregar ppt "Pró-Saúde e sua contribuição na formação acadêmica do farmacêutico Proposta de projeto de avaliação do pró-saúde."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google