A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Regiões de Saúde e Contratos Organizativos da Ação Pública da Saúde (COAP) Brasília-DF, 12/03/2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Regiões de Saúde e Contratos Organizativos da Ação Pública da Saúde (COAP) Brasília-DF, 12/03/2013."— Transcrição da apresentação:

1 Regiões de Saúde e Contratos Organizativos da Ação Pública da Saúde (COAP) Brasília-DF, 12/03/2013

2 AUTONOMIA FEDERATIVA EM 3 ESFERAS: – União; – 26 Estados e 01 Distrito Federal; – Municípios (70% com pop < de hab). ASPECTOS GERAIS: Eleições municipais 2012 (Brasil) => mais de 70% de renovação; 75% da população depende exclusivamente do SUS (146 milhões de hab); 25% da população tem plano privado de saúde (46 milhões de hab); 435 regiões de saúde; Fronteira internacional com 10 países. A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

3 8ª Conf. Nac. de Saúde CF Lei (LOS) Lei Lei Lei (CIT, CIB, CONASS, CONASEMS e COSEMS) DECRETO Decreto (CONITEC) LC 141 Decreto (LC 141, SIOPS) NOB NOAS PACTO PELA SAÚDE RESOLUÇÕES TRIPARTITE DA REFORMA SANITÁRIA À BASE LEGAL DO SUS CF/88 (Art. 196) – A saúde é direito de todos e DEVER do ESTADO (...). CF/88 (Art. 198) - As ações e serviços públicos de saúde integram uma REDE REGIONALIZADA e hierarquizada e constituem um SISTEMA ÚNICO (...).

4 DECRETO nº 7.508, de 28 de junho de 2011.

5 REGULAMENTA a LEI 8.080/90, para dispor sobre: Organização do SUS – Regiões de Saúde – Hierarquização (Portas de Entrada, Acesso Ordenado, Fluxo) Planejamento da Saúde – Integrado e Regionalizado – Mapa da Saúde Assistência à Saúde – RENASES – RENAME Articulação Interfederativa – Comissões Intergestores (CIT, CIB e CIR) – Contrato Organizativo da Ação Pública da Saúde (COAP)

6 DEVE CONTER, no MÍNIMO, AÇÕES e SERVIÇOS de: ATENÇÃO PRIMÁRIA; URGÊNCIA e EMERGÊNCIA; ATENÇÃO PSICOSSOCIAL; ATENÇÃO AMBULATORIAL ESPECIALIZADA e HOSPITALAR; e VIGILÂNCIA em SAÚDE. Espaço geográfico contínuo constituído por agrupamento de municípios limítrofes, delimitados a partir de identidades culturais, econômicas e sociais e redes de comunicação e infraestrutura de transportes compartilhados, com a finalidade de INTEGRAR a organização, o planejamento e a execução de ações e serviços de saúde. REGIÕES DE SAÚDE

7 Garantir o acesso resolutivo, em tempo oportuno e com qualidade, às ações e serviços de saúde de promoção, proteção e recuperação, organizados em redes de atenção à saúde, assegurando-se um padrão de integralidade; Efetivar o processo de descentralização de ações e serviços entre os entes federados, com responsabilização compartilhada, favorecendo a ação solidária e cooperativa entre os gestores, impedindo a duplicação de meios para atingir as mesmas finalidades; Buscar a racionalidade dos gastos, a otimização de recursos e eficiência na rede de atenção à saúde, por meio da conjugação interfederativa de recursos financeiros entre outros, de modo a reduzir as desigualdades locais e regionais. REGIÕES DE SAÚDE – OBJETIVOS Fonte: Resolução CIT nº 01/2011

8 O processo de planejamento da saúde será ascendente e integrado, do nível local até o federal, ouvidos os respectivos Conselhos de Saúde, compatibilizando-se as necessidades das políticas de saúde com a disponibilidade de recursos financeiros. Os conselhos de saúde deliberarão sobre as diretrizes para o estabelecimento de prioridades (Art.30, LC 141). PLANEJAMENTO DA SAÚDE

9 Descrição geográfica: distribuição de recursos humanos e de ações e serviços de saúde ofertados pelo SUS e iniciativa privada. Utilizado na identificação das necessidades de saúde. Orienta o planejamento integrado dos entes federados, contribuindo para o estabelecimento de metas da saúde. Auxilia a tomada de decisão quanto às intervenções no território e à direcionalidade do investimento. PLANEJAMENTO DA SAÚDE – MAPA DA SAÚDE

10 ESTRUTURA DO SISTEMA DE SAÚDE (Cap. Instalada / Oferta e Cobertura) REDES DE ATENÇÃO PRIORITÁRIAS CONDIÇÕES SOCIOSSANITÁRIAS (Morbidade / Mortalidade / Indicador Nacional de Acesso / Dados Socioeconômicos) FLUXOS DE ACESSO RECURSOS FINANCEIROS GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO NA SAÚDE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, PRODUÇÃO E INOVAÇÃO EM SAÚDE GESTÃO EM SAÚDE MAPA DA SAÚDE – CONTEÚDOS Fonte: Doc. Diretrizes do Planejamento

11 MAPA DA SAÚDE (SITE):

12 Compreende todas as ações e serviços de promoção, proteção e recuperação oferecidos pelo SUS à população para atender à integralidade da assistência à saúde. Portaria GM/MS nº 841, de 08/05/2012, publica a RENASES. RELAÇÃO NACIONAL DE AÇÕES E SERVIÇOS DE SAÚDE - RENASES

13 Compreende a seleção e a padronização de medicamentos indicados para atendimento de doenças ou de agravos no âmbito do SUS, garantindo ao usuário o acesso ao tratamento medicamentoso. Portaria GM/MS nº 533, de 28/03/2012, publica a RENAME. RELAÇÃO NACIONAL DE MEDICAMENTOS ESSENCIAIS - RENAME

14 CIR CIB CIT GESTÃO COMPARTILHADA DA SAÚDE – ARTICULAÇÃO INTERFEDERATIVA – COMISSÕES INTERGESTORES (CIT, CIB e CIR): instâncias de pactuação consensual entre os entes federativos para a definição das regras de gestão compartilhada do SUS, com vistas à organização e ao funcionamento das ações e serviços de saúde integrados em redes de atenção à saúde. NO ÂMBITO NACIONAL NO ÂMBITO DO ESTADO NO ÂMBITO DA REGIÃO DE SAÚDE

15 CIR Monitorar e Avaliar a execução do COAP Pactuar sobre o rol de ações e serviços que serão ofertados na região (RENASES) Pactuar sobre o elenco de medicamentos que serão ofertados na região (RENAME) Incentivar a participação da comunidade Elaborar seu regimento interno Criar câmaras técnicas permanentes para assessoramento Pactuar as responsabilidades individuais e solidárias a serem incluídas no COAP Pactuar sobre o Planejamento Regional Integrado, a partir dos Planos de Saúde de cada ente, aprovados pelos Conselhos de Saúde COMPETE à CIR: Fonte: Resolução CIT nº 01/2011

16 O produto do processo de planejamento integrado realizado na região... COAP – Contrato Organizativo da Ação Pública da Saúde PLANEJAMENTO REGIONAL INTEGRADO DO SUS

17 Acordo de colaboração entre os entes federativos para a organização da rede interfederativa de atenção à saúde. O objeto do COAP é a organização e a integração das ações e dos serviços de saúde, sob a responsabilidade dos entes federativos em uma Região de Saúde, com a finalidade de garantir a integralidade da assistência aos usuários. CONTRATO ORGANIZATIVO DA AÇÃO PÚBLICA DA SAÚDE - COAP -

18 Fonte: CONTRATO ORGANIZATIVO DA AÇÃO PÚBLICA DA SAÚDE - COAP -

19 Anexo I - Mapa da Saúde, com Análise Situacional e Caracterização dos Entes e da Região de Saúde Anexo II – PGASS, Renases, Rename e Investimentos Anexo III – Responsabilidades pelo Referenciamento dos usuários e PCEP Quadro com Diretrizes, Objetivos, Indicadores e Metas Regionais PARTE I Responsabilidades Organizativas PARTE II Responsabilidades Executivas PARTE III Responsabilidades Orçamentário- Financeiras PARTE IV Responsabilidades M&A e Auditoria ESTRUTURA do COAP

20 Parte II do COAP Diretrizes Nacionais do SUS expressas no COAP (11/14) 12. Implementação de novo modelo de gestão Região de Saúde Planejamento Regional CONTRATO ORGANIZATIVO DA AÇÃO PÚBLICA 7. Promoção e Vigilância em Saúde 1. Fortalecimento da Atenção Básica 11. Valorização dos profissionais de saúde 8. Assistência Farmacêutica 6. Articulação do subsistema de Saúde Indígena 3. Rede Cegonha 2. Rede Urgência- Emergência 4. Rede de Saúde Mental 13. Ganhos de eficiência para o SUS 5. Atenção às doenças crônicas e ao idoso

21 RESPONSABILIDADES PELO MONITORAMENTO, AVALIAÇÃO E AUDITORIA A avaliação de desempenho do contrato deverá observar padrão nacional, considerando: Índice de desempenho do SUS (IDSUS); As Metas do contrato. A avaliação da execução do COAP será realizada por meio do Relatório de Gestão Anual. Cabe a cada componente do SNA, fiscalizar a execução do COAP (cumprimento de metas e aplicação de recursos). ESTRUTURA do COAP – PARTE IV

22 Implementado em cada Região de Saúde e assinado pelos 3 entes federados: – União (Ministério da Saúde) (Ministro de Estado da Saúde) – Estados (SES) (Governador e Secretário de Estado da Saúde) – Municípios (SMS) (Prefeito e Secretário Municipal de Saúde) NORMAS GERAIS E FLUXOS DO COAP - ASSINATURAS

23 Processo de apuração de responsabilidades e ajustamento pelo descumprimento do contrato: O descumprimento de qualquer das cláusulas, condições e programações previstas no contrato será objeto de discussão na CIR, sempre com vistas à sua regularização. SANÇÕES ADMINISTRATIVAS DO COAP

24 RELATÓRIO QUADRIMESTRE ANO ANTERIOR RELATÓRIO QUADRIMESTRE ANO ANTERIOR Relatório de Gestão ANO ANTERIOR RELATÓRIO QUADRIMESTRE ANO EXERCÍCIO RELATÓRIO QUADRIMESTRE ANO EXERCÍCIO RREO ANO EXERCÍCIO RELATÓRIO QUADRIMESTRE ANO EXERCÍCIO RELATÓRIO QUADRIMESTRE ANO EXERCÍCIO RREO ANO ANTERIOR RREO ANO EXERCÍCIO JAN FEV MAR MAI JUL AGOSTO SET OUT NOV DEZ ABRIL JUN Linha do Tempo dos Relatórios Execução orçamentária (SIOPS – específico da saúde) Execução geral da saúde, metas, indicadores, resultados, auditorias, etc.

25 Sistema de Apoio ao Relatório de Gestão (SARGSUS)

26 Estados que firmaram o COAP em 2012: Ceará – 20 COAP Mato Grosso do Sul – 04 COAP Todos os demais Estados encaminharam agenda (Pt. GM/MS n 2.979/2011) para a elaboração do COAP. AGENDA COAP 2012 e 2013

27 Obrigado! Ministério da Saúde Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Departamento de Articulação Interfederativa


Carregar ppt "Regiões de Saúde e Contratos Organizativos da Ação Pública da Saúde (COAP) Brasília-DF, 12/03/2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google