A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Lev Vygotsky Psicologia Histórico-Cultural. Dados Biográficos Nasceu e viveu na Rússia 1896 a 1934 Morreu vítima de tuberculose, aos 37 anos Casou-se.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Lev Vygotsky Psicologia Histórico-Cultural. Dados Biográficos Nasceu e viveu na Rússia 1896 a 1934 Morreu vítima de tuberculose, aos 37 anos Casou-se."— Transcrição da apresentação:

1 Lev Vygotsky Psicologia Histórico-Cultural

2 Dados Biográficos Nasceu e viveu na Rússia 1896 a 1934 Morreu vítima de tuberculose, aos 37 anos Casou-se aos 28 anos e teve duas filhas Viveu durante a Revolução Russa É um dos motivos pelo qual sua obra só foi conhecida e valorizada mais recentemente

3 Dados Biográficos Produziu cerca de 200 trabalhos de Psicologia e 100 sobre arte e literatura Dois anos após sua morte suas obras foram proibidas, durante 20 anos, pela ditadura de Stálin Formou-se em direito Professor e pesquisador Pesquisa importante para as ciências educacionais e psicológicas Parceiros: Luria e Leontiev

4 Dados Biográficos Foi contemporâneo de Piaget No entanto, eles não chegaram a se encontrar em vida, devido a vários fatores, principalmente os políticos Assim como Piaget, tinha como objetivo uma nova psicologia, que ultrapassasse as limitações das visões mecanicista e idealista

5 Contexto Histórico País em estado lastimável Pior problema era a educação 70% eram analfabetos Necessidade de construção de uma nova sociedade e nova ciência

6 A TEORIA DE VIGOTSKY

7 Põe em pauta a discussão do papel do social no desenvolvimento mental O papel da educação, do professor e da aprendizagem

8 CONHECIMENTO Socialmente construído Culturalmente transmitido

9 DESENVOLVIMENTO Apropriação e transformação da cultura herdada

10

11 INDIVÍDUO Participante ativo da sua própria existência, construída na inter-relação com outros sociais

12 Estuda as funções psicológicas Classificou em elementares e superiores

13 Funções Psicológicas Elementares De origem biológica Estão presentes nas crianças e nos animais Ações involuntárias (reflexas) Reações imediatas (automáticas) Sofrem controle do ambiente externo

14 FUNÇÕES PSICOLÓGICAS ELEMENTARES + APRENDIZADO DA CULTURA = FUNÇÕES PSICOLÓGICAS SUPERIORES

15 Funções Psicológicas Superiores São de origem social Presentes somente no homem Caracteriza-se pela intencionalidade das ações Interação entre fatores biológicos e sociais São possíveis por que existe atividade cerebral

16 Fatores Psicológicos Superiores Auto-observação Intencionalidade Planejamento capacidade de pensamento abstrato Metacognição (indivíduo ser capaz de pensar sobre o seu próprio pensamento)

17 Funções Psicológicas O surgimento das superiores não elimina as elementares O desenvolvimento mental é marcado pela interiorização das funções psicológicas A educação ajuda a formar as funções psicológicas superiores

18 Questões Básicas Processo sócio-histórico Atividade cerebral

19 Pressuposto Norteador - MEDIAÇÃO Não tem conceito Se objetiva no conceito de conversão, superação, subjetividade... É um processo

20 É pela mediação que o indivíduo se relaciona com o ambiente, pois ele não tem acesso direto aos objetos, mas, apenas, a sistemas simbólicos que representam a realidade

21 É por meio dos signos, da palavra, dos instrumentos, que ocorre o contato com a cultura

22 o que nos torna humanos é a capacidade de utilizar instrumentos simbólicos para complementar nossa atividade, que tem bases biológicas. As formas tipicamente humanas de pensar surgem, por exemplo, quando uma criança pega um cabo de vassoura e o transforma em um cavalo, ou em um fuzil, ou em uma árvore. Os chimpanzés, por mais inteligentes que sejam, podem no máximo utilizar o cabo de vassoura para derrubar bananas, por exemplo, e jamais para criar uma situação imaginária.

23 O que nos torna humanos, segundo Vygotsky, é nossa capacidade de imaginar!

24 A linguagem é uma espécie de "cabo de vassoura" muito especial, capaz de transformar decisivamente os rumos de nossa atividade. Quando aprendemos a linguagem específica de nosso meio sociocultural, transformamos radicalmente os rumos de nosso próprio desenvolvimento.

25 Linguagem: Sistema de mediação simbólica que organiza os signos em estruturas complexas

26 LINGUAGEM Papel central

27 Linguagem Momento mais significativo do desenvolvimento cognitivo Representa um salto qualitativo nas funções superiores Funciona como instrumento de comunicação, planejamento e auto- regulação Origina 3 grandes mudanças

28 Mudanças Permite lidar com objetos externos que não presentes Permite abstrair, analisar e generalizar características dos objetos, situações e eventos Permite a preservação, transmissão e assimilação de informações e experiências acumuladas pela humanidade ao longo da história

29 Funções da Linguagem Refletir o mundo exterior Planejar e determinar o curso de uma ação

30 Antes de controlar o seu comportamento, a criança começa a controlar seu ambiente, com a ajuda da fala. Isto produz novas relações com o ambiente, além de uma nova organização do pensamento.

31 Para que o indivíduo se desenvolva em sua plenitude, ele depende da aprendizagem que ocorre num determinado grupo cultural, pelas interações entre seus membros

32 Aprendizagem Processo que antecede o desenvolvimento Aprendizagem e desenvolvimento se influenciam mutuamente Quanto mais aprendizagem, mais desenvolvimento e vice-versa

33 Aprendizagem inicia muito antes do ensino formal Aprendizagem escolar introduz elementos novos no seu desenvolvimento

34 Processo da Aprendizagem Zona de Desenvolvimento Potencial: Atividade ou conhecimento que a criança não domina, mas espera-se que seja capaz de saber e/ou realizar, independente de etnia, religião ou cultura Zona de Desenvolvimento Real: Tudo aquilo que a criança é capaz de realizar sozinha

35 Processo de Aprendizagem Zona de Desenvolvimento Proximal: - Distância entre o que a criança já pode realizar sozinha e aquilo que ela é capaz de desenvolver com o auxílio de alguém - É a zona cooperativa do conhecimento - O mediador ajuda a criança a transformar o desenvolvimento potencial em desenvolvimento real

36 Fazer pedagógico com vistas à área de desenvolvimento potencial A criança precisa de intervenção pedagógica externa para colaborar na realização da tarefa Todo obstáculo que se interpõe à criança ao realizar uma tarefa ou, a solucionar um problema, pode fazer com que ela pare de trabalhar e solicite a outra pessoa um auxílio

37 O apelo verbal a outra pessoa constitui um esforço para preencher o hiato que sua atividade apresentou. Ao fazer uma pergunta, a criança mostra que, de fato, formulou um plano de ação para solucionar o problema em questão, mas que é incapaz de realizar todas as operações necessárias

38 Elementos mediadores do processo da aprendizagem pode e DEVE ser mediado por outra pessoa Redimensionamento da escola e do papel do professor o ensino não pode corresponder simplesmente ao desenvolvimento e sim se adiantar a ele, promovendo aprendizagens que levem ao desenvolvimento

39 O esquema funcional de aprendizado de uma criança não pode ser idêntico ao de uma outra, embora possa haver semelhanças em certos estágios de desenvolvimento. O ensino, representando o meio através do qual o desenvolvimento avança, passa a exigir conteúdos socialmente elaborados e uma metodologia adaptada ao contexto histórico e cultural


Carregar ppt "Lev Vygotsky Psicologia Histórico-Cultural. Dados Biográficos Nasceu e viveu na Rússia 1896 a 1934 Morreu vítima de tuberculose, aos 37 anos Casou-se."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google