A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA COM GABARITO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA COM GABARITO."— Transcrição da apresentação:

1 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA COM GABARITO

2 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2009/Questão 01) O Sistema Feudal, que predominou na Europa Ocidental ao longo da Idade Média, resultou da mescla de instituições romanas e germânicas. Dentre as instituições romanas está o (a): (A) Comitatus. (B) Direito consuetudinário. (C) Colonato. (D) Benfeficium. (E) Vassalagem.

3 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. UERGS– 2009/Questão 02) Oh! Admirável destino do homem, a quem foi concedido ser o que escolheu para si. Pico Della Mirandolla (1463 – 1494 ) A afirmação acima reflete a concepção (A) Humanista, presente no Renascimento Cultural. (B) Teocêntrica, que marcou a cultura medieval. (C) Maniqueísta, característica da religião persa. (D) Monoteísta, elemento básico da religião hebraica. (E) Coletivista, que regulava a vida na baixa Idade Média.

4 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2009/Questão 03) São consequências da Revolução Francesa: I.A vitória dos ideais e aspirações da burguesia. II.A queda do Absolutismo e a derrocada do Antigo Regime. III.A consolidação da sociedade estamental e dos privilégios do clero e da nobreza. IV. O fortalecimento da política-econômica mercantilista que dificultou o desenvolvimento do capitalismo. Quais estão corretas? (A) Apenas a I e II. (B) Apenas a I e III. (C) Apenas a I e IV. (D) Apenas a I, II e III. (E) Apenas a II, III e IV.

5 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2009/Questão 04) A política intervencionista dos Estados Unidos na América Latina ficou explícita no governo do presidente Theodore Roosevelt (1901 – 1909). Fale suave, mas tenha nas mãos um grande porrete afirmava Roosevelt ao lançar a doutrina que garantia aos Estados Unidos o direito de intervir militarmente em países do continente americano todas as vezes que os seus interesses estivessem ameaçados. Essa política externa dos Estados Unidos ficou conhecida como A) Doutrina Monroe. B) Destino Manifesto. C) New Deal. D) Big Stick. E) Doutrina Truman.

6 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2009/Questão 05) Durante a batalha de Iwo Jima, no Pacífico, um sangrento episódio da guerra ficou imortalizado na fotografia de seis soldados colocando uma bandeira dos Estados Unidos em cima do Monte Suribachi (imagem abaixo). A fotografia serviu de inspiração para Clint Eastwood fazer o filme A Conquista da Honra que mostrou os dramas vividos pelos soldados que ergueram a bandeira e, depois, viajaram pelos Estados Unidos a fim de angariar fundos para manter o exército na guerra. A batalha de Iwo Jima fez parte de que conflito? A) Primeira Guerra Mundial. B) Segunda Guerra Mundial. C) Guerra da Coréia. D) Guerra do Vietnã. E) Guerra do Golfo.

7 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2009/Questão 06) Durante o Período Colonial, o território brasileiro apresentava-se dividido em unidades políticas denominadas A) Vice-Reinos. B) Cabildos. C) Províncias. D) Capitanias. E) Estados.

8 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2009/Questão 07) Observe a imagem do Brasão de Porto Alegre. O Brasão de Porto Alegre foi desenhado por Francisco Bellanca e aprovado pela Lei 1030 de 22/01/1953. A Frase contida no brasão, "leal e valorosa cidade de Porto Alegre" é um título nobiliárquico que Dom Pedro II, em 1841, outorgou a Porto Alegre pela sua fidelidade ao trono durante a A) Revolução Federalista. B) Revolução Farroupilha. C) Guerra Cisplatina. D) Revolta da Armada. E) Guerra contra Oribe.

9 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2009/Questão 08) Nenhuma revolução se faz como a simples passagem de uma sala para outra; as mesmas revoluções chamadas de palácio trazem alguma agitação que fica por certo prazo, até que a água volte ao nível. Machado de Assis - Esaú e Jacó, 1901 No trecho acima, Machado de Assis faz uma crítica a que acontecimento da História do Brasil? A) Proclamação da República. B) Revolta da Vacina. C) Revolta da Chibata. D) Revolução Pernambucana. E) Revolução Praieira.

10 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2009/Questão 09) O ano de 1968 foi marcado por agitações sociais no mundo todo. No Brasil, a sociedade se manifestava cada vez com mais vigor contra a Ditadura Militar. Na Avenida Rio Branco, uma multidão exigia mudanças, no evento que ficou conhecido como Passeata dos Cem Mil; greves operárias agitaram as regiões de Osasco e Contagem; estudantes se reuniram clandestinamente no interior paulista no 30º Congresso da Une; no Congresso Militar, o deputado Márcio Moreira Alves atacou os militares em um discurso veemente onde propôs o boicote a parada militar de 7 de setembro. A reação dos militares às agitações sociais de 1968 veio através A) da criação dos senadores biônicos, que garantia à ARENA a maioria no Senado. B) do fechamento da UNE e dos partidos políticos que defendiam o retorno à democracia. C) da instauração do bipartidarismo: a ARENA, representante do governo e o MDB, que reunia os grupos de oposição. D) da decretação do AI-5, que conferia ao presidente amplos poderes para perseguir e reprimir a oposição. E) da elaboração da Lei Falcão que limitava a propaganda eleitoral, impedindo os candidatos de exporem suas idéias no rádio e na televisão.

11 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2009/Questão 10) Este ano o Plano Real completará quinze anos. Ao ser lançado, em 1º de julho de 1994, tinha como objetivo básico: A) renovar os empréstimos com o Fundo Monetário Internacional. B) controlar a inflação e criar condições para o crescimento econômico do país. C)ampliar a intervenção do Estado na economia. D) aumentar o número de empresas estatais em setores estratégicos da economia. E) tabelar preços, salários e limitar os saques em cadernetas de poupança.

12 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. VESTIBULAR VERÃO 2008 PROVA DE HISTÓRIA COM GABARITO

13 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 01) As gravuras acima são dos monarcas Frederico II da Prússia e Catarina II da Rússia. O contexto histórico de seus reinados foi marcado pelo(a): A) Despotismo Esclarecido, que realizou reformas de cunho iluminista procurando conciliar os interesses da nobreza e da burguesia, bem como estimular as artes, a cultura e a filosofia. B) recrudescimento do Absolutismo, o repúdio ao liberalismo econômico e a expansão do mercantilismo bulhonista no leste europeu. C) expansão do movimento cruzadista que tinha por objetivo libertar a Terra Santa das mãos dos muçulmanos através da aliança dos reis com a Igreja Católica. D)início da Expansão Marítima Européia que transformou Portugal e Espanha nas grandes potências econômicas da Europa. E) apogeu do movimento de emancipação das colônias latino- americanas que provocou o fortalecimento da política- econômica mercantilista e a emergência de novos impérios coloniais.

14 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 02) A Revolução Industrial, iniciada na segunda metade do século XVIII, na Inglaterra, provocou uma série de transformações sócio-econômicas no continente europeu, tais como: A)retração do mercado – produção em larga escala. B) transferência do centro econômico das áreas rurais para os centros urbanos – consolidação do capitalismo como sistema dominante. C) aumento da intervenção do Estado nas atividades econômicas – afirmação da propriedade privada dos meios de produção. D) relações de produção assalariada – fortalecimento das monarquias absolutistas. E) padronização da produção – liberação de contingentes de mão-de-obra das zonas urbanas para as rurais.

15 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 03) As frases abaixo são representativas de que doutrinas sociais que marcaram o século XIX? I.A luta de classes é a força que move a história. II.Todas as formas de Estado são formas de opressão A) I. Anarquismo – II. Liberalismo B) I. Liberalismo – II. Socialismo Utópico C) I. Socialismo Utópico – II. Liberalismo D) I. Socialismo Científico – II. Anarquismo E) I. Liberalismo – II. Socialismo Científico

16 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 04) O ano de 2008 será marcado pelas comemorações dos 200 anos da chegada da família real portuguesa ao Brasil. Em 27 de novembro de 1807 D. João e a corte portuguesa abandonavam Portugal fugindo do exército de Napoleão Bonaparte que ameaçava invadir o país. Em 22 de janeiro de 1808, a corte portuguesa desembarcava em Salvador, na Bahia, primeira parada antes de seu destino final, a cidade do Rio de Janeiro. A vinda da família real para o Brasil trouxe mudanças sociais, políticas, econômicas e culturais que marcariam de forma definitiva a vida da colônia. Dentre as medidas tomadas por D. João, destacam-se: I – Abertura dos portos brasileiros liberando a importação de produtos vindos de países que mantivessem relações amigáveis com Portugal, medida que pôs fim ao pacto colonial. II – A vinda da missão artística francesa que retratou paisagens e costumes brasileiros e cujo principal representante foi o pintor Jean-Baptiste Debret. III – Convocação de uma Assembléia Nacional Constituinte com o objetivo de elaborar a primeira Constituição brasileira. IV – Fundação do Banco do Brasil, da Biblioteca Real e a criação da Imprensa Régia. Quais estão corretas? A) Apenas I e II. B) Apenas II e III C) Apenas I, II e III. D) Apenas I, II e IV. E) Apenas II, III e IV.

17 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 05) leia o poema de Raquel Naveira, Leão Britânico, inspirado na Guerra do Paraguai. O Leão Britânico ruge, O Leão se alimenta de ouro, prata, Impera, De toneladas de algodão, Domina, Devora carne humana Quer o mundo a seus pés; Com sua boca de fornalha. Usa as garras, A força Quem é esse esquilo A violência Que incomoda sua cauda? Enquanto balança a juba fulva Essa república insubmissa A cabeça coroada Fora do controle de suas unhas? É o Paraguai, O Leão não admite concorrência, Perdido no mapa, Para isso tem dentes ávidos, Construindo navios e armas, Estômago de máquina a vapor, Recheando-se de pólvora. Cérebro capaz de gerar navios, Frotas, Ruge o Leão Britânico, Esquadras inteiras, Seu peito sangra libras esterlinas, Ele próprio ancorado Há que se esmagar o Paraguai No Canal da Mancha. Com intrigas e chacinas, Há que se jogar irmão contra irmão Na América Latina. (NAVEIRA, Raquel.Guerra entre irmãos. Campo Grande, 1993) Sobre a Guerra do Paraguai são feitas as seguintes considerações: I – Para lutar contra o Paraguai os governos do Brasil, Argentina e Inglaterra se uniram e criaram a Tríplice Aliança. II – A Guerra do Paraguai contribuiu para o enfraquecimento da monarquia brasileira na medida em que o exército voltou valorizado, defendendo os ideais republicanos e abolicionistas. III – A maioria do exército brasileiro era formada pelos voluntários da pátria, brancos pobres e escravos negros recrutados à força. IV – A Inglaterra lucrou muito com os juros dos empréstimos feitos durante o conflito, com a venda de armas e através da abertura do mercado paraguaio aos seus produtos industrializados após a guerra. Quais estão corretas? A) Apenas I e II. B) Apenas I, II e III. C) Apenas I, III e IV. D) Apenas I, II e IV. E) Apenas II, III e IV.

18 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 06) O filme Boa Noite e Boa Sorte de 2005 é ambientado na década de 1950, momento em que os EUA viviam os dramas do macarthismo. O tema central do filme é a história do repórter Edward Murrow e seus colegas da rede CBS que decidem travar uma verdadeira batalha contra o senador Joseph McCarthy e expor publicamente sua conduta duvidosa. Historicamente, o macartismo é definido como: A) a disputa entre democratas e republicanos pelo controle do senado norte-americano após a Segunda Guerra Mundial. B) uma política de aproximação entre EUA e URSS liderada pelos senadores democratas. C) a criação no senado norte-americano de um comitê para investigar atividades anti-americanas e passou a perseguir setores intelectuais da sociedade acusados de defenderem idéias comunistas. D) ações do senado norte-americano para impedir que revoluções comunistas tivessem êxito na América Latina. E) campanha a presidência da república do senador Joseph McCarthy que tinha como principal plataforma a defesa das idéias comunistas nos EUA.

19 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 07) Um ano marcado por protestos de jovens, por inovações nas artes e pela luta pelos direitos civis no Brasil e no mundo. Assim ficou marcado 1968, que segundo o pensador francês Edgar Morin representou o êxtase da história, enquanto que para o cantor Bob Dylan, foi o último ano em que todas as utopias eram permitidas. São acontecimentos que marcaram o ano de 1968, exceto: A) estudantes de Paris vão às ruas em protestos contra o governo reacionário de Charles de Gaulle. B) a passeata dos Cem Mil no Rio de Janeiro exigiu o fim da ditadura militar brasileira instaurada em 1964 e o restabelecimento das liberdades democráticas. C)o assassinato de Martin Luther King, um dos principais líderes do movimento americano pelos direitos civis e defensor da resistência não violenta contra a opressão racial, gera uma onda de protestos nos EUA. D)o comandante da Vanguarda Popular Revolucionária ( VPR ) Carlos Lamarca é assassinado por militares no sertão da Bahia. E) o 30º Congresso da UNE, que se realizava clandestinamente em Ibiúna, é descoberto pela polícia que prende centenas de estudantes.

20 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 08) Nenhum brasileiro será extraditado, avisa Tarso sobre Operação Condor. Com ressalva de que ainda não recebeu nenhuma comunicação oficial da Justiça italiana, o ministro Tarso Genro disse ontem que os 13 brasileiros acusados de participação na Operação Condor não podem ser extraditados por que há impedimento constitucional. (O Estado de São Paulo, 27/12/2007). Assinale a alternativa que melhor define a Operação Condor citada na reportagem acima. A)aliança entre os partidos comunistas sul-americanos para desencadear ações terroristas contra as ditaduras militares. B)articulação entre os serviços secretos das ditaduras militares de países sul-americanos para repressão política de grupos de esquerda. C)conjunto de ações clandestinas desencadeadas pela união dos estudantes latino-americanos para derrubar os regimes militares. D)organização de extrema direita que reunia militares do cone sul com o objetivo de impedir a posse de João Goulart na presidência da República. E) integração entre grupos guerrilheiros latino- americanos para realização de seqüestros de políticos ligados aos regimes militares.

21 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 09) As peças publicitárias abaixo foram produzidas em que momento histórico? A) durante o lançamento da campanha das Diretas-Já, na década de B) na década de 1950, com a criação da Petrobras no governo de Getúlio Vargas. C) no auge da ditadura militar, período marcado pelo milagre econômico. D) na Campanha da Legalidade que pretendia garantir a posse de João Goulart na presidência da República. E) durante a instauração do regime militar pelo general Castelo Branco em 1964.

22 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 10) Relacione corretamente as colunas abaixo, associando os presidentes que governaram o Brasil aos acontecimentos históricos que marcaram seus mandatos. 1. José Sarney 2. Fernando Col or de Melo 3. Itamar Franco 4. Fernando Henrique Cardoso 5. Luis Inácio Lula da Silva ( ) comando da missão de paz da ONU no Haiti. ( ) fim do monopólio da Petrobras. ( ) promulgação da atual Constituição brasileira. ( ) lançamento do Plano Real. ( ) bloqueio de depósitos em contas correntes e cadernetas de poupança. A ordem correta do preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é: A) 5 – 4 – 2 – 1 – 3 B) 4 – 3 – 1 – 5 – 2 C) 4 – 5 – 3 – 1 – 2 D) 3 – 2 – 1 – 4 – 5 E) 5 – 4 – 1 – 3 – 2

23 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. VESTIBULAR INVERNO 2008 PROVA DE HISTÓRIA COM GABARITO

24 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 01) Assinale a alternativa que apresenta somente características da economia feudal. A) Economia natural – excedente agrícola – monocultura. B) Agricultura de subsistência – auto- suficiência – baixa produtividade. C) Policultura – mercado externo – economia monetária. D) Sistema financeiro – atividades mercantis – exportação. E) Manufaturas – mercantilismo – economia natural.

25 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 02) Relacione os artistas renascentistas às respectivas obras. ( ) Leonardo da Vinci ( ) Sandro Botticelli ( ) Rafael Sanzio ( ) Michelangelo A ordem correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é: A) 2 – 3 – 1 – 4. B) 3 – 4 – 2 – 1. C) 3 – 2 – 1 – 4. D) 1 – 3 – 4 – 2. E) 4 – 3 – 2 – 1.

26 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 03) A esquadra de D. João e da família real portuguesa entrou na Baía de Guanabara no começo da tarde de 07 de março de Havia sol e o céu estava azul, sem uma única nuvem. Um vento forte soprava do oceano para aliviar o calor ainda sufocante do final do verão carioca. Depois de três meses e uma semana de viagem, contando a escala em Salvador, centenas de nobres e ilustres passageiros se comprimiam na amurada dos navios para contemplar o soberbo espetáculo que se descortinava diante dos seus olhos: uma cidadezinha de casas brancas, alinhadas rente à praia, debruçava-se às margens de uma baía de águas calmas emoldurada por altíssimas montanhas de granito cobertas pela floresta luxuriante, de tonalidade verde escura, como nunca se tinha visto antes em Portugal. (GOMES, Laurentino São Paulo: Editora Planeta, P.139 ) A vinda da família real portuguesa para o Brasil em 1808 significou A)o fortalecimento do pacto colonial e a conseqüente intensificação das revoltas nativistas. B) o fim do tráfico de escravos africanos para o Brasil, decorrência de pressão do governo inglês interessado em ampliar o mercado consumidor brasileiro para seus produtos industrializados. C) o início do processo de industrialização brasileira a partir da revogação do Alvará de 1785, que proibia as atividades manufatureiras na colônia. D) o rompimento do monopólio comercial português através do decreto que estabeleceu a abertura dos portos brasileiros às nações amigas, medida que favoreceu especialmente aos ingleses. E) o enxugamento do aparelho burocrático português através da redução do número de cargos públicos e ministérios.

27 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 04) A instabilidade política do Período Regencial (1831 – 1840) propiciou a eclosão derevoltas em diversas províncias brasileiras. São revoltas do Período Regencial, exceto: A) Revolução Farroupilha. B) Confederação do Equador. C) Sabinada. D) Cabanagem. E) Balaiada.

28 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 05) Não houve um só tiro que pudesse revelar que se tratava de um golpe e não de uma parada militar. Se ecoassem disparos (na verdade houve dois, mas ninguém os escutou), talvez aqueles seiscentos soldados percebessem que não estavam ali para participar de um desfile, e sim para derrubar um regime. Na verdade, alguns dos militares de alta patente ali presentes sabiam que estavam tomando parte em uma quartelada. Mas, mesmo os que pensavam assim, achavam que quem estava sendo derrubado era o presidente do Conselho de Ministros, (...) (BUENO, Eduardo. Brasil: uma história. São Paulo: Ática, P.230 ) A que episódio da História do Brasil o texto acima se refere? A) A instalação da Ditadura Militar em B) Ao Golpe da Maioridade em C) A abdicação de D. Pedro I em D) A Revolução Constitucionalista de E) A proclamação da República em 1889.

29 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 06) Na Revolução Inglesa (1640), Francesa (1789) e Russa (1917), pode-se identificar como elemento comum a A)luta contra o regime monárquico absolutista. B) participação ativa do proletariado. C) instalação de um regime republicano presidencialista. D) influência de idéias socialistas. E) luta religiosa entre católicos e protestantes.

30 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 07) A crise explodiu em 24 de outubro, quando uma grande venda de ações não encontrou compradores. Os investidores atemorizados, tentaram livrar-se dos papéis, originando uma verdadeira avalanche de oferta de ações, que derrubaram velozmente os preços, arruinando a todos. Do dia para noite, prósperos empresários passaram a meros possuidores de papéis sem valor. A desordem econômica irradiou-se, abalando profundamente toda a sociedade norte-americana: 85 mil empresas faliram, quatro mil bancos fecharam e as demissões de trabalhadores alcançaram um total aproximado de doze milhões, disseminando a fome. (VICENTINO, Cláudio. História Geral. São Paulo:Scipione P.378 ) O texto acima refere-se a Crise de Sobre esse acontecimento histórico, é correto afirmar que: I. Foi uma crise do sistema capitalista, marcada pela superprodução acompanhada de um subconsumo. II. A crise iniciada nos EUA abalou todo o mundo, exceto a URSS, onde estavam sendo aplicados os planos quinquenais de Stalin. III. A crise teve origem num programa do governo Roosevelt de intervenção do estado na economia. Quais estão corretas? A) Apenas I. B) Apenas II. C) Apenas I e II. D) Apenas II e III. E) I, II e III.

31 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. Analise as afirmações que são feitas abaixo. I.Política de abertura marcada pela distensão lenta, gradual e segura II. O pacote de abril decretou o recesso do Congresso Nacional e criou os senadores biônicos. III. A Lei Falcão proibiu debates eleitores e só permitia que aparecesse na TV, durante o período de propaganda eleitoral, o nome, o número e um minicurrículo dos candidatos. IV. Morte do jornalista Vladimir Herzog e do operário Manoel Fiel Filho nas dependências do DOI-CODI. Os acontecimentos acima ocorreram durante o governo de A) Castelo Branco. B) Emílio Médici. C) Ernesto Geisel. D) Costa e Silva. E) João Figueiredo. (UERGS – 2008/Questão 08)

32 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 09) Analise a charge abaixo. Assinale a alternativa que apresenta conflitos relacionados diretamente com a charge acima. A)Guerra dos Seis Dias – Guerra do Yom Kippur. B)Guerra do Afeganistão – Guerra dos Sete Anos. C)Guerra da Coréia – Guerra dos Trinta Anos. D)Guerra dos Seis Anos – Revolução Gloriosa. E) Guerra do Vietnã – Guerra da Coréia.

33 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2008/Questão 10) O período da República Velha no Rio Grande do Sul foi marcado pelo predomínio político do ________________, que tinha como influência ideológica o _______________ de ______________. As lacunas do texto acima ficam corretamente preenchidas por: A)Partido Liberal – liberalismo – Adam Smith B) Partido Conservador – absolutismo – Nicolau Maquiavel C) Partido Federalista – iluminismo – Rousseau D) Partido Republicano Rio-Grandense – positivismo – Augusto Comte E) Partido Trabalhista Brasileiro – fascismo – Benito Mussolini

34 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. VESTIBULAR 2006 PROVA DE HISTÓRIA COM GABARITO

35 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2006/Questão 01) As histórias em quadrinhos de Asterix e seu amigo Obelix foram criadas na França no final da década de 1950 por Goscinny e Urdezo. Suas histórias contam a resistência dos A)gauleses à Roma de Júlio César. B)cartagineses durante as Guerras Púnicas. C)bretões aos exércitos de Marco Antônio. D)romanos ao domínio do Império Carolíngio. E) hunos contra o avanço das tropas do general Lépido.

36 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2006/Questão 02) Um sistema de organização econômica, social e política baseada nos vínculos de homem a homem, no qual uma classe de guerreiros especializados – os senhores -, subordinados uns aos outros por uma hierarquia de vínculos de dependência, domina uma massa campesina que explora a terra e lhes fornece com que viver. No texto acima, o historiador Jacques Le Goff caracteriza A)o liberalismo que vigorou na Europa Ocidental durante o século XVIII. B) a tirania, na cidade-estado de Atenas, durante o governo de Pisístrato. C) o feudalismo que marcou a Europa Ocidental durante a Idade Média. D) a servidão coletiva durante o Antigo Egito. E) a Revolução Industrial na Inglaterra do século XVIII.

37 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2006/Questão 03) É melhor ser mais amado que temido, ou mais temido que amado? Idealmente, é preciso ser temido e amado, mas é difícil reunir os dois sentimentos. Se um dos dois precisa ser sacrificado, é mais seguro ser temido que amado. Geralmente, os homens são ingratos, desonestos, covardes e gananciosos. Enquanto são ajudados, obedecerão às ordens. Oferecerão a você seu sangue, seus bens, suas vidas e seus filhos quando parece que você não tem necessidade de aceitá-los. Mas quando você tenta cobrar, freqüentemente voltam atrás. Se um príncipe apoiou-se apenas na boa fé de outros, estará arruinado. Os homens têm menos medo de ofender um príncipe que amam, que um que temem. Sentem-se livres para romper as obrigações que devem, por amor, sempre que lhes seja útil fazê-lo. Mas farão seu dever se temem, pois a ameaça de castigo nunca deixa de fazê-los submeter-se. Na obra O Príncipe, Maquiavel defende a forma de governo denominada Monarquia A)Constitucional. B) Liberal. C) Parlamentar. D) Absolutista. E) Federativa.

38 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2006/Questão 04) O voto obrigatório, direto e secreto, inclusive para mulheres, foi instituído no Brasil pela primeira vez na Constituição de A) B) C) D) E) 1967.

39 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2006/Questão 05) Em relação à imigração italiana no Rio Grande do Sul, que em 2005 comemorou 130 anos, é incorreto afirmar que: A)Os imigrantes italianos que vieram para o Rio Grande do Sul ocuparam áreas de mata, lugares despovoados do estado. B) Os italianos receberam pequenos lotes de terra, onde a princípio, desenvolveram uma economia de subsistência baseada na agricultura do milho. C) Entre os imigrantes italianos, vieram muitos artesãos, que instalaram pequenas oficinas de tecelagem, serralherias e marcenarias que mais tarde se transformaram em grandes indústrias metalúrgicas, malharias e fábricas de móveis. D) Muitos imigrantes ocuparam o sul do estado, a região da Campanha Gaúcha, onde desenvolveram a pecuária leiteira e suína. E) Além da policultura em pequenas propriedades, os italianos introduziram no Rio Grande do Sul o cultivo da uva e a fabricação de vinhos.

40 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2006/Questão 06) Qual dos governos da Ditadura Militar é ironizado na charge? A) O governo Costa e Silva, no momento de decretação do AI – 5, que fortaleceu ainda mais os poderes do executivo. B) O governo João Figueiredo, marcado pelo movimento das Diretas Já e grande desenvolvimento econômico. C) O governo Ernesto Geisel, quando teve fim a crise do petróleo, e a economia brasileira retomou o crescimento. D) O governo Emílio Médici, marcado pelo ufanismo, crescimento econômico e grande repressão política. E) O governo Castelo Branco, período de grande efervescência cultural e aumento do volume das exportações brasileiras. observe a charge a seguir.

41 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2006/Questão 07) Em relação à economia brasileira durante o governo Fernando Henrique Cardoso ( ) é incorreto afirmar que: A) Foi lançado o Plano Real para estabilizar a economia e controlar a inflação. B) Promoveu a privatização de grandes empresas estatais. C) Para conseguir novas fontes de recursos, aumentou a carga tributária. D) Elevou as taxas de juros, o que contribuiu para conter o consumo e manter os preços em baixa. E) Ocorreu a quebra do monopólio estatal das telecomunicações e a quebra do monopólio da Petrobras.

42 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2006/Questão 08) Em 2005, o conflito árabe-israelense foi marcado pela determinação do primeiro ministro Ariel Sharon de retirar os colonos israelenses da Faixa de Gaza e de quatro assentamentos da Cisjordânia. Esses territórios foram ocupados pelos israelenses com a A)Guerra do Golfo. B)Guerra do Yom Kippur. C)Segunda Intifada. D)Revolução Islâmica. E) Guerra dos Seis Dias.

43 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2006/Questão 09) Avalie as assertivas abaixo. I – Estado mínimo. II – Intervenção do Estado na economia. III – A economia deve ser regulada pelas leis do mercado. IV – Propriedade privada dos meios de produção. Quais caracterizam o Neoliberalismo? A)Apenas a I e a II. B) Apenas a III e a IV. C) Apenas a I, a II e a III. D) Apenas a I, a III e a IV. E) A I, a II, a III, a IV e a V.

44 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2006/Questão 10) Uma onda de violência e vandalismo teve início em Paris, em 27 de outubro de 2005, depois que dois jovens africanos foram mortos eletrocutados numa central elétrica em que se esconderam para fugir de uma batida policial. A violência se alastra para outras cidades francesas, provocando um saldo de milhares de carros queimados e centenas de pessoas presas. Sobre o contexto histórico dos acontecimentos descritos acima, é correto afirmar que: I – Os manifestantes eram na sua maioria jovens, habitantes da periferia de Paris sem perspectiva de inserção no mercado de trabalho. II – As manifestações tiveram origem nas universidades parisienses, onde a intelectualidade vinha discutindo uma alternativa de inclusão social para os imigrantes de origem africana e árabe. III – A França atravessa uma grave crise econômica que afeta de forma direta os imigrantes que vivem na periferia através do desemprego, isolamento e discriminação. Quais estão corretas? A) Apenas a I. B) Apenas a II. C) Apenas a I e a II. D) Apenas a I e a III. E) Apenas a II e a III.

45 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. VESTIBULAR 2005 PROVA DE HISTÓRIA COM GABARITO

46 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2005/Questão 01) Sobre o Feudalismo, que marcou a Europa Ocidental durante a Idade Média, pode-se afirmar que: I - Do ponto de vista econômico, o feudalismo apresentava o predomínio da agricultura de subsistência. II - O trabalho no feudalismo baseava-se na mão-de-obra escrava, que mantinha os trabalhadores presos à terra e subordinados a uma série de obrigações e serviços devidos ao senhor feudal. III - O poder político relacionava-se diretamente com a posse e soberania dos feudos, fragmentando-se assim o poder central. IV - Os senhores feudais ligavam-se entre si através das relações de suserania e vassalagem. Quais estão corretas? A) Apenas a I e a II. B) Apenas a I e a III. C) Apenas a I, a II e a III. D) Apenas a I, a III e a IV. E) A I, a II, a III e a IV.

47 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2005/Questão 02) (...) Os Titãs, os filhos da Terra Dançam, nem sabem que a alma ousada Do morto ainda comanda a armada, Pulso sem corpo ao leme a guiar As naus no resto do fim do espaço: Que até ausente soube cercar A terra inteira com seu abraço. (...) (Fernando Pessoa, Mensagem) O poema de Fernando Pessoa refere-se à(s): A) Grandes Navegações portuguesas da Idade Moderna. B) Cruzadas da Baixa Idade Média. C) Conquista do Mar Mediterrâneo pelos turcos no século XV. D) Emancipação política das colônias ibéricas latino- americanas no século XIX. E) Expansão muçulmana do século VIII.

48 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2005/Questão 03) Em seu painel Guernica, Picasso representou a destruição dessa cidade basca, que ocorreu devido A) à invasão das tropas inglesas que lideravam a Tríplice Entente durante a Iª Guerra Mundial. B) a ataques terroristas do ETA ( Pátria Basca e Liberdade ) pela emancipação da região na década de C) ao ataque aéreo alemão em apoio ao General Francisco Franco durante a Guerra Civil Espanhola. D) à invasão turca durante a Guerra de Reconquista. E) aos bombardeios soviéticos durante a IIª Guerra Mundial.

49 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2005/Questão 04) a Organização das Nações Unidas é uma instituição internacional formada por 191 Estados soberanos, fundada após a 2ª Guerra Mundial para manter a paz e a segurança no mundo, fomentar relações cordiais entre as nações, promover progresso social, melhores padrões de vida e direitos humanos. Os membros são unidos em torno da Carta da ONU, um tratado Internacional que enuncia os direitos e deveres dos membros da comunidade internacional. As Nações Unidas são constituídas por diversos órgãos, dentre eles o Conselho de Segurança, composto por quinze membros. Dez são eleitos pela Assembléia Geral, os outros cinco, denominados permanentes, são: A)Alemanha, Canadá, Rússia, Reino Unido e EUA. B)França, Itália, Alemanha, Rússia e EUA. C)Canadá, França, Reino Unido, Alemanha e EUA. D)Reino Unido, Japão, Brasil, Alemanha e EUA. E) Reino Unido, França, China, Rússia e EUA.

50 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2005/Questão 05) A economia do Brasil Colônia, nos séculos XVI e XVII, apresentava como características: A) extrativismo do pau-brasil – feitorias – mercado externo – mão-de-obra indígena através do escambo. B) mineração – latifúndio – mercado externo – mão- de-obra assalariada. C) monocultura do fumo – mercado interno – latifúndio – mão-de-obra escrava africana. D) monocultura da cana-de-açúcar – latifúndio – mercado externo – mão-de-obra africana. E) monocultura de algodão – minifúndio – mercado interno – mão-de-obra escrava indígena.

51 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2005/Questão 06) Havia alguma coisa diferente no ar naquela manhã abafada e úmida de novembro. Nos últimos dias, boatos haviam tomado os bares, as conversas em família depois que estudantes e operários saíram em passeata pelo centro do Rio de Janeiro, gritando palavras de ordem e protestando contra o governo do presidente Rodrigues Alves. Mas nem quem acompanhava de perto as notícias podia prever os acontecimentos que se seguiram. De repente, sem que parecesse haver qualquer organização, grupos de pessoas começaram a chegar ao centro. Tomaram as ruas do Ouvidor, da Quitanda, da Assembléia e, quando chegaram à praça Tiradentes já eram milhares. (Aventuras na História, novembro/2004) O texto acima refere-se à: A)Revolta da Vacina. B) Revolta da Chibata. C) Revolta da Armada D) Revolução Constitucionalista E) Revolução Federalista

52 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2005/Questão 07) Ao longo de 11 dias, o Rio Grande esteve sintonizado na mesma freqüência, acompanhando durante manhã, tarde e noite a evolução de uma crise que beirou a guerra civil.Transformado pela primeira vez no Estado em alavanca popular, o rádio foi o trunfo de Leonel Brizola. Sem o poder do microfone, o governador não teria conseguido sensibilizar os gaúchos e a divisão na caserna não teria aflorado de forma como aflorou, levando grande parte dos generais do III Exército a se colocar ao lado da Constituição. (KUHN, Dione. Brizola, da legalidade ao exílio. 2004) A Campanha da Legalidade, liderada por Leonel Brizola, tinha como objetivo A)forçar Getúlio Vargas a convocar uma Assembléia Nacional Constituinte para elaborar uma nova constituição para o Brasil. B) pressionar o Congresso Nacional a aprovar a Constituição de C) mobilizar a população para resistir ao Golpe Militar que depôs João Goulart da Presidência da República. D) organizar a população para garantir que Juscelino Kubitschek, eleito pelo voto direto, fosse empossado como Presidente da República. E) garantir a posse do vice-presidente João Goulart como presidente da república após a renúncia de Jânio Quadros.

53 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2005/Questão 08) 90 milhões em ação pra frente Brasil, do meu coração. Vamos juntos, vamos, pra frente Brasil Salve a seleção. De repente é aquela corrente pra frente Parece que todo o Brasil deu as mãos Todos ligados na mesma emoção Tudo é um só coração. Essa música tornou-se emblemática da conquista do tricampeonato mundial de futebol pelo Brasil e reflete o contexto histórico A)da instalação da Ditadura Militar brasileira. B) do milagre brasileiro e do ufanismo característicos do governo do general Emílio Médici. C) da distensão lenta e gradual iniciada no governo do General Ernesto Geisel. D) do Governo João Figueiredo, que através de uma reforma partidária, extinguiu o bipartidarismo e aprovou a formação de novos partidos políticos. E) da campanha das Diretas Já que mobilizou a população a lutar por eleições diretas para presidente da república.

54 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2005/Questão 09) Associe o nome dos presidentes brasileiros apresentados na Coluna A com os acontecimentos históricos mencionados na Coluna B: Coluna A 1. Governo José Sarney 2. Governo Fernando Collor de Mello 3. Governo Itamar Franco 4. Governo Fernando Henrique Cardoso Coluna B ( ) Plano de Estabilização Brasil Novo. ( ) Fim do monopólio da Petrobras. ( ) Lançamento do Plano Real. ( ) Promulgação da Constituição de A seqüência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é: A) 2 –4 – 3 –1 B) 1– 3 – 2 –4 C) 3 –2 – 4 –1 D) 4 –3 – 1 –2 E) 4 –1 – 2 –3

55 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2005/Questão 10) O Oriente Médio tem uma grande importância na política internacional. Assim, qualquer conflito nesta região envolve imediatamente os interesses de grandes potências e tem conseqüências sobre todo o planeta. Desde 1948, com a criação do Estado de Israel, árabes e israelenses vêm travando inúmeros conflitos na região da Palestina. Yasser Arafat, líder palestino, morto em novembro último, aos 75 anos, esteve no centro desses conflitos por quatro décadas. Com sua morte, especialistas apontam para o início de uma nova era, com possibilidades de retomada das negociações que ponham fim aos conflitos na região. Entretanto, são vários os impasses que dificultam um acordo de paz definitivo entre os dois povos. Entre eles pode-se apontar: I - O impasse sobre a cidade de Jerusalém, que Israel declara como capital indivisível do país. Por sua vez, os palestinos não abrem mão de incorporar a cidade ao seu futuro Estado. II - Assentamentos israelenses na Faixa de Gaza e na Cisjordânia, territórios controlados pela ANP (Autoridade Nacional Palestina). III - Ação extremista de grupos palestinos e israelenses, contrários a qualquer tipo de negociação. Quais estão corretas? A) Apenas a I. B) Apenas a II. C) Apenas a I e a II. D) Apenas a II e a III. E) A I, a II e a III.

56 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. VESTIBULAR 2004 PROVA DE HISTÓRIA COM GABARITO

57 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2004/Questão 01) Leia o fragmento do poema abaixo. Nenhum irmão esperará do irmão o amor outrora esperado, E os pais envelhecerão depressa, na desonra e na vergonha, E os homens os desprezarão e dirão palavras amargas, De coração duro e sem mais temer ao deus. Não pagarão O preço da sua criação, mas chamarão a força seu direito; E os homens destruidores romperão uma muralha da cidade. Os versos acima, do poeta grego Hesíodo, evocativos de um tempo de desesperança, transmitem a sensação de desolação e desencanto. Também se percebe neles uma certa nostalgia de épocas anteriores, quando viver não parecia aos homens uma experiência tão penosa como a ali relatada. Hesíodo foi contemporâneo da fase final do caos que resultou no colapso da cultura minóico-micênica que dominava a Grécia. Esse período é seqüencial (A)a subjugação da civilização cretense pelos invasores aqueus. (B) às lutas fratricidas que ocorreram na Ásia Menor durante a Guerra de Tróia. (C) aos efeitos da invasão e da dominação da região pelos dórios. (D) a invasão persa da Península Balcânica. (E) à romanização das populações gregas com a consolidação da conquista latina.

58 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2004/Questão 02) O legado romano perdura ainda hoje entremeado na civilização latina contemporânea, principalmente na forma (A) do horóscopo, da superstição e da magia. (B) do idioma, da religião e do direito. (C) da astronomia, da matemática e da escrita. (D) da medicina, da arquitetura e da pintura. (E) do militarismo, do teatro e da poesia.

59 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2004/Questão 03) A estruturação social da Baixa Idade Média apresentava uma divisão em três categorias, tradicionalmente dispostas na seguinte ordem: (A) na primeira categoria, situavam-se os que faziam a intermediação entre Deus e os homens: o clero; seguiam-se os homens de armas, encarregados da organização e da proteção dos feudos, das mulheres e dos fracos: a nobreza leiga, e, ocupando a última categoria, encontravam-se os servos da gleba e os vilões (trabalhadores sem vínculo e obrigações com o senhor feudal). (B) no ápice, situavam-se os comerciantes e os proprietários de terras; depois, vinham os burocratas e os sacerdotes, e, por último, apareciam os escravos, os homens livres pobres, os camponeses, os artífices, os mercadores ambulantes e os moradores das florestas. (C) no alto, os burgueses e capitalistas; na categoria intermediária, os militares, a cavalaria andante, os funcionários reais, a pequena nobreza, os padres e o proletariado, e, na última categoria, os homens sem qualidade, os excomungados, os judeus e os pobres em geral. (D) ocupando a categoria principal e detendo todo o poder de mando, os grandes proprietários de terras; o clero e os militares em segundo lugar, com alguma influência nos desígnios de poder e beneficiários de alguma fortuna, e, na categoria inferior, o proletariado rural pobre iletrado. (E) na posição privilegiada, a nobreza leiga exercendo o poder de mando e a única beneficiária da produção do feudo; no meio, o clero católico e os vilões (trabalhadores sem vínculo e obrigações com o senhor feudal) e na base, os servos da gleba e os mercadores.

60 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2004/Questão 04) Do apogeu do feudalismo da Europa Centro-Ocidental ao advento do capitalismo, situa-se um período histórico que pode ser classificado como de transição entre uma realidade que se esgotava e a realidade que surgia para sucedê-la. A passagem não foi abrupta, levou tempo e se deu ao longo de um processo de erros e acertos, numa experimentação empírica que, através dos séculos XVII e XVIII, iria forjar um perfil definido de um novo modelo econômico, o capitalismo. Sobre essa transição, pode-se afirmar que I - o chamado mercantilismo foi a fase transitória do sistema econômico feudal para o modelo capitalista, na medida em que aglutinava características tanto de um quanto do outro sistema. II - o colonialismo foi uma das características fundamentais do mercantilismo que, em combinação com o escravismo e o monopólio, iria possibilitar a grande acumulação primitiva de capital. III- a acumulação de capital se deu através de uma grande variedade de formas, que incluiu, o cercamento dos campos, expropriando rendeiros, parceiros e outras categorias camponesas e fechando terras comunais e reservas. Quais afirmações estão corretas? (A) Apenas I (B) Apenas I e II (C) Apenas I e III (D) Apenas II e III (E) I, II e III

61 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2004/Questão 05) Considere as afirmações abaixo sobre o Renascimento. I - Teve suas origens nas mudanças políticas, econômicas e sociais ocorridas a partir da Alta Idade Média, sobretudo na parcela mais oriental da Europa, sensível às influências que emanavam das cidades da península itálica, o principal pólo irradiador da profunda revolução cultural que iria significar. II - Refletiu as alterações na mentalidade do homem, bem como no gosto, na arte, na filosofia, na concepção religiosa, na economia e na política, que começaram a ocorrer, lentamente, desde o século XIV e que atingiria o seu apogeu por volta do século XVI nas cidades da Itália. III- Não pode ser limitado apenas a um movimento de retomada das artes e da literatura da Antiguidade Clássica. Muito mais do que isso, ainda que a referência do Clássico tenha sido o parâmetro balisador, significou uma liberalização de amplas potencialidades criadoras dos homens de cultura que não mais estavam submetidos à asfixia obscurantista do teocentrismo. Quais estão corretas? (A) Apenas I (B) Apenas II (C) Apenas I e III (D) Apenas II e III (E) I, II e III

62 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2004/Questão 06) Ao longo do século XIX, na Europa e nos Estados Unidos, desenvolveu-se progressivamente o movimento operário como uma reação conjunta dos trabalhadores contra as péssimas condições de trabalho cujas primeiras manifestações se caracterizaram pela destruição de máquinas. O tipo de manifestação descrita está relacionado (A) ao movimento anarquista. (B) à constituição dos partidos comunistas. (C) às origens dos partidos liberais. (D) à organização dos partidos socialistas. (E) ao movimento ludista.

63 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2004/Questão 07) Considerando o cenário das lutas sociais européias aos tempos da Revolução Industrial assinale a afirmativa correta. (A) Os representantes mais contundentes do radicalismo proletário, surgido com a Revolução Industrial dos séculos XVIII e XIX, foram Adam Smith e Ricardo. (B) Foi na França onde vicejou a mais rica tradição socialista, a qual iria servir como um dos fundamentos, junto com a filosofia alemã e a economia inglesa, da obra revolucionária de Marx e Engles. (C) A possibilidade de as massas excluídas pela acumulação concentrada do sistema capitalista se insurgirem contra o domínio burguês já havia sido antevista pelos economistas clássicos. (D) O trabalho assalariado não apresentava nenhuma vantagem ao sistema capitalista que justificasse o desaparecimento da servidão e do escravismo. (E) Os fundamentos remotos do pensamento socialista remetem à filosofia aristotélico-tomista, que daria corpo à Reforma Protestante liderada por Lutero no século XVI.

64 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2004/Questão 08) Uma das características fundamentais da história do Rio Grande do Sul ao longo da República Velha ( ) foi o monopólio político de um partido, que adotou como ideologia o positivismo, que se orientava pela doutrina de Augusto Comte e tinha como um de seus lemas conservar melhorando. O texto acima refere-se ao Partido (A) da Aliança Nacional Libertadora. (B) da Ação Integralista Brasileira. (C) Comunista Brasileiro. (D) Republicano Rio-Grandense. (E) Federalista Rio-Grandense.

65 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2004/Questão 09) O ano de 2002 marcou o centenário de publicação da obra Os Sertões, de Euclides da Cunha, narrativa que concentrou sua atenção em uma revolta, na qual a miséria, agravada pela crise social e econômica do início do período republicano, possibilitou o surgimento de uma concentração de sertanejos em torno da personagem mística de Antônio Conselheiro. Essa revolta passou a ser chamada pelo nome da região onde se instalou, conhecida até hoje como (A) Canudos. (B) Juazeiro. (C) Contestado. (D) Cabanagem. (E) Balaio.

66 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2004/Questão 10) O processo econômico brasileiro, no período entre os anos de 1930 e 1945, pode ser caracterizado, em suas linhas gerais, (A) pela diversificação da produção agrícola no Nor- deste. (B) pela manutenção do predomínio da economia agroexportadora. (C) pela intensificação da industrialização. (D) pela privatização de empresas estatais. (E) pelo fortalecimento do extrativismo mineral na região Norte.

67 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2004/Questão 11) Considere o texto abaixo. O primeiro "Dia do Trabalho" comemorado pelo Estado Novo foi o do ano de 1938, o presidente anunciou, na ocasião, o regulamento da Lei do Salário Mínimo e assumiu o compromisso de, a partir de então, sempre presentear os trabalhadores com uma realização na área da política social. Era uma data que passou a ser ansiosamente aguardada pelos trabalhadores, já que era a ocasião em que se anunciava mais uma iniciativa governamental de peso no campo do direito social: o presente da festa. A instituição do salário mínimo, e da Consolidação das Leis do Trabalho ocorreu no governo do então presidente (A) Juscelino Kubitschek. (B) Jânio Quadros. (C) João Goulart. (D) Getúlio Vargas. (E) Eurico Gaspar Dutra.

68 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2004/Questão 12) Juscelino Kubitschek ( ) se propôs a fazer o Brasil crescer cinqüenta anos em cinco. Para tanto, fazia parte do Plano de Metas do seu governo (A) investir no setor de energia, em transporte e na indústria de base, concedendo vantagens aos investidores estrangeiros. (B) consolidar as atividades industriais no país, nacionalizando as companhias de energia e telecomunicações. (C) executar projetos que reforçassem a participação do setor agroexportador na economia brasileira. (D) incentivar a concentração populacional e industrial nas regiões Norte, Nordeste e Centro- Oeste. (E) construir Brasília para facilitar o acesso às plantações de café e às áreas de mineração da região Centro-Oeste.

69 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2004/Questão 13) Os problemas que afligem o Oriente Médio poderiam ser minimizados se fosse resolvida a questão entre judeus e os palestinos, com a criação de um Estado Palestino fundado em bases democráticas sólidas, em um ambiente de paz e com garantia internacional de sua autonomia. Contudo, essa solução tem sido permanentemente postergada pela intransigência dos fundamentalistas judeus e muçulmanos, bem como (A) pelo apoio terceiro-mundista às pretensões expansionistas do pan-arabismo. (B) pela ampla tolerância norte-americana à política belicista de Israel. (C) pela oposição da Arábia Saudita a um regime democrático no Oriente Médio. (D) pela insistência dos comunistas árabes em destruírem o Estado de Israel. (E) pela contrariedade da ONU (Organização das Nações Unidas) em apoiar a proposição de um Estado Palestino.

70 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2004/Questão 14) O Brasil saiu da ditadura militar com o consenso de que o problema central do país era a dívida social e que aquele regime havia feito crescer a economia sem distribuição de renda. O neoliberalismo foi impondo um outro consenso: o de que o problema é o déficit público, não existindo lugar nesta visão para a questão social. Para os defensores do neoliberalismo, o Estado deve implementar medidas que (A) elevem a concessão de subsídios governamentais para empresas em dificuldades financeiras. (B) sustentem a obtenção de recursos para o patrocínio de amplos programas previdenciários. (C) permitam conciliar crescimento econômico com investimentos em projetos de inclusão social. (D) ampliam e fortaleçam as finanças das empresas estatais em face das tendências privatistas. (E) garantam a privatização do setor público e a abertura do mercado interno à concorrência.

71 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2004/Questão 15) Quando a comunicação não mais se configura apenas como uma manifestação de verticalidade, adquirindo uma certa horizontalidade e permitindo que todo mundo fale com todo mundo, isto permite ao povo enveredar pelos caminhos que levam a sociedade a uma plenitude democrática, pois a conversa livre previne totalitarismos. Hoje, essa comunicação horizontal (ainda que fortes obstáculos existam em muitas regiões do planeta, nas quais persistam os estados tirânicos) é exemplificada pela (A) imprensa. (B) literatura. (C) internet. (D) publicidade. (E) televisão.

72 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. VESTIBULAR 2003 PROVA DE HISTÓRIA COM GABARITO

73 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2003/Questão 01) A respeito da história de Esparta, considere as afirmações a seguir: I - Esparta situava-se ao norte da planície da Lacônia, ao sul do Peloponeso, tendo sido originada pela invasão dos dórios e, a partir daí, começado sua expansão. Sua mais importante conquista foi a cidade de Messênia, a oeste da Lacônia. II - Em Esparta, as leis eram elaboradas pela Gerúsia, um conselho de aristocratas anciãos. A autoridade máxima executiva era exercida pelo Eforato, composto por cinco aristocratas eleitos pela assembléia de todos os cidadãos guerreiros, a qual concentrava todo o poder dessa cidade-estado. III- Os espartanos temiam uma revolta dos hilotas e, por essa razão, mantinham um clima de terror sobre essa classe. Temiam, também, as transformações que ocorriam em outras cidades- estados, como em Atenas, com sua democracia. IV - A sociedade era composta de três classes: os cidadãos, que gozavam de completa liberdade e participavam das decisões políticas; os metecos, que se dedicavam ao comércio e não gozavam de direitos no sistema, e os escravos, comprados ou conquistados nas guerras, que também não tinham direitos. Quais estão corretas? (A) Apenas I (B) Apenas I e II (C) Apenas II e IV (D) Apenas I, II e III (E) I, II, III e IV

74 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2003/Questão 02) No início do século V a.C., a plebe romana já havia crescido muito e sua importância econômica se ampliara. Os patrícios, então, aumentaram os impostos e exigiram maior participação da plebe nas legiões. Em 494 a.C., os plebeus retiraram-se da cidade e concentraram-se no monte Aventino, recusando-se a defender Roma em caso de guerra. O patriciado teve que fazer concessões e foi criado o Consilium Plebis (Tribunato da Plebe), uma nova magistratura com direito de veto sobre decisões do Senado lesivas à plebe. Ao longo da existência do Consilium, muitos foram os tribunos de atuação marcante; dois deles, entretanto, mantiveram uma luta ferrenha para que uma reforma agrária fosse realizada em Roma, transformando os proletários pobres urbanos em camponeses, e, por isso, foram assassinados pelos latifundiários. O texto acima está se referindo a (A) Marco Túlio Cícero e Cipião Africano. (B) Tibério Graco e Caio Graco. (C) Marco Antônio e Otávio Augusto. (D) Caio Júlio César e Tibério Cláudio Druso. (E) Crasso e Pompeu.

75 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2003/Questão 03). Era uma sociedade cujos caracteres determinantes são um desenvolvimento, levado até muito longe, dos laços de dependência de homem para homem, com uma classe de guerreiros especializados a ocupar os escalões superiores dessa hierarquia; um parcelamento máximo do direito de propriedade; uma hierarquia dos direitos sobre a terra provenientes desse parcelamento e correspondendo à hierarquia dos laços de dependência pessoal a que se acaba de fazer referência; um parcelamento do poder público, criando, em cada região, uma hierarquia de instâncias autônomas que exercem, no seu próprio interesse, poderes normalmente atribuídos ao Estado e, em épocas anteriores, quase sempre da efetiva competência deste. O fragmento de texto acima, da obra de F. L. Ganshof, descreve as linhas essenciais do sistema (A) escravocrata, característico da Antigüidade Clássica ocidental. (B) absolutista, dominante no final da Idade Média na Europa central. (C) feudal, dominante na Europa ocidental nos séculos X, XI e XII. (D) matriarcal, comum aos povos mongóis que fustigavam o Império Romano. (E) mercantilista, desenvolvido após o renascer das rotas comerciais européias.

76 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2003/Questão 04)... Permanecem fechados em salas, onde o calor é maior do que nos dias mais quentes do último verão, até a noite (se atrasarem alguns minutos, um quarto da jornada é descontado), sem intervalos, exceto os quarenta e cinco minutos para o jantar: se comem alguma coisa durante o dia, têm de fazê-lo sem parar de trabalhar. O escravo negro das Índias Ocidentais, mesmo trabalhando sob sol tórrido, tem provavelmente uma brisa suave que, às vezes, o refresca, um pedaço de terra e tempo para cultivá-lo. O escravo fiandeiro inglês não desfruta do céu aberto e das brisas. Enclausurado em fábricas de oito andares, ele não tem descanso até as máquinas pararem e, então, retorna à sua casa, a fim de se recuperar para o dia seguinte. Não há tempo para gozar da companhia da família: todos eles estarão também fatigados e exaustos. Esse não é um quadro exagerado: ele é literalmente verdadeiro. (Black Dwarf, apud Thompson, EP. A formação da classe operária inglesa. Rio: Paz e Terra, 1987) Todas as afirmativas abaixo relacionam-se ao descrito no texto acima, EXCETO uma delas. Assinale-a. (A)A Revolução Industrial tornou pior a vida de milhares de trabalhadores ingleses: aumentou a jornada de trabalho e rebaixou os salários. (B) Os trabalhadores se mostravam dóceis e afáveis se não os molestassem muito, mas isso não surpreende, uma vez que eles eram treinados para trabalhar desde os seis anos de idade. (C) As condições físicas das fábricas, na época, eram péssimas e insalubres, só superadas pela brutal jornada a que eram submetidos os operários. (D) Na primeira Revolução Industrial, ocorreu a substituição da energia gerada pelo vapor pela energia elétrica e pelo petróleo como forças motrizes da produção fabril. (E) Antes das cinco horas da manhã, homens, mulheres e crianças esquálidas, arrancados tão cedo de suas camas e com qualquer tempo, marchavam para as fábricas onde trabalhariam até altas horas da noite.

77 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2003/Questão 05) Se a Inglaterra era o berço das idéias liberais, a França era a pátria das idéias socialistas. O socialismo daqueles primeiros tempos pregava reformas que, em vez de programas reais de transformação da sociedade da época, propunham projetos ideais para a construção da sociedade futura, daí denominarem-se seus seguidores de socialistas utópicos. Desses, os três principais representantes foram (A) Karl Marx, Friedrich Engels e Antonio Gramsci. (B) Kautsky, Bernestein e Rosa de Luxemburgo. (C) Henri de Saint-Simon, Charles Fourier e Robert Owen. (D) Adam Smith, David Ricardo e Thomas Malthus. (E) Voltaire, Jean Jacques Rousseau e Montesquieu.

78 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2003/Questão 06) A luta para alcançar a abolição começou com o primeiro escravo que chegou ao Brasil vindo da África, e,ao longo da escravidão, essa luta envolveu milhares de homens, mulheres e crianças que, pela surda resistência cotidiana, pelo esforço para alforriar-se através da fuga, da construção de quilombos, da organização de revoltas e de outros meios, procuraram afirmar-se como gente. Sobre os quilombos, pode-se dizer que I - são a representação maior da resistência negra ao cativeiro a que os escravos estavam submetidos. II - o número de habitantes, a duração e a estrutura econômica desses sofreram variações durante todo o longo período da escravidão. III- eles questionavam a ordem escravocrata estabelecida e, por isso, foram combatidos pelos senhores de escravos. Quais afirmações estão corretas? (A) Apenas I (B) Apenas II (C) Apenas III (D) Apenas II e III (E) I, II e III

79 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2003/Questão 07) O período regencial ( ) foi marcado por diversas revoltas, em geral, provocadas pelo conflito de idéias entre grupos da camada dominante, dividida entre liberais e conservadores. Essas revoltas, contudo, serviram como estímulo permanente para os movimentos de origem social, que chegaram, inclusive, a ameaçar em algumas regiões do País, a ordem escravocrata. A Cabanagem ( ) e a Balaiada ( ) foram movimentos que se particularizaram na História do Brasil devido (A) à expressiva participação popular. (B) ao conteúdo monarquista de suas propostas. (C) ao caráter pacífico de suas reivindicações. (D) ao apoio que tiveram das classes dominantes. (E) à aceitação de seus projetos pelo governo central.

80 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2003/Questão 08) "Pouparemos a luz elétrica. A conta do mês passado foi alta demais! Acenda todas as velas! Economia em re- gressão. As grandes empresas estão voltando à tração animal! Estamos ficando um país modesto. De carroça e vela! Também já hipotecamos tudo ao estrangeiro, até a paisagem! Era o país mais lindo do mundo (Oswald de Andrade. Abelardo I – O Rei da Vela) Oswald de Andrade, escritor brasileiro, é um dos mais importantes nomes da Semana de Arte Moderna de 1922, que reuniu em São Paulo escritores e artistas. Esse movimento (A)caracterizou-se pela defesa do realismo e do naturalismo contra as velhas tendências românticas. (B) caracterizou-se pela contestação dos velhos padrões estéticos. (C) buscava a renovação das formas de expressão com a introdução de modelos europeus. (D) foi influenciado pelos padrões da estética italiana e norte- americana. (E) foi desencadeado pelo regionalismo gaúcho, que defendia os valores tradicionais..

81 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2003/Questão 09) A República Velha no Rio Grande do Sul caracterizou-se pela influência ideológica do Partido Republicano Rio-Gran- dense (PRR), que buscava uma política de modernização do Estado apoiado em um plano de diversificação global da economia, no qual o desenvolvimento industrial alteraria o perfil tradicional da região, nitidamente pecuarista. Júlio de Castilhos, o ideólogo e estadista máximo desse período, foi praticamente o único autor da Constituição Estadual de 14 de julho de 1891, que se inspirou nas filosofias políticas que influenciaram a linha ideológica do Partido Re- publicano Rio-Grandense, dentre as quais destaca-se a do (A) liberalismo, de Jean Jacques Rousseau. (B) socialismo, de Karl Marx. (C) democratismo, de John Locke. (D) positivismo, de Augusto Comte. (E) economicismo, de Adam Smith.

82 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2003/Questão 10) A questão da justiça individual foi em grande parte esquecida pela filosofia do século XX, entretida com intrincados problemas de lógica ou lingüística de caráter freqüentemente esotérico. Exceção notável a esse respeito foi o norte-americano John Rawls que, ao morrer, em 24 de novembro do ano passado, deixou obra totalmente dedicada à justiça como eqüidade, base de uma vida melhor e mais humana, inspirada na tradição de Sócrates, Platão, Aristóteles e de todos os que puseram a razão e o pensamento a serviço de uma sociedade menos cruel e desigual. Considere as afirmações que seguem, tendo por base a pregação de Rawls: I - Justa é apenas a sociedade em que todos os seus membros desfrutam, de modo pleno e igual, o conjunto das liberdades fundamentais claramente especificadas – os direitos humanos –, sem discriminações e no grau máximo compatível com as liberdades alheias. II - As desigualdades não merecidas determinam um desequilíbrio e, já que as desigualdades de riqueza (herdada) e de dotes naturais não são merecidas, devem ser de alguma forma compensadas, a fim de se proporcionar uma genuína igualdade de oportunidades. III- A distribuição natural (de vantagens) não é justa ou injusta; nem é injusto que as pessoas nasçam na sociedade em alguma posição particular. Esses são simplesmente fatos naturais. O que é justo ou injusto é a maneira pela qual as instituições lidam com esses fatos. Quais estão em sintonia com a pregação de Rawls acerca de justiça e igualdade? (A) Apenas I (B) Apenas II (C) Apenas I e II (D) Apenas II e III (E) I, II e III

83 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2003/Questão 11) Em 1944, o economista Friedrich Hayek escreveu O Caminho da Servidão em que faz apologia de um capitalismo radical, impregnado de um otimismo aistórico e distante da realidade que sobrepõe, de forma absoluta, o indivíduo a qualquer interesse coletivo. Considera, também, que nenhum bem público justifica uma ação governamental, isto é, do Estado. Critica, duramente, a intervenção do Estado na economia e defende, de modo insofismável, o fim do Estado de bem-estar social que, segundo ele, impõe limitações ao pleno florescimento dos mecanismos do mercado. Afirma que a vitalidade da concorrência propicia não só a liberdade individual, mas, também, a possibilidade de prosperidade para todos. À doutrina econômica que, na atualidade, crítica a intervenção do Estado na economia e o Estado de bem- estar social dá-se o nome de (A) mercantilismo. (B) liberalismo. (C) socialismo. (D) neoliberalismo. (E) keynesianismo.

84 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2003/Questão 12) Considere o texto abaixo. "A necessidade de mercados cada vez mais extensos para seus produtos impele a burguesia para todo o globo terrestre. Ela deve estabelecer-se em toda parte [...] Através da exploração do mercado mundial, a burguesia deu caráter cosmopolita à produção e ao consumo de todos os países. Em lugar das velhas necessidades, satisfeitas pela produção nacional, surgem necessidades novas, que, para serem satisfeitas, exigem produtos das terras e dos climas mais distantes [...] Em lugar da antiga auto-suficiência e do antigo isolamento local e nacional, desenvolve-se em todas as direções um intercâmbio universal, uma universal interdependência das nações." (Karl Marx e Friedrich Engels. Manifesto do Partido Comunista, 1848) Em relação ao texto, considere as seguintes afirmações: I - Escrito em 1848, esse texto continua atual, pois seus autores não descreveram a sociedade existente naquele ano, mas sim o processo pelo qual o mundo estava destinado a ser logicamente transformado pelo capitalismo, previsão jamais igualada, antes ou depois. II - O intercâmbio entre as nações parou de crescer em razão da entrada das transnacionais nos países pobres, associada à formação de blocos geopolíticos e comerciais destinados a impedir o crescimento do comércio mundial. III- O quadro desenhado por Marx e Engels é muito semelhante ao encontrado na atualidade, em plena fase de mundialização do capital e aumento dos fluxos comerciais, amplamente designado de globalização. Quais estão corretas? (A) Apenas I (B) Apenas II (C) Apenas III (D) Apenas I e II (E) Apenas I e III

85 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2003/Questão 13) São organizações e agências internacionais dedicadas a sanear, orientar e dinamizar as economias nacionais e a economia internacional e nascem da crescente convicção de que os sistemas econômicos nacionais e internacionais não são auto-reguláveis. No Brasil, a atuação dessas agências tem sido a de administrar as contas nacionais, visando a garantir o pagamento da dívida externa de modo a não causar prejuízos aos investidores e/ou especuladores estrangeiros. Para garantir esse fluxo de capital, impõem ao País uma "cartilha" com várias medidas: controle do déficit público, obrigando o Estado a cortar gastos principalmente com a área social (saúde e educação); diminuição do quadro de servidores, com a dispensa e a não contratação de novos funcionários; retirada das conquistas sociais, tal como previdência social, e aumento das receitas do Estado através do aumento de impostos e da venda de empresas estatais. Essas medidas têm provocado um quadro de grave recessão no País, aumentando o desemprego e a crise social. O texto acima faz uma clara referência (A) ao Fundo Monetário Internacional e ao Banco Mundial. (B) à Organização Mundial do Comércio e ao Banco Interamericano de Desenvolvimento. (C) à Organização das Nações Unidas e ao Acordo Geral de Tarifas e Comércio. (D) ao Fundo Monetário Internacional e à Organização Mundial do Comércio. (E) ao Banco Mundial e ao Acordo Geral de Tarifas e Comércio.

86 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2003/Questão 14) O ataque fundamentalista às torres gêmeas, em Nova Iorque, em 11 de setembro de 2001, foi também sentido violentamente sobre Wall Street, o grande centro do capitalismo financeiro dos EUA e, por extensão, da economia global. A reação do Banco Central norte-americano foi pronta e eficaz, injetando liquidez nos bancos nas semanas seguintes. Tal providência caracterizou (A) uma acertada atitude defensiva, como resposta imediata à política monetária e fiscal, que ajudou a afastar o perigo iminente de uma crise financeira generalizada no centro do sistema. (B) uma atitude desesperada e equivocada das autoridades monetárias norte-americanas que, com sua providência intervencionista, apenas conseguiram agravar a crise financeira internacional. (C) uma manobra que viria apenas a favorecer as disposições especulativas de grupos financeiros que se aproveitariam desses novos recursos para investidas aventureiras sobre os mercados periféricos. (D) uma simples manifestação das teses fundamentais do liberalismo clássico de que o mercado seria capaz de regular-se a si próprio, dispensando quaisquer intervencionismos. (E) a incapacidade de o capitalismo global resistir aos ataques dos países da periferia excluída da órbita do sistema.

87 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. VESTIBULAR 2002 (2) PROVA DE HISTÓRIA COM GABARITO

88 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 01) Refletindo sobre a Civilização da Antiga Grécia, é possível afirmar que I - foi nos tempos do Período Arcaico (iniciado por volta de 800 a.C.) que o padrão urbano da civilização grega clássica começou a se firmar. As fronteiras se fixaram seguindo linhas naturais, onde a cidade e o campo adjacente se transformaram numa comunidade independente, uma cidade-estado. II - a tirania (surgida a partir de 650 a.C.) rompeu com a dominação das aristocracias sobre as cidades. Elas representavam um novo grupo de pro- prietários de terras cuja riqueza havia sido acumulada ao longo do tempo. Seu poder baseava-se em concessões à massa desprivilegiada dos habi- tantes urbanos. III- em quase todas as cidades-estados, salvo Esparta e Tessália, ao final do século VI a.C., reis tradicionais e tiranos foram depostos ou reduzidos a figuras decorativas em razão de um bom motivo: abuso do poder. A autoridade foi retomada pelas aristocracias locais e, dessa maneira, o governo de um só homem deu lugar ao de um grupo. A partir de então, a democracia iniciou seu processo de formação e desenvolvimento. IV - a democracia ateniense atingiu sua plenitude durante o governo de Péricles (461 a 429 a.C.), por meio do estabelecimento dos princípios da isonomia, igualdade de todos perante a lei, da isegoria, igualdade de direito ao acesso à palavra na assembléia, e da isocracia, igualdade da participação no poder. Tratava-se de uma democracia direta, enquanto hoje, nas sociedades ocidentais, vigora a democracia representativa. Quais afirmações estão corretas? (A) Apenas I (B) Apenas II (C) Apenas III (D) Apenas II e IV (E) I, II, III e IV

89 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 02) No contexto das Guerras Púnicas, Roma sofreu em Canas a mais sombria das derrotas. A desforra viria tempos depois, quando Cipião, o Africano, emprestou seu gênio às legiões, levando-as à vitória. Aliás, os conflitos púnicos entre romanos e cartagineses tiveram como causa principal (A) a invasão de Roma por Aníbal Barca, depois de cruzar os Alpes. (B) a disputa pela posse estratégica do Mediterrâneo. (C) o secular ódio que nutriam os romanos pelos povos semitas. (D) a ameaça que representava para Roma a concentração de povos guerreiros ao norte. (E) o estímulo cartaginês a rebeliões de escravos romanos contra os seus senhores.

90 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 03) Sobre as colônias inglesas na América, pode-se dizer que I - os puritanos vieram para o Novo Mundo por iniciativa e às espensas da Coroa Britânica, interessada em patrocinar um projeto de ocupação de seus recentes domínios americanos, para que ali se desenvolvesse uma empreitada colonial a exemplo da que fizeram desenvolver Portugal e Espanha em suas descobertas mais ao sul. II - os puritanos vieram para a América por sua própria iniciativa e às suas próprias custas, fugindo das autoridades que os perseguia por motivos políticos e religiosos. III- as colônias da Virgínia e de Massachusetts foram fundadas por companhias particulares, as quais destinavam seus lucros para financiar equipamentos e transporte para novas migrações. IV - foi apenas no século XVII que os ingleses conseguiram concluir um projeto colonial para as terras de além-mar, dois séculos depois de os reinos ibéricos terem feito o mesmo em seus domínios nas Américas Central e do Sul. Quais afirmações estão corretas? (A) Apenas I (B) Apenas II (C) Apenas III e IV (D) Apenas II, III e IV (E) I, II, III e IV

91 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 04) Com a assinatura do Tratado de Tordesilhas, em 1494, linha imaginária que, contadas 370 léguas náuticas a partir do __________, rumo ao __________, estabelecia um ponto terminal de onde se traçaria um paralelo, de pólo a pólo, dividindo o mundo em duas metades. Por esse acordo, as terras, descobertas ou a descobrir, existentes a oeste, pertenceriam a__________ e as existentes a leste, a __________. Complete o texto acima assinalando a única alternativa que preenche todas as lacunas corretamente. (A) Arquipélago do Cabo Verde – Ocidente – Espanha – Portugal (B) litoral africano – Sul – Portugal – França (C) Arquipélago dos Açores – Ocidente – Holanda – Espanha (D) Cabo Bojador – Oriente – Portugal – Espanha (E) Cabo Branco – Norte – Inglaterra – França

92 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 05) A industrialização na Grã-Bretanha foi muito mais do que o fruto de uma revolução técnica e científica. Ela representou uma mudança social profunda, na me- dida em que transformou a vida dos homens sem se preocupar com os custos sociais e ambientais dessa mudança. No contexto da Revolução Industrial, um aspecto rele- vante é o controle técnico do processo de produção que passou para (A) o definitivo comando do proletariado, detentor dos meios de produção e histórico merecedor dessa função. (B) a órbita do trabalho disseminado e assumido pelas famílias operárias que o desenvolveriam em seus próprios lares. (C) as mãos dos capitalistas, no momento em que se instituiu a divisão e o parcelamento do trabalho. (D) a responsabilidade quase total das crianças, mais dóceis e obedientes ao patrão na realização dos trabalhos. (E) as mãos das unions trade inglesas, precursoras do moderno sindicalismo.

93 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 06) Nação pioneira do processo de industrialização (século XVIII), a Inglaterra passou a difundir internacionalmente os princípios do liberalismo econômico como forma de destruir os monopólios, ampliar o mercado consumidor para os seus produtos e obter matéria-prima a baixo preço para as suas fábricas. Nesse contexto, a Inglaterra desencadeou uma campanha de combate ao tráfico negreiro, forçando sua extinção. Em 1845, o Parlamento britânico aprovou uma lei que permitiu a Marinha de Guerra Inglesa perseguir e aprisionar os "tumbeiros" – os navios negreiros – em qualquer ponto do Atlântico. O texto acima está relacionado com a Lei (A) Bill Aberdeen. (B) Visconde do Rio Branco. (C) Eusébio de Queirós. (D) Saraiva Cotegipe. (E) Áurea.

94 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 07) Sobre o período regencial (1831 ? 1840), são feitas as seguintes afirmações: I - A guarda nacional, criada pelo padre Diogo Antônio Feijó em 1831, reforçou o poder dos latifundiários nesse período, tornando-os representantes locais dos interesses do governo central. II - De seu início até 1837, a Regência pode ser con- siderada uma experiência autoritária e unificado- ra, que restringiu, ainda mais, a autonomia das províncias. III- O período regencial foi um dos mais agitados do Império Brasileiro, com a eclosão de inúmeras re- voltas como a Cabanagem no Pará, a Farroupilha no Rio Grande do Sul, a Sabinada na Bahia e a Balaiada no Maranhão. Quais estão corretas? (A) Apenas I (B) Apenas II (C) Apenas III (D) Apenas I e II (E) Apenas I e III

95 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 08) Em 1877, começou, no Nordeste, uma longa seca que chegou a matar mais de 300 mil pessoas. Isso agravou a situação de penúria da maior parte da população camponesa, que vivia em uma região cuja decadência econômica datava do final do século XVIII e início do XIX. O movimento comandado por Antônio Conselheiro – a Revolta de Canudos – representou uma tentativa de essa população buscar uma alternativa que a retirasse da miséria e da fome. A Revolta de Canudos mostra que (A) a vitória pelas armas contra os jagunços de Antônio Conselheiro foi conquistada muito facilmente. (B) o governo republicano estava atento aos problemas do Nordeste. (C) os governos estaduais dispunham de meios eficientes para atender à população. (D) a decadência econômica do Nordeste havia gerado sérios problemas sociais. (E) muitos políticos brasileiros estavam empenhados no restabelecimento da Monarquia.

96 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 09) Em 1964, o presidente tentou desviar o papel do Estado brasileiro do setor produtivo (investimentos go- vernamentais em energia, transportes, etc.) para o setor social (educação, saúde, habitação, etc.). Pretendia, também, promover uma reforma agrária, que tinha como princípio distribuir terras à população rural de baixa renda. Em oposição à política desse governo, houve a intervenção militar e a implantação da ditadura. O texto acima refere-se ao presidente (A) Costa e Silva. (B) João Batista Figueiredo. (C) João Goulart. (D) Juscelino Kubitschek (E) Ernesto Geisel.

97 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 10) Homem na estrada...me digam quem é feliz, quem não se desespera vendo seu filho no berço da miséria, um lugar onde só tinham como atração o bar e o candomblé pra se tomar a benção, esse é o palco da história que por mim será contada, o Homem na estrada. Equilibrado num barraco, um cômodo mal acabado e sujo, porém seu único lar, seu bem e seu refúgio, cheiro horrível de esgoto no quintal, por cima ou por baixo, se chover será fatal, um pedaço do inferno aqui é onde eu estou, até o IBGE passou aqui e nunca mais voltou, numerou os barracos, fez uma pá de perguntas logo depois esqueceram (Brown, Racionais Mcs.) O texto acima é uma manifestação cultural chamada Rap (abreviatura em inglês para Rhythm and Poetry – Ritmo e Poesia). Sobre esse movimento, considere as seguintes afirmações: I - É uma manifestação cultural de resistência de setores da sociedade brasileira, uma exposição crua do cotidiano que todos já conheciam, mas que permanecia inexplicavelmente escondido, e uma realidade sem maquiagem, narrada por personagens verdadeiros que usam uma linguagem comum a todos. II - Constitui um discurso social de protesto, cujos temas são relacionados à vida da periferia, com denúncias de racismo, falta de oportunidades eco- nômicas e violência sofrida pela população pobre e, sobretudo, negra. Reproduz o puro discurso da periferia, de lugares cujos nomes, ironicamente, começam por "Jardim" ou "Parque". III- Trata-se de uma manifestação cultural que contempla os valores ufanistas e hiperpatrióticos estimulados por políticas de Estado. Quais estão corretas? (A) Apenas I (B) Apenas II (C) Apenas III (D) Apenas I e II (E) Apenas II e III

98 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 11) A charge abaixo retrata de forma crítica a sociedade brasileira. Considere-a. A temática dessa charge está relacionada à I - crise econômica, ao desemprego e às mudanças na política social, que fazem crescer o número de pobres e "sem-teto". II - má distribuição de renda e à concentração da riqueza, que revelam um "apartheid social", ilhas de fartura e bolsões de miséria, os quais compõem o mosaico de contrastes da sociedade brasileira. III- miséria crônica da população brasileira, resultante de uma estrutura econômica perversa. Quais estão corretas? (A) Apenas I (B) Apenas II (C) Apenas III (D) Apenas I e II (E) I, II e III

99 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 12) O Rio Grande do Sul, desde a sua formação, foi constituído nos moldes de uma economia agropecuária, voltada para o abastecimento do mercado interno brasileiro. O principal produto de exportação da economia gaúcha no século XIX era o (A) charque. (B) café. (C) feijão. (D) trigo. (E) milho.

100 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 13) Tem sido visto, com muita apreensão, por cientistas políticos e outros analistas preocupados com a democracia, o avanço célere da extrema direita no cenário político europeu que vem ocorrendo nos últimos tempos. Este avanço começou com a ascensão do Partido da Liberdade, de Haider, o neonazista, na Áustria; na Escandinávia, o Partido Dinamarquês, agremiação populista de direita, por sua vez, também se avoluma. Le Pen, na França, deu o susto que deu, conseguindo chegar ao segundo turno das eleições presidenciais. Já, os holandeses andam prestigiando bastante os intolerantes da Lista Pin Fortuyn, assim como os belgas, com o seu Vlaams Blok, ultra-reacionário. Refletindo sobre o conteúdo do texto acima, pode-se afirmar que esta atual disposição mundial (A)resulta do aumento da consciência cívica das nacionalidades européias, mormente do norte do continente, que se voltam às atitudes libertárias que sempre fizeram parte da estrutura profunda determinada pela formação ancestral e que apenas se encontravam adormecidas desde o final da II Guerra Mundial. (B) decorre de um espírito comum, quase onipresente entre as populações européias, de manifestar a tendência de agir com xenofobia, com alergia ao outro e com etnocentrismo frente à ameaça que elas enxergam à segurança pública, à propriedade e ao ambiente cultural imediato pela presença do migrante estrangeiro. (C) resulta de uma típica reação antixenofobia, bem ao gosto das mais caras tradições européias no campo das liberdades plenas e dos direitos do homem, como já assinalavam os ideais revolucionários de (D) é resultante do gradual abandono da crítica contundente, como costumavam fazer os partidos de esquerda e de centro-esquerda, às posturas racistas e antiimigrantes que grassam pelas mentes das massas ignaras. (E) é mero reflexo da aceitação das teorias multiculturalistas, necessárias ao convívio com as populações migrantes, originadas das antigas colônias emancipadas ao longo do processo de descolonização e que, naturalmente, acabariam por se dirigir ao território das metrópoles de outrora.

101 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 14)...Bush não é meu presidente. Sharon não fala por mim. Nem Arafat. Os palestinos se suicidam, em massa. E o porta-voz do governo americano faz prestidigitação com as palavras, chamando-os de terroristas. Mas, por que eles se suicidam? Os palestinos, todos conhecem a causa de seu martírio. Eles estão expulsos de suas casas e no desespero por não serem ouvidos os seus motivos... (Enio Mainardi, Folha de São Paulo, maio de 2002.) O texto acima refere-se ao conflito da Palestina, ainda em aberto. Assinale, dentre as abaixo citadas, uma das causas que explica a sua continuidade. (A)A insistência palestina em não reconhecer o direito à existência física do povo judeu e de sua entidade jurídico-política, o Estado de Israel. (B) A recusa do governo Bush em reconhecer o direito sobre os territórios da Cisjordânia e da Faixa de Gaza. (C) A contínua e deliberada humilhação e o reiterado abuso moral e físico aos quais é submetida a população palestina pelo governo e pelo militarismo de Israel. (D) O fato de a Organização das Nações Unidas ter voltado às costas ao sanguinolento conflito, estimulando, dessa forma, sua continuidade. (E) O fundamentalismo muçulmano, que continua mantendo uma guerra santa, iniciada aos tempos das Cruzadas, contra todos os povos semitas.

102 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 15) Recentemente, George Soros, o megainvestidor húngaro naturalizado norte-americano, declarou que os mercados globais não admitirão a derrota do candidato governista nas eleições brasileiras que se avizinham. Em caso contrário, ameaça com a crise sem proporções e o caos econômico, nos quais o Brasil seria projetado. Soros diz, também, que, com a vitória do continuísmo, a situação muda e os mercados se acalmarão, pois o capitalismo global não se arriscaria a inviabilizar um país que continuará a ser o melhor aluno do modelo hegemônico. Refletindo sobre as opiniões de Soros, chega-se à conclusão de que elas representam (A)uma legítima pressão sobre o eleitorado brasileiro, contribuindo, dessa forma, para o aprimoramento das instituições democráticas nacionais. (B) uma prática imperialista com reflexos antidemocráticos, na medida em que interferem sobre os eleitores, tentando impedir que eles elejam quem bem entenderem. (C) uma salutar providência no sentido de conduzir o eleitorado, notoriamente sem condições de livre escolha, rumo ao caminho que melhor serve às necessidades do Brasil. (D) uma moderna e bem-vinda tendência de permitir que as nações mais acostumadas à democracia transmitam suas experiências aos países novatos nos meandros da vida democrática. (E) apenas uma atitude preventiva, visando a preservar as novas democracias da ameaça do populismo e do esquerdismo autoritário.

103 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. VESTIBULAR 2002 (1) PROVA DE HISTÓRIA COM GABARITO

104 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. Na Grécia, entre 800 e 600 a.C., surgiu, lado a lado com __________, outro importante centro de poder político que estava destinado a tomar a liderança,durante vários séculos, da política e da civilização de todos os gregos. Era a pólis __________, o centro econômico e político da __________. A alternativa que completa corretamente as lacunas do fragmento acima é (A)Argos – grega – Antigüidade (B) Corinto – lacedemônica – Magna Grécia (C) Esparta – ateniense – Ática (D) Tebas – micênica – Ilha de Lesbos (E) Atenas – espartana – Élida (UERGS – 2002/Questão 01)

105 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 02) Foi Cícero, senador e notável orador romano, quem dividiu o mundo em três grupos: os romanos, os gregos e os bárbaros. Também era ele quem defendia a idéia de que os dois primeiros grupos deveriam se fundir para se opor mais nitidamente ao último. Os bárbaros, um dos três grupos em que o mundo se dividia segundo Cícero, para os romanos eram (A) a plebe insatisfeita e ameaçadora das instituições romanas. (B) os gregos derrotados submetidos à escravidão em Roma. (C) os latifundiários, que haviam minado a pequena propriedade e despovoado a Itália. (D) aqueles que, para além das fronteiras, não estavam ligados ao Império nem eram abrangidos pela civilização. (E) os legionários desertores que formavam bandos de renegados e salteadores de estradas, prejudicando as comunicações entre os domínios romanos.

106 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 03) O feudalismo foi o sistema econômico, político, social e cultural marcante da Europa na Idade Média e vigorou do século V ao século XV, tendo se caracterizado (A) pela posse senhorial da terra, pelo regime de trabalho servil e pelas bases essencialmente agrárias. (B) pelo cultivo da terra por escravos, com produção intensiva, e pelos grandes benefícios para os vassalos. (C) pela divisão da terra em pequenas propriedades e pela utilização de técnicas avançadas de cultivo. (D) pela aplicação do sistema assalariado e pelo trabalho forçado dos vilões nas pequenas propriedades senhoriais. (E) pela inexistência do regime de propriedade da terra, pelo predomínio da economia de comércio e pela organização da propriedade pública.

107 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 04) O Humanismo renascentista assinala, no plano das transformações intelectuais, o início dos chamados "tempos modernos". Essa doutrina pode ser identificada por uma das seguintes afirmações. Assinale-a. (A) Filosofia que buscava recuperar a tradição clássica e os valores gregos e romanos, reinterpretando-os à luz das novas preocupações culturais. (B) Filosofia que caracterizou o Renascimento e lhe imprimiu o caráter de imitação da Antigüidade greco- romana. (C) Doutrina que valorizava o misticismo, o geocentrismo e as realizações culturais da época medieval. (D) Doutrina que buscava valorizar o homem moderno, sendo a recusa em reconhecer todo e qualquer valor à Antigüidade greco-romana a sua principal temática. (E) Movimento que antecedeu ao Renascimento, sendo totalmente absorvido por este.

108 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 05) Na Inglaterra, após casos isolados de destruição de máquinas ao longo do século XVIII, ocorreram três ondas de manifestações violentas: em 1811 e 1812,contra os teares mecânicos; em 1826, contra os teares a vapor, e, em 1830 e 1831, contra debulhadoras mecânicas. Estudos recentes indicam que essas manifestações [...] não seriam movimentos nostálgicos,tentativas de preservação de ofícios em moldes pré-capitalistas, mas, sim, protestos contra a redução dos salários e contra a intensificação dos ritmos de trabalho. Além disso, esse movimento trazia, no seu bojo, demandas por melhores condições de trabalho e,no seu crescimento político, expressava reivindicações de autonomia. O texto acima, transcrito da obra Trabalho e tecnologia: dicionário crítico, organizada por Antonio D. Cattani,refere- se ao movimento denominado (A) sindicalismo. (B) cartismo. (C) unionismo. (D) cooperativismo. (E) luddismo.

109 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 06) O Brasil pós-independência foi sacudido por graves crises. As rebeliões provinciais e as incertezas sobre a forma de organizar o poder central indicavam que a unidade do País não estava garantida. Contudo, a unidade foi mantida e o Estado centralizado vingou em razão de algumas circunstâncias. Dentre outras, considere as abaixo citadas. I - A maioria dos membros da elite imperial era formada por gente que tinha educação de nível superior e profissões em comum, o que lhes conferia homogeneidade e identidade ideológica. Esses foram fatores decisivos para que essa elite se impusesse sobre a população, marcada pela ignorância e pelo analfabetismo grassante. II - Um forte sentimento nacional, há muito, tomara conta dos brasileiros de todas as províncias, o que não teria permitido que as diferenças políticas e os interesses contrariados levassem à separação das regiões envolvidas em conflito. III- As principais províncias brasileiras assentavam sua prosperidade no sistema escravista e suas elites não quiseram se expor a assumir uma separação do Império com o risco de enfrentar sozinhas a poderosa Inglaterra, ferrenha adversária da escravidão. Quais afirmações estão corretas? (A) Apenas I (B) Apenas II (C) Apenas III (D) Apenas I e III (E) I, II e III

110 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 07) A luta secular contra a opressão, contra o latifúndio e contra a miséria estão presentes em alguns dos movimentos revolucionários brasileiros, notadamente o da Cabanagem, no Pará, e o da Balaiada, no Maranhão, explosões ocorridas (A) no período Colonial. (B) durante o Vice-Reinado. (C) no período Regencial. (D) durante a República Velha. (E) no período que se segue ao golpe militar.

111 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 08) A partir da segunda metade do século XIX, as pressões inglesas contra o tráfico de escravos, presentes desde a assinatura dos Tratados de 1810 e reiteradas quando de sua renovação em 1827, eram uma constante. Inserida nesse quadro de pressões contínuas do governo inglês, é promulgada a Lei Eusébio de Queirós, de Essa lei caracterizou-se por ser (A) um tratado pelo qual o governo brasileiro privilegiava a importação de mercadorias britânicas. (B) um ato legal que autorizava a marinha inglesa a apresar navios negreiros em quaisquer oceanos. (C) uma imposição que declarava livres os negros recém-nascidos, filhos de mães escravas. (D) um ato legal que proibia o tráfico de africanos para o Brasil, resultando no fim da importação de escravos. (E) um ato legal que consolidava o poder da aristocracia rural proprietária de terras e de escravos.

112 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 09) "O conceito de modernização assumiu formas e ideo-logias muito diferenciadas em momentos distintos daHistória do Brasil. Na era Vargas, modernizar era sinô-nimo de estatizar. No período que se iniciou com ogoverno Collor, passou a ser sinônimo de privatizar."(Revista Ciência Hoje) Como reflexo da fase estatizante a que se refere o texto, foram criadas a Companhia Siderúrgica Nacional e a Companhia Vale do Rio Doce, o que ocorreu durante (A) a República Velha. (B) o Estado Novo. (C) a redemocratização do País. (D) o período militar pós-64. (E) a Nova República.

113 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 10) O governo JK liderou uma ampla atividade do Estado, tanto no setor de infra- estrutura como no incentivo à industrialização. Considerando esse momento histórico da segunda metade dos anos 50 do século XX, NÃO está correto afirmar que (A)a expressão nacional-desenvolvimentismo, em vez de nacionalismo, sintetizava uma política econômica que tratava de combinar o Estado, a empresa privada nacional e o capital estrangeiro para promover o desenvolvimento com ênfase na industrialização. (B) os resultados do Programa de Metas foram impressionantes. Entre 1955 e 1961, o valor da produção industrial, descontada a inflação, cresceu em 80%, com altas porcentagens nas indústrias de aço (100%), mecânicas (125%), de eletricidade e comunicação (380%) e de material de transporte (600%). (C) o PIB brasileiro cresceu a uma taxa anual de 7% de 1957 a 1961, correspondendo a uma taxa per capita de quase 4%. Levando-se em conta toda a década, o crescimento do PIB nacional per capita foi, aproximadamente, três vezes maior do que o do resto da América Latina. (D) as diretrizes para uma efetiva implantação da indústria partiram do Grupo Executivo da Indústria Automobilística (GEIA), criado por um decreto de Juscelino. Esse grupo propôs que se incentivasse a produção de automóveis e caminhões com capitais privados, especialmente, estrangeiros. (E) um amplo programa de privatização de empresas estatais de infra- estrutura, quase todas criadas ainda sob os governos de Vargas, imprimiu à empreitada desenvolvimentista de Juscelino uma viabilidade real, pois capitais importantes puderam ser liberados, possibilitando inversões nos novos negócios.

114 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 11) Em 25 de agosto de 1961, Jânio Quadros renunciou ao cargo de Presidente da República e abriu, com isso, uma grande crise política no Brasil, tendo o Vice-Presidente eleito, João Goulart, sua posse ameaçada na Presidência por alguns setores da sociedade, especialmente pelos militares. A resistência deflagrada pelo Governo do Rio Grande do Sul a essa tentativa de impedir a posse de João Goulart na Presidência da República ficou conhecida como (A) Passeata dos 100 Mil. (B) Manifesto do Galeão. (C) Movimento pela Legalidade. (D) Queremismo. (E) Marcha da Família com Deus pela Liberdade.

115 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 12) Desde 1975, o mundo passou por, mais ou menos, dez revoluções tecnológicas sucessivas no decurso de duas décadas, algo jamais visto na história da humanidade, o que a deixa, ao ingressar no novo século, no limiar de uma mudança (A)estrutural ímpar do poder político mundial, obrigado a se democratizar em face da difusão das tecnologias entre os países pobres. (B) nos paradigmas técnicos e científicos, capazes de reformular todo o conhecimento acumulado até aqui. (C) no eixo da pobreza mundial, do sentido sul/norte para o sentido norte/sul. (D) estrutural na concentração populacional das grandes cidades, o que tenderá a refluir. (E) no desintegrado segundo mundo, o qual tenderá a ressurgir, como bloco, no cenário internacional.

116 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 13) Ao atingir Arafat e os dirigentes palestinos em situação de debilidade – devido ao apoio que haviam dado a Saddam Hussein, na Guerra do Golfo –, os acordos de Oslo os obrigaram a aceitar um tratado que previa todas as situações abaixo, EXCETO (A) o reconhecimento de um Estado Palestino. (B) a satisfação dos objetivos de Israel. (C) o atendimento às sugestões dos Estados Unidos da América. (D) a permanência de Arafat como interlocutor dos palestinos. (E) o cessar-fogo entre judeus e palestinos.

117 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 14) A Associação pela Taxação das Transações Financeiras para a Ajuda aos Cidadãos (ATTAC), organização internacional que promove uma luta política contra os excessos da globalização das corporações e do mercado financeiro, defende providências identificadas com esse princípio geral, dentre as quais I - a adoção da Taxa Tobin como primeiro passo para inverter o sentido da globalização dominada pelo capital financeiro e especulativo. II - a premência de uma profunda reforma na estrutura econômica internacional, que passe pela modificação ou dissolução do Banco Mundial e do FMI, bem como a abolição dos programas de ajuste estrutural. III- a alteração do curso da globalização, ou mesmo sua canalização, uma vez que é inútil pretender fazê-la refluir, pois fechar novamente as economias provocaria tantos sofrimentos quanto os que a sua abertura infligiu. Quais afirmações estão corretas? (A) Apenas I (B) Apenas II (C) Apenas III (D) Apenas I e III (E) I, II e III

118 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. (UERGS – 2002/Questão 15) A ação militar norte-americana no Afeganistão é uma decorrência dos atentados de 11 de setembro de 2001 que, por sua vez, marcam o apogeu de um movimento que vem se expandindo já há alguns anos no âmago do islamismo. Esse movimento, que abandonou e repeliu qualquer esforço de modernizar o islamismo, na realidade, pretende (A) o reformismo amplo do Islã para equipará-lo às realidades filosóficas mais contemporâneas. (B) a islamização da modernidade, negando tudo o que é laico, tanto ocidental quanto árabe. (C) a adoção de posturas laicizadas em todo o mundo pan- islâmico, à semelhança dos governos da Síria e do Iraque. (D) a negação do fundamentalismo e a busca de interpretações atualizadas dos ensinamentos corâmicos. (E) o reconhecimento da derrota moral e militar do Islã frente à modernidade da sociedade capitalista ocidental.

119 GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro.


Carregar ppt "GRUPOSDEHISTORIA.COM Prof. Alex Pinheiro. VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA COM GABARITO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google