A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INAF - 2005 Só 26% da população tem domínio pleno das habilidades Analfabeto – Não consegue realizar tarefas simples que envolvem decodificação de palavras.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INAF - 2005 Só 26% da população tem domínio pleno das habilidades Analfabeto – Não consegue realizar tarefas simples que envolvem decodificação de palavras."— Transcrição da apresentação:

1 INAF Só 26% da população tem domínio pleno das habilidades Analfabeto – Não consegue realizar tarefas simples que envolvem decodificação de palavras e frases. Alfabetizado Nível Rudimentar – Consegue ler títulos ou frases, localizando uma informação bem explícita. Alfabetizado Nível Básico – Consegue ler um texto curto, localizando uma informação explícita ou que exija uma pequena inferência. Alfabetizado Nível Pleno – Consegue ler textos mais longos, localizar e relacionar mais de uma informação, comparar vários textos, identificar fontes.

2 INAF

3 NÍVEL RUDIMENTAR Só respondem questões simples como estas: - A partir de que idade a vacinação é gratuita? - Local e data

4 Nível básico Numa notícia que informa que morreram num deslizamento a engenheira Maria Araújo, a médica Lucia Penteado e sua filha Alice. Ao ler a notícia, uma grande maioria dessas pessoas respondem corretamente à pergunta: Quantas pessoas morreram no acidente? Nas perguntas mais difíceis, a probabilidade deles acertarem é pequena.

5 Nível Pleno As pessoas nesse grupo conseguem realizar corretamente a maioria das questões do teste. Conseguem, por exemplo, localizar informações que constam de um documento para preencher um formulário. Comparando as resenhas de filmes da programação de TV, sabem reconhecer qual filme tem o comentário menos favorável. Conseguem buscar e relacionar vários itens de informação em textos mais longos, por exemplo, uma matéria de página dupla que descreve a anatomia e os hábitos da onça pintada.

6

7 Escolaridade aumenta, mas resultados garantidos pelos níveis de ensino diminuem

8 OBJETIVOS GERAIS DO ENSINO DA LÍNGUA PORTUGUESA Ser integrante de uma comunidade de leitores, compartilhando diferentes práticas culturais de leitura e escrita; Saber adequar seu discurso às diferentes situações de comunicação oral, considerando o contexto e os interlocutores; Ler diferentes textos, adequando a modalidade de leitura a diferentes propósitos; Escrever diferentes textos selecionando os gêneros adequados a diferentes situações comunicativas, intenções e interlocutores.

9 Expectativas de aprendizagem Leitura – 1º ano Apreciar textos pertencentes a diferentes gêneros (orais ou escritos), para serem lidos autonomamente ou lidos por um adulto e recontar histórias conhecidas, recuperando algumas características do texto ouvido ou lido; Ler, com ajuda do professor, diferentes gêneros (notícias, instrucionais, informativos, contos, entre outros) apoiando-se em conhecimentos sobre o tema do texto, as características de seu portador, do gênero e do sistema de escrita. Ler, com autonomia, placas de identificação, nomes, parlendas, adivinhas, poemas, canções, trava-línguas, listas, manchetes de jornal entre outros.

10 PRÁTICAS DE LEITURA- organização de situações didáticas - professor Leitura diária para os alunos contos, lendas, mitos, etc para ampliar o universo cultural; Rodas de leitura em que os alunos possam compartilhar os livros e textos lidos; Leitura (pelos alunos) de diferentes gêneros textuais em todos os anos do Ciclo para ampliar o repertório dos alunos; Seleção e oferta aos alunos livros de boa qualidade literária; Momentos em que os alunos tenham de ler histórias para que possam compreender a importância e a necessidade do preparo para ler em voz alta;

11 PRÁTICAS DE LEITURA- organização de situações didáticas - professor Situações em que os alunos consultem fontes de diferentes suportes (jornal, revista) para aprender a buscar informações; Escolha e oferta para a classe de jornais, revistas, textos informativos como fontes de informação e como materiais de estudo e ampliação do conhecimento; Leitura em que os alunos utilizem procedimentos adequados aos diferentes propósitos do leitor (ler rapidamente títulos e subtítulos até encontrar uma informação, selecionar uma informação precisa, ou ler minuciosamente para executar uma tarefa etc)

12 PRÁTICAS DE LEITURA- organização de situações didáticas - professor Leitura em que os alunos façam uso de indicadores (autor, gênero, assunto) para fazer antecipações, inferências e enriquecer as interpretações; Leitura em que os alunos tenham que inferir o significado de uma palavra pelo contexto, do estabelecimento de relações com outros textos lidos e busca no dicionário quando o significado exato da palavra for fundamental; Situações em que os alunos após a leitura de um texto exponham o que compreenderam, compartilhem pontos de vista sobre os textos que leu, sobre o assunto, façam relação com outros textos lidos e enriquecer suas interpretações;

13 PRÁTICAS DE LEITURA- organização de situações didáticas - professor Leitura em que os alunos façam uso da leitura de textos com o propósito de ler para estudar e em que os alunos releiam para estabelecer relações entre o que esta lendo e o que já foi lido, resolver uma suposta contradição etc, utilizando anotações, grifos, resumos para entender melhor ou para recuperar informações.


Carregar ppt "INAF - 2005 Só 26% da população tem domínio pleno das habilidades Analfabeto – Não consegue realizar tarefas simples que envolvem decodificação de palavras."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google