A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO MATEMÁTICA Julho/ 2015 PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO MATEMÁTICA Julho/ 2015 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GUANAMBI DEPARTAMENTO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO MATEMÁTICA Julho/ 2015 PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO MATEMÁTICA Julho/ 2015 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GUANAMBI DEPARTAMENTO."— Transcrição da apresentação:

1 PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO MATEMÁTICA Julho/ 2015 PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO MATEMÁTICA Julho/ 2015 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GUANAMBI DEPARTAMENTO DE ENSINO

2 PAUTA ACOLHIDA REFLEXÃO: VÍDEO ( TESTE DE MATEMÁTICA) AVALIANDO MINHA PRÁTICA CONCEPÇÃO DE AVALIAÇÃO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO EXTERNA AUTOAVALIAÇÃO ENCERRAMENTO

3 Acolhida RECEITA DE OLHAR ( POEMA DE ROSEANA MURRAY) nas primeiras horas da manhã desamarre o olhar deixe que se derrame sobre todas as coisas belas o mundo é sempre novo e a terra dança e acorda em acordes de sol faça do seu olhar imensa caravela

4 Vídeo TESTE DE MATEMÁTICA

5 Avaliando a minha PRÁTICA

6 QUESTÕES Como vejo a avaliação?

7 Essa análise não é determinante de sua atuação em sala de aula, apenas questões para refletirmos sobre os conceitos que possuímos. Maioria das respostas: A) Reconhece que uma prática diferenciada provoca uma mudança em seus alunos e que os resultados alcançados por eles fazem parte do seu planejamento. Já demonstra o entendimento de um novo comportamento imprescindível para o professor atualmente. Vencer as barreiras que impedem essa mudança completamente é um desafio pessoal.

8 B) Parabéns! Situações que nos impulsionam para repensarmos a nossa prática e o resultado dela já fazem parte na construção de seu planejamento. Buscar saídas para obtermos um resultado diferente e reconhecer uma prática motivadora foi demonstrado na escolha de suas respostas. Que esse pensamento seja refletido em seu trabalho.

9 C) Mudar é algo difícil, principalmente quando envolve o outro, mas arriscar é fundamental para novas descobertas. Conciliar o que lhe dá segurança e uma nova prática, talvez seja o caminho para um resultado diferenciado. Lute por ele e não se feche para novas experiências.

10 Avaliação Educacional Importa estarmos cientes de que a avaliação educacional, em geral, e a avaliação da aprendizagem escolar, em particular, são meios e não fins em si mesmas, estando assim delimitadas pela teoria e prática que as circunstancializam. Desse modo, entendemos que a avaliação não se dá nem se dará num vazio conceitual, mas sim dimensionada por um modelo teórico de mundo e de educação, traduzido em prática pedagógica”. (Luckesi, 2000, p. 28)

11 Concepção Concepção “A avaliação é essencial à educação. Inerente e indissociável enquanto concebida como problematização, questionamento, reflexão sobre a ação”. “A avaliação é reflexão transformada em ação. Ação essa, que nos impulsiona para novas reflexões. Reflexão permanente do educador sobre a realidade, e acompanhamento, passo a passo do educando, na sua trajetória de construção de conhecimento”. Jussara Hoffmann

12 Concepção “A avaliação da aprendizagem, no novo paradigma, é um processo mediador na construção do currículo e se encontra intimamente relacionada à gestão da aprendizagem dos alunos”. Perrenoud

13 Avaliação - Tipos Diagnóstica - visa identificar e avaliar o conhecimento que o aluno traz; busca detectar pré-requisitos para novas experiências de aprendizagem. Formativa - visa identificar se as estratégias e os recursos usadas para ensinar estão tendo resultados positivos, ou seja, se os alunos estão efetivamente aprendendo; pretende melhorar as aprendizagens. Somativa - é aplicada ao final de cada período de aprendizado com o objetivo de medir o conhecimento adquirido pelo educando; sua função é classificar os alunos ao final da unidade semestre ou ano letivo, segundo níveis de aproveitamento apresentados. SANT’ANNA, Ilza Martins. 1997

14 O que são? Quais instrumentos você utiliza para avaliar? Você considera que estes instrumentos são eficazes para conhecer o grau de aprendizagem dos seus alunos? INSTRUMENTOS AVALIATIVOS

15

16 Critérios de avaliação Os critérios de avaliação devem “indicar com clareza os atos que os alunos devem executar quando se encontram em situação de aprendizagem e, por outro lado, as características que o produto final dessa aprendizagem deve apresentar”. “normas ou modelos segundo os quais as aprendizagens dos alunos são apreciadas.”

17 Como elaborar os instrumentos avaliativos e estabelecer critérios Objetivos e habilidade s O que será avaliado? O que é fundamental que meu aluno saiba? Instrumento avaliativo Qual o instrumento que pode me mostrar da melhor maneira a aprendizagem do meu aluno? Que questões vou elaborar? O instrumento atende aos vários níveis de aprendizagem dos alunos? Está muito difícil? Está muito fácil? Critérios De avaliação Quais os objetivos que tracei para o período? Como eles foram trabalhados? Os critérios estão contemplando a proposta curricular oficial?

18 Exemplo 1 Objetivos e habilidades Compreender a ideia da adição e utilizá-la adequadamente na resolução de problemas Instrumento avaliativo Exercício/ prova/ jogo(por exemplo: bingo dos problemas ) Critérios De avaliação Identificou que o problema é de adição(05 pontos) Soube desenvolver uma estratégia de resolução da adição(02 pontos) Chegou ao resultado correto do problema (03 pontos)

19 Instrumentos Avaliativos “ Tarefas e testes aplicados pelo professor que, analisados, servem de dados de acompanhamento do aprendizado do aluno”. “ Todas as formas de expressão do aluno que permitam acompanhar o seu processo de aprendizagem – tarefas avaliativas”. Jussara Hoffmann

20 Artigo 32: A avaliação dos alunos, a ser realizada pelos professores e pela escola como parte integrante da proposta curricular e da implementação do currículo, é redimensionadora da ação pedagógica e deve: II – utilizar vários instrumentos e procedimentos, tais como a observação, o registro descritivo e reflexivo, os trabalhos individuais e coletivos, os portfólios, exercícios, provas, questionários, dentre outros, tendo em conta a sua adequação à faixa etária e às características de desenvolvimento do educando; RESOLUÇÃO Nº 7/2010 Instrumentos Avaliativos O que diz a Legislação?

21 “Mais que o instrumento, importa o tipo de conhecimento que põe à prova, o tipo de perguntas que se formula, o tipo de qualidade (mental ou prática) que se exige e as respostas que se espera obter conforme o conteúdo das perguntas ou problemas que são formulados”. Juan Manuel Álvarez Méndez, Instrumentos Avaliativos

22 Instrumentos Avaliativos Instrumentos Avaliativos Prova objetiva Prova dissertativa Seminário Trabalho em grupo Debate Relatório Individual AutoavaliaçãoObservação Conselho de Classe

23 Refletindo... - Sistema de avaliação da Rede Municipal de Ensino de Guanambi quanto a pontuação 10; 20; 30; 40.

24 … Pensando a AVALIAÇÃO como parte integrante do processo ensino-aprendizagem, posicione-se a respeito de como ela deve ser vivenciada na Rede Municipal de Ensino de Guanambi, considerando os seguintes aspectos: Concepção; Importância; Tipos; Critérios; Instrumentos. Pensando a AVALIAÇÃO como parte integrante do processo ensino-aprendizagem, posicione-se a respeito de como ela deve ser vivenciada na Rede Municipal de Ensino de Guanambi, considerando os seguintes aspectos: Concepção; Importância; Tipos; Critérios; Instrumentos.

25 Avaliação em larga escala AVALIAÇÃO EXTERNA

26 IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica  É um índice que indica se os alunos do Ensino Básico estão aprendendo os conteúdos previstos para a idade e a série adequadas;

27 IDEB – Como é calculado ?  Base de cálculo (dois indicadores): Fluxo escolar (aprovação, reprovação e evasão – dados do censo escolar); Desempenho dos estudantes (avaliados pela Prova Brasil);  É calculado e divulgado periodicamente pelo INEP.

28 Avaliações Externas: Provinha Brasil; SAEB – Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica: ANEB – Avaliação Nacional da Educação Básica; ANRESC – Avaliação Nacional do Rendimento Escolar ( Prova Brasil); Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA).

29 SAEB/Aneb Avalia, por amostragem, os alunos do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e 3ª série do Ensino Médio em Língua Portuguesa e Matemática e tem por objetivo contribuir para a melhoria da qualidade da educação brasileira e para a universalização do acesso à escola.

30 SAEB/Prova Brasil É uma avaliação censitária que envolve todas as escolas da rede pública de ensino, das zonas urbanas e rurais, que possuam pelo menos 20 estudantes matriculados no 5º e no 9º ano do ensino fundamental regular; Avalia o desempenho dos estudantes em Língua Portuguesa, com foco em leitura, e em Matemática, com ênfase na resolução de problemas; Foi criada pelo Inep em 2005 e é aplicada a cada dois anos.

31 Prova Brasil / Objetivos:  Produzir informações que subsidiem políticas e ações para a melhoria da qualidade do ensino, a redução das desigualdades e a democratização da gestão da educação pública;  Avaliar a qualidade do ensino ministrado nas escolas públicas;  Permitir um retrato da realidade de cada escola, em cada município;  Avaliar os sistemas de ensino (escolas) e não os estudantes;  Oportunizar a sociedade conhecer a qualidade do ensino oferecido em cada unidade escolar.

32 Resultado do IDEB BRASILBAHIAGUANAMBI Séries iniciais Série finais Séries iniciais Série finais Séries iniciais Série finais Obs. Met a Obs. Met a Obs. Met a Obs. Met a Obs. Met a Obs. Met a ,26,04,45,54,04,93,14,74,55,44,14,6

33 Resultados finais/2013 vaBrasilResultados/view/boletimDesempe nho/boletimDesempenho.seam

34 Como usar os resultados das avaliações externas para a melhoria do processo de ensino e de aprendizagem? MÚLTIPLAS PERSPECTIVAS PARA O PROCESSO AVALIATIVO

35 O que os alunos aprenderam e do que ainda não se apropriaram? Por que os alunos não aprenderam? Onde está o nó: nos alunos, no professor, na escola, nas metas de aprendizagem da proposta escolar e/ou nas políticas educacionais adotadas? Que novas ações precisam ser empreendidas pela equipe escolar e pelos professores de cada turma? O que está funcionando e deve ser mantido?

36 MUITO OBRIGADA!!!!!! AUTO AVALIAÇÃO ENCERRAMENTO

37


Carregar ppt "PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO MATEMÁTICA Julho/ 2015 PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO MATEMÁTICA Julho/ 2015 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE GUANAMBI DEPARTAMENTO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google