A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ATIVIDADES PARA MELHORAR A LEITURA NOVA PETRÓPOLIS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ATIVIDADES PARA MELHORAR A LEITURA NOVA PETRÓPOLIS."— Transcrição da apresentação:

1 ATIVIDADES PARA MELHORAR A LEITURA NOVA PETRÓPOLIS

2 Como formar pessoas leitoras, criativas, envolvidas, se não houver um ambiente adequadamente organizado para este fim? A biblioteca é o lugar de acesso aos mais variados tipos e alternativas de material impresso (livros, revistas, periódicos, gibis, jornais, revistas,...) É um lugar de acesso à cultura, aos bens simbólicos e materiais criados pelos mais diferentes grupos sociais ao longo da história da humanidade. Como cobrar das crianças cuidados, zelo e atenção no manuseio de livros, coleções e outros materiais impressos, se elas não estabeleceram o contato diário?

3 Livros finos ou grossos? Com figuras ou sem figuras? Que tal ouvirmos a opinião do leitor? A criança é um ser de cultura, que, ao se relacionar com o mundo, aprende nos intercâmbios com seus pares e é capaz de modificá-lo; de lógica singular, consegue ir além do desenvolvimento alcançado em um dado momento. Somos um professor mediador que impulsiona o nível de desenvolvimento da criança ou um professor que a deixa restringir-se aos seus limites?

4 REFLEXÕES SOBRE AS PRÁTICAS DOS PROFESSORES DE NOVA PETRÓPOLIS REALIZADAS NAS ESCOLAS

5 Leitura: uma prática social na escola Para muitos alunos, a escola é o ambiente em que eles mais terão contato com materiais e ambiente de leitura. Leitura e escrita devem ser planejadas como atividades cotidianas, tanto entre os alunos como entre os professores. Pode-se usar histórias lidas e ouvidas como estímulo para a escrita dos alunos (confecção de um jornalzinho escolar). Leituras em voz alta ou em silêncio, individuais ou coletivas, na sala ou na biblioteca. É preciso que o aluno leia, além das palavras do livro, as palavras do mundo, para que o leitor perceba vínculos entre o mundo à sua volta e o mundo do livro.

6 O que podemos fazer para tornar nossos alunos leitores experientes? A leitura deve fazer parte do projeto pedagógico da escola, envolver toda a comunidade escolar e ser sua prioridade número 1. É uma prática social, fundamental para entender o mundo. Portanto, o texto só faz sentido quando ele se articula com as informações que o leitor possui, a partir da ativação dos conhecimentos prévios. Para que a leitura faça sentido em nossas vidas precisamos: trabalhar com a variedade de textos que circulam na sociedade, estabelecendo diversão, informação, estudo, resolução de problemas, etc. Criar um clima de suspense, perceber as expectativas a partir dos títulos e das capas dos livros, realizar antecipações e inferências a partir do contexto e dos conhecimentos de que os alunos já dispõem.

7 Atividades de leitura Não existem receitas prontas. É o professor quem deve observar a realidade da turma. Dentre as várias formas de trabalhar com leitura em sala de aula pode-se sugerir: A apresentação oral de um texto lido; Deixar o aluno escolher o livro que quiser; Evitar preconceitos como o livro é inadequado para a faixa etária; Levar o aluno a contar a história para a classe; Quando a criança não estiver alfabetizada poderá ler as imagens do texto e fazer a sua interpretação; Fazer, em sala de aula, a hora do conto (conto, crônica, poema, cada dia um pedaço da história de um livro, fazendo suspense para o dia seguinte,...); Encenar alguma história (com materiais diversos) ;

8 Leitura com toques - Fazer uma leitura oral onde sempre que o aluno comete um erro o professor bate com algum objeto, como uma caneta, na sua mesa e o próximo deve continuar a leitura retomando a palavra errada. Caso não cometa erro, o professor bate duas vezes e o colega deve continuar sem repetir a palavra. Todos precisam estar atentos nos toques do professor.

9 Leitura em forma de jogral – existem várias formas: Jogral tradicional – alunos divididos em grupos Jogral coletivo – o professor inicia a leitura, todos acompanham e quando ele permanece calado, os alunos juntos lêem a palavra, em seguida o professor continua a leitura. Jogral individual – um aluno inicia a leitura e quando para, um grupo lê a palavra ou frase e em seguida outro aluno continua. Pode ser observado a pontuação como limite.

10 A leitura de listas: Lista de mercado, Lista de material escolar, Lista de tarefas, Lista de brinquedos, Lista de amigos, Lista de presentes, Lista de colegas, Lista de professores, Lista de roupas, Lista de comidas, etc...

11 Rolo da leitura Leitura surpresa ( latinha/ sacola/caixa) Ditado surpresa Apresentação de um jornal falado/ lido Leitura de cartazes Leitura de bilhetes Leitura de placas de sinalização Leitura de folderes Leitura de encartes

12 História Após ler uma história para os alunos, solicitar que eles elaborem um novo título para a história. Em outro dia, fazer uma lista com os personagens da história e pedir que os alunos copiem esta lista. Após várias situações de leitura coletiva identificando os nomes dos personagens, fazer um desafio: mostrar alguns nomes, fora da ordem, um de cada vez em uma ficha, e pedir que os alunos imitem o personagem ou digam algumas de suas características.

13 Jornal Levar para a sala um jornal, ler uma manchete e solicitar que os alunos "adivinhem" o conteúdo da notícia. Após a leitura, pedir que verifiquem se o que pensavam antes da leitura tinha se confirmado. Em seguida, ler novamente a notícia e solicitar que os alunos resumam, em voz alta ou por escrito, o seu conteúdo.

14 Fazendo rimas – diferentes figuras/palavras e os alunos formam rimas/completam frases usando a pontuação determinada. Não diga não – diálogo ( negativo, de forma alguma, talvez, pode ser) 30 segundos Telefone sem fio Alfabeto vivo – letra nas costas – formar palavras/frases – noção de espaço entre a palavra.

15 é a minha vez... – retirar uma figura da sacola e elaborar uma frase. Pode retirar 2 figuras/palavras e ir elaborando uma frase/história que envolvam o objeto e personagem. Bate-papo : introdução de expressões. Jogo do Amigo Invisível – descrição Perguntas trocadas – quem responde é o parceiro a frente. Letras embaralhadas – descobrir a palavra.

16 Bate-palmas: selecionar um texto e ler pausadamente. Os alunos, em grupos, devem bater palmas nos momentos da leitura em que surgir o combinado. Ex: verbos, substantivos, adjetivos... Os grupos que acertarem recebem pontos. Cara-metade: escrever uma palavra e cortando-a ao meio os alunos devem formar novas palavras a partir da meia palavra existente. Dicionário.

17 Corrida- apresentar uma palavra e os alunos devem dizer o combinado. Ex: antônimo/sinônimo; masculino/feminino; singular/plural. Marcar num tabuleiro. Detonando – substituir o texto trocando todas as vogais pela mesma letra e o outro grupo precisa decodificar. Ex: O monono o bonoto. Caixa-surpresa: cumprir a determinação escrita. Caçando monstros/tesouros – informações/ espacialidade.

18 Fazer da leitura uma atividade prioritária Leia para os seus alunos. Ofereça diferentes entonações. Discuta os sentidos dos textos. Não há limite para as interpretações. Utilize outros textos que possibilitem a compreensão. Ofereça tempo para leituras silenciosas. Permita que os alunos manuseiem livros e façam suas próprias escolhas. Não julgue antecipadamente o interesse da criança.

19 Outras atividades de leitura em sala de aula, com base no dicionário: Ordem alfabética e definições. Produção de um dicionário da classe. Ordem alfabética dos nomes. Jogo de adivinhação - o que significa a palavra:... Rapidez- quem encontra a palavra antes. Qual o sentido correto? – a mesma palavra pode ter vários sentidos e qual o real significado dela numa frase. Jogo do começo – várias palavras que iniciam com as mesmas letras e ordená-las. Construir frases com palavras novas encontradas. Bingo- das palavras novas e seus significados. Campeonato de palavras ou caça-palavras. Stop - modificado.

20 Jogo de adivinhação Cada grupo consulta o dicionário e escolhe uma palavra de uso pouco frequente. Em seguida, registra no caderno uma definição extraída do dicionário e uma outra inventada pelo grupo. Então, um grupo lê as duas definições para o outro, que deve dizer qual a definição real e qual a inventada. Além de consolidar os conceitos trabalhados, os jogos podem tornar as aulas mais alegres e descontraídas.

21 ACERVO DA BIBLIOTECA: DIFERENTES GÊNEROS TEXTUAIS. Material elaborado por Doris Pires Vargas Bolzan, Eliane Galvão dos Santos e Ana Carla Hollweg Powaczuk

22 Fazer das aulas momentos de ensino eficiente, criativo e prazeroso é uma arte que exige do professor competência e conhecimento. (ROBAINA et al., 2005)


Carregar ppt "ATIVIDADES PARA MELHORAR A LEITURA NOVA PETRÓPOLIS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google