A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Relações entre consciência e explicitação linguística e o desenvolvimento da competência de leitura João Costa FCSH – Universidade Nova de Lisboa V Conferência.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Relações entre consciência e explicitação linguística e o desenvolvimento da competência de leitura João Costa FCSH – Universidade Nova de Lisboa V Conferência."— Transcrição da apresentação:

1 Relações entre consciência e explicitação linguística e o desenvolvimento da competência de leitura João Costa FCSH – Universidade Nova de Lisboa V Conferência do Plano Nacional de Leitura Lisboa, setembro de 2011 João Costa FCSH – Universidade Nova de Lisboa V Conferência do Plano Nacional de Leitura Lisboa, setembro de 2011

2 Sumário Relevância do conhecimento explícito da língua para sucesso na leitura. Implicações para didática da leitura. Implicações para a formação de docentes.

3 Ponto de partida Leitura – competência transversal a todo o conhecimento. Leitura Acesso a informação Sentido estético CulturaValoresCidadania Mas o que está envolvido no desenvolvimento da leitura?

4 Leitura O bom LEITOR: - Gosta de ler - Lê muito - Lê rapidamente - Lê eficientemente (interpreta o que lê)

5 Conhecimento Explícito da Língua Condição de sucesso para situações como: - Reflexão para uso sustentado - Compreensão e tolerância à variação - Auto-confiança linguística (Duarte 2008)

6 Transversalidade na LM LeituraEscrita Produção Oral Compreensão Oral CEL

7 Relevância do conhecimento sobre língua para sucesso na leitura Ler envolve: DESCODIFICAR INTERPRETAR RELACIONAR (Martins & Niza 1998) Pressuposto: sabemos o que está envolvido em cada um destes processos.

8 Níveis de análise linguística Fonética e Fonologia Morfologia Sintaxe Semântica Léxico Texto Pragmática

9 Níveis de análise linguística Fonética e Fonologia Morfologia Morfologia Sintaxe Sintaxe Semântica Semântica Léxico Léxico Texto Texto Pragmática

10 Morfologia IM-POSSIBIL-IDADEPENSA-DOR IN-VISIBIL-IDADEFUMA-DOR IN-CAPAC-IDADELAVA-DOR I-MORTAL-IDADEBRINCA-DOR Análise morfológica permite reflexão sustentada sobre formatos de palavras e antecipação de significados (e.g. Carslile 1995)

11 Léxico Duarte (2008):

12 Léxico Duarte (2008):

13 Sintaxe A. Costa (2005) Exemplos: - Leitura de ordens não-canónicas; - Leitura de frases complexas. -Relevância para LEITURA orientada. -Grande interação com processos psicolinguísticos associados à LEITURA.

14 Semântica Santos (2002): recuperação de antecedentes de pronomes. A. L. Costa (2010): compreensão de contrastes com conetores como mesmo se. Costa, Lobo e Silva (2011), Costa, Lobo e Grillo (2011): compreensão de orações relativas de objeto.

15 Texto PISA: - Bom leitor lê, eficientemente, GÉNEROS diferenciados. Coutinho (2003, 2006, 2009), entre outros: - Pistas textuais diferenciam GÉNEROS (marcas de registo, marcas de subjetividade, etc.) Leitura de texto e hipertexto.

16 Paratexto Antecipação de hipóteses de leitura condicionada por aspetos paratextuais: - Configuração da imagem gráfica; - Imagens (Baptista, Luegi, Faria e Costa 2010); - Suporte. …

17 Contexto Coordenadas comunicativas, referência e enquadramento PODEM ser importantes (certamente condicionam leitura, mas nem todas são cruciais).

18 Relevância para práticas CRIAÇÃO DE LEITORES EFICIENTES implica: - Trabalho sólido que potencie desenvolvimento da Consciência Linguística. - LEITURA desenvolve-se através da leitura, mas também através do CONHECIMENTO EXPLÍCITO.

19 Relevância para práticas Didática da leitura será mais relevante se: - Orientar leitores para a interpretação de áreas de maior dificuldade em função de processamento e desenvolvimento; - Tornar os leitores conscientes dos potenciais focos de dificuldade; - Permitir que os leitores tenham ao seu dispor instrumentos que tornem a leitura mais rápida e eficiente.

20 Relevância para práticas CRIAÇÃO DE LEITORES EFICIENTES implica: - Gestão de intervenção para desempenhos. - Critérios linguísticos na seleção de textos (e não apenas temáticos ou tradicionais). Dissociação clara entre promoção de desempenhos na leitura e animação da leitura - Dissociação clara entre promoção de desempenhos na leitura e animação da leitura.

21 Gosto de Ler Consigo Ler

22 Relevância para a formação Cabe às entidades e programas responsáveis pela formação inicial e contínua de professores assegurar que formação para ensino da LEITURA inclui: - Conhecimento sobre processamento da leitura; - Conhecimento sobre desenvolvimento da linguagem e desenvolvimento da leitura; - Metodologias de leitura orientada em função do desenvolvimento; - Explicitação de critérios para seleção de corpora textuais que assegurem progressão quantitativa e qualitativa na leitura.

23


Carregar ppt "Relações entre consciência e explicitação linguística e o desenvolvimento da competência de leitura João Costa FCSH – Universidade Nova de Lisboa V Conferência."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google