A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

NELLY MOULIN UNIVERSO VILMA PEREIRAUNIVERSO MARIA APARECIDA TRARBACH UNIVERSO FORMAÇÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "NELLY MOULIN UNIVERSO VILMA PEREIRAUNIVERSO MARIA APARECIDA TRARBACH UNIVERSO FORMAÇÃO."— Transcrição da apresentação:

1 NELLY MOULIN UNIVERSO VILMA PEREIRAUNIVERSO MARIA APARECIDA TRARBACH UNIVERSO FORMAÇÃO DO TUTOR PARA AS FUNÇÕES DE ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM À DISTÂNCIA

2 Objeto do estudo: disparidades na concepção e prática da tutoria Questões analisadas: A tutoria pode ser considerada opcional? Caso seja considerada essencial, exige formação específica? quais as principais funções da tutoria? Como exercer as funções avaliativas à distância?//

3 Pressupostos básicos: Aprendizagem à distância: – Pressupõe auto-aprendizagem/ aluno protagonista do processo / trabalho independente. – Sistematicamente organizada em torno de uma proposta pedagógica bem definida; – O aluno estuda sem a imediata supervisão do professor.//

4 Perfil do aluno de EaD Capaz de aprender a aprender e de realizar estudos independentes. Maduro e responsável. Participa de todo o processo, desde a formulação dos objetivos, até a avaliação da aprendizagem. Administra o tempo de estudos, pesquisas e elaboração de tarefas.//

5 A tutoria pode ser considerada opcional? Auto-aprendizagem não dispensa orientação pedagógica. Sistematização e execução da proposta didático-pedagógica exige conhecimentos específicos. Aprendizagem independente não dispensa relação dialógica, interatividade, avaliação e acompanhamento. Distância não significa isolamento.//

6 A tutoria pode ser considerada essencial! Consideramos essencial a existência de um setor de tutoria, com atribuições de: – Elaborar a proposta pedagógica; – Promover a orientação acadêmica, e a interatividade – Promover a orientação pedagógica e apoio para dissipar dúvidas e dificuldades. – Acompanhar, avaliar e re-planejar todo o processo.//

7 Como se forma um tutor? As bases da formação do tutor não difere da formação do professor do ensino presencial. A formação do tutor tem especificidades relacionadas com: –Questões sócio-afetivas, estratégias de contato e de interação com os alunos. –Mediação pedagógica à distância; –Novas Tecnologias da Comunicação e Informação –Estratégias de Mudanças e Inovações Tecnológicas. –Formação na prática tutorial.//

8 FUNÇÕES DO TUTOR Mentor e Conselheiro Relacionada ao saber-ser = formação de valores, hábitos de estudo independente, atitude responsável, auto-afirmação, Orientador da Aprendizagem Voltada para a formação do saber e do saber fazer Avaliador – acompanha, avalia, intervém e re-orientar a aprendizagem.//

9 Função de Mentor e Conselheiro o suporte que os alunos buscam nos serviços de tutoria é apenas parcialmente de cunho acadêmico, pois este também tem um caráter socializador muito forte, que permite ao aluno construir uma relação mais próxima com o tutor e com seus colegas (Silva, 2003, p ).

10 Função de Mentor e Conselheiro: sistemática Primeiro passo: Utilização de estratégias de levantamento do perfil psico-pedagógico do aluno. a prática do levantamento do perfil do aluno e do levantamento de situações-problema que representem a realidade concreta no ensino a distância tem se mostrado excelente auxiliar nas atividades de ensino, de avaliação e de pesquisa Conhecendo melhor o aluno e o seu contexto podemos responder com mais firmeza aos seus anseios e as suas necessidades. Monat e Moulin, 2000)

11 Função de Mentor e Conselheiro: sistemática Motivação e incentivos constantes Sugerir atividades sistemáticas que ensinam a aprender e formam hábitos de estudo Estimular auto-confiança, iniciativa, criatividade, tomada de decisão. Promover a comunicação, o diálogo entre colegas, inter-institucional, salas de chats.//

12 Função de Orientador da Aprendizagem: sistemática Partir da análise do perfil do aluno, para identificar conhecimentos, interesses, objetivos do aluno. Distinguir limites entre impor caminhos e propor direções Oferecer múltiplas informações em imagens, sons e textos; vários percursos para elaborar as informações. Estimular para que o aluno crie novas informações, novos percursos, participando como co-autores do processo (SILVA, 2003,p.55)/.

13 Função de Orientador da Aprendizagem: sistemática Estimular o exercício de operações de pensamento = observação, comparação, raciocínio, análise, síntese, julgamento, crítica, entre outras constitui o caminho para a construção da autonomia e da habilidade de realizar estudos independentes. Autonomia = pensar por si próprio, emitindo seus próprios julgamentos e não repetindo simplesmente o que ouve ou lê. (Lipman, 1995)

14 Função de Avaliador: sistemática Acompanhamento e registro das atividades e a produção dos alunos. Análise dos registros, intervenção. Estímulo à auto-avaliação O uso do portfólio (Moulin, 2001) =Local para colecionar todos os passos percorridos pelo aluno ao longo da trajetória de sua aprendizagem //

15 Tratamento do erro: sistemática * Verificar se existe efetivamente erro do aluno, má formulação da questão pelo professor ou distorção na leitura e na compreensão da questão pelo aluno. * Orientar a busca do aluno para identificar como e por que errou. Como chegou à resposta incorreta? Que tipo de raciocínio levou ao erro? O que faltou para chegar à resposta correta? Em que momento a resposta se desviou da linha de raciocínio? * Descoberta a causa do desvio, o próprio aluno deve buscar reorientar seu estudo e seu entendimento do tipo de questão. O que deve re-estudar? Que leituras complementares deve fazer? //

16 Auto-avaliação como fator de crescimento A participação ativa na superação do erro favorece que o aluno desenvolva: – independência e autonomia com relação ao professor; – maior responsabilidade sobre a aprendizagem; – oportunidade de aprender a partir do erro. com benefícios significativos para o seu próprio crescimento; – auto-confiança e segurança pela participação na busca individual da superação do erro – motivação, por vislumbrar a chance de crescimento oferecida pela revisão e reorientação da ação.//

17 Síntese: A tutoria é elemento essencial no processo de aprendizagem á distância. A formação do tutor tem suas bases na formação do professor de ensino presencial As principais funções da tutoria objetivam apoiar a aprendizagem a distância visando a formação do saber, do saber-fazer e do saber-ser

18 Sintese As funções avaliativas têm especial relevância para a garantia da efetivação e da qualidade aprendizagem à distância. A análise das sistemáticas de avaliação e auto-avaliação demonstra a capacidade da função avaliativa para influir no desenvolvimento do aprender a ser, do aprender a aprender e do aprender a fazer. Grande parte do sucesso da educação a distância pode estar nas funções exercidas pelo tutor que acompanha e avalia o processo de aprendizagem, em estreita parceria com o aluno, sempre atento ao seu compromisso maior: O compromisso com a Qualidade


Carregar ppt "NELLY MOULIN UNIVERSO VILMA PEREIRAUNIVERSO MARIA APARECIDA TRARBACH UNIVERSO FORMAÇÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google