A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AÇÕES EDUCATIVAS VOLTADAS À TEMÁTICA DOS 3RS EM ESCOLAS DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DE PIRACICABA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO – ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AÇÕES EDUCATIVAS VOLTADAS À TEMÁTICA DOS 3RS EM ESCOLAS DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DE PIRACICABA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO – ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA."— Transcrição da apresentação:

1 AÇÕES EDUCATIVAS VOLTADAS À TEMÁTICA DOS 3RS EM ESCOLAS DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DE PIRACICABA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO – ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ Khater,T. (1) ; Cooper, M. (2) ; Meira, A.M. (3) (1) Graduandos em Gestão Ambiental ESALQ/ USP (2) Docente Orientador do Projeto (3) Educadora do USP Recicla,/CCLQ/USP INTRODUÇÃO OBJETIVO Ao se tratar do tema consumo, alguns fatores são considerados de grande importância: como o aumento exponencial da população, o desenvolvimento de novas tecnologias industriais e comerciais na produção de bens e métodos de abordagem de indução ao consumidor (PADILHA, 2006). Dentre os fatores que levam o ser humano a adquirir bens, alguns deles apresentam destaque como: gerar uma falsa sensação de felicidade ao adquiri-los sem necessidade, e se preocupar com a moda vigente (renovando seus pertences à medida que as empresas lançam novas tendências no mercado) – o que envolve produtos de diversas áreas, como artigos têxteis, eletrônicos, cosméticos, alimentícios etc. (SUDAN et al., 2007). Sendo assim, a mídia tem grande responsabilidade em influenciar e manipular as decisões de compra da população. Já que o hábito de consumir excessivamente apresenta um caráter insustentável, grande parte da população contribui para a produção de resíduos, não somente através do simples consumo, mas também de mecanismos criados pela própria indústria. CONCLUSÃO RESULTADOS Sabendo da necessidade de incorporação de atitudes que levem a comunidade escolar a adquirirem novos hábitos que levem a redução de consumo, ao reuso de materiais e de recursos e o incentivo a práticas de coleta seletiva e reciclagem, projeto visa desenvolver atividades voltadas à educação ambiental em escolas de Piracicaba, de maneira a tratar da temática do meio ambiente com ênfase na geração de resíduos, buscando estimular a reflexão, a adoção de práticas ambientalmente corretas e a análise crítica. Esse projeto objetiva ainda, contribuir para formação dos estudantes universitários envolvidos, com vivências na temática sócio ambiental e na elaboração e execução de atividades voltadas a esse tema. METODOLOGIA Considerando a Educação Ambiental um processo contínuo e cíclico, a forma de trabalho utilizada baseia-se na sensibilização: o processo de alerta é o primeiro passo para alcançar o pensamento sistêmico; na compreensão, o conhecimento dos componentes e dos mecanismos que regem os sistemas naturais (Smith, apud Sato, 2002); na mobilização, instiga-se a modificação do espaço; e na tomada de consciência, a possibilidade de agir politicamente na transformação da realidade. Os trabalhos são desenvolvidos por meio de agendamento prévio junto à secretaria do USP Recicla. As ações do projeto traduzem-se na forma de palestras, oficinas, dinâmicas de grupo, diagnósticos participativos de resíduos, cursos para formação de professores, entre outros. Prioriza-se o atendimento às instituições públicas que, preferencialmente, já estejam desenvolvendo tema relacionado ao lixo. A maioria das intervenções são realizadas nas dependências do campus Luiz de Queiroz e outras em ambiente externo, como centros comunitários, escolas públicas e particulares e espaços públicos da cidade. Assim, pretende-se realizar uma aproximação da ESALQ com a população da cidade, buscando estreitar vínculos e contribuir para o desenvolvimento integral dos estudantes e da sociedade. As temáticas abordadas nos encontros deverão respeitar o objetivo educativo da escola e a área de atuação do programa USP Recicla. Como: Elaboração de material educativo para ações desenvolvidas nas escolas; Reunião com Diretoria Regional de Ensino para mapear escolas; Reunião com coordenação pedagógica das escolas interessadas; Agendamento e palestra para professores das escolas interessadas em horários de tempo pedagógico. Ao longo do projeto são feitas avaliações das intervenções, nas quais tanto os participantes quanto os monitores-educadores do projeto são avaliados para verificar a efetividade da ação. O projeto atendeu cerca de 20 grupos de estudantes de escolas públicas do ensino básico. Verifica-se que o mesmo tem contribuído para nortear visao mais critica sobre o consumo, ações de gerenciamento de residuos, e educação ambiental nas escolas. Além disso, tem propiciado melhorias metodológicas para o projeto e para a formação dos estagiários envolvidos, notando-se mudanças de hábitos e do aumento da capacidade argumentativa observada ao longo do ano nos estudantes. Verifica-se que o projeto é de grande importância por motivar e potencializar a relação da universidade com a comunidade. Entretanto, há a necessidade de se avaliar de forma constante e contínua a dinâmica deste projeto, buscando melhorar a sua forma de atuação para que possa contribuir de maneira mais efetiva à formação de cidadãos comprometidos com as questões socioambientais locais e planetárias. Quanto aos atendimento, o mês que teve maior número de atendimento foi o mês de Junho, por ser a semana do meio ambiente e ter tido a feira da Barganha que contou com a presença de 4000 pessoas. Nota-se uma valor crescente de fevereiro à junho, conforme o final do semestre têm-se uma maior demanda das escolas por ser um tema em pauta e muito impulsionado pelo Rio+20. A frequência da faixa etária, nota-se uma faixa perturbada entre 8 e 21 anos. Sendo a idade de maior atendimento 9 anos seguido de 10, 13 e 14 anos. Isso ocorre devido a um dos projetos que somos parceiros chamado Projeto Cultura e Currículo do Museu Luiz de Queiroz que convida escolas do ensino fundamental e médio de Piracicaba e Região para conhecer a Esalq e o Museu. Semanalmente o dia mais escolhido para atendimento foram Quinta seguido de Terça em datas mais escolhidas pelas escolas, isso ocorreu devido a ter mais membros da equipe para o atendimento. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA CARVALHO, I. C. M. (2004), Educação ambiental: a formação do sujeito ecológico, Cortez, São Paulo. FREITAS, L. C. (2005), Crítica da Organização do Trabalho Pedagógico e da Didática, Papirus, Campinas-SP. LEONARD, A. (2008), A História das Coisas, disponível em, acesso em dez SUDAN, D. C. et al. (2007), Da pá virada: Revirando o tema lixo. Vivências em Educação ambiental e resíduos sólidos, Programa USP Recicla/Agência USP de Inovação, São Paulo. Verifica-se que o projeto é de grande importância por motivar e potencializar a relação da universidade com a comunidade. Entretanto, há a necessidade de se avaliar de forma constante e contínua a dinâmica, buscando melhorar a sua forma de atuação para que possa contribuir de maneira mais efetiva à formação de cidadãos comprometidos com as questões socioambientais locais e planetárias.


Carregar ppt "AÇÕES EDUCATIVAS VOLTADAS À TEMÁTICA DOS 3RS EM ESCOLAS DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DE PIRACICABA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO – ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google