A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Qual a importância do Estudo da Historiografia, o papel da história e do homem. As fontes históricas são importantes para o papel do historiador: Ex: fontes.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Qual a importância do Estudo da Historiografia, o papel da história e do homem. As fontes históricas são importantes para o papel do historiador: Ex: fontes."— Transcrição da apresentação:

1 Qual a importância do Estudo da Historiografia, o papel da história e do homem. As fontes históricas são importantes para o papel do historiador: Ex: fontes escritas, não-escritas,orais,etc. Os povos ágravos, deixaram registros importantes para entendermos suas estrutura de vida: Instrumentos de caça, pesca e coleta. Utensílios domésticos; A descoberta e domínio do fogo que auxiliaram enormemente no desenvolvimento da sociedade; O invento da roda que facilitou os transportes. A sedentarização (revolução Neolítica) foi o ponto alto do período pré-histórico, pois deu ao povo do neolítico condições de constituir grupos humanos a partir do desenvolvimento da agricultura e da domesticação de animais, bem como do uso de metais.

2 NO NEOLITICO SURGEM AS PRIMEIRAS CIVILIZAÇÕES DA HISTÓRIA DOS POVOS QUE ELABORARAM UMA FORMA DE ESCRITA QUE SERVE PARA O COMÉRCIO,O DOMÍNIO POLÍTICO E SOCIAL. O ÉGITO, que nasce as margens do rio Nilo e de suas cheias garante a sua sobrevivencia e sua organização economica, foi politicamente dividido em períodos pré- dinásticos, dinásticos: Formação dos Nomos; Unificação do Norte e do Sul Com a ação política de Menés, que passa a ser o primeiro faraó do Alto e Baixo Egito. Divisão política: Antigo, Médio e Novo Império

3 ANTIGO: unificação política 3200 a.c, Grandes obras arquitetônicas –Quéops, Quefrens e Miquerinos. Apogeu do poder dos faraós bem representado na construção dessas pirâmides, onde por anos o povo teve que trabalhar como escravo ou servo. Grandes obras hidráulicas – Canais de irrigação, diques. MÉDIO : retomada do poder político dos faraós Chegada dos hicsos (militarismo e metalismo) Com um forte domínio graças a utilização do ferro e de cavalos. Hebreus(escravidão e êxodo) Expansionismo econômico NOVO : Reforma religiosa, experiência monoteísta de Amenófis IV. Onde o Faraó tentava diminuir a influência dos sacerdotes e ampliar o seu próprio poder. Reflorescimento cultural; Expansionismo marítimo comercial Declínio dos faraós e fim do império

4 Retalho de povos que habitavam a região do crescente fértil.banhados pelos rios Tigre e Eufrates. SUMÉRIOS: Formaram cidades –estados autônomas Escrita elaborada: Cuneiforme. Que teve grande importância na organização do Estado, pois a partir daí as normas podiam ficar claras para o homem, bem como o transmitir da história evidente. Líder: Patesi-chefe político,militar e religioso. Economia: Agricultura sem a propriedade da terra. ACÁDIOS: povo nômade pastoril Unificação das cidades-estados sumerianas com Sargão I. Teve início na região a dinamicidade política sob uma forte liderança guerreira e economicamente organizada. Acad era a cidade mais importante. Formação do primeiro império mesopotâmico. O rei dos quatro cantos da terra. Construção dos Zigurates e dos canais de irrigação

5 AMORRITAS OU PRIMEIRO IMPÉRIO BABILÔNICO. LEGADO CULTURAL: CÓDIGO DE HAMURÁBI Um dos primeiros código de lei baseado no princípio de Talião – A punição variava de acordo com a posição social (282 artigos e 3600 linhas) Transformou a língua acádia em língua oficial e elevou Marduck a posição de maior destaque. O fim do Império foi marcado por inúmeras invasões. O IMPÉRIO ASSÍRIO. POVO GUERREIRO: Por ser um povo que habitava um território de passagem, se tornou extremamente guerreiro e violento, sendo essa uma das suas principais características, tendo sido o primeiro exército organizado do mundo. Apogeu: Governo de Assurbanipal, onde se teve domínio até o Egito e foi construída uma biblioteca.

6 CAUDEUS: Época do apogeu da região: Grandes domínios territoriais, construção de obras públicas, como os jardins Suspensos da Babilônia e da Torre de Babel, ambos com o uso de escravos de áreas por eles dominados. Nabucodonosor fez o maior imperialismo expansionista. Dominou o corredor sírio-palestiniano, conquistando Tiro a Fenícia, as tribos de Judá levando os hebreus para o cativeiro da Babilônia, invadiu o Egito. Ciro rei da Pérsia conquistou o II Império Babilônico.

7 O legado do povo hebreu consiste, essencialmente, em sua religião - um monoteísmo espiritualista, baseado na fé em Iavé. Este monoteísmo, produto de longa evolução religiosa que culmina com Moisés, exerceu influência através dos séculos e constituiu-se o antecedente direto do cristianismo e do maometismo. O judaísmo influi radicalmente na civilização ocidental, sobretudo através do cristianismo. A divisão histórico-politica foi: O período dos patriarcas, dos juízes e dos reis. Os Hebreus podem ser também estudados pelos seus principais eventos político-religiosos: Êxodo: A Saída do povo do Egito e ida para a terra prometida Cativeiro Babilônico: Escravização do povo pelos Caldeus. Cisma: Divisão das tribos após a morte de Salomão Diáspora: Dispersão dos hebreus pelo mundo sob o domínio de Roma. Sionismo: Retorno do povo a terra prometida (formação de Israel em 1948)

8 Os fenícios tinham como habilidade e necessidade econômica o comércio marítimo. Sociedade talassocrática – governo dos comerciantes do mar; Dividiam-se em cidades-estados, autônomas e interligadas apenas pela cultura e religiosidade. Acreditavam nos deuses animintas e eram politeístas,como Baal –deus protetor e Astarte deusa da fecundidade. Desenvolveram uma forma de escrita utilizando as consoantes que ampliou as comunicações comerciais.

9 Ciro realizou a dominação do Reino da Média e, assim, iniciou a formação de um próspero reinado que durou cerca de vinte e cinco anos. O processo de expansão inaugurado por Ciro foi restabelecido pela ação do imperador Dario, que dominou as planícies do rio Indo e a Trácia. O sátrapa tinha a importante tarefa de organizar a arrecadação de impostos e contava com o auxílio de um secretário-geral e um comandante militar. Para resolver os constantes problemas oriundos da cobrança de impostos, Dario estipulou a criação de uma moeda única (dárico) e a construção de um eficiente conjunto de estradas. Por meio destas, um grupo de funcionários, conhecidos como olhos e ouvidos do rei, fiscalizavam o volume de arrecadação de cada satrápia.

10 Seguidores dos ensinamentos do profeta Zoroastro, os persas possuem uma estrutura de pensamento religioso bastante próxima a de outras crenças, como o judaísmo e o cristianismo. Em suma, acreditam na oposição entre duas divindades (Mazda, o deus do Bem, e Arimã, o deus do Mal) e no fim dos tempos No campo arquitetônico, os palácios persas eram dotados por uma complexa gama de elementos de decoração e jardinagem. Segundo algumas pesquisas, os persas construíram alguns de seus palácios através da escavação de grandes rochas.

11 A cultura Grega e totalmente influenciada pelas culturas creto-micênicas. Povoamento da Grécia: 2000 AC: pastores e agricultores ocuparam a Península do Peloponeso, sendo os principais povos os Aqueus, Eólios Jônios e Dórios. Geografia: Terreno Montanhoso - dificultou o contato entre as cidades - formação de cidades-estados (pólis) - muitas ilhas: favoreceu o comércio marítimo e portos Atenas: o berço da democracia - democracia: governo do povo - as assembléias - cidadãos: homens, nascidos na cidade, adultos e livres - Escravidão: dívidas e guerras - Atenas: desenvolvimento artístico, filosófico e cultural Esparta: a cidade guerreira - formação de soldados para a guerra - educação militar - soldados: falar pouco - mulher: deveria ser uma boa reprodutora

12 Religião Grega: - Politeísta : Zeus (deus dos deuses) / Poseidon (deus dos mares) / Hades (deus dos mortos) / Ares (deus da guerra) Afrodite ( deusa do amor) - deuses: aparência e comportamento de humanos Mitologia Grega - explicações e transmissão de mensagens Entendimento do início das civilizações em especial durante o período cretense e homérico, com o mito do Minotauro e nos escritos épicos de Homero (Ilíada e Odisséia) Arte Grega : - imitação da realidade (esculturas e teatro grego ) A origem das Olimpíadas na Grécia - homenagem a Zeus - esportes ao ar livre


Carregar ppt "Qual a importância do Estudo da Historiografia, o papel da história e do homem. As fontes históricas são importantes para o papel do historiador: Ex: fontes."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google