A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Carlos Roberto Feres Disciplina de Psiquiatria Prof. Carlos Roberto Feres Disciplina de Psiquiatria Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Carlos Roberto Feres Disciplina de Psiquiatria Prof. Carlos Roberto Feres Disciplina de Psiquiatria Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Carlos Roberto Feres Disciplina de Psiquiatria Prof. Carlos Roberto Feres Disciplina de Psiquiatria Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto Universidade Camilo Castelo Branco – UNICASTELO Curso de Psiquiatria Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto Universidade Camilo Castelo Branco – UNICASTELO Curso de Psiquiatria

2 F44. Transtornos dissociativos (ou convencionais) O tema comum compartilhado pelos transtornos dissociativos (ou convencionais) é uma perda parcial ou completa da integração normal entre as memórias do passado, consciência de identidade e sensações imediatas e controle dos movimentos corporais. Nos transtornos dissociativos, presume-se que essa capacidade de exercer um controle consciente e seletivo está comprometida, em um grau que pode variar de dia para dia ou mesmo hora pra hora. É usualmente muito difícil avaliar a extensão de quanto de perda de funções pode estar sob controle voluntário. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

3 Transtornos dissociativos, gênicos em origem, estando intimamente associados no tempo a eventos traumáticos, problemas insolúveis e intoleráveis ou relacionamentos perturbados. É, portanto, freqüentemente possível fazer interpretações e suposições sobre os meios do paciente, tais como motivação inconsciente e ganho secundário. O termo conversão é amplamente aplicado a algum desses transtornos que o paciente não pode resolver é de alguma forma transformado nos sintomas. Transtornos dissociativos, gênicos em origem, estando intimamente associados no tempo a eventos traumáticos, problemas insolúveis e intoleráveis ou relacionamentos perturbados. É, portanto, freqüentemente possível fazer interpretações e suposições sobre os meios do paciente, tais como motivação inconsciente e ganho secundário. O termo conversão é amplamente aplicado a algum desses transtornos que o paciente não pode resolver é de alguma forma transformado nos sintomas. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F44. Transtornos dissociativos (ou convencionais) Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

4 Indivíduos com transtornos dissociativos apresentam muitas vezes uma notável negação de problemas e dificuldades que podem ser óbvios para outras pessoas. A despersonalização e a desrealização não se incluem aqui, visto que somente aspectos limitados da identidade pessoal são usualmente afetados e não há perda associada de desempenho em termos de sensações, memórias ou movimentos. Indivíduos com transtornos dissociativos apresentam muitas vezes uma notável negação de problemas e dificuldades que podem ser óbvios para outras pessoas. A despersonalização e a desrealização não se incluem aqui, visto que somente aspectos limitados da identidade pessoal são usualmente afetados e não há perda associada de desempenho em termos de sensações, memórias ou movimentos. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F44. Transtornos dissociativos (ou convencionais) Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

5 Diretrizes Diagnósticas: Para um diagnóstico definitivo, os seguintes critérios devem estar presentes: a)os aspectos clínicos, como especificados para os transtornos individuais em F44. ___ ; b)nenhuma evidência de um transtornos físico que pudesse explicar os sintomas e c)evidência de causação psicológica, na forma de clara associação no tempo a acontecimentos e problemas estressantes ou relacionamentos perturbados (ainda que negados pelo indivíduo). Diretrizes Diagnósticas: Para um diagnóstico definitivo, os seguintes critérios devem estar presentes: a)os aspectos clínicos, como especificados para os transtornos individuais em F44. ___ ; b)nenhuma evidência de um transtornos físico que pudesse explicar os sintomas e c)evidência de causação psicológica, na forma de clara associação no tempo a acontecimentos e problemas estressantes ou relacionamentos perturbados (ainda que negados pelo indivíduo). Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F44. Transtornos dissociativos (ou convencionais) Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

6 Diretrizes Diagnósticas: Evidências convincentes de causação psicológica podem ser difíceis de encontrar, ainda que fortemente suspeitadas. Inclui:histeria de conversão reação de conversão histeria psicose histérica Exclui:simulação (consciente) (Z76.5) Diretrizes Diagnósticas: Evidências convincentes de causação psicológica podem ser difíceis de encontrar, ainda que fortemente suspeitadas. Inclui:histeria de conversão reação de conversão histeria psicose histérica Exclui:simulação (consciente) (Z76.5) Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F44. Transtornos dissociativos (ou convencionais) Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

7 F44.0Amnésia dissociativa O aspecto principal é a perda de memória, usualmente de eventos recentes importantes, a qual não é decorrente de transtorno mental orgânico e é extensa demais para ser explicada por esquecimento normal ou fadiga. A amnésia é usualmente centrada em eventos traumáticos, tais como acidentes ou perdas inesperadas, e é usualmente parcial e seletiva. A extensão e a totalidade da amnésia freqüentemente variam de dia para dia e entre investigadores, mas há um núcleo comum persistente que não pode ser recordado no estado de vigília. F44.0Amnésia dissociativa O aspecto principal é a perda de memória, usualmente de eventos recentes importantes, a qual não é decorrente de transtorno mental orgânico e é extensa demais para ser explicada por esquecimento normal ou fadiga. A amnésia é usualmente centrada em eventos traumáticos, tais como acidentes ou perdas inesperadas, e é usualmente parcial e seletiva. A extensão e a totalidade da amnésia freqüentemente variam de dia para dia e entre investigadores, mas há um núcleo comum persistente que não pode ser recordado no estado de vigília. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F44. Transtornos dissociativos (ou convencionais) Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

8 F44.0Amnésia dissociativa Os estudos afetivos que acompanham a amnésia são muito variados, mas depressão grave é rara. Adultos jovens são mais comumente afetados, os exemplos mais extremos usualmente ocorrendo em homens sujeitos a estresse de batalha. F44.0Amnésia dissociativa Os estudos afetivos que acompanham a amnésia são muito variados, mas depressão grave é rara. Adultos jovens são mais comumente afetados, os exemplos mais extremos usualmente ocorrendo em homens sujeitos a estresse de batalha. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F44. Transtornos dissociativos (ou convencionais) Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

9 F44.0Amnésia dissociativa Diretrizes Diagnósticas: Um diagnóstico definitivo requer: a)amnésia parcial ou completa para eventos recentes que são de natureza traumática ou estressante b)ausência de transtornos mentais orgânicos, intoxicação ou fadiga excessiva. F44.0Amnésia dissociativa Diretrizes Diagnósticas: Um diagnóstico definitivo requer: a)amnésia parcial ou completa para eventos recentes que são de natureza traumática ou estressante b)ausência de transtornos mentais orgânicos, intoxicação ou fadiga excessiva. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F44. Transtornos dissociativos (ou convencionais) Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

10 F44. Transtornos dissociativos (ou convencionais) F44.0Amnésia dissociativa Diagnóstico diferencial: Em transtornos mentais orgânicos há usualmente outros sinais de perturbação do sistema nervoso, mais sinais óbvios e consistentes de obnubilação de consciência, desorientação e flutuações do nível de consciência. A perda de memória imediata é mais típica de estados orgânicos, independente de quaisquer eventos ou problemas possivelmente traumáticos. Apagamentos (blackouts) decorrentes de abuso de álcool ou drogas estão associados ao momento de abuso e as memórias perdidas podem nunca ser recuperadas. F44.0Amnésia dissociativa Diagnóstico diferencial: Em transtornos mentais orgânicos há usualmente outros sinais de perturbação do sistema nervoso, mais sinais óbvios e consistentes de obnubilação de consciência, desorientação e flutuações do nível de consciência. A perda de memória imediata é mais típica de estados orgânicos, independente de quaisquer eventos ou problemas possivelmente traumáticos. Apagamentos (blackouts) decorrentes de abuso de álcool ou drogas estão associados ao momento de abuso e as memórias perdidas podem nunca ser recuperadas. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

11 F44. Transtornos dissociativos (ou convencionais) F44.1Fuga dissociativa A fuga dissociativa tem todos os aspectos da amnésia dissociativa, mais uma jornada aparentemente propositada para longe de casa ou do local de trabalho, durante a qual o cuidado consigo mesmo é mantido. Em alguns casos, uma nova identidade pode ser assumida, usualmente apenas por poucos dias, mas às vezes por longos períodos de tempo e em um grau surpreendente de perfeição. F44.1Fuga dissociativa A fuga dissociativa tem todos os aspectos da amnésia dissociativa, mais uma jornada aparentemente propositada para longe de casa ou do local de trabalho, durante a qual o cuidado consigo mesmo é mantido. Em alguns casos, uma nova identidade pode ser assumida, usualmente apenas por poucos dias, mas às vezes por longos períodos de tempo e em um grau surpreendente de perfeição. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

12 F44. Transtornos dissociativos (ou convencionais) F44.1Fuga dissociativa Diretrizes Diagnósticas: Para um diagnóstico definitivo deve haver: a)os aspectos da amnésia dissociativa (F44.0); b)percurso propositado para além dos limites cotidianos usuais c)manutenção dos cuidados básicos consigo mesmo (alimentação, higiene, etc.) F44.1Fuga dissociativa Diretrizes Diagnósticas: Para um diagnóstico definitivo deve haver: a)os aspectos da amnésia dissociativa (F44.0); b)percurso propositado para além dos limites cotidianos usuais c)manutenção dos cuidados básicos consigo mesmo (alimentação, higiene, etc.) Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

13 F44. Transtornos dissociativos (ou convencionais) F44.2Estupor dissociativo O comportamento do indivíduo preenche os critérios para estupor, mas o exame e a investigação não revelam evidência de uma causa física. Há evidências positiva de causação psicogênica na forma de eventos estressantes recentes ou de problemas interpessoais ou sociais proeminentes. O estupor é diagnosticado com base em uma diminuição extrema ou ausência de movimentos voluntários e de responsividade normal a estímulos externos tais como luz, ruído e toque. F44.2Estupor dissociativo O comportamento do indivíduo preenche os critérios para estupor, mas o exame e a investigação não revelam evidência de uma causa física. Há evidências positiva de causação psicogênica na forma de eventos estressantes recentes ou de problemas interpessoais ou sociais proeminentes. O estupor é diagnosticado com base em uma diminuição extrema ou ausência de movimentos voluntários e de responsividade normal a estímulos externos tais como luz, ruído e toque. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

14 F44. Transtornos dissociativos (ou convencionais) F44.2Estupor dissociativo Diagnóstico diferencial: O estupor dissociativo deve ser diferenciado do estupor catatônico e do estupor depressivo ou maníaco. O estupor da esquizofrenia catatônica é freqüentemente precedido por sintomas ou comportamento sugestivos de esquizofrenia. F44.2Estupor dissociativo Diagnóstico diferencial: O estupor dissociativo deve ser diferenciado do estupor catatônico e do estupor depressivo ou maníaco. O estupor da esquizofrenia catatônica é freqüentemente precedido por sintomas ou comportamento sugestivos de esquizofrenia. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

15 F45. Transtornos somatoformes O aspecto principal dos transtornos somatoformes é a apresentação repetida de sintomas físicos juntamente com solicitações persistentes de investigações médicas, apesar de repetidos achados negativos e de reasseguramentos pelos médicos de que os sintomas não têm base física. Se quaisquer transtornos físicos estão presentes, eles não explicam a natureza e a extensão dos sintomas ou a angústia e a preocupação do paciente. Mesmo quando o início e a continuação dos sintomas guardam uma relação íntima com eventos de vida desagradáveis ou com dificuldades ou conflitos, o paciente usualmente resiste às tentativas de discutir a possibilidade de causação psicológica; esse pode ser o caso mesmo na presença de sintomas depressivos e ansiosos óbvios. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

16 Nesses transtornos há, muitas vezes, um grau de comportamento de chamar atenção (histriônico), particularmente em pacientes que estão ressentidos por sua incapacidade de persuadir os médicos da natureza essencialmente física de sua doença e da necessidade de mais investigações ou exames. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F45. Transtornos somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

17 Diagnóstico diferencial: A diferenciação com delírios hipocondríacos usualmente depende de um conhecimento profundo do paciente. Embora as crenças sejam duradouras e pareçam sustentadas contrariamente à razão, ou grau de convicção em geral suscetível, em algum grau e a curto prazo, à argumentação, ao reasseguramento e ao resultado de qualquer outro exame ou investigação. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F45. Transtornos somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

18 F45.0Transtorno de somatização Os aspectos principais são sintomas físicos múltiplos, recorrentes e freqüentemente mutáveis os quais em geral têm estado presentes por vários anos antes que o paciente seja encaminhado para um psiquiatra. A maioria dos pacientes tem uma longa e complicada história de contato com serviços médicos tanto primários quanto especializados, durante a qual muitas investigações negativas ou operações infrutíferas podem ter sido realizadas. F45.0Transtorno de somatização Os aspectos principais são sintomas físicos múltiplos, recorrentes e freqüentemente mutáveis os quais em geral têm estado presentes por vários anos antes que o paciente seja encaminhado para um psiquiatra. A maioria dos pacientes tem uma longa e complicada história de contato com serviços médicos tanto primários quanto especializados, durante a qual muitas investigações negativas ou operações infrutíferas podem ter sido realizadas. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F45. Transtornos somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

19 F45.0Transtorno de somatização Podem ser referidos sintomas relacionados a qualquer parte ou sistema do corpo, mas sensações gastrointestinais (dor, eructação, regurgitação, vômito, náusea, etc.) e sensações cutâneas anormais (coceiras, queimação, formigamento, dormência, sensibilidade, etc.) e erupções ou manchas estão entre as queixas sexuais e menstruais são também comuns. F45.0Transtorno de somatização Podem ser referidos sintomas relacionados a qualquer parte ou sistema do corpo, mas sensações gastrointestinais (dor, eructação, regurgitação, vômito, náusea, etc.) e sensações cutâneas anormais (coceiras, queimação, formigamento, dormência, sensibilidade, etc.) e erupções ou manchas estão entre as queixas sexuais e menstruais são também comuns. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F45. Transtornos somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

20 F45.0Transtorno de somatização Depressão e ansiedade marcantes estão freqüentemente presentes e podem justificar tratamento específico. O curso do transtorno é crônico e flutuante e com freqüência está associado a rompimento duradouro do comportamento social, interpessoal e familiar. O transtorno é muito mais comum em mulheres do que em homens. Dependência ou abuso de medicação resulta muitas vezes do uso freqüente de medicação. F45.0Transtorno de somatização Depressão e ansiedade marcantes estão freqüentemente presentes e podem justificar tratamento específico. O curso do transtorno é crônico e flutuante e com freqüência está associado a rompimento duradouro do comportamento social, interpessoal e familiar. O transtorno é muito mais comum em mulheres do que em homens. Dependência ou abuso de medicação resulta muitas vezes do uso freqüente de medicação. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F45. Transtornos somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

21 F45. Transtornos somatoformes F45.0Transtorno de somatização Diretrizes Diagnósticas: Um diagnóstico definitivo requer a presença de tudo o que segue: a)pelo menos 2 anos de sintomas físicos múltiplos e variáveis para os quais nenhuma explicação adequada foi encontrada; b)recusa persistente de aceitar a informação ou o reasseguramento de diversos médicos de que não há explicação física para os sintomas; c)Certo grau de comprometimento do funcionamento social e familiar atribuível à natureza dos sintomas e ao comportamento resultante. F45.0Transtorno de somatização Diretrizes Diagnósticas: Um diagnóstico definitivo requer a presença de tudo o que segue: a)pelo menos 2 anos de sintomas físicos múltiplos e variáveis para os quais nenhuma explicação adequada foi encontrada; b)recusa persistente de aceitar a informação ou o reasseguramento de diversos médicos de que não há explicação física para os sintomas; c)Certo grau de comprometimento do funcionamento social e familiar atribuível à natureza dos sintomas e ao comportamento resultante. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

22 F45.0Transtorno de somatização Diagnóstico diferencial: No diagnóstico, a diferenciação com os seguintes transtornos é essencial: Transtornos físicos: Pacientes com transtorno de somatização duradouro têm a mesma chance de desenvolver transtornos físicos independentes de qualquer outras pessoa de sua idade e investigações ou consultas posteriores devem ser consideradas se há uma modificação na ênfase ou estabilidade das queixas físicas, a qual sugira possível doença física. F45.0Transtorno de somatização Diagnóstico diferencial: No diagnóstico, a diferenciação com os seguintes transtornos é essencial: Transtornos físicos: Pacientes com transtorno de somatização duradouro têm a mesma chance de desenvolver transtornos físicos independentes de qualquer outras pessoa de sua idade e investigações ou consultas posteriores devem ser consideradas se há uma modificação na ênfase ou estabilidade das queixas físicas, a qual sugira possível doença física. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F45. Transtornos somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

23 F45.0Transtorno de somatização Transtornos afetivos (depressivos) e de ansiedade: Graus variados de depressão e ansiedade comumente acompanham os transtornos de somatização. O início de sintomas somáticos múltiplos após a idade de 40 anos pode ser uma manifestação precoce de um transtorno primariamente depressivo. F45.0Transtorno de somatização Transtornos afetivos (depressivos) e de ansiedade: Graus variados de depressão e ansiedade comumente acompanham os transtornos de somatização. O início de sintomas somáticos múltiplos após a idade de 40 anos pode ser uma manifestação precoce de um transtorno primariamente depressivo. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F45. Transtornos somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

24 F45.0Transtorno de somatização Transtorno hipocondríaco: Nos transtornos de somatização, a ênfase está nos sintomas em si e em seus efeitos individuais, enquanto que no transtorno, hipocondríaco a atenção é dirigida mais à presença de um processo mórbido subjacente sério e progressivo e às suas conseqüências incapacitantes. Transtornos delirantes (tais como esquizofrenia com delírios somáticos e transtornos depressivos com delírios hipocondríacos): As qualidades bizarras das crenças. F45.0Transtorno de somatização Transtorno hipocondríaco: Nos transtornos de somatização, a ênfase está nos sintomas em si e em seus efeitos individuais, enquanto que no transtorno, hipocondríaco a atenção é dirigida mais à presença de um processo mórbido subjacente sério e progressivo e às suas conseqüências incapacitantes. Transtornos delirantes (tais como esquizofrenia com delírios somáticos e transtornos depressivos com delírios hipocondríacos): As qualidades bizarras das crenças. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F45. Transtornos somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

25 F45.2Transtorno hipocondríaco O aspecto essencial é uma preocupação persistente com a possibilidade de ter um ou mais transtornos físicos sérios e progressivos. Os pacientes manifestam queixas somáticas persistentes ou preocupação persistente com a sua aparência física. Depressão e ansiedade marcantes estão muitas vezes presentes e podem justificar um diagnóstico adicional. Os transtornos raramente se apresentam pela primeira vez após a idade de 50 anos e o curso de ambos, sintomas e incapacidade, é usualmente crônico e flutuante. Essa síndrome ocorre tanto em homens quanto em mulheres e não há características familiares especiais. F45.2Transtorno hipocondríaco O aspecto essencial é uma preocupação persistente com a possibilidade de ter um ou mais transtornos físicos sérios e progressivos. Os pacientes manifestam queixas somáticas persistentes ou preocupação persistente com a sua aparência física. Depressão e ansiedade marcantes estão muitas vezes presentes e podem justificar um diagnóstico adicional. Os transtornos raramente se apresentam pela primeira vez após a idade de 50 anos e o curso de ambos, sintomas e incapacidade, é usualmente crônico e flutuante. Essa síndrome ocorre tanto em homens quanto em mulheres e não há características familiares especiais. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F45. Transtornos somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

26 F45.2Transtorno hipocondríaco Diretrizes Diagnósticas: Para um diagnóstico definitivo ambos os critérios seguintes devem estar presentes: a)crença persistente na presença de pelo menos uma doença física séria causando o sintoma ou sintomas apresentados, ainda que investigações e exames repetidos não tenham identificado qualquer explicação física adequada, ou uma preocupação persistente com uma suposta deformidade ou desfiguramento; b)Recusa persistente de aceitar a informação ou reasseguramento de vários médicos diferentes de que não há nenhuma doença ou anormalidade física causando os sintomas. F45.2Transtorno hipocondríaco Diretrizes Diagnósticas: Para um diagnóstico definitivo ambos os critérios seguintes devem estar presentes: a)crença persistente na presença de pelo menos uma doença física séria causando o sintoma ou sintomas apresentados, ainda que investigações e exames repetidos não tenham identificado qualquer explicação física adequada, ou uma preocupação persistente com uma suposta deformidade ou desfiguramento; b)Recusa persistente de aceitar a informação ou reasseguramento de vários médicos diferentes de que não há nenhuma doença ou anormalidade física causando os sintomas. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F45. Transtornos somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

27 F45.2Transtorno hipocondríaco Diagnóstico diferencial: A diferenciação com os seguintes transtornos é essencial: Transtornos de somatização: A ênfase é na presença do transtorno em si e suas conseqüências futuras, ao invés de nos sintomas individuais, como no transtorno de somatização. No transtorno hipocondríaco, é provável haver também preocupação com apenas um ou dois possíveis transtornos físicos, os quais serão especificados consistentemente, ao invés das possibilidades mais numerosas e freqüentemente mutáveis no transtorno de somatização. F45.2Transtorno hipocondríaco Diagnóstico diferencial: A diferenciação com os seguintes transtornos é essencial: Transtornos de somatização: A ênfase é na presença do transtorno em si e suas conseqüências futuras, ao invés de nos sintomas individuais, como no transtorno de somatização. No transtorno hipocondríaco, é provável haver também preocupação com apenas um ou dois possíveis transtornos físicos, os quais serão especificados consistentemente, ao invés das possibilidades mais numerosas e freqüentemente mutáveis no transtorno de somatização. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F45. Transtornos somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

28 F45.2Transtorno hipocondríaco Transtornos depressivos: Se os sintomas depressivos são particularmente proeminentes e precedem o desenvolvimento das idéias hipocondríacas, o transtorno depressivo pode ser primário. Transtornos delirantes: No transtorno hipocondríaco as crenças não têm a mesma fixidez daquelas dos transtornos depressivos e esquizofrênicos acompanhados por delírios somático. Transtornos de ansiedade e de pânico: Os sintomas somáticos de ansiedade são às vezes interpretados como sinais de doença física séria, mas nesses transtornos os pacientes são usualmente tranqüilizados por explicações fisiológicas e as convicções sobre a presença de doença física não evoluem. F45.2Transtorno hipocondríaco Transtornos depressivos: Se os sintomas depressivos são particularmente proeminentes e precedem o desenvolvimento das idéias hipocondríacas, o transtorno depressivo pode ser primário. Transtornos delirantes: No transtorno hipocondríaco as crenças não têm a mesma fixidez daquelas dos transtornos depressivos e esquizofrênicos acompanhados por delírios somático. Transtornos de ansiedade e de pânico: Os sintomas somáticos de ansiedade são às vezes interpretados como sinais de doença física séria, mas nesses transtornos os pacientes são usualmente tranqüilizados por explicações fisiológicas e as convicções sobre a presença de doença física não evoluem. Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes F45. Transtornos somatoformes Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, 1993.

29 FIM


Carregar ppt "Prof. Carlos Roberto Feres Disciplina de Psiquiatria Prof. Carlos Roberto Feres Disciplina de Psiquiatria Transtornos Neuróticos, Estresse e Somatoformes."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google