A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Vygotsky e o Sócio-interacionismo. Lev Semenovich Vygotsky foi um pensador russo do século XX, criador de uma importantíssima teoria psicológica conhecida.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Vygotsky e o Sócio-interacionismo. Lev Semenovich Vygotsky foi um pensador russo do século XX, criador de uma importantíssima teoria psicológica conhecida."— Transcrição da apresentação:

1 Vygotsky e o Sócio-interacionismo

2 Lev Semenovich Vygotsky foi um pensador russo do século XX, criador de uma importantíssima teoria psicológica conhecida como psicologia histórico-cultural ou sócio histórica ou, ainda, sócio-interacionista. Nasceu em 1896 na cidade de Orsha, Bielo-Rússia e faleceu ainda muito jovem, aos 37 anos, em 1934, de tuberculose.

3 Vygotsky e o Sócio-interacionismo Vygotsky iniciou sua carreira com 21 anos de idade, após a revolução russa de Esse contexto, auge do período revolucionário russo, o influenciou fortemente na construção de uma abordagem transformadora da psicologia. Sua teoria foi influenciada pelo materialismo dialético de Karl Marx e Engels, mais especificamente na compreensão da relação entre Homem e Sociedade.

4 Vygotsky e o Sócio-interacionismo Assim, como as teorias de Piaget e Wallon, a abordagem de Vygotsky também está inserida no campo da psicologia genética ou psicogenética ou seja, preocupa-se com o estudo da gênese (formação e evolução) dos processos psíquicos superiores do ser humano. A teoria Vygotsky, como as demais abordagens psicogenéticas, estuda a infância para compreender a formação dos complexos processos psíquicos e das etapas pelos quais eles passam em sua evolução. (REGO, 1999)

5 Vygotsky e o Sócio-interacionismo O sócio-interacionismo de Vygotsky e seus pressupostos básicos: Vygotsky diferencia as Funções Psicológicas Superiores (tipicamente humanas) das Funções Psicológicas Elementares (presentes tanto nos homens como nos animais), elegendo as primeiras como foco de sua investigação.

6 Vygotsky e o Sócio-interacionismo O Sócio-interacionismo de Vygotsky e seus pressupostos básicos: As funções psicológicas elementares conservam sua ligação com os motivos biológicos, tais como: as reações automáticas, ações reflexas e associações simples (ex: tendo como apoio o instinto de caça dos cães, podemos treiná-los a buscar um chinelo que jogamos distante)

7 Vygotsky e o Sócio-interacionismo O Sócio-interacionismo de Vygotsky e seus pressupostos básicos: Já as Funções Psicológicas Superiores, tipicamente humanas, tais como a capacidade de planejamento, memória voluntária, imaginação... são mecanismos intencionais, ações conscientemente controladas e voluntárias e originam-se nas relações entre indivíduos humanos. Dessa forma, somente inseridos na cultura, na sociedade humana, através de um processo de internalização o sujeito pode tornar-se humano. Ou seja, privado de um ambiente humano, social, o ser humano não desenvolve características humanas.

8 Vygotsky e o Sócio-interacionismo Quatro Conceitos importantes: Interação; Mediação; Internalização; Zona de Desenvolvimento Proximal:

9 Vygotsky e o Sócio-interacionismo O Conceito de Interação É um conceito fundamental na teoria de Vygotsky e constitui o elemento essencial para o desenvolvimento humano (desenvolvimento das Funções Psicológicas Superiores). Diz respeito às trocas sociais entre humanos que possibilitam aprendizagem e desenvolvimento. Para o autor através das interações sociais, o indivíduo transforma o mundo (social e físico) e, dialeticamente, é transformado por esse mundo. Dessa forma o Homem não é apenas produto do meio, sendo o mundo também produzido pelo Homem.

10 Vygotsky e o Sócio-interacionismo O conceito de mediação O homem não se relaciona diretamente com o mundo, sua relação é mediada pelo conhecimento construído pelas gerações precedentes, pelos instrumentos físicos ou simbólicos (signo, linguagem) que se interpõem entre o homem e os objetos e fenômenos. Na instituição educativa, os professores, demais profissionais e crianças são agentes mediadores.

11 Vygotsky e o Sócio-interacionismo O conceito de internalização O processo de interiorização consiste numa série de transformações: Uma operação que inicialmente representa uma atividade externa se reconstrói e começa a suceder internamente; Um processo interpessoal (entre sujeitos, social) se transforma em outro intrapessoal (individual). ex: o gesto – de uma criança pequena - de pegar um objeto é interpretado pela mãe como apontar... Uma ação antes concreta se transforma em simbólica (Vygotsky, 1996)

12 Vygotsky O conceito de Zona de Desenvolvimento Proximal – ZDP ZDP é a distância entre o nível real de desenvolvimento, determinado pela capacidade de resolver independentemente um problema e o nível de desenvolvimento potencial, determinado através da resolução de um problema sob a orientação de um adulto ou em colaboração com outro companheiro mais capaz (Vygotsky, 1996)

13 Vygotsky AS CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA DE VYGOTSKY PARA A PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL (REGO, 1999): Valorização do papel da Escola – Instituição de Educação Infantil O ambiente de Educação Infantil, além de ampliar as possibilidades de interação das crianças, diferentemente do ambiente familiar, deve desenvolver ações que, além de ricas e significativas, sejam imbuídas de intencionalidade pedagógica, o que amplia e potencializa o repertório das aprendizagens das crianças;

14 Vygotsky AS CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA DE VYGOTSKY PARA A PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL (REGO, 1999): O bom ensino é o que se adianta ao desenvolvimento Devemos possibilitar um ambiente desafiador propiciador de novas aprendizagens para que a criança se desenvolva. Essa idéia é oposta a crença de que primeiro é preciso amadurecer para se poder aprender (ex: idéia de prontidão para a alfabetização);

15 Vygotsky AS CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA DE VYGOTSKY PARA A PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL (REGO, 1999): O papel do outro na construção do conhecimento: O ambiente heterogêneo dos ambientes de Educação infantil (diferentes ritmos, experiências, trajetórias individuais, contextos familiares, valores e níveis de conhecimentos das crianças e do professor) pode ampliar as capacidades individuais. Para tanto, o professor deve não só permitir, mas promover as trocas, os diálogos e a cooperação entre as crianças

16 Vygotsky e o Sócio-interacionismo AS CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA DE VYGOTSKY PARA A PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL (REGO, 1999): O papel da imitação no aprendizado Na teoria vygotskyana, imitar oferece a oportunidade de reconstrução (interna) daquilo que o indivíduo observa externamente. Ao imitar, a criança é capaz de realizar ações que estão além de sua capacidade real (criam ZDP). Isso aponta a enorme importância das brincadeiras, em especial as de faz de conta, para o desenvolvimento infantil. A instituição de educação Infantil, portanto, não só deve permitir que as crianças brinquem, mas priorizar, planejando e promovendo as brincadeiras entre as crianças.

17 Vygotsky e o Sócio-interacionismo AS CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA DE VYGOTSKY PARA A PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL (REGO, 1999): O papel mediador do professor: O professor exerce uma função essencial, porque, apesar de não ser o único agente de formação e informação, é um parceiro privilegiado, sendo o elemento mediador das interações entre as crianças e delas com os objetos de conhecimento. Cabe, portanto, ao professor, promover estratégias de interações entre as crianças. Da mesma forma, também é da responsabilidade dele conhecer bem suas crianças (observando-as, ouvindo-as e registrando esses dados) para que possa intervir, de forma mais eficiente, nas ZDP, partindo daquilo que as crianças já conquistaram (desenv. real) desafiando-as para novas conquistas (desenv. potencial)

18 Vygotsky e o Sócio-interacionismo Referências bibliográficas: BAQUERO, R. Vygotsky e aprendizagem escolar. Porto Alegre: Artes Médicas, REGO, Teresa Cristina. Vygotsky: uma perspectiva histórico-cultural da educação. Petrópolis: Vozes, VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1996.


Carregar ppt "Vygotsky e o Sócio-interacionismo. Lev Semenovich Vygotsky foi um pensador russo do século XX, criador de uma importantíssima teoria psicológica conhecida."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google